Home [Destaque N2], Notícias

Sea Shepherd continua impedindo a caça de baleias por japoneses

Por Raquel Soldera (da Redação)

O navio da Sea Shepherd, Steve Irwin, se juntou ao navio Bob Barker esta manhã, às 7h (horário de Sydney). Ambos os navios da Sea Shepherd estão agora atrás do baleeiro japonês Nisshin Maru.

A frota japonesa estava correndo rápido em sentido ao nordeste da costa da Antártida, não sabendo que o Steve Irwin estava em um curso a sudoeste, vindo diretamente em sua direção.

O Steve Irwin ficou imóvel atrás de um iceberg, durante duas horas, a uma distância de trinta quilômetros, para permitir que o Nisshin Maru continuasse em sua direção. A uma distância de apenas três milhas, o Steve Irwin começou a interceptar o Nisshin Maru.


Navio Steve Irwin intercepta baleeiro japonês. (Foto: Glenn Lockitch / Sea Shepherd)


Assim que o navio Steve Irwin passou pelo Nisshin Maru, o baleeiro japonês ligou os canhões de água, mas ficou surpreso quando o Steve Irwin respondeu com um canhão de água ainda mais poderoso.


Canhões de água são acionados pelos navios. (Foto: Glenn Lockitch / Sea Shepherd)


O Steve Irwin está atualmente atrás do Nisshin Maru, ao lado esquerdo do baleeiro japonês. Em frente ao Steve Irwin está o navio Bob Barker.

Seguindo a rota do Nisshin Maru estão os navios japoneses Shonan Maru 2, Yushin Maru 1 e Yushin Maru 2. Não há nenhum sinal do Yushin Maru 3.

Os seis navios, dois da Sea Shepherd e quatro navios da frota japonesa, estão dirigindo em velocidade máxima no oceano da Antártida.

“Nem uma única baleia morreu desde que o Bob Barker interceptou a frota no sábado (6). Agora é o terceiro dia que a frota baleeira tem sido incapaz de matar uma baleia. Temos a intenção de transformar estes três dias livres de caça em uma semana”, disse o capitão e fundador da Sea Shepherd, Paul Watson. “Estou confiante de que mais uma vez vamos cortar suas quotas de matança de baleias e vamos mais uma vez atrapalhar os seus lucros”.

O Steve Irwin e Bob Barker têm combustível suficiente para prosseguir com a frota baleeira durante mais um mês.

“Não importa para onde vão, leste ou oeste ao longo da costa da Antártida”, disse o primeiro oficial do navio Steve Irwin, Locky MacLean. “Pretendemos manter a posição na retaguarda, como se estivéssemos colados a eles, e não vamos permitir que uma única baleia seja embarcada no convés daquele matadouro sujo flutuante”.

Há 41 tripulantes (29 homens e 12 mulheres) a bordo do Steve Irwin, vindos da Austrália, Bermudas, Brasil, Canadá, Estônia, França, Japão, Hungria, Holanda, Nova Zelândia, Polônia, África do Sul, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos (15 nacionalidades). Há 30 tripulantes (6 mulheres e 24 homens) a bordo do Bob Barker, vindos da Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Suécia, Reino Unido e África do Sul (6 nacionalidades).

Com informações de Sea Shepherd

​Read More