Notícias

Rapper Common afirma que o veganismo mudou a sua vida

Divulgação

Em entrevista para Vogue, o ativista e cantor de hip-hop, Common, conhecido por suas letras que abordam sobre amor próprio e espiritualidade, revelou que deixou de consumir carne há muito tempo.

O cantor admite que foi influenciado pelo produtor musical KRS-One, que é referência em vegetarianismo no contexto da cultura hip-hop dos anos 80.

Nos anos 1990, Common aderiu uma dieta totalmente livre de crueldade contra animais e como começou a se exercitar para ter uma vida mais saudável. Hoje o rapper garante que com essa mudança passou a ser mais focado, empático e amoroso.

Common conta que essa tornou-se a verdadeira base um estilo de vida melhor e mais feliz e que ao perceber isso, passou a ter mais controle sobre si mesmo.

Além de não consumir mais produtos de origem animal, o ativista passou a ter uma alimentação mais saudável, eliminando frituras e alimentos ricos em calorias vazias.

Durante uma entrevista à revista Vogue, Common falou sobre seu novo canal no YouTube, o Com+Well, focado em suas experiências sobre como alcançar uma qualidade de vida melhor.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Editora-chefe da Vogue, Anna Wintour, é vista utilizando casaco sustentável

Wintour está no comando da revista há mais de três décadas


StellaMcCartney/Instagram

Recentemente, a editora-chefe da Vogue, Anna Wintour (70), apareceu vestindo um casaco de pele artificial sustentável da estilista Stella McCartney.

A designer britânica, criadora do casaco sustentável, ao saber da notícia,  fez uma postagem no Instagram agradecendo a editora-chefe da Vogue: “Momento de orgulho” , escreveu ela no Instagram. “Anna em #FurFreeFur!” (#livredepele). Além disso, completou: “Você está encontrando a mudança (se referindo ao casaco de origem sustentável)”.

De acordo com o site Livekindly de quarta-feira (22), Wintour está no comando da marca italiana Vogue há mais de três décadas e se diz consciente sobre a adoção da nova tendência mundial. Em entrevista à CNN em abril do ano passado, ela declarou : “Todo mundo está preocupado com a crise climática e o que deve ser feito para ajudar”.

Ela continuou: “E, obviamente, estamos muito cientes (se referindo à Vogue), como as outras indústrias. Sabemos que estamos em falta com o meio ambiente e com os animais, mas faremos o possível para corrigir isso o mais breve possível”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Vogue diz que dieta vegetariana estrita é tendência para 2020

Vegetais são tendência de refeição para 2020 | Foto RitaE/Pixabay

Recentemente, a Vogue britânica classificou a dieta baseada em vegetais como uma das maiores tendências de bem-estar para 2020.

Artigo de Emma Strenner diz: “De acordo com a The Vegan Society, apenas 40% da população global consumirá carne [de matadouros] até 2040″. Ainda como alternativas de alimentação, o artigo coloca a Impossible Foods e a Beyond Meat como grandes empresas que estão substituindo a proteína animal pela à base de plantas, enquanto a Field Roast, usa proteínas de ervilha, lentilha, grão-de-bico e trigo.

Além disso, o artigo também cita documentários como The Game Changers, Carnage e Cowspiracy por “trazer à luz os benefícios de dietas à base de plantas” e a revista explica a distinção entre ser vegetariano e vegano. Concluindo, a Vogue cita um estudo de Oxford, que sugere que a melhor maneira de reduzir o impacto ambiental é adotar uma dieta baseada em plantas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Revista Vogue elogia Miley Cyrus por promover estilo de vida livre de crueldade animal

A cantora vegana Miley Cyrus foi elogiada pela revista Vogue (Foto: VegNews)

A revista internacional de moda Vogue recentemente aplaudiu a cantora vegana Miley Cyrus por defender a moda livre de animais.

Enquanto estava em Londres promovendo seu novo single “Nothing Breaks Like a Heart”, com Mark Ronson, Cyrus aproveitou a ocasião para mostrar roupas totalmente veganas.

A celebridade foi flagrada usando peles artificiais vintage por Vivienne Westwood e botas de cowboy de couro vegan por Casadei.

Em outra ocasião, ela usava botas Stella McCartney com uma minissaia da Chanel.

“Com versões veganas de peles, couro e lã, todas em seu guarda-roupa, Cyrus prova que pular os materiais autênticos não significa sacrificar o estilo”, escreveu a escritora da Vogue Janelle Okwodu.

“Com mais e mais marcas desistindo de peles exóticas e banindo práticas prejudiciais em favor de alternativas, as roupas progressistas da Miley são mais do que um momento de estilo de celebridade”.

“Elas são uma prévia de como todos nos vestiremos no futuro próximo”.

No início deste mês, Cyrus lançou uma linha de férias de 25 peças com a Converse, sua terceira linha vegana feita em colaboração com a marca de roupas.

​Read More
Miley Cyrus lançou peças de sua marca de moda vegana recentemente e está propagando o veganismo em eventos de moda. (Foto: Vogue)
Notícias

Miley Cyrus se posiciona a favor da moda vegana no baile Met Gala

A artista Miley Cyrus, vegana e ativista dos direitos animais, usou sua plataforma no tapete vermelho do evento de moda Met Gala para promover o a moda vegana, o veganismo em si e escolhas mais sustentáveis.

Durante uma entrevista recente no tapete vermelho com a Vogue no baile “Met Gala”, grande e reconhecido evento de moda, a cantora vegana Miley Cyrus fez uma declaração ousada em apoio à moda vegana. “Estou muito animada por fazer parte disso porque este momento pode ser sobre tantas coisas diferentes”, disse Cyrus.

Miley Cyrus lançou peças de sua marca de moda vegana recentemente e está propagando o veganismo em eventos de moda. (Foto: Vogue)
Miley Cyrus lançou peças de sua marca de moda vegana recentemente e está propagando o veganismo em eventos de moda. (Foto: Vogue)

“Para mim, eu quero trazer uma mensagem que é o veganismo, e que não tem que existir tortura no mundo fashion”, ressaltou a cantora.

A estilista vegetariana Stella McCartney, que estava ao lado de Cyrus durante a entrevista, disse: “Você pode seja elegante e sustentável ao mesmo tempo”. Na semana passada, Cyrus lançou uma linha de moda vegana de 38 peças em colaboração com a Converse e a promoveu no talk show “Jimmy Kimmel Live”.

​Read More
Notícias

Emma Watson usa roupas veganas de Stella McCartney em capas da Vogue

A atriz Emma Watson, conhecida por sua preocupação humanitária e seus hábitos de consumo conscientes, apareceu nas últimas capas da revista Vogue usando roupas veganas da estilista Stella McCartney.

Foto: Livekindly

Watson aparece em ambas as capas alternativas da revista Vogue Australia na edição de Março de 2018, que ela compartilhou com seus seguidores no Instagram. Watson também atuou como editora convidada na edição que discute a sustentabilidade e o futuro.

Em seu post no Instagram, a atriz escreveu que estava orgulhosa em participar da edição da Vogue.

Embora não existam regulamentos sobre o uso do termo “moda sustentável”, muitas vezes isso significa uma dependência de tecidos como algodão orgânico ou bambu, utilização da agricultura regenerativa, materiais reciclados e, em muitos casos, a abstenção de subprodutos animais.

Além de cruéis, o couro, a lã, pelos, peles e as penas de animais são menos sustentáveis que as alternativas veganas. A exploração animal é uma das principais contribuintes para os gases de efeito estufa e alguns processos como a indústria do curtimento do couro, também representam graves perigos para o meio ambiente e a saúde humana.

Stella McCartney também anunciou as capas da revista no Instagram. “@EmmaWatson usa Stella em ambas as capas da edição de março de 2018 da @VogueAustralia fotogradada por @therealPeterLindbergh. Emma também editou a reportagem ‘Construindo o futuro’, que se concentra na sustentabilidade dentro da indústria da moda”, escreveu.

Esta não é a primeira vez em que Emma Watson promoveu a sustentabilidade na moda. Em 2016, a atriz usou um vestido feito com garrafas de plástico recicladas na Met Gala. Emma compartilhou uma mensagem sincera no Facebook que incluiu uma mensagem inspiradora de mudanças. “O plástico é um dos maiores poluentes do planeta. Conseguir reutilizar esse desperdício e inclui-lo em meu vestido para o #MetGala prova o poder que a criatividade, a tecnologia e a moda podem ter quando atuam juntos”, disse.

Ela também criou uma conta no Instagram dedicada a compartilhar a moda sustentável e produzida de maneira ética e o perfil já possui mais de meio milhão de seguidores.

​Read More
Casamento sem crueldade
Notícias

Vogue destaca aumento significativo de cardápios veganos em casamentos

Casamento sem crueldade
Foto: Reprodução, VegNews

“Sem dúvida, estamos observando mais noivos e noivas preferirem opções veganas do que vegetarianas. O movimento vegano faz um bom caminho e a maioria dos bons restaurantes atualmente oferece um menu vegano”, disse a planejadora de casamentos, Colin Cowie.

Cowie revelou que os pratos veganos não são mais ignorados em casamentos. “O veganismo costumava significar cogumelos grelhados. Os chefes de hoje estão preparando opções veganas deliciosas e requintadas”, explicou.

Neste ano, a estrela australiana de críquete, Peter Siddle, realizou um casamento vegano com um imenso bolo sem produtos animais, além de um setor de sobremesas, segundo a VegNews.

​Read More
Capa da Vogue com Gisele Bündchen
Notícias

Gisele Bündchen denuncia crueldade da indústria de pele em capa da Vogue Paris

Capa da Vogue com Gisele Bündchen
Foto: Reprodução, Instagram

“Muito feliz que a Vogue Paris dedicou esta edição à proteção animal, enviando uma forte mensagem de que usar pele verdadeira não é uma opção. Os grandes designers agora já fazem lindas roupas com pele falsa”, escreveu a modelo em seu Instagram.

A participação de Gisele, somada à ênfase dada aos direitos animais em uma revista de extrema relevância mundial, é uma grande vitória para o movimento. Ao denunciar a barbaridade da indústria de pele, a revista também mostra as mudanças que têm ocorrido na moda.

Cada vez mais estilistas têm se posicionado contra essa crueldade e utilizado materiais sintéticos em suas confecções. Em 2016, Giorgio Armani anunciou que o grupo Armani iria abolir o uso de pele animal.

Já a estilista e ativista pelos direitos animais Stella McCartney, filha de Paul MacCartney e que  concedeu uma entrevista à Vogue de Agosto, lançou uma coleção sem pele na Semana de Moda de Paris deste ano. Ela utilizou um novo material de couro vegano, chamado “skin-free skin”, em todas as calças de couro sintético, casacos, camisas e bolsas de camurça.

Stella também é conhecida por seu engajamento na causa ambiental e decidiu usar detritos plásticos, que poluem os oceanos e matam inúmeros animais marinhos, em suas criações.

​Read More
Notícias

Lady Gaga desrespeita animais ao ser fotografada coberta por carnes

A cantora Lady Gaga voltou a causar polêmica, ao deixar-se fotografar com carne disposta sobre a sua pele para a capa da revista Vogue Hommes Japan.

Na mesma publicação para a qual apresentara um alter ego masculino, Lady Gaga protagonizou uma produção que já indignou os ativistas dos direitos animais.

“A carne de um animal torturado é sempre a carne de um animal torturado. A carne representa violência sangrenta e sofrimento; se era isso que eles procuravam, conseguiram”, escreveu a PETA em comunicado.

Fonte: aeiou

​Read More