Notícias

Onças-pintadas são vistas andando livremente no Parque Nacional do Iguaçu

Divulgação
Divulgação

Um par de onças-pintadas, o maior felino das Américas, foi visto em liberdade cruzado a rodovia do Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, nesta sexta-feira. As duas foram captadas pela câmera de Wesley de Mello, um guia turístico do parque.

Pelas imagens, os dois felinos saíram de um lado e cruzaram a rodovia na frente dele e de um casal de turistas, que fazia o passeio rumo às Cataratas do Iguaçu. As onças atravessaram com calma e não chegaram a atacar as pessoas.

Segundo biólogos do Parque, há cerca de 20 onças-pintadas na área. Trata-se do maior animal carnívoro presente na fauna selvagem da região. Entre os felinos, ela só perde em tamanho para o tigre e para o leão. A onça-pintada é maior e mais perigosa que a onça-parda, ou puma, também encontrado no Parque Iguaçu.

Fonte: Bem Paraná

​Read More
Notícias

Corujas-buraqueiras e choca-barrada são registradas em Taquaritinga (SP)

Coruja-buraqueira pousada em coqueiro (Marcus Vinicius Paccelo/Você no TG)
Coruja-buraqueira pousada em coqueiro (Marcus Vinicius Paccelo/Você no TG)

Marcus Vinicius Paccelo, de Taquaritinga (SP), é fotógrafo. Nas horas vagas, aproveita a intimidade com as câmeras para registrar a natureza, especialmente a fauna. Em um fim de tarde, encontrou o casal de corujas-buraqueiras e não pensou duas vezes ao clicar.

Para o Terra da Gente, o fotógrafo também enviou registros do macaco-prego, da choca-barrada e do caracará.

Aves e mamífero registrados em Taquaritinga, interior de São Paulo (Marcus Vinicius Paccelo/Você no TG)
Aves e mamífero registrados em Taquaritinga, interior de São Paulo (Marcus Vinicius Paccelo/Você no TG)

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Duas baleias são avistadas próximas a praia de Laguna, no Sul catarinense

Foto: Geraldo Gê/Secom
Foto: Geraldo Gê/Secom

Duas baleias-francas foram avistadas próximos a uma praia de Laguna, no Sul catarinense, na terça-feira (1º). De julho a novembro, mais de 100 animais dessa espécie devem ser vistos no litoral, segundo o Projeto Baleia Franca.

Segundo a prefeitura do município, os mamíferos foram vistos próximo à Praia do Iró. A diretora de pesquisa do Projeto Baleia Franca, Karina Groch, também teve a informação que outros foram avistados na mesma cidade na segunda (30), perto da Ilha das Araras.

Pelas fotos, a diretora disse que é possível afirmar que as baleias vistas na terça são mãe e filhote. “No entanto pela proporção do tamanho dos dois indivíduos, é um filhote que nasceu ano passado e está retornando este ano com a mãe”.

“A gente está no início da época reprodutiva. A baleia-franca vem para cá [litoral] para se reproduzir”, explicou a diretora. De julho a novembro essa espécie costuma aparecer nos mares de Santa Catarina. Uma média de 100 a 120 indivíduos são observados no estado a cada temporada e o Projeto Baleia Franca espera que pelo menos esse número seja avistado este ano.

Ciclo reprodutivo

Conforme Karina Groch, a maioria das baleias-francas avistadas em Santa Catarina vêm grávidas para o nascimentos dos filhotes. Outros indivíduos aparecem para procurar parceiros para a reprodução. A maior parte é observada de julho até setembro. Os animais vêm da Antártida, local que oferece bastante alimento para eles.

As enseadas, que ajudam na proteção dos filhotes, e a temperatura da água são os fatores principais para que esses mamíferos sejam atraídos para o estado, acredita o Projeto Baleia Franca. A ausência de predadores existentes na Antártida, como as orcas e os tubarões, também contam a favor do litoral catarinense.

Ainda segundo o Projeto, a população de indivíduos da espécie está crescendo, o que poderá ser observado a longo prazo.

Fonte: G1

 

​Read More
Notícias

Baleias francas já podem ser vistas na região de Laguna, em Santa Catarina

No último final de semana, populares avistaram ao menos sete baleias francas no trajeto entre a Praia do Iró, Praia do Gi e Praia do Sol (cerca de 10 quilômetros), em Santa Catarina. Se o mar estiver calmo e sem vento, a possibilidade de encontrá-las é grande. A temporada de observação de baleias francas começou em junho e segue até novembro. Elas se concentram em maior número, segundo os fiscais da Área de Preservação Ambiental da Baleia Franca (APA), entre a segunda quinzena de agosto e primeira quinzena de outubro.

O turismo de observação de baleias francas por embarcações está proibido nesta temporada 2013. A decisão foi proferida pela Vara da Justiça Federal de Laguna, após uma ação civil pública, movida pelo Ministério Público Federal, a partir de denuncia feita pela Sea Sheperd Brasil – Instituto Guardiões do Mar.

A suspensão ocorreu em 17 de maio, após a decisão da juíza Daniela Tocchetto Cavalheiro, motivada por suposta “falta de estrutura de organismos federais para garantir monitoramento e fiscalização” da atividade, podendo causar riscos a espécie.

O Instituto Chico Mendes (ICMBio) recorreu, mas o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª região negou o agravo de instrumento e manteve proibido o turismo de observação de baleias através de embarcações, com ou sem motor, para Laguna, Imbituba e Garopaba.

Baseado no monitoramento que vem sendo realizado nos últimos dez anos, a bióloga do Instituto da Baleia Franca, Karina Kroch, afirma que entre 100 e 120 baleias devem chegar ao litoral sul (área que compreende a APA da Baleia Franca) nesta temporada e podem ser vistas da faixa de areia.

Fonte: Engeplus

​Read More