Notícias

Cães abandonados ganham uniformes após serem acolhidos por empresa

Reprodução/Twitter

A empresa chilena Buses Vule acolheu cachorros abandonados e os “contratou”, dando a eles uniformes para que se mantivessem aquecidos. O caso, registrado em Santiago, chamou a atenção dos usuários de ônibus e gerou comoção.

A ideia de proteger os cachorros veio durante a quarentena de combate ao coronavírus e foi aprovada pela população.

No Twitter, um passageiro que utilizou o serviço de transporte elogiou a iniciativa. Segundo ele, o “lindo gesto” fez com que os motoristas ganhassem “colegas caninos com suas respectivas jaquetas institucionais”.

Carinhosos, os cachorros recebem de maneira afetuosa todo passageiro que viaja nos ônibus, conquistando os corações de quem os conhece. Eles também são educados e inteligentes e esperam pacientemente a hora certa de entrar nos veículos.

A presença dos animais é vista com bons olhos pelos motoristas, que gostam muito deles. Em um vídeo, um dos funcionários da empresa brinca ao dizer que “está em uma reunião” com os cães e cumprimenta cada um deles.

A iniciativa serve de exemplo para muitas empresas. É comum, especialmente no Brasil, que estabelecimentos expulsem animais abandonados ou ignore-os ao invés de ajudá-los. Dessa forma, perde-se a oportunidade de realizar ações solidárias que não só beneficiariam os animais em situação de vulnerabilidade, como garantiriam uma boa imagem para as empresas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Atletas canadenses usam uniformes veganos durante as Olimpíadas de Inverno

A equipe canadense vestiu uniformes veganos durante as Olimpíadas de Inverno deste ano em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Foto: VegNews

A marca de vestuário Hudson’s Bay Company (HBC) — que forneceu os uniformes para os atletas — foi elogiada pela organização de direitos animais PETA por demonstrar que uma moda atlética com durabilidade pode ser feita sem produtos animais, revela a VegNews.

“Com seus pompons de pele falsa, suéters sem lã e isolamento sintético, os uniformes do time canadense provam como o vestuário vegano pode ser estiloso e quente”, disse Anne Brainard, diretora de assuntos corporativos da PETA.

“A PETA parabeniza a HBC por sua escolha compassiva e avançada de equipar os atletas olímpicos do Canadá com materiais modernos de alta tecnologia que não prejudicam um fio de cabelo da cabeça de um animal”, completou.

Durante as Olimpíadas desse ano, a patinadora e ativista vegana Meagan Duhamel, ajudou o time do Canadá a conquistar uma medalha de ouro ao executar uma performance perfeita – a última de sua carreira olímpica – com o parceiro Eric Radford, primeiro atleta olímpico homossexual a alcançar esse resultado.

​Read More