Notícias

Óleo é encontrado em aparelhos digestivos e respiratórios de animais

O óleo foi encontrado no organismo de 38 animais. Outros 12 estão sob análise


Pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) encontraram óleo nos sistemas digestivos e respiratórios de peixes e mariscos em locais atingidos pelo vazamento de petróleo no Nordeste, como Praia do Forte, Itacimirim e Guarajuba.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Os dados do estudo foram divulgados nesta quinta-feira (24). As informações são do jornal Diário de Pernambuco.

Líder do estudo, o diretor do Instituto de Biologia (Ibio), Francisco Kelmo, explicou que 38 animais foram recolhidos das praias e que todos tinham óleo no organismo. Outros 12 animais estão sob análise.

De acordo com Kelmo, o estudo está sendo realizado com a participação de alunos de pós-graduação. Todos os resultados da pesquisa serão encaminhados ao Ibama.

“Vamos encaminhar, a partir de amanhã ou depois, os resultados ao Ibama. O que a gente conseguiu constatar já dá uma noção do que está acontecendo, dessa situação de estresse agudo”, afirmou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Ufba investiga aparecimento de gatos mortos nos campi de Salvador (BA)

Foto: Pixabay

Sete gatos foram encontrados mortos nos campi da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Salvador (BA). Cadáveres de três animais foram submetidos a um exame de necropsia. Segundo os resultados, dois gatos supostamente morreram devido à intoxicação de uma substância que foi misturada à ração e no terceiro animal foram encontrados indícios de politraumatismo, que pode ter sido causado por ataques de cães ou outros animais.

A Ufba, em nota, informou que foi aberto um processo administrativo para apurar as mortes. A instituição não confirmou a quantidade de gatos encontrados sem vida, mas disse que os corpos foram encontrados em diversos postos dos campi e que a universidade tomará as medidas cabíveis após a conclusão da investigação, que está sob a responsabilidade da Coordenação de Meio Ambiente (CMA) da Superintendência de Meio Ambiente e Infraestrutura da instituição, segundo informações do G1.

Outro caso

Em março deste ano, um cachina de gatos também foi registrada no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá. Protetores dos grupos Projeto Luta e União de Amigos para Animais em Risco (Lunaar) denunciaram a morte de pelo menos seis gatos, inclusive uma gata grávida, no campus da instituição. Os animais apresentavam sintomas de envenenamento. Alguns dias após os primeiros gatos terem sido encontrados mortos, dois filhotes de capivara também foram encontrados sem vida no mesmo local.

Divulgação

A UFMT afirmou em nota que abrirá um processo investigativo para apurar a morte dos animais. Veja abaixo na íntegra:

“A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) repudia quaisquer atos de maus tratos aos animais, que se configuram crimes, com pena de detenção e multa previstas em lei, e devem ser denunciados às autoridades competentes. As denúncias recebidas pela UFMT são transformadas em processo e, a partir do empenho de suas unidades administrativas, apuradas.

A Universidade também discute a temática, visando a promover conscientização e reduzir as ocorrências de violência, de qualquer espécie, contra animais. Como foi o caso da realização da palestra “Manejo de animais abandonados em campi universitários: o que fazer?”, ministrada por especialista convidado pela UFMT, que teve por objetivo ampliar a discussão e envolver a sociedade em geral nessa luta que é de todos. O referido evento foi resultado de grande mobilização da comunidade universitária, incluindo a Administração, o Hospital Veterinário (Hovet) da Faculdade de Medicina Veterinária, entidades e militantes de defesa dos animais.

A UFMT segue aberta ao diálogo com todos os setores – poder público, comunidade acadêmica e entidades não-governamentais – para buscar soluções para o abandono de animais no Campus de Cuiabá, uma vez que, além de um problema de responsabilidade social, é de saúde pública. Além disso, a Instituição pede a colaboração de todos para denunciar os maus-tratos.”

​Read More
Notícias

Hospital veterinário da UFBA castra animais a preços acessíveis, em Salvador

O Hospital de Medicina Veterinária da Universidade Federal da Bahia oferece um programa de castração de cães e gatos de 1 a 4 anos. O pacote com exames e cirurgia custa R$80 e é feito apenas em machos.

Para participar do programa, é necessário entrar em contato com a instituição e realizar um agendamento prévio. O Hospital Veterinário da Ufba fica na Avenida Adhemar de Barros, no bairro de Ondina, em Salvador.

Divulgação
Divulgação

Fonte: Correio 24 horas

​Read More
Notícias

Animais comunitários da UFBA são tema de Debate Público

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Questões referentes à situação dos animais – cães e gatos – que habitam as diversas unidades da Universidade Federal da Bahia, serão discutidas no “Debate Público – Animais Comunitário da UFBA”, que acontece no dia 18/03, promovido pela Coordenação de Meio Ambiente (CMA – SUMAI) da UFBA, no Auditório do Pavilhão de Aulas Glauber Rocha – PAF III, em Ondina.

O evento marcado para as 10h, terá abertura realizada pelo Reitor da Universidade, professor João Carlos Salles, contará com palestra sobre Direito Animal, pelo professor da Faculdade de Direito da UFBA, Heron Gordilho e uma apresentação do projeto de Guarda Responsável que será implantado na Universidade.

Além disso, a comunidade também terá a oportunidade fazer os seus questionamentos, propor sugestões para o projeto e participar da Feira de Adoção. Mais informações no telefone: (71)3283-5827.

Fonte: Universidade Federal da Bahia

​Read More
Notícias

UFBA emite nota contra violência aos animais nos campi

Haverá uma política institucional voltada à questão
Haverá uma política institucional voltada à questão

Diante dos últimos acontecimentos e relatos de membros da comunidade universitárias sobre agressões e práticas cruéis contra os diversos animais que vivem nos campi da Universidade Federal da Bahia, a Universidade vem a público, por meio da Coordenação de Meio Ambiente e de sua Assessória de Comunicação, manifestar sua indignação com os casos de violência e maus-tratos aos animais que vivem nos campi. A instituição está tomando todas as providências para identificar os responsáveis pelas agressões, no sentido de responsabilizá-los na forma das leis vigentes no País e do regimento da universidade.

Ressaltamos que, ao tomar conhecimento dos primeiros casos desse episódio, o Reitor João Carlos Salles convocou diretamente as coordenações responsáveis (de Meio Ambiente e de Segurança) recomendando-lhes tratar a questão com máxima prioridade. Dessa forma, aconteceu em 20 de novembro uma reunião entre o Reitor, a Coordenação de Meio Ambiente, o Diretor da Escola Veterinária, ONGs voltadas para proteção aos animais e ativistas da causa animal, visando discutir os casos de agressão, implementar com agilidade medidas de proteção aos animais e concentrar esforços para a identificação dos agressores.

A UFBA já está estruturando uma política institucional voltada para tratamento, controle e monitoramento contínuo da população de cães e gatos em situação de abandono nos campi, além de um programa de educação ambiental para guarda responsável dos animais que já vivem na Instituição, também envolvendo o combate rigoroso a qualquer tipo de agressão e maus-tratos. Todo o processo de elaboração da política será acompanhado de ampla campanha de Educação Ambiental voltada para a conscientização da comunidade acerca da guarda responsável dos animais, buscando, de forma especial, estimular a boa convivência entre a comunidade universitária e os animais que já vivem nos campi da UFBA.

Fonte: UFBA

 

​Read More
Notícias

Quarto cachorro é atacado por estudante em campus da UFBA

Um cachorro sofreu agressões de um aluno da Ufba na madrugada da terça-feira (18). É o quarto cão atacado por estudantes da universidade no campus de Ondina desde o mês passado. O cachorro, Sasa, é um dos sete animais cuidados por estudantes de Veterinária da instituição.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Segundo a aluna Alva Ribeiro, ele sofreu golpes na pata e também teve algum objeto cortante inserido no ânus. “Já temos um suspeito. A Ufba tem câmeras de vigilância”. Sasa teve lesões neurológica e no ânus. A assessoria da Ufba afirmou não ter conhecimento do caso.

Outras três agressões a cachorros comunitários aconteceram nos dias 9 e 18 de outubro e na última sexta-feira, quando um aluno do curso de Farmácia bateu em uma cadela com um skate. À polícia, ele disse que o animal avançou em sua direção, mas testemunhas contestaram essa versão. A 7ª Delegacia (Rio Vermelho) investiga o caso.

Fonte: Se Liga Camaçari 

​Read More
Você é o Repórter

Cadelinha encontrada em universidade aguarda um lar amoroso, em Salvador (BA)

Laís Fonseca
lai-is@hotmail.com

Fotomontagem: Divulgação
Fotomontagem: Divulgação

Essa cadelinha foi encontrada abandonada dentro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador, e foi batizada como Pérola. Ela foi resgatada e está disponível para adoção responsável. É extremamente dócil e sociável, interage muito bem com outros cães e gatos.

Tem porte médio, em torno de 14 kg e deve ter um ano. Já foi vermifugada e será entregue castrada. Excelente animal para companhia, muito meiga e brincalhona. Ela merece um lar maravilhoso!

Contatos: Laís – Cel.: (71) 9215-8801 (TIM) / Flávia – Cel.: ( 71) 9292-6275 (TIM)

​Read More