Notícias

Vacas arrastadas para o mar por furacão são encontradas vivas depois de nadar por quilômetros

Imagem ilustrativa | Foto: Getty Images/iStockphoto
Imagem ilustrativa | Foto: Getty Images/iStockphoto

Três vacas que foram arrastadas durante a passagem do furacão Dorian e eram tidas como mortas (provavelmente afogadas) em uma ilha na Carolina do Norte (Estados Unidos), apareceram saudáveis em outra ilha dois meses depois, após aparentemente nadar por vários quilômetros até chegar em terra.

Os animais vieram de um rebanho maior que vivia em Cedar Island, na costa leste dos EUA, e foram varridos durante uma maré causada pela baixa pressão do ar e grandes ondas provocadas por ventos recordes na região.

Temia-se que elas não tivessem sobrevivido à condições tão terríveis, até que foram vistas cinco milhas a nordeste no Parque Cape Lookout National Seashore, em uma ilha em forma de corrente conhecida como Outer Banks.

Isso significa que as vacas nadaram com sucesso por cinco milhas de mares tempestuosos durante o furacão, que foi um dos mais fortes já registrados no Atlântico.

O porta-voz do Cape Lookout Park, BG Horvat, disse que as vacas tiveram a sorte de não serem arrastadas pela correnteza da ilha e entrar no oceano, que foi o destino de alguns cavalos selvagens que se afogaram devido à tempestade.

“Eu diria que são cerca de 6,5 km de Core Sound (imenso e raso veio de água no leste da Carolina do Norte, localizado entre o continente próximo do Condado de Carteret e dos Core Banks)”, disse Horvat ao serviço de notícias McClatchy em 14 de novembro.

“Lembre-se, as vacas e todos os cavalos foram arrastados com a ressaca do mar. Quem sabe exatamente, mas as vacas certamente têm uma história emocionante para compartilhar”.

As autoridades locais estão agora trabalhando para oferecer tratamento médico adequado aos animais, conforme informações do Independent.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Destaques, Notícias

Cerca de 130 mil animais precisam de ajuda nas Filipinas após tufão

Por Vinicius Siqueira (da Redação)

Animais sendo resgatados do tufão Yolanda. (Foto: Chuvaness.com)
Animais sendo resgatados do tufão Yolanda. (Foto: Chuvaness.com)

O presidente das Filipinas, Benigno Aquino, declarou estado de calamidade devido ao tufão Yolanda (também denominado tufão Haiyan) e pediu rapidez na ajuda às vítimas, na tragédia que é considerada a pior já ocorrida no país.

A International Fund for Animal Welfare (IFAW) e a Humane Society International (HSI) ajudaram distribuindo equipes para o socorro dos animais que foram atingidos por esta horrível tragédia.

Uma equipe de cinco especialistas, focada inteiramente nos animais, foi mandada pelas entidades, incluindo três veterinários, diretamente para o nordeste na região de Cebu, enquanto se preparam para enviar mais equipes para outras duas ilhas do país, assim que possível.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: IFAW
Foto: IFAW

Um representante da IFAW disse que mais de 130 mil animais estavam em situação de risco nas regiões afetadas pelo tufão. Segundo o representante, “não há o número exato de animais que foram afetados pelo Yolanda”, e por isso a preocupação aumenta a cada instante.

Kelly O’Meara, representante da HSI, informou que “baseado em nossas experiências prévias em relação à reação das pessoas após um desastre animal, e tomando como base nosso conhecimento nas Filipinas, nós assumimos que animais domésticos foram evacuados com suas famílias e, assim como eles, estão sem lar”.

Ela ainda completou que “nosso time fará uma avaliação inicial, mas eles irão se focar na ajuda aos campos de desabrigados construídos pelas Nações Unidas e pela Cruz Vermelha e outras organizações, já que esperamos um número de animais que precisarão de ajuda nestes locais (comida, ajuda veterinária, vacinação e etc). Após a avaliação estar completa, faremos nosso planejamento de maneira completa para enviar o suporte específico necessário e conseguir ajudar da melhor maneira os animais necessitados”.

Ajudar animais nesta situação é uma maneira profunda e direta de ajudar, também, as famílias que estão passando por este momento de desespero. Não se trata de escolher entre uns ou outros, entre humanos ou não humanos. Toda pessoa que ama os animais sabe como seria incrível a sensação de se reunir com seu animal após uma catástrofe. Organizações em prol dos animais e sem fins lucrativos tem uma tarefa logística e física enorme para prover o resgate, cuidados e tratamento humano para mais de 100 mil animais que sofrem com esta crise sem precedentes.

Você pode realizar doações que ajudarão as iniciativas para salvamento e ajuda de animais atingidos pelo desastre por meio deste link.

​Read More
Notícias

Tubarão encalha em praia no oeste do Japão após passagem de tufão

Tubarões-baleia são extremamente raros na região (Foto: reprodução NHK)
Tubarões-baleia são extremamente raros na região (Foto: reprodução NHK)

Um tubarão-baleia de 4 metros de comprimento retornou ao mar depois de encalhar em uma praia no oeste do Japão, possivelmente devido à passagem do tufão Wipha na região.

O raro tubarão-baleia foi encontrado na costa da cidade de Kushimoto, província de Wakayama, na manhã de quarta-feira (16).

Cerca de 10 funcionários da prefeitura tentaram sem sucesso empurrar o gigante de meia tonelada de volta para o mar. Mas só conseguiram após usarem uma máquina pesada, que o levantou a uma altura suficiente para ser retirado da margem e empurrado de volta ao seu habitat natural. Quando em águas suficientemente profundas, o raro tubarão- baleia nadou para longe.

Shinsuke Ui, diretor do Kushimoto Marine Park, disse que o animal deve ter sido arrastado até a margem pela forte correnteza das ondas provocadas pelo poderoso tufão Wipha, que passou no sul a província na manhã de quarta-feira.

O diretor acrescentou que os tubarões-baleia são raramente vistos na região. Ele é a maior espécie de tubarão, podendo atingir até 12 metros de comprimento e pesar mais de 10 tonelada

Fonte: Mundo Nipo

​Read More
Imagens

Cão que sobreviveu a tufão é resgatado

Filipinos retiram cachorro de área alagada na cidade de Calumpit, ao norte de Manila. As autoridades filipinas elevaram nesta sexta-feira (30) para 43 o número de pessoas mortas pelo tufão Nesat, que afetou o norte do arquipélago na última terça (27), enquanto o país se prepara para a chegada de outro tufão, o Nalgae. Com informações do G1. (Foto: Bullit Marquez/AP)

​Read More