Imagens

O sono aconchegante dos animais

Com o frio, nada melhor do que dormir aconchegado, seja na companhia de um travesseiro fofo ou na companhia de alguém especial. Confiram nossa galeria de quarta-feira sobre o sono aconchegante dos animais.

​Read More
Você é o Repórter

Cão manso que passou por maus-tratos está em construção aguardando adoção (SP)

Fernanda
nanda_pinacio@yahoo.com.br

Encontrei este cachorro ferido depois de uma briga com outro cão.

Foi operado para reparar um grande corte em seu focinho, e também castrado (as fotos são do pós-operatório).

Agora está recuperado, mas está em um lugar absolutamente inadequado, uma construção.

Tenho medo de que fuja, ou que encontre alguém nem tão apaixonado por animais.

É um cachorro muito tranquilo, que não late, não faz as necessidades dentro de casa, muito manso.

Apesar disso, como tem histórico de briga, seria melhor que fosse para um lar em que fosse filho único.

Tem 20 quilos, é branco com manchas marrons, e tem por volta de 5 anos.

Está em SP, capital, na zona Norte.

Quem pode adotá-lo?

Urgente!

Contato:
Fernanda Medeiros
(11) 9350 0526
(11) 2338 5829
nanda_pinacio@yahoo.com.br

​Read More
Você é o Repórter

Cãozinho dócil espera há meses por adotante em hotelzinho de SP

Julci Rocha
adote@bitforest.org

Max é um cão extremamente carinhoso, dócil e tranquilo. No entanto, o fato de ele ser “apenas” um vira-lata o tem impedido de ser olhado pelas pessoas.

Divulgo o Max há meses e nunca recebi um e-mail sequer de alguém querendo saber mais sobre ele. Fico muito triste de pensar que um dos cães mais apaixonantes que resgatei terá de passar o final do ano em um hotel…

Me ajudem a encontrar um lar para o Max? Ele merece muito essa chance. Assista a um vídeo do Max acessando este link:

​Read More
Você é o Repórter

Coelho precisa de novo tutor

Maína Pietrobelli
maina@vexcorp.com

Tenho um coelho chamado Buongiorno, de 2 anos, e com 4 kg. Eu não tenho um bom espaço em minha casa para abrigá-lo e quero doá-lo a alguém que vá cuidar melhor do que eu. Ele é muito amoroso e tranqüilo, ótimo para conviver com crianças, pois deixa pegar no colo, fazer carinho, apertar… Ele adora dar pulinhos, lamber a gente, deitar de barriga pra cima e roer as coisas.

Maína Pietrobelli
Comercial – Hospitalidade
+55 11 4932.5915
+55 11 9490.3135
+55 11 3444.7870 (Fax)
Vex – Wireless Networks
www.vexcorp.com

​Read More
Notícias

Proteja seu animal dos rojões na hora da virada

Fim de ano é sempre um dilema para quem tem bicho de estimação, já que as comemorações com fogos de artifício podem ser traumáticas para os animais que têm audição bem mais sensível que a humana. O medo dos animais é tão grande que muitos fogem apavorados, na tentativa de cessar o barulho, e acabam perdidos.

Maria da Conceição Pampani, médica veterinária, conta que infelizmente não há muito o que ser feito para amenizar o barulho dos fogos de artifício, comuns nesta época do ano. Nem mesmo esconder o animal em um cômodo da casa mais afastado e fechado funciona, já que vão escutar o barulho do mesmo jeito.

Uma das alternativas apontadas pela veterinária é usar florais para deixar o animal mais tranquilo. “Nem todos os veterinários trabalham com florais, mas eu particularmente indico. Em alguns casos dá bastante certo, em outros não faz nada. O efeito é muito individual”, explica Conceição. “Já anestesiar o animal com remédios mais fortes não indico em hipótese alguma”, acrescenta.

Nos casos dos animais que sofrem muito com o barulho dos fogos de artifício, a dica é procurar um local mais afastado para deixá-los ou até mesmo uma hospedagem especializada para os bichinhos.

“A presença do tutor acalma o animal e pode ajudar a tranquilizá-lo nesta ocasião. Agora, nos casos em que é inevitável deixar o cachorro sozinho em casa, aconselho o tutor a procurar um hotel especializado. Eu atendo um cachorro (na clínica) que certa vez ficou tão apavorado com o barulho de rojão que chegou a subir no telhado”, conta a médica veterinária.

Dr. Pet

O zootecnista e especialista em comportamento animal Alexandre Rossi, conhecido como Dr. Pet, explica que as tradicionais queimas de fogos podem causar sérios problemas aos animais, especialmente aos cães, que ficam bastante estressados. O barulho provocado pelas explosões pode causar pânico aos caninos, que chegam em muitos casos a se machucar.

Rossi orienta a acostumar o cão com barulho durante o ano. “Dá para ir expondo a barulhos mais baixos e ir aumentando, usando até gravações. Dessa forma, ele vai se acostumar”, aconselha. Para quem não planejou a estratégia, ele recomenda procurar um médico veterinário que possa receitar um ansiolítico, medicamento que auxilia a diminuir a ansiedade e tensão. “Mas é preciso que ele seja administrado algum tempo antes, para que seja calculada a dosagem correta para o animal. Além disso, existe a possibilidade de um efeito paradoxal e o cão ficar ainda mais agitado”, explica.

Na hora dos fogos, Dr. Pet recomenda manter o cachorro preso em algum lugar que ele conheça e tenha segurança. “Por isso, muitas vezes é melhor deixá-lo dentro de casa do que preso no quintal”, explica.

Fonte: JCnet

​Read More