Notícias

Estrela do baseball Chase Utley e sua esposa são exemplo de solidariedade aos animais

Por Camila Arvoredo  (da Redação)

Créditos foto: Paul Loftland Photography

Quando a estrela do baseball Chase Utley não está batendo “homeruns” no campo, ele e sua esposa Jennifer estão lutando contra abusos aos animais.

Os Utleys são ambos apaixonados pelos animais e trabalham na educação da comunidade visando tratamentos dignos para os animais, além de ajuda financeira para organizações sem fins lucrativos que estão ativas na luta contra a negligência, dor e sofrimento.

É um assunto que envolve ambos, pois eles cresceram em casas com animais, todavia, o que mais os impulsionou foi quando decidiram se fixar permanentemente na Filadélfia.

“Eu sempre amei os animais”, disse Jennifer à “AOLNews”. “Nós não éramos super pró-ativos na causa contra a violência animal, mas nós adotávamos animais abandonados”. Chase sempre esteve acostumado com animais, já que sua família teve cachorros, gatos e um cavalo.

Mas, quatro anos atrás, quando Utley tinha se tornado um “All-Star” com o time de beisebol “Phillies”, Jennifer decidiu que ela precisava encontrar uma paixão para si.

Foto: Reprodução/Lugaluda.com

“Eu precisava fazer coisas por mim mesma, de modo que eu pudesse fazer desta cidade a minha casa”, ela disse. “Assim, eu me tornei voluntária da SPCA local”.

As coisas mudaram no dia em que uma pequena boxer foi encaminhada para a sede da Filadélfia, sede da Pensilvânia, onde Jennifer estava trabalhando.

“Tinham colocado fogo nela e ela estava bastante machucada”, ela disse. Um grupo de adolescentes tinha feito isso. Mas, apesar disso, ela era uma gracinha e muito mansa”.

Devido à violência extrema, Etana (o nome da cachorrinha) necessitou de vários cuidados veterinários. E dispendeu uma enorme soma de dinheiro.

“Para uma organização sem fins lucrativos, houve bastante discussão quanto à possibilidade de sacrificar o animal, porque mesmo com todo o tratamento, havia a possibilidade de que ela não sobrevivesse. Os médicos consideraram a possibilidade de amputação, já que havia ossos expostos”.

Entretanto, os Utleys pagaram os cuidados veterinários e com isso mudaram os rumos de suas vidas. Jennifer lhe deu o nome de Etana, o que significa “espírito forte”. Além disso, ela foi adotada por uma família maravilhosa que mora nos arredores da cidade.

Foto: Reprodução/Lugaluda.com

Como resultado de encontrar Etana, os Utleys decidiram começar o “Fundo Etana pelo fim da crueldade contra animais” (“The Etana Fund to Stop Cruelty Against Animals”), o qual ajuda a acumular fundos para que escritórios de advocacia possam se concentrar em casos de maus-tratos contra animais, algo que Jennifer diz ser muito comum.

“A Filadélfia tem a maior incidência de rinhas de cachorro dos EUA”, ela disse. “Nós estamos recebendo mais denúncias do que outrora, o que demonstra o maior interesse das pessoas em denunciar maus-tratos e não o aumento da violência”.

É difícil saber se a ação dos Utleys está ou não tendo impacto, mas eles se incentivam com os comentários das pessoas, as quais eles encontraram.

“As pessoas me disseram que elas estão adotando cachorros de abrigos, o que já é muito legal”, ela disse.

O interesse de Jennifer pelo combate à violência animal aumentou quando seu marido começou a ficar famoso; e ela admite que no começo foi difícil: “O primeiro ano foi muito emocional”, ela afirmou. “Fiquei muitas noites sem dormir, quando me aprofundei nos casos de violência contra os animais (…). Bem, coloque desta maneira, eu cheguei num ponto que tinha nojo de muitas pessoas”.

Chase admite que foi difícil para ele ver sua esposa tão triste.

“À medida que ela trabalhava, ela ia trazendo histórias para casa, uma mais horrível do que a outra”, disse Utley.

Mas os dois colocaram a mão na massa e começaram a apresentar o ”Evento anual pelos animais de Utley All-Star” (“Utley All-Star Animals Casino Night”), o qual recebe entre 400 a 500 pessoas, incluindo vários atletas do time Phillies e que arrecada ao redor de meio milhão de dólares para a associação PSPCA.

Os dois também demonstraram seu amor adotando um animal que sofreu violência: Jack, um pit bull cujos pais também foram vítimas de abuso.

“Ele é nosso bebê”, disse Jennifer. “Chase às vezes o leva ao campo para treinar”.

Os Utleys agora se concentram na educação, financiando programas destinados a crianças e Chase espera que seus esforços, em conjunto aos de Jen, possam melhorar as condições dos animais na Pensilvânia.

“Os animais trazem muita alegria de maneiras diferentes. Eles não merecem ser tratados dessa maneira”, ele complementou.


​Read More