Notícias

Em quarentena, atriz Thaila Ayala desfruta da companhia de cachorro

A atriz Thaila Ayala aproveitou a quarentena por conta do coronavírus e fez exercícios físicos na companhia de seu cachorro.

Martin, como é chamado o animal, tem sido uma das companhias da artista. No Instagram, Thaila compartilhou um vídeo que mostra um de seus momentos ao lado do cão.

Reprodução/Instagram

Sem pesos para se exercitar, a atriz carregou o animal no colo ao fazer uma série de agachamentos. “Na falta de pesinhos”, escreveu Thaila.

Nas imagens, é possível notar o carinho da artista pelo animal. A cada agachamento feito, Thaila dava um beijo em Martin.

Os seguidores da atriz nas redes sociais aprovaram o vídeo. “Que fofura”, escreveu um. “Também vou fazer meus exercícios assim”, disse outro.

Nos comentários, ela também foi questionada sobre adoção de animais, assunto cada vez mais debatido entre os internautas. “Por que você não adotou?”, perguntou uma internauta, acreditando que o animal, por ser de raça, havia sido comprado. “Eu adotei, minha linda”, respondeu a atriz.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Thaila Ayala (@thailaayala) em


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Atriz Thaila Ayala pede adereço sem penas de animais para desfile de carnaval

A atriz Atriz Thaila Ayala vai desfilar pela Grande Rio no domingo (3) de carnaval na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. No entanto, participar do desfile, a atriz, que é engajada na causa animal, fez uma exigência: não quer adereços com penas de animais, devido à crueldade da indústria que trabalha com esse segmento.

Foto: Reprodução/Instagram

O biquíni cavado que será utilizado pela atriz é preto e branco, cravejado de cristais e pérolas. O estilista da escola, Bruno Cesar, que assina a peça, substituiu os adereços com penas de animais por materiais artificiais que garantem o mesmo efeito. As informações são do portal Gshow.

Thaila está morando com o noivo Renato Góes em Los Angeles, nos Estados Unidos, e veio para o Rio de Janeiro especialmente para o carnaval. No último domingo (17), ela participou de um ensaio técnico.

“Falam de mim, eu falo de paz! Vem Grande Rio, vem Carnaval 2019. Preparados?”, publicou a artista.

A Grande Rio será a terceira escola a cruzar a Marquês de Sapucaí, a partir das 23 horas, com o enredo “Quem nunca? Que atire a primeira pedra”. A rainha de bateria será a atriz Juliana Paes e as musas serão as também atrizes Carla Diaz e Erika Januza.

O sofrimento por trás de tanta beleza

Criadouros indianos, sul-africanos e chineses mantêm animais para a retirada de penas, considerada uma poderosa fonte de lucro. A beleza das penas é tão exuberante quanto seu preço. Uma pena de faisão é venda por até R$ 100.

A cobiça pelo lucro das penas é do tamanho da crueldade imposta para a sua retirada. Entre as técnicas para obter a penugem das aves está o zíper, que consiste na retirada das penas enquanto os animais permanecem imobilizados de cabeça para baixo.

O resultado está em fraturas, exposição a infecções e muita dor. Animais como o avestruz, por exemplo, vivem até 40 anos. Isso quer dizer que passarão pelo processo todos os anos até morrerem.

​Read More
Notícias

Atriz Thaila Ayala critica morte a tiros de animais em Brumadinho (MG)

A atriz Thaila Ayala criticou a decisão da Vale de matar a tiros animais ilhados ou presos à lama em Brumadinho (MG), após rompimento de uma barragem da empresa.

(FOTO: Reprodução/Instagram)

“Assassina! Pelo amor de Deus. Ajudem, seus monstros! Caos: não há outro termo para descrever o que ocorre em Brumadinho com as pessoas e animais. Ontem, vários boatos de tiros disparados dos helicópteros em animais corriam por toda a cidade”, escreveu.

Thaila afirmou que gostaria de acreditar que a notícia de que os animais foram mortos a tiros era falsa, mas não era. “Do alto de helicópteros, animais estão sendo baleados. Sem precisão de tiro, após dias sofrendo, muitos podem estar agora caídos, baleados e vivos agonizando”, continuou.

A atriz lembrou ainda que profissionais que trabalham como atiradores evitam atirar à distância por saber dos riscos dessa ação. “Até snippers profissionais evitam o uso de helicóptero para tiros a distância quando podem, justamente pela falta de precisão causada pelo movimento e deslocamento do ar causado pela hélice. Mas em Brumadinho, parece que tanto faz”, disse.

“Nos acusam de estarmos ‘destruindo provas’ por tentarmos salvar vidas. Um grupo que sempre tem opinião sobre tudo, mas quase sempre está detrás de uma mesa apontando o dedo. De onde deveria haver apoio, vem críticas. No meio de tudo isso, os únicos inocentes: os animais.”, concluiu.

​Read More
Notícias

‘São como um filho’, diz atriz Thaila Ayala sobre animais adotados por ela

Thaila Ayala tem uma relação muito forte com os cães e gatos. Por conta de seu histórico de engajamento com as causas animais, a atriz foi escolhida pelo grupo Dadivar, de Enzo Celulari, e a ONG AMPARA Animal, de Juliana Camargo, como madrinha de uma campanha em prol do controle populacional de animais domésticos.

Enzo Celulari e Thaila Ayala (Foto: Mario Brejeira/Divulgação)

“Me senti muito feliz. É um prazer e uma honra pra mim estar perto de pessoas sérias e que se disponibilizam a ajudar a causa animal, que é uma causa que eu estou envolvida há muitos anos de diversas formas. Então é mais um convite que me enche de orgulho de usar a minha influência para ajudar. Pretendo continuar sempre protegendo e cuidando dos bichinhos da melhor forma possível”, disse ela.

Sua história com os animais começou ainda quando era criança, na adoção de Chuck. Com o cachorro, que foi levado para a sua casa por seu pai, ela conheceu a paixão pelos animais.

“O Chuck, que foi um vira-lata adotado que o meu pai trouxe pra casa, foi especial. O Chuck ficou muitos anos com a gente e fez parte de momentos muito difíceis da minha vida, como a separação dos meus pais. Foi o último cachorro que meu pai levou pra casa – ele pegava vários cachorros na rua e minha mãe enlouquecia, então foi ele que me deu essa consciência de adoção, me ensinou a cuidar dos bichinhos, ele virava a madrugada dando soro. Acho que o meu pai cuidava mais dos bichos do que da gente (risos). O Zacarias também foi muito especial, amoroso, companheiro. Eu olhava pra ele e me reconhecia. Parecia que tinha saído da minha barriga (risos).”

Sempre que se envolve com alguma ONG ou campanha, Thaila “luta” contra a vontade de adotar mais um animal. A atriz já adotou 18 cachorros e dois gatos.

“Uma vez eu fui na prefeitura do Rio resolver um problema e lá havia muitos gatos abandonados. Eu entrei, resolvi tudo o que tinha que resolver, e na saída não resisti. Levei um gato pra casa. Tinham vários gatos lindos e eu peguei o mais feio, o que teria mais dificuldade para ser adotado porque ele mais parecia um morcego do que um gato. Chamei ele de Batman. Ele durou só alguns meses, porque veio com uma doença que não tem cura. Mas foram meses inesquecíveis. Antes dele chegar eu já tinha uma gata selvagem, mas o Batman era totalmente diferente. Ele era amoroso, carinhoso, grudado comigo”, relembra.

Thaila Ayala e Zacarias (Foto: Reprodução)

Recentemente, Thaila está lidando com o luto de ter perdido seu cachorro caçula, o Zacarias, que ganhou de presente de seu ex-marido Paulo Vilhena. “Meu último cachorro, o Zacarias, morreu há 3 semanas, e foi um presente do Paulo. Eles são como um filho. Totalmente um membro da família. Eu ainda não consigo pensar em pegar outro animal nesse momento porque é muito doloroso perder e eu ainda estou me recuperando dessa última perda”, explicou.

CAMPANHA

A campanha teve início nesta segunda-feira (6) e terá duração de dois meses. No final de outubro, será selecionado um doador vencedor que ganhará, como recompensa, uma visita à instituição na companhia da atriz para conferir de perto o impacto social gerado. Para participar, o doador deve entrar no endereço www.dadivar.com.br/thaila e doar a partir de R$10. Quem doar a partir de R$100, ganha uma ecobag oficial da campanha.

Juliana Camargo, Thaila Ayala e Enzo Celulari (Foto: Mario Bregieira/Divulgação)

O valor arrecadado será destinado à Ampara para a realização de castração de cães e gatos na cidade de São Paulo. A meta da Dadivar é arrecadar R$300 mil para custear a castração de 700 animais por mês, durante os primeiros seis meses de funcionamento do novo Centro de Controle Populacional de Animais (CCPA) da Ampara, que está em obras e será inaugurado no dia 10 de agosto, na Zona Oeste de São Paulo.

O espaço contará com centro cirúrgico, salas de triagem e esterilização, pós-operatório, atendimento clínico, além de profissionais qualificados e equipamentos de ponta. O hospital atenderá abrigos cadastrados na Ampara e abrirá uma margem para novos cadastros, sempre dependendo da disponibilidade, mediante agendamento.

Fonte: Revista Quem

​Read More
Notícias

Atriz Thaila Ayala emociona seguidores com texto sobre morte de seu cão

Reprodução | Instagram

A atriz Thaila Ayala lamentou a morte de seu cãozinho e publicou um emocionante texto de despedida em seu Instagram neste sábado, 30.

“Meu filho, que você alegre o céu. Encontre meu pai por lá, foi ele que me ensinou a amar vocês, vai cuidar muito bem de você! […] Te amo monstrinho! Te amo pra sempre! Infinita gratidão de poder ter vivido cada segundo do seu lado!”, escreveu.

Thaila fez questão de relembrar bons momentos ao lado do amigo peludo: “Nunca vou esquecer o dia que eu cheguei em casa triste, aos prantos, e você estava me esperando na porta. Me acompanhou até o sofá, sentou ao meu lado numa paz nunca antes vista e começou a lamber minhas lágrimas.”

Nos comentários da foto, que já conta com cerca de 75 mil curtidas, diversos seguidores de Thaila desejaram força no momento de perda, e muitos também se identificaram com a sensação vivida pela atriz, por já terem passado por situações parecidas.

“Nunca vou esquecer de como você me escolheu, a sua grande festa e seus olhos brilhantes de amor quando me viu! Não tinha como não levar você pra casa. Você era como um bebê, precisava de atenção o tempo todo, dava um cansaço danado. Comeu metade da casa, e eu daria quantas casas eu pudesse pra você comer todas elas”, relembrou a atriz.

Nunca vou esquecer de como você me escolheu, a sua grande festa e seus olhos brilhantes de amor quando me viu! Não tinha como não levar você pra casa. Você era como um bebê precisava de atenção o tempo todo, dava um cansaço danado, comeu metade da casa e eu daria quantas casas eu pudesse pra você comer todas elas. Com o tempo você acalmou um pouquinho parou de comer sapatos e resolveu ser vegetariano, não podia ver nada verde sair da geladeira que já ficava maluco se fosse rúcula então os olhinhos esbugalhavam. Nunca vou esquecer o dia que eu cheguei em casa triste, aos prantos e você estava me esperando na porta, me acompanhou até o sofá sentou ao meu lado numa paz nunca antes vista e começou a lamber minhas lágrimas. Você realmente era só amor, era tanto amor por tudo e todos que quem quisesse levava você embora. Só não era muito amigo de cachorros, se achava o pitbull se achava gigantesco o mais forte de todos, não importava o tamanho ou raça qualquer cão que chegasse perto ele avançava mesmo, já fomos expulsos de alguns lugares por causa disso. Nunca vi um cachorro TÃO parecido com os donos, cara de um fucinho do outro, esfomeado, impulsivo, ansioso, e mesmo quando queria demonstrar só amor ainda dava uma machucada na gente com a falta de jeito e a intensidade dele, tipo EU! Rs Parecia q tinha saído mesmo da minha barriga. Meu filho que você alegre o céu, encontre meu pai por lá foi ele que me ensinou a amar vocês, vai cuidar muito bem de você! Obrigada Paulo por te cuidado TÃO bem dele o tempo que eu não pude estar aqui. Você foi um Pai Foda!!! Obrigada Lara por todo cuidado e amor nessa fase tão difícil dele! Te amo monstrinho! Te amo pra sempre! INFINITA GRATIDÃO de poder ter vivido cada segundo do seu lado!

Uma publicação compartilhada por Thaila Ayala (@thailaayala) em

Fonte: Época

​Read More
Notícias

Thaila Ayala tem guarda compartilhada de cão com Paulo Vilhena

Foto: Divulgação/Montagem
Foto: Divulgação/Montagem

Separados desde 2014, Thaila Ayala e Paulinho Vilhena dividem a guarda do cão Zacarias, que, após a separação do casal, ganhou dois lares distintos. Em entrevista ao programa Encontro, na última segunda-feira (20), Thaila falou sobre a divisão com o ex-marido.

“A gente tem guarda compartilhada. Ele se amarra, porque tem duas casas diferentes, dois espaços”, disse a atriz, que contou que teve que fazer uma viagem aos Estados Unidos, mas o animal, escolhido pelos dois antes do término, ficou com o ex-marido, no Brasil.

No Encontro, Ana Furtado, que substitui Fátima no comando do matinal junto com Tiago Leifert e Marcos Veras, gostou da opção. “Acho legal a guarda compartilhada, porque não priva o animal da companhia dos tutores”, disse.

A veterinária Rita Ericson explicou que a guarda compartilhada é saudável para o animal. “É normal é e uma ajuda, porque, ao invés de deixar em um hotel, deixar com alguém da família ou com um amigo é ótimo, porque é bom para o cachorro e para o dono, que fica tranquilo. O animal se adapta e vive um dia de cada vez, fica feliz, sem ansiedade”, explicou.

Fonte: Boa Informação

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

TV Gazeta se recusa a veicular campanha contratada a favor do vegetarianismo

A campanha “Pense Nisso” do Instituto Nina Rosa, que conta com a participação voluntário dos atores  Thaila Ayala e Paulo Vilhena é resultado da coragem de fazer o bem de várias pessoas. Tudo começou com o empresário Alexandre Haigaz, que um dia relatou ter se tornado vegetariano após assistir ao documentário A Carne é Fraca produzido pelo INR.

Ele contou ainda da sua vontade de que muito mais pessoas tivessem a oportunidade de serem também sensibilizadas sobre os impactos de suas escolhas. Pensando nisso (desculpem o trocadilho), ofereceu comprar espaço em emissoras de TV para a divulgação de um “comercial” sobre o assunto.

Foto: divulgação

Na contramão da ação, A TV Gazeta de SP se recusou a veicular o comercial, que seria pago, sob a alegação de que a campanha contém cenas de violência. “Defendemos que essas cenas no filme de 30 segundos nada mais são do que uma ínfima parte da realidade cruel que os animais sofrem nos matadouros.
Acreditamos que a campanha “Pense Nisso” invocará o telespectador a repensar seus hábitos alimentares e seu papel para que essas cenas violentas deixem de ser realidade. Somente uma nova consciência poderá promover a tão almejada cultura de paz” defende Nina Rosa presidente do INR e colunista da ANDA.

​Read More
Notícias

Thaila Ayala sobre casaco de pele: "Não vamos vestir a morte"

Thaila Ayala posou para o catálogo com a cachorra Mel. Foto: André Giorgi

Aos 25 anos, mais de 17 cachorros já passaram pela vida de Thaila Ayala. E o amor pelos animais não é recente. Nascida em Presidente Prudente, interior de São Paulo, a atriz foi criada em meio aos animais e aprendeu com sua família a importância de recolhê-los das ruas. “Meu pai trabalhava em um barracão e levava os animais que encontrava pela rua para casa. Tive isso como exemplo”, contou ao iG.

A atriz usa sua notoriedade para fazer a diferença em prol dos animais sempre que pode e é uma das modelos escolhidas para estampar o calendário 2012 da AMPARA Animal, que em parceria com a TV Bicho, vai trazer 12 mulheres famosas posando com diferentes espécies de animais.

Thaila Ayala se divertiu com a Mel. Foto: André Giorgi

O iG acompanhou os bastidores do ensaio fotográfico em que Thaila posou para a campanha com a cachorra Mel e Jacques Dequecker foi o fotógrafo responsável. Antes de começar as fotos oficiais para o calendário, a atriz se mostrou em casa. Cuidou do cabelo, maquiagem e ainda almoçou com a equipe de produção, narrando divertidas histórias sobre o seu cachorro, entre outros assuntos. Além de fornecer importantes dicas sobre sustentabilidade e vegetarianismo.

Depois do almoço, Thaila resolveu brincar um pouco com a cachorra parceira de fotos e as duas ficaram íntimas. Mel acompanhou a atriz por todos os passos e Thaila não deixou por menos: pegou a cachorra no colo e até deu beijinhos nela. A atriz revelou que já teve diversos tipos de animais na infância e comentou que usar casaco de pele é “vestir a morte”.

Confira o bate-papo com Thaila Ayala:

iG: Thaila, você sempre gostou de animais? Quantos animais já teve?

Thaila Ayala: Difícil de contar quantos animais eu já tive. Já criei de barata cascuda a calango, gato e outros animais que nem dá para imaginar. De cachorro que dá para contar até agora, são 17 no total.

iG: E atualmente, quantos animais estão em sua vida?

Thaila Ayala: Vou viajar em lua de mel com o Paulo (Vilhena) e quando voltar vamos adotar outro. No momento só tenho um cachorro, um Bulldog Francês, o Zacharias. Nós ganhamos esse cachorro, ele já veio com esse nome. Mas ele tem cara de Zacharias mesmo (risos).

iG: O que você pensa sobre adoção de animais?

Thaila Ayala: Acho fundamental adotar, mas quero ter mais espaço. A minha vontade mesmo é a de ter um lugar para pegar todos os cachorros da rua e levar para casa. Todos os meus 17 foram assim. Meu pai trabalhava em um barracão e levava os animais que encontrava pela rua para casa. Tive isso como exemplo.

iG: Por que você acha tão importante a adoção?

Thaila Ayala: Quando me perguntam se quero ser mãe, eu falo que quero. Mas mais do que isso, eu quero adotar. Porque eu acho que o amor dobra. E tem tanta criança por aí querendo colo, carinho. Penso assim com os cachorros também. É uma gratidão, uma troca tão infinita, tão bonita. É algo que você dá e não precisa pedir de volta. É lindo. Adote, você não vai se arrepender. Tem muito cachorro pedindo amor, pedindo carinho sem querer nada em troca. Adote, castre, cuide bem do seu bichinho. Tem tanto cachorro por aí.

Thaila Ayala durante o ensaio. Foto: André Giorgi

iG: O que você pensa a respeito de quem usa casaco de pele?

Thaila Ayala: Eu não uso casaco de pele nem em foto, nem em nada. Não me lembro, mas acho que no começo da carreira também nunca precisei posar com pele. Eu não gosto nem de pele, nem de sintético, acho horrível. Estampa de onça eu já acho cafona. Acho um absurdo a pessoa tirar a pele viva de um animal. A pessoa que tem essa maldade, para mim, é um lixo. Tenho dó. Ou então as pessoas não têm consciência de como é feito isso e chego a ter dó. Não vamos vestir a morte.

iG: Você sempre teve essa consciênica sustentável ou a adquiriu após se tornar vegetariana?

Thaila Ayala: Confesso que minha consciência animal veio um pouco depois. Aliás, tanto animal, quanto ambiental. Viajei para diversos países, então fui para culturas que comem cachorro, para outras que comem insetos. Acho que aqui temos um racismo, porque uma pessoa come porco e ama cachorro. Os dois são exatamente iguais. Se você parar para pensar, o porco é mais inteligente do que o cachorro, então chega a ser um preconceito com os animais. Se você deixar o radicalismo de lado, entende que é apenas uma questão cultural.

iG: Há três anos o vegetarianismo entrou em sua vida. Você é vegan? Foi fácil o processo de parar de comer carne?

Thaila Ayala: Não sou vegana, acredito que isso é uma evolução e só na próxima encarnação vou chegar a esse nível. É punk pra mim, porque não como queijo, tenho intolerância à lactose. Então não como pizza, derivados do leite, quase nada. Ovo eu não como porque é um pintinho lá dentro. Se você abrir mão de um pouquinho que seja das coisas que está acostumado, faz bem para o meio ambiente e para o seu corpo. É um processo. Antes de morrer viro vegana. Sempre comi muita carne, amava comer até bife cru. Parei pelos animais. É um ato de amor diário, porque eu adoro carne. As pessoas não pensam no planeta, porque comer carne não é só o animal que vai morrer. A Amazônia está destruída por causa da soja plantada para alimentar o gado. Está tudo errado.

 iG: Você mudou depois que virou vegetariana? Como se interessou por esse assunto?

Thaila Ayala: Depois que eu comecei a ver documentários e ter essa consciência sobre os animais, sou muito outra pessoa. Meu cachorro aprendeu a fazer xixi numa fraldinha, mas dois meses depois e olhei o tanto de lixo que a gente fazia com aquela fraldinha. E aquele plástico? Quanto tempo demorava para se decompor? Foi então que eu falei ‘meu, que fraldinha? Vamos comprar jornal’ e agora ele faz no jornal. Ele já sabe onde tem que fazer. O Zacharias fica na nossa sacada e pegamos os pedregulhos do jardim para colocar no jornal para não voar e hoje ele é todo acostumado com o jornal. Então, depois do vegetarianismo, depois da consciência animal, no meu caso, é que veio o ambiental. É fechar a torneira, é fazer xixi no banho para dar menos descarga.

iG: O que você faz para colocar a mão na massa e ajudar os animais?

Thaila Ayala: Eu tenho feito de tudo. Tinha um projeto de trocar de lugar com os animais, porque às vezes a gente tenta, mas precisa ser tocado. Você vê a propaganda de um peru todo feliz para ser a ceia de Natal. Você precisa ter a consciência de que isso não é legal. Também faço a campanha da ONG odeiorodeio.com, faço campanha em tudo o que sou convidada quando o assunto é animal e meio ambiente. Lá em Prudente tem duas moças que recolhem os animais das ruas e procuram pessoas para adoção. Elas não são ligadas a ONG, nem nada, aí comprei um monte de ração e fiz um trato com uma veterinária. Dei a minha imagem para ela e falei: você pode fazer o que quiser. Divulgar em comercial de tevê, se tiver grana para colocar na tevê eu faço o que você quiser que você cuida dos animais que elas (as duas moças) trazem para você. E ela cuida dos animais sem cobrar nada. Às vezes ela cobra só o custo quando outras pessoas procuram.

iG: Então você acredita que é positivo para o meio ambiente que as pessoas parem de comer carne?

Thaila Ayala: O importante não é parar de comer carne. Você pode diminuir. Tem também que prestar atenção em bons tratos. Vê se o seu vizinho está cuidando bem do cachorrinho, isso também ajuda. Pesquisar sobre o consumo da carne, sobre os maus-tratos nesses animais que viram comida. Se cada um fizer um pouquinho, isso vira uma coisa muito grande. Uma pessoa faz a diferença parao meio ambiente sim.

Thaila Ayala se apaixonou pela Mel. Foto: André Giorgi

 iG: Voltando a falar em cachorros. Você é a favor da castração?

Thaila Ayala: Sim. Às vezes você pensa: ‘vou castrar e não vou ter um filhote dele’, mas tem muito filhote por aí querendo tutor. Não vai fazer direfença nenhuma para ele, mas para o outro que está sendo adotado por não ter mais um na rua, vai fazer toda a diferença. Então ame e seja amado infinitamente. Seja feliz, pratique amor. Não tem mais nada mais puro nessa vida. Faça a diferença, adote.

iG: O seu cachorro ficou diferente após a castração?

Thaila Ayala: Nós castramos ele porque ele sofria muito. E o Paulo não queria castrar. Aquelas coisas de homem, sabe? De perder a virilidade (risos). Da primeira vez ele levou, mas não teve coragem. Só que ele viu que o animal estava sofrendo muito, então fomos nós dois juntos para castrar. Castrar só tem efeitos positivos. Ele não engordou, não mudou nada. Só ficou mais tranquilo.

iG: Como é o seu relacionamento com o Zacharias?

Thaila Ayala: A gente que dá banho nele, não costumamos levar ao pet shop. Ele é supereducado, não pula na cama porque o Paulo não deixa. Mas meu cotidiano é muito maluco por conta do trabalho. Às vezes venho de carro para São Paulo só para trazer o cachorro. Fico com pena de trazer ele no avião, não tenho coragem. A gente deixa ele em um hotelzinho com piscina, ele adora. Às vezes fica até tristinho quando a gente vai buscá-lo (risos) por causa das mordomias. Também gosto de levar ele pra dar um rolê de skate comigo. Ele fica no meio da gente no carro. Temos uma ligação muito forte.

iG: O que você diz para quem tem vontade de ajudar animais e não sabe o que precisa fazer?

Thaila Ayala: Eu acho que qualquer bem que você tem no seu coração, qualquer vontade que você possa ajudar, faça. Por exemplo, eu moro num apartamento. É uma sala e um quarto e uma cozinha americanazinha pequenininha, eu e o Paulo, não dá para ter muito cachorro ali. Eu tava lá no Guarujá esse fim de semana, e tinha um monte de cachorro na rua. Procurei ração e não tinha, então comprei restos de carne que seriam jogados fora. Até fiquei naquele dilema: ‘compro carne, não compro’. Nunca comprei carne, nem quando comia. Minha mãe que comprava e estava tudo ótimo, mas como ia jogar fora mesmo, percebi que estava fazendo o certo. Alimentei todos os cachorros que estavam lá. Eu não podia levar para casa, mas então alimentei um por um que estava na rua, fiz isso toda amarradona. Uma sensação tão boa de saber que eles dormiriam de barriguinha cheia. Não precisa fazer muito, um pequeno ato já ajuda muito.

iG: Para finalizar, qual animal silvestre você mais gosta?

Thaila Ayala: Cada um tem uma coisa pássaro é uma coisa de louco, porque tanta gente gostaria de voar. A maioria das pessoas simpatiza com pássaros, porque quer ter asas e voar. Mas gosto de tantos animais que é difícil escolher um. O cachorro, por exemplo, não é silvestre, mas tem um lado tão fiel, tão lindo. O gato também, que é esteticamente a coisa mais linda do mundo. Os pássaros voam, o cavalo é forte, não consigo escolher um.

Fonte: IG

​Read More
Notícias

Os atores Thaila Ayala e Paulo Vilhena participam de campanha sobre os impactos do consumo de carne

(da Redação)

Foto: Divulgação

No dia 26 de outubro, foi realizada a gravação da campanha publicitária “Pense nisso” do Instituto Nina Rosa.

A peça é uma contribuição do empresário Alexandre Haigaz, que se tornou vegetariano ao assistir o documentário produzido pelo INR A Carne é Fraca (2004), e seu desejo de que mais pessoas tenham acesso a essas informações. A filmagem conta com a participação voluntária da produtora Tatiana Impéras, do diretor Maurício Eça e dos atores Thaila Ayala e Paulo Vilhena.

Bastidores da campanha (Foto: Divulgação)

“Pense nisso” desperta os espectadores para a realidade cruel a que os animais são submetidos na indústria da carne. O consumo de carne está na contra-mão da tão necessária cultura da paz.

O Instituto Nina Rosa, fundado em 2000, é uma Organização Não Governamental, independente, sem fins lucrativos, voltada à Educação em Valores. Tem como base fundamental o respeito a toda forma de vida e, como consequência, a ampliação da consciência humana.

​Read More
Notícias

Thaila Ayala posa para calendário em defesa dos animais e divulga gatinhos para adoção

Atriz usa o Twitter para divulgar a novidade e para ajudar gatinhos sem lar

Thaila Ayala mostra que é muito mais do que um rosto bonito. Pelo Twitter, a atriz contou que estampará um calendário em benefício dos animais. Empolgada, a morena divulgou seu retrato, feito pelo fotógrafo André Schiliró, no perfil.

Mas a preocupação da atriz com os bichinhos não termina aí. Thaila usa o microblog para tentar encontrar um lar para estes dos gatinhos. Eles não são adoráveis? 

Thaila Ayala quer ajudar os dois gatinhos a encontrar uma família; no detalhe, o retrato da atriz para o calendário em prol dos animais. (Fotos: Montagem R7/Reprodução Twitter)

Fonte: R7

​Read More
Notícias

Thaila Ayala volta forças à proteção animal

Foto: Alex Palarea/AgNews
Foto: Alex Palarea/AgNews

Thaila Ayala, a atriz que participou recentemente da novela Caminho das Índias na pele da indiana Shivani, agora está com todas as forças voltadas para seu projeto beneficente contra maus-tratos aos animais.

“A campanha vai sair! Na terça (6) tive uma reunião em São Paulo para fechar os últimos detalhes. Estou muito empolgada, vai ser bem legal”, afirmou a bela.

Sobre o nome do trabalho, Thaila adiantou que se chamará “A Gente na Pele Deles”, ou algo assim. Segundo a atriz, 12 artistas apoiam a causa junto com ela, mas quem são eles ainda é segredo. A previsão de lançamento é para dezembro deste ano.

Fonte: MSN

​Read More
Notícias

Thaila Ayala protesta contra o uso de peles de animais

Thaila Ayala usou o seu Twitter nesta segunda-feira (28) para protestar contra o uso de peles de animais.

imagem: reprodução/quem online
imagem: reprodução/quem online

“Não sei nem o que falar sobre essas pessoas que acham chique usar pele de seres vivos”, afirmou a namorada de Paulo Vilhena.

“Acho que vou usar também, só que gosto de casaco cor da pele, então vou começar a usar de gente. Vou pegar essas pessoas chiques, tirar a pele delas vivas e desfilar por aí nos eventos chiques”, ironizou a atriz, que curte férias desde o fim da novela Caminho das Índias, em que interpretou a personagem Shivani.

Fonte: Quem Online

​Read More