Notícias

Tutor sobe em telhado para salvar ovelha que simplesmente pula ao vê-lo se aproximar

Foto: Jukin
Foto: Jukin

Uma ovelha, que parecia estar presa no telhado de uma casa, saltou para a segurança do chão, deixando seu tutor – que havia subido até o local em que o animal estaria “supostamente em perigo” em uma tentativa bem-intencionada de resgatá-la -boquiaberto.

O vídeo da cena divertida foi filmado em uma área rural do Reino Unido.

Nas filmagens, uma ovelha jovem pode ser vista caminhando em cima do telhado e balindo para sua mãe, que está de pé no chão abaixo da pequena construção.

Um homem que acompanhava a situação e viu o animal aflito, começou a filmar enquanto o tutor caminhava para ajudá-lo.

A ovelhinha parece confusa quando o tutor a chama e diz: “Venha, desça daí, você pode se machucar!”

O cinegrafista continua a gravar e brinca que será um bom “teste” para saber se a ovelhinha confia nele (tutor).

O tutor colocou uma rampa de metal ondulado contra um lado da parede da casa, na tentativa de facilitar a descida da ovelha até o chão.

Foto: Jukin
Foto: Jukin

Quando o homem sobe no telhado, a ovelha fica assustada e começa a andar pelas bordas.

O tutor então continua a se aproximar lentamente e levanta a mão na tentativa de atrair a jovem ovelha, mas ela passa rapidamente por ele.

Eventualmente, a ovelha se afasta e dá um pulo correndo pela lateral do telhado, chegando ao chão.

Foto: Jukin
Foto: Jukin

Suas patas traseiras se agitam enquanto se movem pelo ar e aterrissam no chão com um baque e ela se se levanta rapidamente, sem nenhum arranhão.

O animal parece indiferente e sai de cena, que é onde o vídeo termina.

Não está claro como a ovelha subiu no telhado.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Corujas encontradas em apartamento são resgatadas em Nova Lima (MG)

As corujas foram encaminhadas sem ferimentos para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)


Duas corujas foram resgatadas após serem encontradas em um apartamento em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O resgate, feito por militares do Corpo de Bombeiros, foi realizado na quarta-feira (2).

Foto: Corpo de Bombeiros de MG/Divulgação

O imóvel está em obras e os animais foram encontrados pela proprietária do local durante uma visita. Ela se assustou com a presença inesperada das aves e acionou os bombeiros.

No entanto, ao ver os animais, a mulher acreditou que inicialmente que se tratava de gambás. Porém, ao chegar no local, os militares perceberam que eram corujas. As informações são do G1.

O ninho estava em cima do telhado do apartamento. Uma das aves, entretanto, assustada com a aproximação dos bombeiros, voou durante o resgate e foi parar dentro de um vaso sanitário no qual também havia indícios de ninho.

Resgatadas em segurança, as corujas foram encaminhadas sem ferimentos para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Pantera encontrada em telhado na França desaparece e tutor se entrega à polícia

Uma pantera negra que foi vista caminhando pelo telhado de um prédio em Armentières, na França, está desaparecida. Seu tutor, que cometeu crimes ao manter o animal em cativeiro e cortar suas unhas, entregou-se à polícia na terça-feira (1º).

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Acusado de maus-tratos a animais pelo corte às garras da onça, o homem também é responsável pelo crime de cativeiro de animal silvestre e por ter colocado seus vizinhos em risco, já que, após escapar, a pantera chegou a entrar rapidamente pela janela em um apartamento do prédio onde vivia presa.

O homem pode ser condenado a um ano de prisão e a 15 mil euros de multa. As informações são da agência de notícias RFI.

Sequestro

Após ser resgatada, a pantera de aproximadamente dez meses de idade foi levada para um zoológico em Maubeuge, cidade vizinha, para depois ser encaminhada para um local especializado no cuidado a animais selvagens que foram domesticados. No entanto, na noite de 24 de setembro, a pantera foi sequestrada.

Um inquérito foi aberto pela prefeitura de Maubeuge, que investiga o desaparecimento. Funcionários do zoológico se mostraram preocupados com o estado de saúde da pantera, que, segundo eles, está fragilizada e sem forças.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Justiça determina que mulher pague R$ 15 mil por alimentar gatos em telhado de vizinho

Além de ser condenada a indenizar seu vizinho, a mulher foi proibida de alimentar os gatos


A juíza Gabriela Muller Junqueira, da 7ª vara Cível do TJ/MS, condenou uma mulher a indenizar seu vizinho por jogar alimentos em cima do telhado da casa dele para alimentar gatos abandonados.

Foto: Pixabay

O vizinho acionou a Justiça e alegou que os gatos foram atraídos pelos alimentos e acabaram defecando e urinando no telhado da casa dele, tornando o local insalubre. A ré, no entanto, defendeu-se dizendo que os gatos foram atraídos por ratos e baratas presentes na casa do homem e que não conseguiram sair do local devido a uma cerca elétrica. Comovida com o sofrimento dos animais, ela decidiu alimentá-los.

Em sua decisão,  a magistrada considerou que fotos anexadas na ação provavam que a mulher arremessava os alimentos sobre o telhado e colocava vasilhas com água para os gatos.

“A repetição dessa conduta em dias diferentes pode ser vista pela variação da roupa utilizada pela ré e das roupas penduradas no varal instalado na parte inferir da janela”, diz trecho da decisão.

Para a juíza, “o direito da ré de alimentar os gatos de rua ou da vizinhança restringe-se aos limites do seu terreno, destacando que tal direito não é absoluto, haja vista que não pode violar as regras de saúde pública”. Junqueira disse ainda que as ações da ré caracterizam “interferência prejudicial ao sossego do vizinho, ora autor, que vê sua casa invadida por detritos e gatos que transitam sobre telhado de sua casa”.

Por essas razões, a magistrada impediu a mulher de alimentar os gatos, determinou que ela arque com os prejuízos materiais causados ao seu vizinho num prazo de 60 dias, além de condená-la a pagar a ele R$ 632 por danos materiais e R$ 15 mil por danos morais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Pantera negra mantida em cativeiro é resgatada após fugir na França

Uma pantera negra foi resgatada na quarta-feira (18) após ser vista andando no telhado de um prédio residencial em Armentières, na França. Após descobrir que o animal silvestre era mantido em cativeiro e teria escapado de um apartamento, as autoridades passaram a procurar o responsável por aprisionar a pantera.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Enquanto andava pelo telhado do prédio, que tem três andares, a pantera chegou a entrar rapidamente pela janela aberta de um dos apartamentos.

Acionados por moradores, os bombeiros implementaram um perímetro de segurança para evitar a fuga do animal e, com a ajuda de um veterinário, resgataram a pantera. Foi usado um dardo de tranquilizantes na operação. O animal foi resgatado de dentro de uma casa que estava vazia. As informações são da agência RFI.

Entregue para a Liga de Proteção dos Animais (LPA), a pantera aparenta ter entre cinco e seis meses de idade. Segundo veterinários, o animal pesa aproximadamente 20 quilos e teve as unhas cortadas.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Caso seja identificado, o responsável por aprisionar a pantera em cativeiro pode ser condenado a um ano de prisão e ao pagamento de multa no valor de € 15 mil (cerca de R$ 69 mil) por colocar pessoas em risco. Além disso, manter animais selvagens em cativeiro pode levar a uma condenação de de três anos de prisão e € 150 mil de multa.

O caso é investigado pelo departamento do Ministério da Ecologia (ONCFS, na sigla em francês).

“Se a pantera conseguiu escapar por uma janela, isso quer dizer que as condições de segurança não eram garantidas no local”, declarou o chefe do escritório regional da ONCFS.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

‘Um milagre’, diz tutora após cão cair do telhado de um prédio e sobreviver

Um cachorro da raça buldogue francês caiu do telhado de um prédio de seis andares em Nova York, nos Estados Unidos. Winston, como é chamado, sobreviveu graças ao que sua tutora considera um milagre.

© REDDIT/U/HEINYANDWINST

Winston havia passeado com a tutora, Emma Heinrich, e subiu para o telhado após voltar para casa. Assim que eles chegaram ao andar em que moram, Emma retirou a coleira do cachorro, que saiu correndo, subindo a escada até o telhado, para onde ele foi após encontrar uma porta aberta. No local, ele se desequilibrou e caiu.

Já esperando encontrar seu cão morto, Emma desceu as escadas em desespero. Ela se surpreendeu, porém, ao perceber que Winston estava vivo. As informações são do portal Sputnik News.

Após se desequilibrar, o animal caiu no teto de um carro que estava parado no local. Foi o automóvel que amorteceu o impacto da queda, salvando sua vida.

Winston sofreu apenas pequenos cortes e contusões. “É um milagre absoluto que ele esteja vivo agora”, escreveu Emma Heinrich em um post no Reddit.

© REDDIT/U/MUST_BE_THE_MANGOES

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cão resgatado da rua ganha casinha equipada com câmera de segurança

Um cachorro que vivia na rua, passando fome e suportando frio, chuva e calor excessivo, teve a vida completamente transformada após ser resgatado. Dominique, como passou a ser chamado, deixou para trás o passado de sofrimento para viver cercado de amor, tendo direito, inclusive, a uma casinha feita para ele e equipada com câmera de segurança. O caso aconteceu em Louveira, no interior do estado de São Paulo.

Foto: Fábio de Paulo Baptista

Domi ou Nique, como é carinhosamente chamado, tem cerca de 4 anos. Foi encontrado vagando pela rua por uma mulher que se sensibilizou com a situação dele e decidiu resgatá-lo. As informações são do portal Razões Para Acreditar.

Na nova casa, ele passou a ser tratado com respeito e carinho. Foi alimentado, tomou banho, recebeu remédios e vacinas, além de ter ganhado uma cama aconchegante para dormir, algo bem distante da realidade do seu passado, em que o chão duro e frio era o local que ele tinha para descansar.

Domi passou a conviver também com os outros cachorros de sua tutora: Penélope e Pompolo, além de Sheron, cadela de um dos parentes da família.

Foto: Fábio de Paulo Baptista

Após seis meses vivendo na casa da pessoa que o resgatou, Domi foi levado para outro lar. O carinho e cuidado, no entanto, não diminuiu. Pelo contrário, foi na casa do novo tutor que o cachorro ganhou uma casinha feita pensando exclusivamente em agradá-lo.

Com um quintal maior, Domi passou a ter mais espaço para brincar e ganhou a casinha feita sob medida, com direito à câmera de segurança e uma varanda, onde ficam as vasilhas de água e ração, para que ele possa se alimentar e descansar com tranquilidade.

Apesar de ter mudado de lar, Domi não deixa de visitar a mulher que o salvou e os cães tutelados por ela, os quais ele encontra semanalmente.

Foto: Fábio de Paulo Baptista
​Read More
Notícias

Bombeiros usam técnicas de rapel para salvar cachorro preso em telhado

O Corpo de Bombeiros de Jaú (SP) usou técnicas de rapel para salvar um cachorro que ficou preso no telhado de uma empresa no bairro Jardim Ferreira Dias.

Foto: Marcos Flores Santana/Divulgação

Um dos militares amarrou uma corda no corpo do animal e jogou como se fosse um rapel, para que o animal descesse aos poucos. Enquanto isso, outro bombeiro ficou embaixo e supervisionou a operação. O resgate foi realizado na última sexta-feira (29) e imagens da ação do Corpo de Bombeiros circularam pela internet.

O dono da mercearia na qual o animal ficou preso no telhado contou que estava trabalhando com os funcionários do local quando ouviram um barulho.

“Assustei. Na hora imaginei que pudesse ser algum assaltante, algo assim. Quando saímos para ver, nos deparamos com o cachorro preso lá em cima. Não dá para imaginar como ele conseguiu subir lá, porque é bem alto”, disse ao G1 Marcos Flores Santana.

Foto: Marcos Flores Santana/Divulgação

Segundo ele, antes de acionar o Corpo de Bombeiros, um dos funcionários da empresa tentou subir no telhado para resgatar o cachorro, mas ficou com medo de assustar o animal e ele acabar pulando do local onde estava, correndo o risco de ser machucar.

Após os militares realizarem o resgate, o comerciante descobriu que o cachorro tem tutor. O homem, que estava trabalhando, disse que não sabia que o cão havia fugido de casa.

​Read More
Notícias

Cachorro é resgatado após ‘aparecer’ em telhado de 5 metros de altura

Cachorro ficou por cerca de hora andando no telhado da galeria de lojas em Lins — Foto: Ricardo César Rossetto/Arquivo pessoal

O aparecimento de um cachorro em cima de um telhado de cinco metros de altura de uma galeria de lojas no centro em Lins (SP) chamou a atenção dos moradores da cidade.

Mesmo debaixo de chuva, várias pessoas se aglomeraram para assistir ao resgate inusitado e as cenas tomaram as redes sociais da cidade.

O empresário Ricardo Cesar Rossetto, dono da galeria de lojas, disse que começou a ouvir barulhos estranhos vindos do telhado e que duraram cerca de uma hora.

Depois, conta ele, que os latidos insistentes de outro cachorro que estava em frente ao estabelecimento indicou que havia “algo” no telhado.

Ao sair na rua, viu o cão na beira do telhado. O proprietário da loja disse que não sabe como o cachorro conseguiu subir em um local tão alto.

“Talvez ele estivesse perseguindo um gato ou então tentando chegar ao quintal de um vizinho que tem uma cachorra no cio. Acho que ele pode ter subido em um muro vizinho à minha loja e de lá conseguiu chegar ao telhado”, arrisca o empresário.

Segundo Rossetto, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas o funcionário de um posto de combustíveis da região se antecipou e, com uma escada, conseguiu retirar o cão pela coleira.

Ao ser colocado no chão, o cachorro se juntou a outro cão de coleira que estava na calçada e ambos saíram correndo pela rua. O animal resgatado não se feriu.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Onça é encontrada dormindo em telhado de empresa de Americana (SP)

Uma onça parda foi encontrada dormindo no telhado do prédio de uma empresa, no bairro Antonio Zanaga, na última sexta-feira (4), em Americana (SP). Dois seguranças chegavam ao expediente quando viram o animal.

Foto: Reprodução/EPTV

Os funcionários acionaram o Corpo de Bombeiros, que resgatou o animal junto de uma equipe de veterinários do grupo Corredor das Onças. De acordo com as equipes, quando chegaram ao local, o animal ainda dormia.

Segundo os veterinários, a onça é uma fêmea, com dois anos de idade e cerca de 19kg. O animal foi solto em uma área verde da região, ainda na sexta.

Fonte: G1

​Read More
Você é o Repórter

Gato abandonado vive em telhado em Santos (SP)

Raquel Rignani
raquelpxr@yahoo.com.br

Divulgação

O gatinho da imagem está muito doente e debilitado. Ele vive no telhado de uma casa de veraneio na cidade de Santos, Litoral Norte de SP. Ele precisa de resgate, abrigo e cuidados. Quem puder ajudá-lo e precisar de mais informações entre em contato com a Raquel através do telefone: 11 – 99880 0310.

​Read More
Você é o Repórter

Gatinhos presos em telhado precisam de resgate em SP

Raquel Rignani
raquelpxr@yahoo.com.br

Filhotes de gato estão correndo risco de morte, no bairro de Liveiro, em São Paulo.

filhotes em telhado

Eles estão vivendo em cima de um telhado com sua mãe, e são muito pequenos e mansos para descer. É necessário que eles sejam retirados de lá e posteriormente sejam adotados.

Caso possa ajudar a resgatar os gatinhos, entre em contato com Elizeth através do telefone (11) 947066662.

​Read More