Notícias

Caminhão superlotado tomba e mata 22 porcos explorados pela indústria

Um caminhão que transportava 180 porcos tombou, matando 22 deles, na Avenida Júlio Holtz, na cidade de Sarapuí, interior de São Paulo.

Porcos morreram após caminhão tombar depois de perder o freio (Foto: Robson Cirilo/Arquivo Pessoal)

O motorista, que não se feriu, perdeu o freio após fazer uma curva. Moradores da região afirmam que ele desceu a avenida buzinando, para alertar as pessoas que estavam à frente. O veículo só parou após cair em cima do muro de uma residência, que ficou completamente destruído. De acordo com informações divulgadas pelo G1, as pessoas que estavam na casa acordaram assustadas, mas não foram atingidas pelo acidente.

Casos como este tem se repetido constantemente. O peso destes caminhões, que transportam quantidades exorbitantes de animais, contribui para que os acidentes aconteçam. Além de ferir e matar animais sencientes, e de colocar em risco a segurança das pessoas, o transporte é apenas um dos tantos momentos de tortura sofrido pelos animais, condenados pela indústria a uma realidade cruel.

Vidas que sofrem desde o nascimento, são colocadas nestes caminhões superlotados. Neles, os animais não conseguem se movimentar, passam sede, fome, são expostos às condições climáticas, tomando chuva ou passando calor, e sentem dificuldade de respirar, devido ao pouco espaço, que os mantém prensados uns aos outros.

Porcos se feriram e 22 morreram no acidente (Foto: Robson Cirilo/Arquivo Pessoal)

Quando não morrem em acidentes, os animais seguem seu destino ao matadouro, onde são covardemente mortos. Como, provavelmente, aconteceu neste caso. Já que todos os porcos foram retirados do local pela empresa responsável pelo veículo que, obviamente, não tem interesse algum em preservar a vida deles.

​Read More