Notícias

Cãozinho que foi violentado tem alta e retorna para casa

Verão, um cachorrinho que foi cruelmente violentado com um cabo de vassoura pelo vizinho de sua família, recebeu alta na tarde da última terça-feira,10, da clínica veterinária Pet Market.

Foto: Reprodução

Nas imagens registradas por Michele Scopel, representante da Organização de Proteção Animal de Mato Grosso (OPAMT) o cãozinho é recebido em sua casa com muita festa e alegria por sua família que se emocionaram com a recuperação do tão amado filho de quatro patas.

Segundo o veterinário da Pet Market, Marcelo Ramos, o caso de Verão era muito sério, ele já apresentava um quadro de infecção e diversas escoriações na região anal, aumento de volume e herniação, o que causava um bloqueio que impedia a passagem de sangue e urina o que afetava também os rins do cachorro.

“A primeira ação foi aplicar medicação de analgesia, para tirar a dor do paciente. Em seguida foram administrados anti-inflamatórios e antibióticos para tratar a região ferida. Já teve um resultado satisfatório e as vias urinárias voltaram a funcionar”, explicou Marcelo.

Apesar dos primeiros cuidados terem apresentado um resultado de melhora no quadro, Verão continuou sem evacuar e após ter uma crise de vômito na madrugada de quarta-feira, 04, foi realizada uma cirurgia na parte íntima do cachorro.

Logo após a cirurgia o cãozinho ficou em observação e seu quadro teve uma grande melhora, ele já conseguia se alimentar, urinar e defecar sem qualquer impedimento e após seis dias em observação recebeu alta.

Veja o vídeo do retorno de Verão para casa AQUI.

Entenda o caso

Verão foi violentado pelo vizinho, quando este, identificado apenas como José, viu o animal cruzando com sua cadela na rua. Aproveitando que o cachorro não poderia se defender, o homem enfiou um cabo de vassoura no ânus do cãozinho. Todo o ato foi visto por vizinhos que confirmaram a crueldade.

Revoltada, a tutora do cachorro procurou o vizinho para exigir que ele pagasse por um veterinário, pois o animal estava com as feridas abertas, se recusava a comer e não conseguia evacuar ou urinar devido as dores. O homem negou os fatos e ainda ameaçou a mulher de morte, no entanto, as crianças e vizinhos que assistiram ao ocorrido desmentiram o idoso.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema). Maus-tratos contra os animais é crime e está sujeito a punições legais perante a justiça! Todos os animais merecem ser tratados com respeito por nós seres humanos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More