Notícias

Cão luta para sobreviver após ser brutalmente agredido com espada em SP

Um cachorro da raça pit bull foi brutalmente agredido em Praia Grande (SP). Ele foi submetido à cirurgia, mas corre risco de morte. Testemunhas afirmaram que o animal foi atacado com uma espada por um homem após brigar com o cachorro dele.

Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

A agressão aconteceu na segunda-feira (12), na Vila Caiçara. “Fui buscar minha filha, de cinco anos, e cheguei por volta das 17h30. Como meu cachorro é muito tranquilo e não tem o costume de sair, provavelmente na hora que eu estava no carro pegando ela e a mochila, ele saiu e não reparei”, contou ao G1 a cabeleireira Daniela Soares da Rocha Costa, de 26 anos.

Por volta das 19 horas, vizinhos de Daniela a chamaram e perguntaram se ela era tutora de um cão de pelagem marrom e se ele tinha fugido. Ela, então, acendeu a luz da garagem e percebeu que Bruce não estava no local.

“O homem falou ‘ele está morrendo aqui na frente da rua’. Quando sai, a minha calçada estava cheia de sangue e o Bruce estava com a cabeça e pata abertas”, disse.

Moradores do bairro disseram que o pit bull brigou com um cachorro de pequeno porte na rua de trás e que algumas pessoas jogaram água e tentaram separar a briga, mas não conseguiram.

“Então, não sei se foi o tutor desse cachorro, porque não vi a pessoa. Mas, testemunhas me falaram que foi sim e que o homem pegou uma espada, provavelmente aquelas de parede, e acertou a cabeça dele. Eu consegui apenas ver o rastro do sangue até a casa do cara”, afirmou.

Após encontrar Bruce, Daniela ligou para uma clínica veterinária e levou o animal para ser submetido a uma cirurgia de emergência. “Os veterinários falaram que ele corria muito risco por ter perdido sangue. Precisou de uma transfusão e depois ficou horas realizando o procedimento cirúrgico”, disse.

Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

A tutora do pit bull contou ainda que a veterinária relatou que o ferimento foi tão grave que alcançou o crânio do cachorro e cortou o osso. “A sorte é que não pegou no cérebro, mas provavelmente ele tenha que remover o olho. Ele está muito assustado, não come nem bebe, apenas vomita”, contou.

“Por ser um pit bull, os meninos da rua defenderam a ação do homem que o agrediu, afirmando que devido a raça deveria se defender. Mas ele é muito dócil com qualquer pessoa. Tem seis anos e nunca se mostrou violento. Minha filha está muito abalada, chora muito. Fiquei desesperada ao saber que ele poderia não resistir”, desabafou.

Boletim de ocorrência

A Polícia Militar esteve no local da agressão. O homem identificado por testemunhas como o responsável por agredir o animal afirmou que o pit bull tinha mordido uma idosa, mas nenhuma vítima foi localizada. Daniela lembrou ainda que o cachorro de porte pequeno estava apenas levemente ferido.

A tutora de Bruce compareceu ao 2º DP de Praia Grande e descobriu que o agressor registrou um boletim de ocorrência contra ela por omissão e ameaça.

Daniela contou que seu esposo esteve no local da agressão para saber o que teria acontecido e para tentar identificar a suposta idosa ferida, na intenção de socorrê-la.

“Provavelmente foi uma mentira para tentar justificar a agressão ao Bruce. Após noites sem dormir, estamos aguardando para que ele seja forte e resista ao pós-operatório, porque além de ter sido nosso companheiro, hoje é o melhor amigo da minha filha. Crimes como esse não podem sair impunes”, argumentou.

A investigação do caso ficará por conta da Polícia Civil.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques

Cão em situação de rua é espancando por seguranças ao procurar abrigo da chuva em prédio

Foto: Bombay Animal Rights
Foto: Bombay Animal Rights

Um cão em situação de rua foi brutalmente espancado na cidade de Mumbai, no oeste da Índia, quando tentou se abrigar dentro de um complexo de edifícios durante as fortes chuvas que assolam a região.

De acordo com relatos da mídia local, imagens de câmeras de vigilância mostram dois guardas de segurança batendo impiedosamente no animal.

O ataque deixou o cão em estado de coma, no momento o animal esta lutando pela vida depois de receber ferimentos graves na cabeça e no abdômen. O vídeo do incidente se tornou viral nas mídias sociais, forçando as autoridades a apresentar uma queixa formal contra os dois acusados.

Segundo relatos, o incidente ocorreu em 24 de julho, quando um morador do segundo andar do edifício Turf View instruiu o vigia a espancar o cão. Os vigias bateram no cachorro e o deixaram no local ferido e sofrendo dores horríveis.

Foto: Bombay Animal Rights
Foto: Bombay Animal Rights

Uma ONG que atua em defesa dos direitos animais, Bombay Animal Rights, apresentou uma queixa à polícia o que levou os acusados a serem levados em custódia pelas autoridades. No entanto, eles foram liberados em poucos minutos. Ativistas dos direitos animais agora estão exigindo melhores leis e punições adequadas para os agressores.

O cão em situação de rua está atualmente em coma, sob tratamento em uma clínica veterinária local: Crown Vet Hospital em Mahalaxmi.

Imagens fortes:

Várias celebridades de Bollywood (indústria de filmes indianos) condenaram o ato bárbaro, pedindo punição para a crueldade contra os animais.

Para acompanhar a situação de Lucky clique aqui.

Celebridades Indianas se revoltam contra o crime

As imagens aterradoras do cão em situação de rua sendo brutalmente espancado por guardas de segurança de um complexo residencial em Mumbai chocou várias celebridades da Índia, entre elas Sonam Kapoor Ahuja, Malaika Arora e John Abraham, que se uniram para pedir que um fim da crueldade com os animais, descrevendo o ato como “desumano”.

Sonam levou seu pleito para o Instagram e postou vídeos em que o cachorro, que foi deixado sofrendo no chão, pode ser visto tremendo de dor. Sonam legendou os vídeos pedido ajuda de seus seguidores, que ligassem para a polícia e pedissem justiça, ressaltando que oa vídeos e as provas já estavam nas mãos das autoridades e a queixa havi sido prestada ppela ONG Bombay Animal Rights em 27/7/19.

Sonam Kapoor Ahuja e Malaika Arora | Foto: Bombay Animal Rights
Sonam Kapoor Ahuja e Malaika Arora | Foto: Bombay Animal Rights

Colocando mais informações sobre o cão, Sonam escreveu na rede social que o incidente aconteceu no dia 24 de julho, quando um dos moradores do Turf View Building instruiu os vigias a espancar o cachorro, depois que ele entrou na varanda do prédio do apartamento buscando abrigo contra a chuva.

O post de Sonam recebeu muita atenção. Anushka Sharma achou o incidente “inacreditável”.

“A desumanidade deste ato é simplesmente inacreditável. Este é o momento para a nossa comunidade se posicionar e encontrar uma maneira de ajudar a levar a justiça a uma alma que não pode se defender. Se houver alguma maneira, você pode fazer algo para ajudar, esta é a hora “, escreveu ela no Instagram.

Jacqueline Fernandez marcou a ONG People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) em seu post, pedindo à entidade que faça justiça ao cão.

John Abraham, que é um amante dos animais, também escreveu sobre o ato cruel.

“Peço desculpas por twittar algo tão perturbador, mas a necessidade da hora é proteger esses lindos animais. Para pessoas que não gostam de animais, pelo menos não os machuque”, twittou John.

“Absolutamente odioso e desprezível. Que tipo de pessoa faria uma coisa dessas”, escreveu Malaika no Instagram.

Lucky  permanece em coma.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Após denúncia, cão é resgatado com ferimento na cabeça em Itapema (SC)

Um cão foi resgatado na manhã deste sábado (29) pelo Grupo de Operações e Resgate (GOR) com um ferimento profundo na cabeça, no bairro Jardim Praia Mar, em Itapema, no Litoral Norte catarinense. A equipe chegou ao local após denúncia de moradores.

Segundo o GOR, a suspeita é de que o animal tenha sido atingido por paulada.

Foto: GOR/ Divulgação

A equipe recolheu o animal e encaminhou para a clínica conveniada para ser tratado. O agressor não foi encontrado.

Maus-tratos

Pela lei nº 9.605/98, praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos pode resultar em prisão de 3 meses a um ano e multa. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.

Em dezembro do ano passado, o Senado aprovou um projeto que aumenta para até quatro anos a pena para quem maltratar animais. A pena pode aumentar em até um terço (mais de um ano) se o animal morrer. O texto seguiu para análise da Câmara dos Deputados.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA!


​Read More
Notícias

Bebê elefante gravemente ferido por armadilha é socorrido no Zimbábue

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Reprodução/AWARE
Reprodução/AWARE

Este bebê elefante de três meses foi encontrado pela primeira vez por um gerente de um acampamento na Grande Área de Conservação Transfronteira em Mapungubwe (TFCA) no Zimbábue durante a primeira semana de julho.

Sua perna direita estava severamente inchada e ele precisava urgentemente de cuidados médicos. O gerente do acampamento tirou fotos do elefante e as enviou ao grupo AWARE Trust do Zimbábue, relata o The Dodo.

Ao receberem as fotos do filhote, os veterinários da AWARE imediatamente começaram a seguir o elefante e obtiveram permissão para realizar pesquisas nos parques da vida selvagem. Eles entraram em contato com os moradores locais para ver se alguém possuía alguma informação sobre o pequeno elefante e sua preocupante condição.

A partir das fotos fornecidas, a equipe descobriu que o pé do filhote estava preso em uma armadilha.

Quando os veterinários foram capazes de alcançar o local onde Keith, sua mãe e a manada tinha se reunido durante dois dias já era tarde demais: o elefante ferido e sua manada haviam desaparecido.

A equipe da AWARE buscou os animais por dois dias, mas infelizmente não tinha mais fundos disponíveis para continuar a operação. Semanas depois, a AWARE ganharia a oportunidade de resgatar Keith.

“Nos últimos 10 dias, recebemos relatos de pessoas que viram o animal juntamente com algumas fotos que mostram a condição de deterioração do filhote”, escreveu aAWARE em um post publicada no Facebook em 24 de julho.

Finalmente, Keith foi encontrado. “Seu pé inchado era inconfundível do helicóptero”, escreveu a AWARE.

Reprodução/AWARE
Reprodução/AWARE

A mãe muito protetora de Keith, que jamais o deixou, foi tranquilizada junto com seu filhote e os veterinários finalmente foram capazes de observar mais atentamente a extensão da lesão de Keith.

A armadilha estava tão profundamente enraizada na sua perna que havia chegado até o osso. Um raio-X realizado no local mostrou danos causados a seus pés também.

Apesar da lesão, Keith ainda tinha uma boa circulação sanguínea e, segundo seus socorristas, ele tem uma boa chance de recuperação devido à sua juventude.

Os veterinários limparam as feridas de Keith e deram-lhe medicação para aliviar a dor, além de antibióticos de longa duração.

Depois que a equipe cuidou Keith, eles acordaram o filhote e sua mãe. Os socorristas acreditam que Keith ficará com um pé deformado, mas o filhote já demonstrou que não tem nenhum problema em se manter com três pernas ao lado de sua manada.

Agora Keith não terá de suportar a dor que o atormentava há semanas graças aos veterinários que se recusaram a desistir de salvá-lo.

​Read More
Notícias

Jacaré do papo-amarelo é socorrido em estacionamento da Prefeitura do Recife

Reprodução/TrekNature
Reprodução/TrekNature

Um jacaré do papo-amarelo foi resgatado no estacionamento da Prefeitura do Recife, Cais do Apolo. O réptil de 1,20 m foi localizado por servidores municipais numa área próxima ao mangue.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e resgatou o animal, com apoio da Brigada Ambiental da Guarda Municipal. O jacaré foi encaminhado para a sede do Ibama, no bairro de Casa Forte para ser submetido a exames e depois ser reintroduzido na natureza.

Fonte: Diário de Pernambuco

​Read More
Notícias

Animal silvestre é atropelado na BR-153, MG

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, no fim da tarde da última sexta-feira, um gato-do-mato foi atropelado na BR-153, próximo a Araporã, MG. O animal estava abatido e sangrando quando foi socorrido pelos patrulheiros e por um pedreiro que passava pelo local.

Segundo o pedreiro, que presenciou o crime, o gato-do-mato estava bebendo água às margens da rodovia e, ao tentar atravessar para o outro lado, foi atropelado por um carro de passeio.

O animal foi encaminhado para o Batalhão da Polícia Ambiental de Itumbiara e, depois, para o Centro de Controle de Zoonoses onde foi medicado e devolvido a seu habitat natural.

Fonte: Folha de Notícias

​Read More
Notícias

Cavalo passa mal, cai em buraco e é socorrido em SP

Um cavalo caiu em um barranco na manhã desta segunda-feira, em São Paulo (SP), e foi socorrido por veterinários e pelo Corpo de Bombeiros. Com a saúde debilitada, o animal passou mal e não conseguiu mais sustentar seu peso. O incidente ocorreu na rua Manuel de Freitas, no bairro Jardim Álamo. O bicho foi medicado e está sob cuidados veterinários.

Por volta das 9h, o cavalo se desequilibrou e caiu no barraco. Moradores da região acudiram o bicho, que não teve forças para levantar e ser retirado do declive. Pessoas que tentaram levantar o cavalo chamaram uma guarnição do Corpo de Bombeiros. Ao chegar ao local, os bombeiros foram orientados por veterinários, que também foram chamados para atender a ocorrência.

Na manhã de terça-feira, os veterinários voltarão ao Jardim Álamo para medicar novamente o cavalo e avaliar o seu estado de saúde. A proprietária do animal acompanhou toda a ação, mas disse aos bombeiros que o cavalo estava muito doente e não tinha condições de tratá-lo.

Fonte: Terra

​Read More