Notícias

Internautas mantêm ‘farmácia comunitária’ para animais na web, em São José dos Campos (SP)

11
Divulgação

“Fazer o bem, não importa a quem – nem a que espécie”. Foi esse ditado, adaptado, que motivou um grupo de São José dos Campos (SP) a encontrar uma maneira de ajudar os animais. Criada há pouco mais de um ano, a página ‘Farmácia Veterinária Comunitária’ conta hoje com 545 membros no Facebook e mensalmente ajuda a salvar a vida de dezenas de cães, gatos e outros animais de estimação.

O grupo foi criado na rede social pela pela Denise Nery, voluntária de uma ONG que resgata animais na cidade. A ideia surgiu após o resgate de uma cadela prenha. A mulher contou que o animal estava muito debilitado e que o tratamento do cão contou com o uso de muitas medicações.

Após curar a cadela ‘Sapeca’ e encontrar um lar para ela e para dois dos quatro filhotes sobreviventes – os outros dois estão em um abrigo para cachorros -, a voluntária reparou que haviam sobrado muitos medicamentos.

“Posso dizer que eram cinco caixas de sapato lotadas. Perguntei a outros protetores se precisavam e pude doar grande parte, mas ainda sobrou. Foi neste momento que criei a farmácia e para a minha surpresa comecei a receber mais doações de medicamentos”, explica.

Além dos remédios, Denise conta que atualmente o grupo faz doações de materiais médicos e cirúrgicos, coleiras anti-pulgas, roupas, casinhas e rações para tratamentos especiais. Segundo ela, uma experiência que tem ajudado muita gente e que prova a capacidade de compaixão do ser humano com os animais é grande.

“Sapeca infelizmente morreu depois, mas deixou seu legado e acho que cumpriu sua missão. Espero que muitas pessoas ainda entrem no grupo para que mais e mais animais sejam beneficiados”. Ela lembra que qualquer pessoa pode participar do grupo, doar ou receber doações.

Divulgação
Divulgação

Colaboração
Um exemplo de atuação no grupo é a da voluntária Tais Dantas. Após o tratamento de sua mascote que morreu, ela pensou que os remédios que sobraram poderiam ser úteis para ajudar outro cão.

Ela conta que no dia em que colocou a publicação na página já recebeu a mensagem de uma interessada nos remédios.

Para Tais, a atitude não só ajuda os animais domésticos, mas também mostra uma preocupação com o meio ambiente, já que evita o descarte irregular dos medicamentos. “Temos aqueles que doam o seu tempo, conhecimento e amor para cuidar dos animais em situação de abandono e outros, assim como eu, podem ajudar um pouquinho doando remédios que são caros muitas vezes ou outros itens necessários para salvar a vida deles”, afirmou.

Divulgação
Divulgação

Orientação
Apesar do auxílio que oferece aos membros, a administradora da página lembra que é preciso ter um acompanhamento veterinário antes de aplicar medição nos animais. “Nós sempre lembramos que é preciso ter o acompanhamento médico para dar o remédio, assim como é com os humanos”, afirmou Denise.

A veterinária Ana Paula de Oliveira Carvalho reconhece a iniciativa e acredita que ações assim podem somar ao tratamento dos animais, mas destaca que o acompanhamento de um especialista é essencial.

Segundo a profissional, se utilizado conforme a prescrição médica, o remédio doado não oferece riscos ao animal. “Não tem problema algum em pegar da doação. Não estando vencido e a dose sendo a mesma que o veterinário prescreveu está tudo bem. O único remédio que o pessoal acaba usando com mais liberdade é o vermifugo, mas mesmo assim precisa de uma certa orientação veterinária porque as doses são de acordo com o peso [do animal]”, explicou.

Fonte: G1

​Read More
Você é o Repórter

Cinco gatinhos são abandonados em São José dos Campos (SP)

Gabriela
viniciusleo350@gmail.com

Os gatinhos da imagem foram abandonados nas ruas da zona sul de São José dos Campos, SP. A pessoas que os resgatou não poderá ficar com eles e busca um lar temporário para os animais o quanto antes. Quem puder ajudar abrigando os gatinhos entrem em contato com a Gabriela através do e-mail abaixo.

Divulgação
Divulgação

Contato: Gabriela, e-mail: viniciusleo350@gmail.com

​Read More
Notícias

Projeto regulamenta transporte de animais em ônibus em São José dos Campos (SP)

Animais de pequeno porte deverão ser transportados em gaiolas próprias Divulgação
Animais de pequeno porte deverão ser transportados em gaiolas próprias
Divulgação

Agora quem tem um animal doméstico poderá levá-lo pra onde quiser utilizando o transporte coletivo de São José. A Câmara aprovou na última semana projeto do vereador Valdir Alvarenga (SD) que autoriza a Prefeitura a disciplinar o transporte de animais domésticos nos ônibus da cidade. A proposta estabelece uma série de regras para o transporte de animais mas apenas para os de pequeno porte.

Para o vereador Valdir Alvarenga, a medida beneficia principalmente a população de baixa renda que, muitas vezes, não tem condições de pagar outro tipo de transporte quando precisa levar os animais ao veterinário, por exemplo.

Segundo o texto, o animal precisa ser de pequeno porte e não possuir mais de 10 quilos. Fica limitado o transporte de até dois animais de uma vez. O animal também precisa estar em uma gaiola própria e, se for o caso, será cobrada tarifa adicional para o passageiro. Também é fundamental que, no momento do embarque, seja apresentado Certificado de Vacina do animal.

Segundo o artigo 6º do projeto, será cobrada multa no valor de mil reais, caso as empresas de transporte coletivo não cumpram as disposições contidas na lei. O valor dobra em caso de reincidência.

Fonte: Meon

​Read More
Você é o Repórter

Gata mix de siamês está desaparecida em São José dos Campos (SP)

Laiana Stefeni
laiana.stefeni@hotmail.com

A gatinha da imagem desapareceu na rua Maxoto, em São José dos Campos, na RS Madeiras. No dia do desaparecimento ela estava usando uma fita rosa no pescoço. Atendo por Carlota. Ela nunca saiu de casa e sua tutora está muito preocupada. Alguém viu a Carlota por ai?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Contato: Laiana, tel: (12) 98147-7955

​Read More
Você é o Repórter

Gatinho branco busca um novo lar em São José dos Campos (SP)

Macarosi
macarosi@uol.com.br

O gatinho da imagem se chama Snow. Ele foi resgatado em São José dos Campos, SP. Ele é muito meigo e carinhoso. Adora companhia humana e está ansioso por um novo lar. Snow já está castrado e vacinado.

Alguém gostaria de leva-lo para casa?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Contato: Carmo, e-mail: macarosi@uol.com.br

​Read More
Notícias

São José (SP) quer evitar abandono de animais no Parque da Cidade

Levantamento mostra que 43 animais foram abandonados no local Divulgação/PMSJC
Levantamento mostra que 43 animais foram abandonados no local
Divulgação/PMSJC

A administração do Parque da Cidade Roberto Burle Marx, de São José dos Campos, vai intensificar campanhas e ações contra o abandono de animais no local. Foram encontrados 38 gatos e 5 cachorros no parque.

De acordo com a Secretária de Meio Ambiente, Elisa Farinha, a presença dos animais pode causar o desequilíbrio ecológico na fauna local por competirem o espaço com os animais silvestres.

“Os animais abandonados têm dificuldade de encontrar alimento, água limpa e abrigo, estão vulneráveis a atos de crueldade e ficam expostos a doenças de áreas florestais transmitidas por animais silvestres ou pelo ambiente. Além disso, podem se tornar agressivos por estarem com medo, acuados, feridos ou doentes”, diz Elisa.

A primeira medida tomada pela administração será o mapeamento e descrição dos gatos, recolhimento e encaminhamento para os cuidados, castração e adoção.

Abandono

De acordo com a Lei Federal 9.605/98, o abandono de animais é crime e quem descumprir a ordem está sujeito à multa e detenção de três meses a um ano.

Fonte: Meon

​Read More
Você é o Repórter

Cadela perdida é encontrada em São José dos Campos (SP)

Aída Taucci
aidaprotetora@gmail.com

A cadela da imagem foi encontrado próximo ao Supermercado Spani, em Vista Verde, São José dos Campos, SP. A pessoa que a resgatou não pode adota-la e procura por seus possíveis tutores ou novos adotantes.

Alguém a conhece?

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Contato: Aída, tel: 11 – 9 9103-3096

​Read More
Notícias

Lobo-guará é flagrado no Jardim da Granja em São José dos Campos (SP)

Lobo-guará próximo ao muro do CTA, em São José. (Foto: Arquivo pessoal/Franco Ripoll Leite)
Lobo-guará próximo ao muro do CTA, em São José.
(Foto: Arquivo pessoal/Franco Ripoll Leite)

Um lobo-guará foi flagrado nesta quarta-feira (16), na região do Jardim da Granja, em São José dos Campos. A foto do animal foi feita pelo engenheiro eletrônico, Franco Ripoll Leite, por volta das 9h, próximo ao muro do Centro Técnico Aeroespacial (CTA).

O lobo também foi visto pela esteticista Isabel Costa Pinto, quando ela voltava do centro para casa, no Jardim Uirá, no começo da tarde. Ela acionou a polícia e relatou o espanto dos passageiros do ônibus em que estava quando o animal foi encontrado.

” Ele [lobo] estava correndo e pensei que não poderia ser um cachorro, porque era grande demais. Todo mundo acabou vendo e percebendo que era um lobo. Liguei na hora para a polícia”, disse.

A Polícia Ambiental informou que esteve no local para tentar capturar o animal, mas que ele não foi encontrado. Não houve registro de atropelamento de animais no trecho até 18h desta quarta. O lobo-guará corre risco de extinção.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Animais estão sendo mortos em condomínio de São José dos Campos (SP)

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Animais, em especial gatos, estão sendo mortos em um condomínio de classe média, na região do Urbanova em São José dos Campos. A denúncia foi feita pelo jornalista Júlio Ottoboni, que teve em um espaço de um ano e quatro meses 11 animais mortos, segundo ele por envenenamento.

“O que está acontecendo aqui é uma atrocidade, um verdadeiro holocasto de gatos e até cachorros, animais domésticos. Perdi 11 gatos. Eu adoto animais abandonados, doentes, tratamos, castramos, eles usam coleira e ficam apenas próximo de minha casa e mesmo assim, foram envenenados”, disse o jornalista.

Não é a primeira vez que animais estão sendo mortos neste condomínio. Segundo Ottoboni, o caso é ainda mais grave, a matança acontece na cidade inteira

“Conversei com funcionários da Urbam (Urbanizadora Municipal) que disseram que matam entre gatos e cachorros, quase 40 animais por dia, isso é uma matança, um absurdo e não divulgam isso, as autoridades são omissas com esse crime”, protestou.

Questionado se já procurou ajuda da polícia, Ottoboni confirma. “Já tenho dois boletins de ocorrência, mas infelizmente esse tipo de crime não é prioridade para as autoridades, eles nem ao mesmo tem como saber quando um animal é envenenado, e essa forma covarde, é a mais utilizada pelos matadores”.

Ottoboni alertou também para ameaças que uma protetora de animal sofreu na região do Urbanova.

“Ela é uma senhora, chama-se dona Anercy, sua filha é veterinária, ela cuida de cães e gatos dentro de sua casa, não ficam expostos na rua, mesmo assim em seu condomínio, foi ameaçada de morte e quase foi agredida fisicamente. E não é por falta de informação ou instrução, trata-se de um condomínio de classe média alta, não é por falta de cultura, é falta de caráter mesmo dessas pessoas”, protestou.

Outros moradores do condomínio também reclamaram que tiveram gatos mortos. O síndico do condomínio em que o jornalista mora foi procurado, mas não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Fonte: Rádio Piratininga

​Read More