Notícias

Crime: opossuns são afogados vivos para controle populacional na Nova Zelândia

Em uma escola na cidade de Auckland, centro financeiro da Nova Zelândia, vários filhotes de opossuns foram retirados das bolsas de suas mães e afogados em baldes de água. Já suas progenitoras foram mortas a tiros.

A caça desses animais é algo comum no país. Contudo, o episódio de extrema violência ocorrida na escola em Auckland, tem chamado a atenção da população do país sobre a banalização da morte de animais influenciando no desenvolvimento de crianças anestesiadas para a violência.

A Nova Zelândia quer exterminar os opossuns até 2050
Um opossum dourado na Austrália. No território neozelandês esses animais tendem a ter pelagem cinza ou castanha (Foto: Tim Wimborne /Reuters)

A ativista Lynley Tulloch ficou indignada com o ocorrido e decidiu criar uma petição online pedindo o fim da caça de opossuns em escolas. O documento já conta com mais de dez mil assinaturas e será entregue para a ministra da Educação, Nikki Kaye.

O texto classifica o evento como “perturbador”, uma vez que “crianças que estão ainda em processo de desenvolvimento”, não devem fazer parte de práticas inapropriadas, principalmente no contexto escolar.

“É verdadeiramente desumano, é chocante que as crianças estejam a testemunhar esta violência”, afirma a presidente-executiva da associação de direitos dos animais Safe, Jasmijn de Boo, entrevistada pelo jornal britânico The Guardian.

A Safe informou, em nota, que a primatóloga e ativista britânica Jane Godall se manifestou sobre o triste ocorrido. Ela considera o termo “peste” algo muito perigoso, pois pode levar à dessensibilização da violência por parte da população, principalmente nas crianças. Jasmijn de Boo disse, também, que acredita que o termo “peste” induz ao esquecimento de que os opossuns são seres sencientes e que não merecem ser vítimas da violência humana.

Nota da redação: A natureza é um ambiente equilibrado de suas espécies. Contudo, muitas vezes, por conta da ação humana irresponsável, ocorre um desequilíbrio, ocasionando uma superpopulação de determinada espécie. Mas acreditamos que a morte nunca é a solução. Os animais devem sempre ter o direito à vida livre, sem exploração ou abuso por parte do egoísmo humano.

​Read More