Notícias

Escolas francesas vão servir um almoço sem carne por semana aos alunos

Foto: Friends of the Earth
Foto: Friends of the Earth

As escolas francesas vão passar a oferecer aos alunos pelo menos um almoço totalmente sem carne por semana, a partir de 1º de novembro.

O anúncio segue uma lei (“loi Egalim”) que foi aprovada em 2018 – e determina que todas as escolas devem oferecer aos estudantes pelo menos um almoço por semana que não contenha carne ou peixe.

Lei em vigor

Segundo o jornal Local France, o porta-voz do Greenpeace, Laure Ducos, disse: “Houve muito pouca informação divulgada pelo ministério responsável e não houve publicação de decreto.

“Existem, portanto, algumas cidades que acreditam que essa medida não é obrigatória, porque não houve um decreto, mas isso não é verdade: a lei foi aprovada e é, portanto, importante recordar e cumprir essas obrigações”.

Rodrigo Arenas, presidente da Federação do Conselho dos Pais de Elèves – que trabalhou em parceria com o Greenpeace – acrescentou: “Também é papel da escola ensinar os alunos a comer menos carne em prol de sua saúde”.

“Ideia brilhante”

No início deste ano, o chef Jamie Oliver disse que seria “brilhante” se as escolas se tornassem vegetarianas durante uma entrevista ao The Herald Scotland, na qual ele promoveu seu novo programa de culinária Meat-Free Meals.

“Geralmente, o que uma criança e uma família precisam para ter uma alimentação saudável são os mesmos alimentos cujo consumo vai ajudar o planeta – mais vegetais, mais nozes, mais sementes, mais legumes”, acrescentou a estrela.

“Se eu tivesse uma varinha mágica,  David Attenborough e dizer: “Podemos fazer um programa chamado My Health, My Planet (Minha Saúde, Meu Planeta)?”. “Porque acredito de verdade que essa é a conversa mais necessária agora” concluiu o chef.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cachorro ouve as pessoas cantando e se junta a elas toda semana

Um cachorro na Índia tornou-se uma espécie de lenda por sua participação, cheia de entusiasmo, em uma das cerimônias mais importantes da região.

De acordo com um amigo do tutor do cachorro, que conseguiu capturar algumas filmagens do peludo em ação, o cão ouviu uma música vindo de um templo vizinho de sua casa há um tempo atrás – e então ele decidiu participar do canto.

E não foi apenas uma coisa de uma vez só.

“Esse cachorrinho devoto fica na fábrica do meu amigo”, escreveu Sushma Date no Twitter. “Toda quinta-feira à noite, sem falta, ele caminha até o templo ao lado e se junta ao keertan (canto religioso)”.

O keertan, ou kirtan, é uma espécie de narrativa religiosa tradicional musicada e remonta a centenas de anos.

O cachorro certamente não percebe a história do que ele está cantando – mas algo sobre a narrativa ressoa claramente dentro dele enquanto ele segue cantando, uivo após o uivo.

Enquanto as pessoas estão cantando e tocando seus instrumentos, elas parecem ter se acostumado à participação do cachorro e até mesmo lhe darem algumas palmadinhas encorajadoras na cabeça.

Talvez uma das coisas que mantém o cachorro voltando à cerimônia assiduamente seja a comida envolvida: “Então ele tem sua cota de prasad e caminha de volta para casa”, escreveu Date.

O prasad é uma variedade de lanches tipicamente vegetarianos que são abençoados e depois compartilhados entre as pessoas durante essas cerimônias – neste caso, compartilhadas entre pessoas e um único animal.

As tradições, sejam elas religiosas ou culturais, são importantes porque encorajam a união e dão às pessoas algo em que confiar, uma esperança. E parece que essa necessidade não é exclusivamente humana.

O cão continua voltando fielmente para mais cantos no templo, sempre de acordo com a data: “Toda quinta-feira”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 

​Read More
Notícias

Prefeito institui Semana da Consciência Vegana em cidade canadense

Foto: Livekindly/Reprodução
Foto: Livekindly/Reprodução

Lienhard, Plcolin Basran, o prefeito de Kelowna, na Colúmbia Britânica (Canadá), proclamou primeira Semana da Consciência Vegana atendendo um pedido dos organizadores do Kelowna VegFest (festival anual vegano).

Os organizadores encorajaram o prefeito a fazer o anúncio como parte de seu boicote ao Ribfest Weekend (Festival da Costela), que foi anunciado em setembro último.

A Global News informou que o evento acontece na semana de 19 a 26 de maio na preparação para o segundo VegFest da cidade que aconteceu em 26 de maio.

Empresas locais criaram uma variedade de ofertas diferentes para comemorar a inauguração da primeira Vegan Awareness Week. Variando de pizzas veganas grátis a brindes oferecidos junto com as compras, a cidade está entusiasticamente envolvida na promoção da Semana da Consciencia Vegana.

Kelowna está se tornando conhecida por ser uma opção aos veganos. Muitas empresas locais aumentaram suas opções veganas, e o restaurante vegano, Naked Cafe, geralmente tem filas de espera para conseguir uma mesa davido a grande procura.

Os proprietários Olivia e Teghan Gordey dizem que isso é em parte porque “agora é moda ser vegano”. Eles acrescentaram que “as pessoas se tornam veganas por diferentes razões, como saúde ou especificamente pelos animais”.

O site do restaurante fala sobre o orgulho que p estabelecimento sente em poder estar envolvido com a comunidade local. A publicação diz: “Nossa equipe está profundamente comovida ao ver uma comunidade vegana se unindo diante de seus olhos, desde que a Naked se tornou realidade em 2015”.

De acordo com o site do VegFest, cerca de 70 fornecedores estarão presentes no festival deste ano. Além da enorme variedade de barracas disponíveis, haverá palestras e outros eventos. Os visitantes podem participar de aulas de ioga, ouvir concertos com os músicos locais ou participar de uma demonstração ensinando como fazer queijo vegano.

Os apresentadores também falarão sobre assuntos com os temas: “Tornar-se um empreendedor vegano”, “Nutrição no esporte” e “Jornada rumo ao desperdício zero”.

Festivais Veganos

O Canadá tem muitas versões do VegFest acontecendo a cada ano. FairSquare descreve como os ontarienses são “presenteados pela escolha” quando se trata de encontrar eventos e festivais veganos.

Bem como grandes cidades como Toronto, Ottawa e Vancouver também hospedam vários eventos, muitas províncias estão criando seus próprios VegFests. Diversos eventos veganos ocorrem no país da Colúmbia Britânica até Quebec e em diversas outras cidades.

Os EUA também estão se tornando conhecidos por seus festivais veganos. A Eat Drink Vegan celebra seu aniversário de 10 anos este ano, e o SoCal VegFest acontece em dois dias em outubro deste ano.

Os organizadores do segundo Kelowna VegFest doarão todo o dinheiro arrecadado aos santuários de animais.

​Read More
Notícias

Comer de forma vegana uma vez por semana apenas pode reduzir os gases de efeito estufa em quase 9% ao ano

Foto : Veann/Shutterstock
Foto : Veann/Shutterstock

Novos dados de um estudo realizado que usou como exemplo o Reino Unido, revelam que as emissões de gases do efeito estufa poderiam ser reduzidas em até 8,4% ao ano, trocando carne vermelha por vegetais apenas uma vez por semana, e que 42% dos consumidores britânicos já estão buscando aumentar o número de refeições sem carne.

De acordo com a nova análise de dados científicos, se os consumidores do bloco de países trocassem apenas mais uma refeição de carne vermelha por uma refeição por uma refeição com vegetais por semana, ela reduziria as emissões de gases do efeito estufa em 50 milhões de toneladas – o que equivale a tirar 16 milhões de carros a estrada – resultando em uma redução de até 8,4% no total de emissões de gases de efeito estufa.

A análise foi realizada em nome de The Meatless Farm Co (A Fazenda Sem Carne, na tradução livre) por Joseph Poore, principal autor de um recente estudo global sobre os impactos ambientais dos alimentos, para calcular os benefícios ambientais da mudança de alimentação.

Foto: Naturli' Foods
Foto: Naturli’ Foods

Ele comparou refeições de carne vermelha versus equivalentes vegetais, analisando desde a produção na fazenda e impactos ambientais do ciclo de vida até o uso de energia, transporte em toda a cadeia de fornecimento, descarte de embalagens e plásticos, perda e desperdício de alimentos em cada estágio, assim como os benefícios do carbono (renovação) das árvores que voltam a crescer nas terras que não são mais necessárias para produzir carne.

Além de revelar uma redução significativa nas emissões de gases de efeito estufa, essas novas descobertas demonstraram que trocar apenas uma refeição de carne vermelha por semana por vegetais pode resultar em uma redução de 23% (8 milhões de hectares) no uso doméstico e internacional e uma redução de 2% no uso de água tomando o Reino Unido como exemplo (o mesmo que tomar menos 55 banhos por pessoa por ano).

Mitos e verdades de uma alimentação vegana

Cientistas tem abordado exaustivamente os danos que os hábitos de alimentação precários estão causando à saúde humana, com 2 bilhões de pessoas com sobrepeso ou obesas em todo o mundo, em contraste com os 2 bilhões de desnutridos e 800 milhões de pessoas passando fome diariamente.

Especialistas afirmam que, se toda a população cortar o consumo de carne, poderiam alimentar seguramente 10 bilhões de pessoas – a estimativa da população mundial até 2050.

Mas engana-se quem pensa que a alimentação vegana é sinônimo de passar fome e se restringe apenas a saladas. Seja por seu estilo de vida ou filosofia, a população vegan ou vegana (nome dado aos adeptos do veganismo) cresceu bastante está conquistando brasileiros e pessoas ao redor do mundo.

Recentemente a Vip Food, empresa de preparo e entrega de comidas saudáveis congeladas, integrou ao cardápio uma nova linha de pratos veganos. “A receptividade ao cardápio vegano nos surpreendeu pela alta procura, e conquistando cada vez mais clientes, principalmente pessoas que praticam exercícios regularmente”, diz Albert Kribely, fundador da Vip Food.

Veja a seguir, os 10 maiores mitos e verdades deste tipo de alimentação listado por Albert Kribely, fundador da Vip Food:

1. VEGETARIANISMO E VEGANISMO SÃO A MESMA COISA?

A Dieta vegetariana pode ser adotada por motivos diversos, como saúde, ética ou religião, já o veganismo tem como foco principal a questão ética pela não exploração animal, isso implica em uma dieta mais radical. O vegano não consome nenhum produto de origem animal, por exemplo, carne, leite e todos os seus derivados, até mel e lã. Já no vegetarianismo, não se consome carne, porém é permitido produtos de origem animal como ovos e laticínios.

2. VEGANOS TEM DEFICIÊNCIA DE CÁLCIO?

MITO: O leite de vaca é de fato uma fonte de cálcio extremamente relevante, porém existem outras maneiras de obtê-lo. Hoje em dia há uma infinidade de leites vegetais fortificados com alto teor de cálcio e nutrientes equivalentes ao leite de vaca. Outra forma também de repor cálcio no organismo é consumir alimentos como tofu, couve, e brócolis.

3. É PREJUDICIAL AO ORGANISMO CONSUMIR GRANDES QUANTIDADES DE SOJA?

MITO: Claro que nada em excesso faz bem, no entanto, é sim permitido consumir soja em grandes quantidades, mas é necessário manter um equilíbrio com os demais alimentos consumidos, como folhas e vegetais.

4. ALIMENTAÇÃO VEGANA É BENÉFICA À SAÚDE?

VERDADE: Estudos apontam que pessoas que adotaram o estilo de vida vegano apresentaram menos quantidade de colesterol no organismo e menos chances de desenvolver leucemia e qualquer tipo de câncer.

5. VEGANOS PERDEM PESO COM FACILIDADE?

MITO: Uma dieta vegana pode ser uma maneira saudável de perder peso, mas precisa estar atrelada a uma rotina regular de exercícios físicos. A dieta vegana não tem baixo teor de gordura, por consequência não garante a perda de peso com maior facilidade.

6. CRIANÇAS PODEM SER VEGANAS?

VERDADE: A dieta vegana pode ser aplicada pelas crianças, desde que seja muito bem planejada, com acompanhamento de nutricionista e com bastante cuidado.

7. VEGANO NÃO CONSOME PROTEÍNA?

MITO: Existem proteínas de origem vegetal, que podem ser encontradas no feijão, grão-de-bico, lentilha, brócolis, cogumelos, ou soja. Amêndoas e nozes são alimentos, por exemplo, que também contém proteínas.

8. QUEM SE TORNA ADEPTO DA DIETA VEGANA NÃO FICA DOENTE?

MITO: Quem leva um estilo de vida vegan, não está imune a doenças. Porém, estudos indicam que pessoas que adotaram dietas veganas ficam doentes com menos frequência devido ao tipo de alimentação saudável e equilibrada.

9. VEGANOS TEM MAIS DIFICULDADE EM GANHAR MASSA MUSCULAR?

MITO: Muitas pessoas acreditam que veganos têm mais dificuldades em ganhar massa muscular, porém, não é verdade! A combinação de cereais (como arroz, milho, aveia e outros) com leguminosas (como feijão, soja e etc) já garante a quantidade de proteína encontrada em carnes e ovos.

10. DIETA VEGANA É MAIS CARA?

MITO: Atualmente existem muitos produtos disponíveis no mercado em uma variedade de preços e marcas, o que facilita para o adepto a dieta escolher qual é o mais acessível para ele. Além disso, armazenando de forma correta grãos, cereais, legumes e outros, é possível criar uma dieta mais barata e acessível.

​Read More
Notícias

PL que institui semana de combate à violência animal é aprovado em Itapevi (SP)

Um projeto de lei que institui a semana municipal de conscientização e prevenção contra os maus-tratos a animais domésticos foi aprovado pela Câmara Municipal de Itapevi, no interior de São Paulo.

(Foto: Divulgação / Imagem Ilustrativa)

A proposta, de autoria da vereadora Mariza (PSL), inclui a data no calendário de eventos do município.

Segundo o texto do projeto, durante a data serão desenvolvidas ações informativas, por parte da Prefeitura, com os alunos e os professores da rede pública e privada de ensino sobre os direitos dos animais domésticos. As informações são do portal Web Diário.

“Muitas pessoas desconhecem os direitos dos animais, fator que contribui para ações de maus-tratos, por isso acredito que a lei contribuirá na mudança deste triste cenário”, justificou a vereadora.

O projeto será encaminhado agora para análise do prefeito Igor Soares, que decidirá pelo veto ou pela sanção.

​Read More
Notícias

Baleia-jubarte presa em rede de pesca durante uma semana é resgatada por ativistas

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: Boston CBS local
Foto: Boston CBS local

Após uma pessoa encontrar uma baleia em perigo em Boston (EUA), a equipe de Resgate de Animais Marinhos do Centro de Estudos Costeiros em Provincetown, correu para salvar o mamífero.

A jovem e indefesa baleia-jubarte, de aproximadamente 30 anos, passou uma semana presa em uma rede de pesca antes de ser libertada.

A equipe de resgate trabalhou durante horas para tentar soltá-la e, eventualmente, conseguiu completar a missão com sucesso. A rede estava presa no rabo da baleia, o que fez com que ela ficasse no fundo do mar, ancorada enquanto lutava para sobreviver.

A Polícia Ambiental de Massachusetts e a Guarda Costeira dos EUA também ajudaram no esforço de resgate bem-sucedido. Embora o prognóstico da baleia seja muito melhor agora, ela ainda precisa de tempo para se curar.

De acordo com o World Animal News, a equipe de Estudos de Baleias-Jubarte do centro está trabalhando para encontrar a baleia para que possam acompanhar de perto seu progresso.

​Read More
Notícias

Operação realizada por PRF, Ibama e ONGs resgata mais de mil animais em uma semana

Divulgação
Divulgação

A FPI (Fiscalização Preventiva Integrada) é composta por 12 frentes de trabalho divididas em temas específicos, sendo a Equipe Fauna uma delas. Esse grupo é composto pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e por uma equipe de 11 biólogos e veterinários das ONGs Animallia e ECO, do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (CEMAFAUNA) e do Conselho Estadual do Meio Ambiente (CEMA).

Nesta primeira semana de FPI, já foram resgatados um total de 1014 animais, na maioria aves da fauna nativa brasileira. Os pássaros retirados dos cativeiros são levados para o Fórum antigo da cidade de Paulo Afonso, onde são triados e tratados por biólogos e veterinários. Aqueles que têm condições de serem reinseridos na natureza são imediatamente soltos em seus habitats. Os demais recebem alimentação adequada e medicamentos para que, assim que reúnam as condições necessárias, voltem à natureza.

Divulgação
Divulgação

A PRF participa, desde o último dia 18, da FPI, ação que chega à sua 39ª edição realizando trabalhos em diversas frentes que visam à preservação do Rio São Francisco e o desenvolvimento das comunidades que dependem direta ou indiretamente do Velho Chico.

A FPI é um projeto de iniciativa e coordenação do Ministério Público Estadual e Federal e do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Criada em 2002, a FPI acontece pela primeira vez em três estados simultaneamente. A megaoperação conta com 400 profissionais de 56 instituições, entre órgãos públicos e membros da sociedade civil.

A abertura oficial desta edição aconteceu no dia 20, em Belém do São Francisco/SE, mas a Polícia Rodoviária Federal iniciou os trabalhos já no dia 18, em Paulo Afonso.

Fonte: Folha Geral

 

 

​Read More
Notícias

São Paulo sedia primeira Vegan Week do Brasil que começa neste domingo

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

As dietas vegetariana e vegana estão se popularizando no Brasil. De acordo com pesquisa realizada pelo IBOPE em 2012, cerca de 8% dos brasileiros se consideram vegetarianos e este número tem aumentado ano após ano. Percebendo essa tendência, um grupo de empresários resolveu criar a Vegan Week Brasil.

O evento ocorre entre este domingo, 27,  e o dia 4 de dezembro e é parecido com o Restaurante Week, porém, neste caso, as refeições terão descontos de 20% a 40% e não preços fixos. São cerca de 20 restaurantes participantes, em Pinheiros e nas proximidades da rua Augusta.

As refeições oferecidas são bem variadas: há desde hambúrgueres veganos e comida tradicional brasileira até comida mexicana, italiana e indiana, ou seja, tem para todos os gostos. Os descontos de alguns restaurantes também valem para alguns serviços de delivery.

Segundo o site do evento, a semana vegana tem o objetivo de “disseminar um modo de vida alternativo, saudável e sustentável” e oferecer ao pública “uma infinidade de opções veganas, nos restaurantes previamente cadastrados, durante uma semana”. Para conferir a lista completa dos restaurantes participantes, acesse o site ou a página do Facebook.

Fonte: Estadão

 

​Read More
Notícias

Animais são reintroduzidos na natureza dentro da “Semana do Meio Ambiente” em João Pessoa (PB)

09
Divulgação

A soltura de vários animais silvestres, que haviam sido resgatados pela Policia Ambiental e reabilitados pelo Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica), aconteceu nesta quinta-feira (9) como parte da programação da Semana do Meio Ambiente, além das atividades promovidas pelo setor de educação ambiental, como brincadeiras e trilhas ecológicas.

Com as presenças do secretário de Meio Ambiente, do diretor da Bica e do representante do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foram soltos um gavião carijó, uma iguana e cinco sagüis, que estavam aptos para retornar à natureza.

Na ocasião, Abelardo Jurema Neto, secretário de Meio Ambiente, ressaltou a importância do Parque para preservação da biodiversidade, através da preservação da Mata Atlântica existente na área, como também do trabalho realizado pelos técnicos da Bica, de reabilitação e soltura de espécies silvestres, “Eu entendo que o Parque Arruda Câmara é uma das maiores perolas que a Capital possui, por sua riqueza botânica e de biodiversidade e por esse tratamento realizado com os animais acolhidos aqui, através do diretor e de sua equipe, o parque tem feito um trabalho digno de aplauso. Meio Ambiente é educação, é cultura, é turismo, é vida, hoje o Parque é um dos principais promotores de cartão postal de nossa Capital”, comentou o secretário de Meio Ambiente do município.

Jair Azevedo, diretor do Parque explica que a reabilitação e soltura de animais resgatados e entregues ao parque pela Policia Ambiental, é uma das funções do zoológico moderno. “Estamos, nessa data comemorativa, fazendo mais uma das ações que costumamos realizar aqui, nós temos isso como uma rotina, pois é nossa função trabalhar para preservação de espécies, deixamos aqui apenas os animais que estão impossibilitados de retornar à natureza e soltamos aqueles que estão aptos”, afirmou Jair.

Fonte: João Pessoa PB

​Read More
Notícias

CCZ faz plantão de chipagem canina nesta semana em Presidente prudente (SP)

chip-cachorro
Divulgação

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) informa para esta terça (31) e quarta-feira (1°), plantões para chipagem canina, em Presidente Prudente. O primeiro será das 8h às 11h30, na Rua João Petry, no Residencial Anita Tiezzi, na Academia da Terceira Idade (ATI).

Já o segundo será das 8h às 11h30 e das 14h30 às 16h30, na Avenida 11 de Maio, na Vila Formosa, no Estádio Municipal Caetano Peretti. O CCZ ressalta que ambos os plantões são destinados aos moradores que receberam comunicado de que a equipe passou pela residência.

“Além disso, as recomendações são as mesmas. Ou seja, que os animais sejam conduzidos através de guias ou coleiras, isso para garantir a segurança do cão, bem como do tutor do mesmo e do agente do CCZ”, ressalta o órgão.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Prefeitura de Campina Grande (PB) promove Semana de Conscientização dos Direitos dos Animais

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em mais uma ação humanitária desenvolvida pela Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Saúde e Centro de Zoonoses, ocorrerá de 05 a 09 de outubro, a Semana Municipal de Conscientização dos Direitos dos Animais.

O evento, nos dias 05 e 06, envolverá atividades de educação humanitária nas escolas da rede municipal, com distribuição de panfletos, contendo diretrizes da Lei Municipal 5.512-A, que protege animais e outras orientações, além de peças e palestras ilustrativas sobre o tema.

No dia 07, a Semana se desenvolve na Câmara Municipal de Campina Grande, onde haverá uma audiência alusiva ao Dia Mundial dos Animais. Na oportunidade, o promotor Laerte Levai, de São José dos Campos, São Paulo, fará palestra alusiva ao tema e discorrerá sobre sua experiência naquela cidade paulista.

Para o dia 08, encerramento da Semana, tendo como local o Centro de Tecnologia Educacional, está programada “Capacitação dos Educadores Sociais e Técnicos das Escolas Municipais”, a cargo das facilitadoras Camila Azevedo e Anna Paulo Lacchia.

O evento é uma iniciativa que visa a despertar ainda mais a responsabilidade coletiva, de obediências à legislação e regras humanas que evitem maus tratos a animais,priorize a posse responsável, evite o abandono e outras medidas de proteção.

Fonte: Paraíba.com.

​Read More
Notícias

Universidade e ONG promovem seminário sobre direitos animais no Rio Grande do Norte

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em parceria com o grupo Veddas (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Animais e Sociedade) promove a I Semana de Direitos Animais na UFRN de 16 a 20 de setembro no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA).

A programação inclui palestras e minicurso. Na segunda-feira, 16, há a exibição do filme “Samsara” às 19h no auditório B do CCHLA. A palestra “Visão abolicionista dos Direitos Animais” será realizada dia 18, às 19h, no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM) ministrada pela professora Sonia Felipe, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), nome de destaque na questão ética animal no Brasil.

Sonia Felipe, colunista da ANDA, ministrará ainda o minicurso “Galactolatria: Mau deleite: implicações éticas, ambientais e nutricionais do consumo de leite” a partir das 18h30 do dia 19 de setembro no auditório B do CCHLA.

O encerramento do evento será dia 20 às 19h no auditório B do CCHLA e contará com a participação do “Grupo de Estudos: Veganismo e Feminismo”, com Valéria Araújo, mestranda da Universidade Federal da Paraíba e estudiosa do tema.

Para inscrições no minicurso, enviar e-mail para veddas_rn@veddas.org.br

Mais informações através do site do Veddas.

Fonte: No Minuto

​Read More