Notícias

Vaca resgatada não para de chorar até ter seu filho de volta

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

Quando Maybelle chegou ao santuário Gentle Barn, no Tennessee (EUA), uma fazenda-abrigo e refúgio para animais de criação resgatados, ela já tinha vivido oito anos sendo explorada como vaca leiteira. No santuário, Maybelle nunca mais teria que produzir leite para os humanos – em vez disso, passaria os dias pastando, dormindo e aproveitando o sol e a liberdade.

Mas a partir do momento em que Maybelle chegou ao santuário, ela ficou incrivelmente infeliz – e, a princípio, ninguém conseguia descobrir por quê.

“Ela estava chorando sem parar”, disse Andrea Burritt, gerente da fazenda onde fica o Gentle Barn’s Tennessee, ao The Dodo. “Ela apenas andava pelo pasto constantemente e não parava de chorar.”

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

Burritt só tinha visto uma outra vaca agir assim antes – uma vaca que havia sido separada de seu bebê. Mas Burritt e os outros funcionários do santuário não acharam que Maybelle tivesse um bezerro.

No entanto, Maybelle continuou chorando – e insistindo.

“Foi horrível”, disse Burritt. “Ela estava implorando para nós todos. Ela olhava profundamente nos olhos de quem se paroximasse dela, e apenas mugia de forma pungente. Era óbvio que algo estava errado, e foi difícil descobrir como poderíamos ajudar e o que poderíamos fazer.”

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

A família com quem Maybelle vivia antes de se mudar para o santuário não tinham telefone, então os funcionários não tinham como ligar e perguntar sobre um possível bezerro que teria ficado para trás. Jay Weiner, o cofundador do santuário, acabou dirigindo de volta para a fazenda com um trailer a tiracolo, para o caso de Maybelle ter mesmo um bebê.

Quando Weiner chegou à fazenda e explicou a situação ao dono da propriedade, o homem apenas apontou para Miles, um bezerro de 9 meses de idade. Aquele não apenas um bebê – era o bebê de Maybelle.

Miles ficava em um pasto separado de Maybelle na fazenda, mas eles sempre se viam e ouviam um ao outro, de acordo com Burritt.

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

A família entregara Maybelle de bom grado ao Gentle Barn para recompensá-la por todos os anos de serviço que ela havia dedicado a eles, e logo concordaram que Miles também poderia ir para o santuário.

Weiner carregou Miles até o trailer trailer e o levou ao santuário para se reunir com sua mãe. Burritt e os outros funcionários do santuário vibraram de alegria quando souberam.

“Corremos para Maybelle e lhe dissemos: ‘Temos seu bebê, temos seu bebê'”, disse Burritt. “E ela apenas ficou no canto do pasto, até que ela viu o trailer chegar. Então ela começou a perseguir o trailer através do pasto até ele parar na porteira”.

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

Enquanto Weiner chegava ao pasto, Maybelle e Miles já tinham começado a chamar um pelo o outro. Quando Miles saiu do trailer, ele correu direto para sua mãe.

“Eles se reconheceram imediatamente”, disse Burritt. “Ela o checou todinho para ter certeza de que ele estava bem, e então eles saíram andando juntos.”

Maybelle e Miles passaram o resto do dia curtindo a companhia um do outro.

“Eles ficaram juntos”, disse Burritt. “Maybelle finalmente se acalmou – ela não tinha comido muito desde que chegou, então eles se afastaram e foram pastar juntos. Então, mais tarde, naquela noite, nós os trouxemos para dormir e os mantivemos sempre juntos.”

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

“Nós os colocamos na mesma barraca para que eles pudessem dormir juntos e apenas cuidar um do outro”, acrescentou Burritt.

Mas Miles não era o único bebê que Maybelle tinha que se preocupar – no fim das contas, Maybelle estava grávida quando chegou ao santuário.

Em setembro passado, Maybelle deu à luz uma menina chamada Eclipse.

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

Miles não poderia estar mais feliz sendo um irmão mais velho.

“Eles cuidam um do outro e brincam uns com os outros”, disse Burritt. “É muito bonito de ver. Mas Eclipse ainda é menor, então Miles é muito gentil com ela.”

“Eclipse observa constantemente Miles, e ele ensina a ela como brincar e a se divertir”, disse Burritt. “Eles gostam de derrubar carrinhos de mão e correr pelos pastos o mais rápido que podem. São como duas criancinhas que adoram brincar.”

Foto: The Gentle Barn
Foto: The Gentle Barn

Para Burritt, assim como o restante da equipe do santuário, não há melhor sensação do que ver essa família de três seres maravilhosos aproveitando a vida juntos.

“É o que queremos para eles”, disse Burritt. “Estamos trabalhando muito duro para criar um mundo mais gentil, onde as mães possam criar seus bebês, não importa as espécies que sejam, e assim suas famílias podem ficar juntas – sempre – assim como nós. É o maior presente que podemos dar eles, e nós estamos felizes em fazer parte disso, e poder oferecer um lugar onde eles possam fazer isso e estar seguros”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More