Notícias

Modelo é mordida enquanto posava para foto com tubarões em reserva nas Bahamas

Katarina Zarutskie, uma estudante universitária de 19 anos com experiência em modelagem, é famosa por compartilhar dicas de viagens e estilo de vida em sua conta de Instagram. Recentemente, ela tirou férias com o namorado na ilha das Bahamas e, ao ver uma piscina com tubarões nadando livremente entre as pessoas, quis chegar mais perto para tirar uma foto com eles. O que ela não esperava é que seria mordida por um deles.

Inúmeras contas no Instagram mostram outros blogueiros e blogueiras com animais selvagens e por isso Zarutskie estava confiante de que nadar com os tubarões seria seguro. De fato, até mesmo de acordo com o site de turismo das Bahamas, nadar com tubarões-enfermeira é uma atração turística popular para muitos visitantes.

Reprodução | One Green Planet

Somos uma nação de pessoas que fazem selfie, que tem seguidores no Instagram que seguem cada movimento nosso. Tiramos fotos das pessoas, com as pessoas, de paisagens e situações cotidianas. Mas a história de Zarutskie, que apareceu no Buzzfeed, destaca os perigos de tentar obter essa “imagem perfeita” quando os animais estão envolvidos.

Quando Zarutskie entrou na água, ela estava calma e relaxada, deitada de costas entre os tubarões. Para seu horror (e da família do namorado olhando), um dos tubarões nadou para mais perto, mordendo o seu braço esquerdo e tentando puxá-la para debaixo d’água. Felizmente, Zarutskie permaneceu calma durante os vários segundos em que ficou presa, puxando o braço da água para impedir que o sangue que escorria da ferida atraísse mais tubarões.

A modelo precisou levar vários pontos e tomar uma quantidade grande de antibióticos por causa das bactérias que o tubarão poderia carregar. E embora essa situação a tenha deixado abalada, Zarutskie ainda é uma amante de tubarões, e assume total responsabilidade pelo que aconteceu com ela. Em seu post no Instagram sobre o incidente, ela disse: “Eles são animais selvagens e é uma situação incontrolável”.

Especialistas dizem que os relatos de pessoas tirando fotos de si mesmas com espécies “vulneráveis”, incluindo golfinhos e focas, estão aumentando. Animais selvagens não existem para o propósito de nosso próprio entretenimento, muito menos para tirar selfies. A prática está se tornando uma tendência nos dias de hoje, mas que não é nem um pouco segura ou saudável – nem para as pessoas envolvidas, nem para os animais.

Muitas espécies morrem como resultado: pessoas carregaram golfinhos para tirar fotos, até que eles morreram sufocados; dois pavões morreram de choque após serem pegos e maltratados para fotos em um zoológico chinês; um turista búlgaro na Macedônia tirou um cisne do lago Ohrid pelo pescoço e posou para uma selfie com o pássaro em perigo. O cisne morreu pouco depois.

Os tubarões-enfermeira são muito importantes para o ecossistema marinho, especialmente próximo aos frágeis recifes de corais. Eles podem permanecer imóveis enquanto descansam no fundo do mar, enfrentando o fluxo de água e bombeando a água através de suas bocas e guelras. E embora esses tubarões pareçam muito dóceis por natureza, vale sempre a pena lembrar que um animal selvagem é um animal selvagem.

Zarutskie só entrou na água para tentar uma foto depois de ver outros blogueiros postarem imagens semelhantes. Mas nunca está tudo bem em invadir o habitat selvagem de um animal sem nenhum conhecimento ou compreensão de seu comportamento.

​Read More