Notícias

Santuário do GAP recebe chimpanzé e urso resgatados de circo

O Santuário GAP de proteção aos grandes primatas, localizado na divisa de Itu com Sorocaba (SP), recebeu no dia 05 de março o chimpanzé e o urso negro que foram apreendidos no dia 3 do mesmo mês, em um circo na cidade de Dores de Campos, em Minas Gerais.

A apreensão foi feita pelo Ibama depois de denúncias de maus-tratos contra os animais. O urso teve suas garras e dentes arrancados e o chimpanzé, também sem dentes, estava preso numa gaiola com uma coleira no pescoço. Apesar destes fatos, o dono do circo afirmou que os “animais eram muito bem tratados”.

Esta apreensão e a transferência dos animais para um santuário representam mais uma vitória na luta contra animais em circos no Brasil. E demonstra a importância da sociedade estar alerta para denunciar casos similares de maus-tratos em sua cidade ou região.

De acordo com o Ibama, o circo irá responder pela importação de animal exótico sem parecer técnico favorável e pela falta da licença expedida por autoridade competente. Além disso, também foi comprovado “maus tratos” e o circo deverá pagar uma multa em torno de R$ 100 mil, conforme previsto na Lei de Crimes Ambientais.

GAP Internacional

O GAP é um movimento internacional cujo objetivo maior é lutar pela garantia dos direitos básicos à vida, liberdade e não-tortura dos grandes primatas não humanos – Chimpanzés, Gorilas, Orangotangos e Bonobos, nossos parentes mais próximos no mundo animal. O Projeto GAP Brasil começou suas atividades em 2000 e atualmente conta com 4 santuários afiliados que abrigam em sua maioria animais resgatados de maus-tratos e condições inadequadas de vida em circos, espetáculos e zoológicos.

Atualmente o GAP Brasil é a sede do projeto internacional, em função do trabalho de destaque com chimpanzés desenvolvido no país.

Fonte: Itu

​Read More