Notícias

Cães abandonados ganham uniformes após serem acolhidos por empresa

Reprodução/Twitter

A empresa chilena Buses Vule acolheu cachorros abandonados e os “contratou”, dando a eles uniformes para que se mantivessem aquecidos. O caso, registrado em Santiago, chamou a atenção dos usuários de ônibus e gerou comoção.

A ideia de proteger os cachorros veio durante a quarentena de combate ao coronavírus e foi aprovada pela população.

No Twitter, um passageiro que utilizou o serviço de transporte elogiou a iniciativa. Segundo ele, o “lindo gesto” fez com que os motoristas ganhassem “colegas caninos com suas respectivas jaquetas institucionais”.

Carinhosos, os cachorros recebem de maneira afetuosa todo passageiro que viaja nos ônibus, conquistando os corações de quem os conhece. Eles também são educados e inteligentes e esperam pacientemente a hora certa de entrar nos veículos.

A presença dos animais é vista com bons olhos pelos motoristas, que gostam muito deles. Em um vídeo, um dos funcionários da empresa brinca ao dizer que “está em uma reunião” com os cães e cumprimenta cada um deles.

A iniciativa serve de exemplo para muitas empresas. É comum, especialmente no Brasil, que estabelecimentos expulsem animais abandonados ou ignore-os ao invés de ajudá-los. Dessa forma, perde-se a oportunidade de realizar ações solidárias que não só beneficiariam os animais em situação de vulnerabilidade, como garantiriam uma boa imagem para as empresas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques, Notícias

Chileno já resgatou sozinho mais de 600 cães das ruas de Santiago

Fernández tem a meta de ajudar mais 400 cachorros até os 30 anos, chegando a uma marca de mil cachorros resgatados das ruas


David Fernandez

David Fernández (26), é ativista e apaixonado pela causa animal. Até o momento, Fernández já resgatou e amparou cerca de 600 cachorros em situação de rua em Santiago, no Chile. Atualmente, registra em seu Instagram (@davidfernandez5293) as transformações dos cães, antes e depois de chegaram em suas mãos.

O estudante de Comunicação e Relações Públicas explica para a ANDA  por que começou a realizar o trabalho há 10 anos, quando tinha apenas 16 anos: “A ideia de resgatar e ajudar animais tem sua origem na superpopulação canina existente nas ruas do Chile. Eu sempre amei animais e não há nada mais bonito do que mudar uma vida”.

Ele acredita que a superpopulação de cães no país está atrelada à “incultura, ignorância e falta de empatia” das pessoas. Fernández tem a meta de ajudar mais 400 cachorros até seus 30 anos de idade, chegando a uma marca de mil cachorros resgatados das ruas, amparados e posteriormente adotados.

Questionado a respeito de como sustenta e dá suporte a todos os animais que resgata, ele declara: “As pessoas comuns (do bairro e da cidade) me ajudam, o governo do Chile não ajuda em nada”.

E completa: “Os animais costumam se hospedar na minha casa e depois eles vão para as casas das famílias que os adotam, que são selecionadas e pesquisadas por mim”.

Entre as 600 histórias com final feliz – pois ele garante que nenhum cachorro morreu em seus braços – ele conta a de Domingo, um cachorrinho de quatro anos com o qual teve uma relação em particular: “Ele me mordia muito. Isso me deixou abalado psicologicamente. Foi o único que me mordeu até hoje. Eu precisei me reinventar, aprender a conquistá-lo”.

Domingo antes e depois/ David Fernandez

Ele também relembra um resgate memorável, de uma cadelinha chamada Esperanza (Esperança), que ele chama de ‘comovente’ e diz lembrar até hoje: Ela estava abalada psicologicamente e muito desconfiada, mas com o tempo, amor e perseverança ela começou a demonstrar afeto por mim”.

Esperanza antes e depois/ David Fernandez

Questionado a respeito de planos para o futuro, além de alcançar a marca de mil cães até os 30 anos, ele diz que também tem o sonho trabalhar na National Geographic e ter um programa de TV que resgate cães abandonados nas ruas. Ele também declara que está reduzindo o consumo de carne e que pretende adotar o vegetarianismo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

 

 

 

​Read More
Notícias

Manifestação contra maus-tratos animais reúne 6 mil pessoas no Chile

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

T13

No Chile, mais de 6 mil pessoas se reuniram em uma manifestação contra o abuso de animais, reunindo diversos grupos de defesa da causa para dar luz ao caso do cão “Cholito”.

De acordo com autoridades policiais locais, em Santiago, capital chilena, não houve confusão na manifestação e nem relatos de pessoas detidas. O mesmo aconteceu nas regiões de Valpraido, Concepción e Temuco Concon.

O evento foi organizado após a comoção nacional do caso do cão “Cholito”. Ele vivia nas ruas de Santiago, até ser agredido e morto por vizinhos do bairro de Recoleta. A história provocou uma série de iniciativas condenando a principal agressora e pedindo pena de prisão em justiça ao animal.

O Ministério Público investiga os fatos para encontrar os responsáveis pela agressão. Marcelo Cabrera, promotor responsável pelo caso, informou que dois já foram identificados e interrogados.

Reprodução/T13

 

 

 

 

 

​Read More
Notícias

Santiago (RS) terá um Hospital Veterinário junto ao Centro de Zoonoses

Notícia é repassada ao prefeito Júlio Ruivo. Foto: Márcio Brasil/Divulgação
Notícia é repassada ao prefeito Júlio Ruivo. Foto: Márcio Brasil/Divulgação

O Hospital Veterinário será mesmo uma realidade em Santiago. Segundo informações das diretoras da Associação de Conservação e Proteção dos Animais ( ACPA), Alair Cassol e Fátima Friedriczewiski, na semana passada estiveram no gabinete do senador Lasier Martins, em Porto Alegre, onde ele confirmou a liberação de R$ 150 mil para construção junto ao Centro de Zoonoses. A informação foi repassada ao prefeito de Santiago, Júlio Ruivo, na manhã desta terça-feira.

Conforme Fátima, o senador ficou impressionado com o projeto, que foi construído em parceria entre a ACPA, URI e Prefeitura e que terá uma grande relevância para a cidade, que será uma referência em atendimento veterinário, abrindo grandes possibilidades nesta área. O Centro abriga hoje mais de 400 animais, entre cães e gatos (adultos e filhotes).

Fonte: Rádio Santiago

​Read More
Colunistas, Vegetariando por aí

15 descobertas veganas por Santiago com belas paisagens do Chile

Depois de uma viagem a Bonito, no Mato Grosso do Sul, com muito cerrado, mata atlântica, grutas e rios no interior do Brasil (veja aqui como foi), e uma rápida passagem pela colorida Recife, resolvemos encarar uma metrópole sul-americana e muita neve! E sem dúvida nos garantiu um dos melhores destinos até agora, que você pode acompanhar aqui!

O Chile é para ser apreciado em mais de uma viagem. Espremido entre o Pacífico e as cordilheiras dos Andes, garante uma das viagens mais diversificadas e belas de todo o continente. Escolhemos dar atenção a Santiago, com visitas aos vinhedos de seu entorno e a cidade litorânea de Viña del Mar a beira do Pacífico; e como é inverno, subir até Valle Nevado para esquiar. O centro de Santiago nos oferece museus, prédios históricos, parques, lojas e restaurantes vegetarianos. As Cordilheiras dos Andes podem ser vistas enquanto se anda na rua até o metrô. Foi tudo maravilhoso, e assim conseguimos registrar um roteiro incrivelmente bonito, divertido e gostoso para compartilhar com vocês!

O que fizemos:

Centro de Santiago:

O centro de Santiago é muito bonito. Dá pra fazer muita coisa a pé, ou de metro. O metro lá é muito bom, e usamos muito. Visitamos o Parque Forestal, onde tem o Museu de Bellas Artes e muitas casinhas para os cães que por lá habitam. O Barrio Paris-Londres e o Palacio La Moneda. Lá em frente encontramos muitos cães com roupas, e uma cadelinha amarela castrada brincando no gramado.

1

2

Fotos: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Fotos: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Cerro Santa Lucia:

Na entrada é preciso assinar apenas o nome e número da identidade, para controle da segurança, mas é gratuito. É muito lindo, com castelinhos, capelas e uma linda vista da cidade e cordilheiras. Em frente a saída tem um mercado de artesanato.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Cerro San Cristobal:

Basta saltar na estação Baquedano e seguir em frente com as Cordilheiras a sua direita. Fica a um quilômetro da estação, a caminhada é gostosa, o bairro é bonito, tem um mercado de artesanato no caminho e muitos bares interessantes. Chegando lá, é só comprar ingresso ida e volta no funicular que levará até o alto. A vista é sensacional. O horário ideal para ir é a tardinha para pegar o por do sol lá encima, e depois descer o funicular vendo a cidade com as luzes acesas. Lindo!

 

 5

6
Fotos: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Vinícola Concha y Toro:

Essa vinícola é a mais turística do Chile, e a maioria dos visitantes são brasileiros. Você pode visitar outras menores, mas se gostar dos vinhos da Concha y Toro como nós, que adoramos o Casillero del Diablo, faz todo sentido conhecer. Se você entende um pouco de vinhos e de inglês, vale a pena escolher a visita guiada em inglês para estar em um grupo menor. Os grupos de visitação em português são de aproximadamente 20 pessoas. Nós escolhemos em inglês, e ficamos com apenas mais cinco pessoas.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

A vinícola é linda, o guia foi muito espirituoso, eles são muito pontuais, as explicações são bem básicas, e tem uma história divertida na parte subterrânea onde ficam os barris e a adega privativa da família.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Essa visita é preciso agendar antes pelo site, e lá você escolhe o horário e o tipo de tour. Escolhemos o tradicional por 2 motivos: o outro tem degustação de queijos e de vinho branco. O tradicional é apenas com degustação de vinhos tintos. A Concha y Toro usa gel de peixe na decantação dos vinhos brancos. Nos vinhos tintos não usam nada de origem animal. (Saiba mais sobre escolha de vinhos veganos aqui)

Ah, para chegar, pegamos o metro e saltamos na estação Las Mercedes. De lá, já tem taxis aguardando as pessoas que vão para a vinícula.

Viña del mar:

Essa é uma charmosa cidade litorânea a uma hora e meia de Santiago, banhada pelo oceano Pacífico. Compramos as passagens de ônibus (ida e volta) na rodoviária próximo a estação Universidade de Santiago.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com

10

Fotos: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Fotos: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Valle Nevado:

Queríamos muito esquiar e se jogar na neve, e Valle Nevado foi a mais indicada. Lá é para quem vai praticar esportes mesmo. Para quem tem a intenção de apenas estar na neve ou está com crianças, indicam a de Farellones. Para ir, contratamos tudo na SkiTotal: transporte, roupas, equipamentos e aula. Com a aula você já ganha o ticket de acesso a estação pela gôndola. Para quem nunca esquiou é fundamental fazer a aula. Não pense que é uma atividade indutiva. As instruções foram fundamentais para conseguirmos aproveitar e curtimos muito.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Conheça também o La Chascona (casa de Pablo Neruda), Valparaíso e Cajón del Maipo.

Onde comer:

Santiago tem muitos restaurantes vegetarianos e naturais, ou bares com opções veganas. Como almoçaríamos apenas 3 dias lá, decidimos selecionar os 5 principais restaurantes conforme indicação dos próprios vegetarianos chilenos. Perguntamos na página do facebook Vegetarianos en Chile, e agrupamos os mais indicados. Ah, o interessante é que em Santiago, diferente do que estamos acostumados no Brasil, e principalmente no Rio de Janeiro, é que os restaurantes vegetarianos estão sempre abertos para o jantar! O valor por pessoa fica entre em torno de CLP 5.000 por pessoa. Nos desculpem a falta de imagens de pratos típicos, mas não conseguimos ir em todos. Segue abaixo os mais recomendados.

Top 5 restaurantes vegetarianos em Santiago do Chile

 1. Vegan Bunker (vegano)

Restaurante novo, vegano, libertário, com preço justo e lindo!!! Saltamos na estação Santa Isabel e fizemos uma caminhada até ele. Essa é nossa maior indicação. Comemos o prato do dia que era hindu a base de grão de bico e leite de coco, sanduíche de seitan e torta de laranja com chocolate.

 14

15

16

Fotos: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Fotos: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

2. El Huerto (gourmet)

 3. Soju

Muitos pratos típicos, maioria vegano e baratos. Fica dentro da galeria Santiago, próximo a Basílica La Merced. No Facebook eles divulgam o prato do dia. Reze pra ter o dia da chorrillada ou da parrillada vegana!

 4. La planta maestra (vegano)

 5. PuroVerde La Pica vegetariana

Além das indicações, encontramos mais esses:

Arte Vegetal

Tivemos a sorte de estar lá no Dia Int. do Completo Vegano. Completo é um hotdog, e no Chile eles comem com palta, que é um creme de abacate. A promoção desse dia era de 2 completos com refrigerante a apenas CLP 2.000. O Arte Vegetal é uma loja bem atrás da Torre Entel, que vende lanches e produtos vegetarianos, muitos deles veganos.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Empório Vegetal

A Empório Vegetal é uma lojinha vegana com muitos produtos e lanches, como salsichas, nuggets, pastel de choclo e as típicas empanadas. E até produtos cosméticos. Fica perto da estação Cumming.

19
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

 Wok

Esse fast food oriental fica dentro do Mall Costanera Center e tem uma opção chamada Vegetable Fried com fettuccine de soja.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Zenzero

Também dentro do Mall Costanera. A Zenzero tem sorvetes de vários tipos, como orgânicos. E uma seleção enorme de sabores a base de água, sem lactose. É um dos sorvetes mais gostosos e cremosos que já provamos. Inclusive, consegue ser melhor que os da Freddo que provamos em Buenos Aires.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Carrinho Vegusta

Queríamos muito ter conhecido, mas não deu tempo. Fica dentro da Universidad Andres Bello (UNAB). Tem sanduíches que parecem ser maravilhosos.

Herbívoro

É um restaurante vegano, mas não conseguimos ir.

Pizzaria perto do Cerro San Cristobal

Andando para o Cerro San Cristobal nos deparamos com essa. Legal encontrar isso ao acaso!

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

Hamburguer de soja na rua

Moça vendendo Hamburguesa de Soya próximo a saída no metro Baquedano em direção ao cerro. Passamos com pressa por ela, então não sabemos se é vegano, mas é a primeira vez que vemos hambúrgueres de soja sendo vendidos na rua com isopor.

Como água para chocolate

Tem Fajitas Vegetarianas no cardápio, que dá pra tirar o que for a base de leite. Bom para de noite. Lota de turistas brasileiros.

Tropical (Vina del Mar)

Restaurante natural em Vina del mar, com hamburguer de soja. Quando chegamos, não tinha mais. É preciso confirmar os ingredientes do burguer e pão, e pedir sem queijo.

Foto: Vegetariando por aí  - www.vegporai.com
Foto: Vegetariando por aí – www.vegporai.com

E mais uma novidade! Os endereços e direções vocês podem ver nesse mapa que fizemos e estamos disponibilizando aqui!

Gostaram? Compartilhe com alguém que está planejando ir ao Chile. E aproveite para ver nossas outras viagens relatadas em nossa coluna aqui na Anda e nos acompanhar pela fanpage. Conhece Santiago e tem mais dicas? Divida conosco comentando aqui. Até a próxima!

Alguns grupos de Direitos Animais no Chile:

Animal Libre

UAA – Unión de Amigos de los Animales

Homo Vegetus

Elige Veganismo

Asociacion de ayuda a caballos abandonados

Anima Naturalis Chile

No más viviseccion

 

​Read More
Notícias

Corpo de Bombeiros salva cachorro em incêndio no centro de Santiago

Foto: Reprodução/publimetro.cl
Foto: Reprodução/publimetro.cl

Um cachorro foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros durante um incêndio em Santiago, no Chile, na última terça-feira (22).

O animal estava trancado em um dos apartamentos e apresentava sinais de asfixia por causa da fumaça. As equipes forneceram oxigênio e água para aliviar os principais sintomas. Ele teve parte do corpo queimada durante o tempo em que permaneceu no local.

O comandante da operação, Gabriel Huerta, disse que depois da emissão do sinal de evacuação, cerca de vinte pessoas ficaram presas nos andares mais atingidos pelas chamas.

As autoridades chilenas de Santiago acreditam que o incêndio tenha começado por causa de uma filha elétrica no sétimo andar, mas ainda investigarão.

O cachorro passa bem e já está com a família.

Fonte: R7

 

​Read More
Notícias

Abandono de animais continua em Santiago (RS)

Algumas pessoas não desistem do abandono de animais que são registrados em vários pontos da cidade. O caso mais recente envolve filhotes de cachorros abandonados próximo do campus da URI. A médica veterinária Eva Muller, do Centro de Zoonoses, relata que é grande a quantidade de animais abandonados. As denúncias são feitas geralmente à noite. Eva relata que na última ocorrência colaboradores da URI encontraram e socorreram filhotes de cachorros que perambulavam pela Rua Hipólito Garcia. Para quem não deseja que as fêmeas procriem, o Centro de Zoonose dispõe, gratuitamente, de vacina que pode ser retirada na Secretaria da Saúde, ou diretamente no canil municipal em horário de expediente.

No caso da procriação, a médica veterinária orienta para que os filhotes não sejam retirados das mães antes que tenham condições de se alimentar sozinhos. Segundo ela, é comum alguém largar caixas com filhotes de cachorro ou gatos nesta situação, criando um grau de dificuldade muito grande para o Centro de Zoonoses que não consegue dar conta da ninhada. Apesar do esforço para alimentá-los à base de mamadeira e vitaminas, muitos não sobrevivem porque foram afastados prematuramente da mãe. Eva Muller informou que os casos de abandono tinham diminuído consideravelmente, porém nos últimos dias a situação se modificou completamente. Outro ponto de abandono de filhotes caninos foi detectado próximo da usina de reciclagem de lixo, no Rincão dos Viana.

Devido a superlotação do Centro de Zoonoses, a prioridade é recolher aqueles animais que estão na rua. Atualmente cinquenta filhotes estão abrigados no Centro de Zoonoses, muitos deles recolhidos junto com suas mães, além de 280 cachorros adultos. A realização das feiras de doação é uma maneira de diminuir esta população. Elas só não estão sendo realizadas em função da instabilidade do tempo. Assim que o tempo de fato melhorar, o evento vai acontecer, provavelmente na Praça Moises Viana. Para quem desejar adotar um cachorro direto no Centro de Zoonoses o horário de atendimento é nas terças, quintas e sábados das 14 às 16 horas.

Fonte: A Razão

​Read More
Notícias

Envenenamento e maus-tratos de cães continuam em Santiago (RS)

maltratar

Ações de envenenamento continuam em Santiago. Desta vez o ato foi praticado na Rua Ramiro Furquim, onde um filhote de cachorro com seis meses de idade foi morto dentro do pátio.

Uma moradora, que preferiu não se identificar observou que existe um suspeito. Neste caso o fato deve ser registrado na polícia.

Na polícia civil foi registrada uma denúncia de maus-tratos contra animais. No início desta semana através de uma denúncia anônima uma guarnição da Brigada Militar compareceu na Rua Maria Dorneles, bairro Jardim dos Eucaliptos onde localizaram um cachorro pequeno que estava amarrado e preso numa árvore sem água e alimento.

O animal apresentava sinais de emagrecimento. Nos fundos do pátio, foi localizada uma gaiola com três galinhas, também nas mesmas condições de trato.

No mesmo local, foi encontrado um cachorro de porte médio que já estava morto, preso em uma corrente, aparentando estado de maus-tratos.

Segundo informações, os moradores da residência estão viajando. Os animais vivos foram resgatados e entregues no Centro de Zoonoses.

De acordo com a denúncia os maus-tratos ocorrem com frequência, já que os moradores costumam viajar e deixar os animais sem alimentação. Ainda segundo relatos na delegacia de Polícia, outras mortes de animais já foram registradas pelos mesmos motivos

Fonte: Rádio Santiago

​Read More
Notícias

Animais são vítimas de envenenamento em Santiago (RS)

A matança de cães e gatos por envenenamento continua preocupando tutores em Santiago, Rio Grande do Sul. Na última semana alguns cachorros foram mortos. Na última sexta-feira, 28, uma dona de casa teve sua cadela doméstica morta dentro do pátio.

O animal chegou a receber atendimento veterinário, mas acabou morrendo pois se tratava de um veneno letal. Assim como os cachorros, os gatos também são vítimas. O fato do veneno ser jogado na calada da noite impede que o autor seja identificado.

Os casos devem ser levados ao conhecimento da polícia.

Fonte: Rádio Santiago

​Read More
Notícias

Tutor de cão morto após voo ao ES decide processar por danos morais

O tutor do cão Santiago vai entrar com processo de danos morais e materiais na próxima semana contra as Linhas Aéreas Gol. De acordo com Fábio Cesar dos Santos, o cão teria morrido de parada cardiorrespiratória no dia 13 de setembro, por ter ficado mais de 10 horas em um lugar fechado, tempo maior que o previsto por causa de um atraso no embarque de São Paulo para Vitória.

De acordo com o esteticista de cães e tutor de Santiago, os documentos já estão reunidos. “Já juntei todo o material necessário e vou mandar para o meu advogado na semana que vem, para ele analisar da melhor forma possível”, disse Fabio Cesar.

Segundo o advogado Edison Lorenzini Junior, que atende ao caso, ele vai dar entrada no processo assim que os documentos chegarem em São Paulo. “A princípio, o processo será por danos materiais, referente aos gastos que a família teve e também por danos morais pela perda de um animal. Mas ainda preciso reunir a documentação e estudar tudo”, disse o advogado Lorenzini, que vai levar o casos para a Vara Cível de São Paulo.

Em nota, a Gol informou que lamenta profundamente pelo ocorrido. A empresa se prontificou a prestar esclarecimentos diretamente aos envolvidos.

Tutor diz que cachorro morreu após 10 horas de voo (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)

Entenda o caso

Especialistas afirmaram que a Gol Linhas Aéreas foi negligente ao transportar o cão Santiago. A empresa se defendeu e disse em nota no último dia 20, que não transporta cães da raça bulldog e nenhuma de suas variações devido a dificuldade que tem em respirar. Por outro lado, a médica veterinária que atendeu Santiago, questionou a companhia por ter feito o transporte, já que a raça pug é similar a raça não permitida pela empresa.

“Eles foram negligentes. A anatomia da raça bulldog e pug é a mesma. Os cães destas raças possuem o céu da boca mais curto, eles podem se sufocar com a própria língua, o focinho é bem fechado e a traqueia é pequena. As características das duas raças são bem parecidas e possuem dificuldades na respiração. Porque eles não transportam bulldog e o pug, sim? Isso é um absurdo”, destacou a veterinária Lilian Deise Storkc.

Provas

Mariana Castelar, esposa de Fabio Cesar, disse que possui todas as provas que apontam a negligência da empresa no transporte aéreo. “O que aconteceu com o nosso cão foi negligência sim. Parece que algumas empresas não transportam cães da raça pug, mas eles nem mencionaram isso. Se a gente soubesse do perigo, não arriscaríamos a vida do nosso cão”, relatou Castelar.

Para embarcar os três animais do esteticista de cães Fabio César, foi necessário atestado médico de cada animal, separadamente, comprovando o bom estado de saúde para fazer a viagem de São Paulo para Vitória. No caso de Santiago, o laudo médico diz que o animal estava saudável. “Atesto para os devidos fins que atendi em consulta o canino Santiago e não encontrei sinais e sintomas clínicos de doença infecto contagiosa ou parasitose, estando clinicamente hígido”. Esse foi o laudo do médico veterinário Luis Eduardo Pinho Gonçalves, atestando que Santiago estava saudável no dia 12 de setembro, um dia antes de embarcar.

Fábio César levou Santiago a uma clínica veterinária em Vila Velha. A médica Lilian Deise Storkc atendeu o cachorro, mas disse que não deu tempo de medicá-lo. “Não deu tempo de fazer nada. Santiago chegou na clínica com parada respiratória, mas ainda tinha batimentos. A raça pug é muito sensível, quando entram em parada respiratória tem que correr contra o tempo. Ele chegou aqui com aquecimento corpóreo elevado, com mais de 42º, ele estava muito quente. O organismo dele entrou em colapso e em seguida, teve uma parada cardíaca”, disse a médica.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Gol foi negligente ao transportar cão da raça pug, diz veterinária

(Foto: Divulgação/Mariana Castelar)

Especialistas afirmam que a Gol Linhas Aéreas foi negligente ao transportar o cão Santiago, que morreu na última semana de parada cardiorespiratória após ter ficado mais de 10 horas em um avião. A empresa se defendeu e disse em nota, nesta terça-feira (20), que não transporta cães da raça bulldog e nenhuma de suas variações devido a dificuldade que tem em respirar. Por outro lado, a médica veterinária que atendeu Santiago, questionou a companhia por ter feito o transporte, já que a raça pug é similar a raça não permitida pela empresa.

“Eles foram negligentes. A anatomia da raça bulldog e pug é a mesma. Os cães destas raças possuem o céu da boca mais curto, eles podem se sufocar com a própria língua, o focinho é bem fechado e a traqueia é pequena. As características das duas raças são bem parecidas e possuem dificuldades na respiração. Porque eles não transportam bulldog e o pug, sim? Isso é um absurdo”, destacou a veterinária Lilian Deise Storkc.

De acordo com a Gol, até o momento, não havia registrado nenhum incidente envolvendo cães da raça pug e continua emprenhada em prestar o suporte necessário aos tutores do cachorro Santiago, tratando do assunto, diretamente, com os envolvidos. Os tutores do cão decidiram entrar com um processo contra a Gol Linhas Aéreas na manhã desta terça-feira (20), já que a empresa não se posicionou sobre o caso com o advogado da família.

“Eles não fizeram o contato com ninguém e acredito que não vão fazer. Logo quando Santiago morreu, eles ligaram várias vezes, dizendo que fariam investigações internas, além de pedirem mil desculpas. Eles podiam ter dado algum respaldo para o nosso advogado, mas isso não foi feito. Empresas como esta só fazem alguma coisa quando dói no bolso”, desabafou Mariana Castelar.

Cão morre após atraso em voo entre São Paulo e Vitória, diz tutor (Foto: Divulgação/Mariana Castelar)

Provas

Mariana diz que possui todas as provas que apontam a negligência da empresa no transporte aéreo. “O que aconteceu com o nosso cão foi negligência sim. Parece que algumas empresas não transportam cães da raça pug, mas eles nem mencionaram isso. Se a gente soubesse do perigo, não arriscaríamos a vida do nosso cão”, relatou Castelar.

Para embarcar os três animais do esteticista de cães Fabio César, foi necessário atestado médico de cada animal, separadamente, comprovando o bom estado de saúde para fazer a viagem de São Paulo para Vitória. No caso de Santiago, o laudo médico diz que o animal estava saudável.

“Atesto para os devidos fins que atendi em consulta o canino Santiago e não encontrei sinais e sintomasclínicos de doença infecto-contagiosa ou parasitose, estando clinicamente hígido”. Esse foi o laudo do médico veterinário Luis Eduardo Pinho Gonçalves, atestando que Santiago estava saudável no dia 12 de setembro, um dia antes de embarcar.

Atestado médico de santiago feito em São Paulo (Foto: Divulgação/Mariana Castelar)

De acordo com o esteticista de cães, o desembarque no Aeroporto Eurico Salles, em Vitória, só aconteceu às 15h do dia 13 de setembro. Quando os animais foram entregues, Santiago estava com a respiração ofegante.

“Saímos do aeroporto e fomos em busca de atendimento, mas ele não resistiu e morreu por parada cardiorespiratória. Quando a veterinária viu Santiago, disse que a respiração já era um sintoma ruim, ainda tentaram reanimá-lo, mas foi tudo em vão. O meu cachorro tinha 3 anos e meio, era saudável”, contou.

Fábio César levou Santiago a uma clínica veterinária em Vila Velha. A médica Lilian Deise Storkc atendeu o cachorro, mas disse que não deu tempo de medicá-lo. “Não deu tempo de fazer nada. Santiago chegou na clínica com parada respiratória, mas ainda tinha batimentos. A raça pug é muito sensível, quando entram em parada respiratória tem que correr contra o tempo. Ele chegou aqui com aquecimento corpóreo elevado, com mais de 42º, ele estava muito quente. O organismo dele entrou em colapso e em seguida, teve uma parada cardíaca”, disse a médica.

Lilia Deise enfatizou que o transporte aéreo para animais é o mais indicado, mas nesse caso houve negligência, por que a raça de Santiago tem dificuldades respiratórias. “Devemos pensar que a viagem dentro de um avião além de ser mais seguro é o mais indicado por que o animal vai ficar menos tempo longe do tutor, o que pode evitar ansiedade e estresse. Mas o cão ficou tempo demais em um lugar fechado. Eles deveriam fornecer um trabalho diferenciado. De todo modo era uma vida”, disse.

A médica veterinária disse que no ônibus ele passaria mais tempo enclausurado, dentro do bagageiro, em um lugar escuro, com mais calor e uma série de outros fatos negativos.

A Gol esclareceu ainda que, até o momento, não registrou nenhum incidente envolvendo cães da raça pug e continua emprenhada em prestar todo o suporte necessário aos tutores do cachorro Santiago, tratando do assunto, diretamente, com os envolvidos.

Com informações do G1

Nota da Redação:  Quais outras raças terão que morrer até que a GOL proíba o transporte de animais braquicéfalos?

​Read More
Notícias

Tutor de cão que morreu em voo vai processar Gol

O esteticista de cães, Fabio Cesar dos Santos, tutor do cachorro da raça pug, que morreu de parada cardiorespiratória durante um voo entre São Paulo e Vitória, afirmou hoje que vai processar a companhia aérea pelo ocorrido. O animal, chamado Santiago, morreu na última terça-feira (13), após ter ficado por mais de 10 horas em um local fechado, durante um voo da empresa Gol Linhas Aéreas Inteligentes, que teria atrasado no embarque.

A companhia disse que realizou uma “apuração interna” e vai prestar esclarecimentos aos envolvidos. No entanto, segundo o tutor do animal, houve descaso da empresa durante o voo e no socorro a Santiago.

“É uma falta de respeito, um descaso muito grande da empresa com o cachorro e com a minha família. Durante o voo eu pedi várias vezes para olhar os animais, dar água e comida a eles, mas disseram que era proibido. Alguns funcionários nos trataram com respeito, outros não”, afirmou Fabio Cesar.

Fonte: DGABC

​Read More