Notícias

Foca e tartaruga ficam presas juntas em rede de pesca

Foto: Sea Rescue South Africa
Foto: Sea Rescue South Africa

A poluição marinha é responsável pela morte de inúmeros animais nos oceanos, desde embaraçamento em redes de pesca até a ingestão de resíduos plásticos que boqueiam seus estômagos, a fauna marinha paga o preço pelo desleixo humano.

As duas vítimas mais recentes do lixo deixado no mar foram uma foca e uma tartaruga marinha foram resgatadas juntas após ambas terem ficado presas em uma rede de pesca deixada no mar em Kommetjie, África do Sul, na quarta-feira.

Foto: Sea Rescue South Africa
Foto: Sea Rescue South Africa

O Instituto Nacional de Resgate Marítimo (NSRI) Ian Klopper disse que antes das 9h, a equipe de plantão da NSRI Kommetjie foi ativada após relatos de que uma foca e uma tartaruga presas e em uma enorme rede de pesca em Long Beach, foram trazidas pelo mar e ficaram encalhadas na praia.

“Pessoas que caminhavam pela praia encontraram os dois animais aflitos e deram o alarme.”

A equipe de resgate da NSRI Kommetjie respondeu e a equipe da Two Oceans Aquarium se juntou a eles para ajudar no resgate.

Foto: Sea Rescue South Africa
Foto: Sea Rescue South Africa

“Nós encontramos os dois animais presos em uma rede e parece que eles já podiam estar flutuando no mar por algum tempo no que parece ser uma rede de pesca velha e descartada, e provavelmente foram levados para terra durante a noite na tempestade”.

“A foca estava mais estressada e por segurança, usamos os bastões e equipamentos de corte da Rede Sul-Africana de Desembaraçamento de Baleias em Redes (South African Whale Disentanglement Network’s) e, em uma operação que durou cerca de meia hora, a rede foi cortada e os dois animais foram libertados com sucesso e os restos da rede foram reunida para serem eliminados apropriadamente e não no oceano”, disse Klopper.

Foto: Sea Rescue South Africa
Foto: Sea Rescue South Africa

A foca imediatamente retornou ao mar e parecia estar ileso.

A tartaruga foi transportada para o Aquário Two Oceans pela equipe de resgate, que confirmou que ela está recebendo os cuidados apropriados e passará por uma reabilitação, o animal marinho está saudável e será devolvida ao oceano em breve.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Histórias Felizes

Fazendeira aposentada salva suas vacas de matadouros

Jill Smith, de Cork, na Irlanda, queria salvar suas vacas da morte após se aposentar. Ela então lançou uma campanha para financiar o transporte dos animais para o Hillside Animal Sanctuary, na Inglaterra.

Fazendeira aposentada abraça uma de suas vacas antes de mandá-las para santuário.
Para evitar que as vacas morressem, Jill Smith fez um apelo para custear o transporte deles para um santuário de animais. (foto: Go Fund Me)

Com a ajuda de amantes dos animais, a Sra. Smith conseguiu levantar mais de € 9.000 (R$45,000) para levar suas 70 vacas para um local seguro.

“Depois de anos de serviço, essa agricultora sente que os animais merecem uma vida em que possam continuar a viver juntos”, diz a descrição do financiamento online.

Smith disse à BBC: “Elas garantiram a minha vida por muito tempo, agora quero que o fim delas seja pacífico. Eu fiquei surpresa com a maneira que as pessoas se importaram com a causa. Achei que isso acontecia apenas com gatinhos fofos.”

Ela disse que muitos dos animais já teriam ido para matadouros se não houvesse uma alternativa para eles.

A instituição de caridade animal Charlie’s Equine Rescue, apoiou o apelo de Smith. Eles lançaram uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar o dinheiro necessário para a condução dos animais ao santuário.

Wendy Valentine, que administra o santuário de animais, disse que metade das vacas já havia chegado e se estabeleceram em sua nova casa. As restantes serão enviadas em breve.

“É uma honra fazer parte do acolhimento desses animais. Seremos eternamente gratos à fazendeira por deixá-lo virem para um ‘céu na terra’ para os animais”, disse a instituição de caridade.

​Read More
Notícias

Gatinhas com deformidades nas pernas são salvas pela compaixão

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto; PR Group
Foto; PR Group

Cuidar de três gatinhas pode ser trabalhoso. Michonne, Phyllis e Fleur Bunny têm apenas nove semanas de idade, mas essas garotas peludas gostam de fazer bagunça.

Katina Balson diz que suas deformidades nas pernas, conhecidas como hipoplasia radial, criam desafios especiais em sua residência no oeste de Brisbane (Austrália), que funciona como um abrigo para gatos.

“Elas precisam ser alimentadas na mão a cada refeição porque estão tendo problemas para alcançar seu prato e tendem a derrubar o conteúdo dele “, disse.

A alimentação na mão é um trabalho confuso e um pouco complicado. Em geral, é necessária uma hora para fazer com que elas comam e bebam.

Foto; PR Group
Foto; PR Group

Se não fosse por Balson e sua equipe de resgate, as gatinhas teriam se afogado em uma fazenda em Millmerran, no Darling Downs, a oeste de Brisbane.

A mãe delas, negligenciada e desnutrida, tinha HIV que foi sexualmente transmitido por outro felino.

“Fico triste com a sujeira da terra. Temos várias pessoas do campo que não parecem considerar que os animais têm sentimentos. Isso é muito terceiro mundo, elas foram tiradas de alguém ia afogá-las, como fazem nessas fazendas “, disse Balson.

Foto; PR Group
Foto; PR Group

As gatinhas enfrentaram problemas no início da vida, nasceram com antebraços, alguns sem ossos ou ossos parcialmente formados.
Porém, Balson as acolheu em meados de novembro e dedicou 20 anos de sua vida a cuidar de gatos negligenciados.

Suas contas médicas são exorbitantemente caras e uma campanha foi criada para arrecadar dinheiro ( até agora US$ 15 mil foram arrecadados). Isso ainda está aquém dos US$ 18 mil necessários para pagar raios-X e novos modelos de perna a cada duas semanas.

Encontrar um novo tutor, que seja capaz de pagar as contas médicas elevadas dos filhotes é outro desafio para Balson, que dirige o Cat Cuddle Cafe em Red Hill e cuida de 19 gatos em sua casa nas proximidades de Paddington, reportou o Daily Mail.

​Read More
Notícias

Mulher dedica sua vida para salvar galinhas da cruel indústria de ovos

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Unbound Project
Unbound Project

Se você já teve a oportunidade de passar um tempo com uma galinha, sabe como elas são inteligentes, carinhosas, amigáveis e capazes de demonstrar sua compaixão por outros seres vivos.  Porém, as galinhas são os animais mais maltratados em fazendas industriais.

As galinhas são mantidas em uma gaiola pequena e imunda com cinco outros pássaros durante todas as suas vidas, que podem somente durar até um ano ou dois, e enfrentam uma intensa dor e  sofrimento constantes. Os pintinhos são considerados “inúteis” para a indústria e são asfixiados ou triturados vivos. Outros são cozidos vivos ou jogados em sacos de lixo enquanto ainda estão respirando.

Unbound Project
Unbound Project

Felizmente, existem pessoas que trabalham para mudar essa realidade e uma delas é Lina Lind Christensen, que resgata aves à beira da morte e as transfere para um santuário. Ela foi retratada no Unbound Project, um livro e um projeto de multimídia que tem o objetivo de celebrar as mulheres que lutam pela defesa dos animais.

No novo e poderoso curta-metragem intitulado “The Machine”, Christensen mostra o seu trabalho para salvar as galinhas da terrível indústria de ovos.

Esta mulher surpreendente possui um santuário fora de seu quintal e, em apenas cinco anos, realocou 1200 galinhas resgatadas d granjas. Graças a Christensen, esses seres gentis agora passarão suas vidas com suas novas famílias.

Algumas galinhas salvas moram com ela e são “embaixadoras da sua espécie” quando a imprensa ou estudantes visitam o santuário.

Talvez se mais pessoas soubessem  como as galinhas são incríveis, elas iriam vê-las como mais do que apenas um jantar. Por isso, é importante compartilhar casos como este e conscientizar o público para ajudar as aves a terem a vida feliz que merecem, informou o One Green Planet.

​Read More
Notícias

Em um ano, trabalho realizado pelo CRAS possibilita que 600 animais retornem à natureza

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Entre janeiro e dezembro de 2015, o trabalho realizado pelos técnicos do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) possibilitou que 600 animais recebidos pelo local fossem devidamente tratados e colocados nas condições adequadas para serem devolvidos aos seus habitats naturais. O CRAS, que é administrado pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade), por meio do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), recebeu em 2015 pouco mais de 2500 animais (entre aves, mamíferos e répteis), sendo que 600 foram soltos na natureza, 850 vieram a óbito e 1550 ainda estão alojados no Centro, aguardando as condições devidas para a soltura ou em tratamento veterinário na quarentena.

“A maioria dos animais é oriunda de resgates feitas pela PMA. O número é grande e o processo entre o recebimento, tratamento e soltura, demora um pouco, dependendo da espécie e das condições que eles chegam”, lembra a coordenadora do CRAS, Nara Pontes. Segundo ela, “o CRAS em Campo Grande foi um dos primeiros centros de triagem de animais Silvestres criado no Brasil e serve como modelo para os outros estados brasileiros que possuem ações de Conservação de Fauna”.

Na tarde de terça-feira (22), o CRAS recebeu um minifurgão, automóvel que será devidamente adaptado para possibilitar o transporte adequado dos animais, seja na coleta ou no processo de soltura na natureza. As chaves do veículo foram entregues à coordenadora do CRAS pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Elias Verruck, juntamente com o secretário-adjunto da Semade, Ricardo Senna, a diretora de Desenvolvimento do Imasul, Thaís de Azambuja Caramori, o gerente de Recursos Pesqueiros e Fauna, Vander Melquíades e o gerente de Administração e Finanças do Instituto, Roberto Silveira Barbosa.

“Estamos aprimorando e melhorando as condições de trabalho dos profissionais e técnicos do CRAS. Neste ano firmamos uma importante e inédita parceria que está possibilitando ao Centro fazer o tratamento e acompanhamento clínico dos por meio de homeopatia. É um avanço em pesquisa e tecnologia em nosso trabalho”, reforçou o secretário Jaime Verruck.

Neste mês, três novos veículos adquiridos por meio de convênio com o governo federal foram entregues ao Imasul: duas camionetes Mitsubishi L200 que serão utilizadas nas atividades de fiscalização e o minifurgão que será utilizado pelo CRAS.

Fonte: Jornal Dia a Dia

​Read More
Notícias

Polícia Ambiental resgata pássaros silvestres de cativeiro em Maringá (PR)

Aves silvestres serão avaliadas por um biológo e logo depois reinseridas na natureza (Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental)
Aves silvestres serão avaliadas por um biológo e logo depois reinseridas na natureza (Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental)

A Polícia Ambiental resgatou 16 aves silvestres que eram mantidas em um cativeiro no bairro Jardim Copacabana, em Maringá, no norte do Paraná, nesta terça-feira (24). Os pássaros estavam em uma casa e a polícia chegou ao local após receber uma denúncia anônima.

Foram encontrados pássaros da espécie sanhaço, azulão, pretos, trinca ferro, canário da terra, coleiro do brejo e pombos asa branca.

Um homem de 42 anos foi detido e levado para Delegacia da Polícia Civil. Segundo a Polícia Ambiental, os animais serão avaliados por um biólogo, e aqueles que estiverem em boas condições de saúde, serão reinseridos na natureza.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Vacas são resgatadas após caminhão tombar na Serra da Petrovina (MT)

Bois ficaram presos em caminhão após acidente (Foto: Reprodução/ TVCA)
Bois ficaram presos em caminhão após acidente (Foto: Reprodução/ TVCA)

Um caminhão carregado de gado tombou na BR-364, próximo a Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá, nesta sexta-feira (30) . O motorista do veículo e as vacas foram resgatadas.

Noventa animais estavam no caminhão, que seguia de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, para o interior de São Paulo. Mais de 60 foram resgatados sem ferimentos e levados para uma fazenda localizada naquela região onde ocorreu o acidente.

Algumas novilhas morreram e outras tiveram de ter a morte induzida por causa dos ferimentos.

Bois ficaram presos em caminhão após acidente (Foto: Reprodução/ TVCA)
Bois ficaram presos em caminhão após acidente (Foto: Reprodução/ TVCA)

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Duas mil rãs que seriam vendidas como iscas vivas são salvas da morte

Por Vanessa Perez  (da Redação)

O comércio de rãs vivas cresceu devido ao feriado de Natal.

Uma fiscalização em uma loja de pesca ao sul de Joannesburg, na África do Sul, salvou duas mil rãs de uma morte precoce no gancho de pesca, disse um grupo de proteção animal.

Animais foram devolvidos à natureza (Foto: Reprodução/Times of Malta)

Segundo informações do jornal Times of Malta, os sapos foram poupados depois que policiais do bem-estar animal foram chamados para fazer uma checagem na Solly Angler’s, na cidade de Vereeniging, recentemente, depois que o gerente da loja recusou-lhes a entrada.

“As condições em que os animais eram mantidos eram horríveis”, disse Jaco Pieterse, um inspetor do Conselho Nacional das Sociedades para a Prevenção da Crueldade contra os Animais (NSPCA).

“A água estava podre, os sapos estavam em cima uns dos outros, e os que estavam no fundo do recipiente, estavam sufocando”, disse ele.

Os animais foram soltos na natureza após a fiscalização.

Comércio de rãs vivas está crescendo devido ao feriado de Natal, segundo o Sr. Pieterse.

“As pessoas usam os sapos como isca viva durante todo o ano, mas durante as férias, mais pessoas vão acampar e pescar e mais querem usar iscas vivas durante a época festiva”, disse ele. Multas passam a ser consideradas em caso de animais mantidos em más condições, para os donos de lojas. Uma multa mais grave não pôde ser considerada porque as rãs ainda não tinham sido usadas pelos pescadores para atrair os peixes.

​Read More
Notícias

Cabras são resgatadas depois de 2 dias presas em ponte a 18 m

Duas cabras filhotes foram resgatadas após passarem dois dias presas a mais de 18 m de altura na ponte de uma ferrovia em Roundup, no Estado americano de Montana, informou nesta quinta-feira a agência AP.

Cory Freeman, moradora de Roundup, observa cabras presas em ponte de ferrovia no Estado de Montana (Foto: AP)

De acordo com a presidente da Rimrock Humane Society, Sandy Church, não se sabe como as cabras foram parar na saliência da ponte, entre as localidades Billings e Roundup. Mas ela acredita que os animais devem ter vagado durante a noite e só percebido onde estavam quando o sol nasceu no dia seguinte.

Os animais foram descobertos na quarta-feira e foram resgatados com ajuda de funcionários de mina próxima. Segundo Sandy, as cabras estavam um pouco desidratadas e famintas, mas passam bem.

Fonte: Terra

​Read More