Notícias

Maus-tratos e péssimas condições de higiene motivam protestos em canil de Portugal

Contra a existência de um canil particular que classificam como um “campo de concentração”, cidadãos da Charneca de Caparica, em Almada, realizaram hoje por volta das 11h (horário local) uma manifestação visando denunciar os maus-tratos a que os animais estão sujeitos, más condições de higiene e salubridade.

Protesto contra maus-tratos e péssimas condições (Foto: CM)

Helena Fraga, uma das organizadoras do protesto, considera ser “lamentável a falta de condições de higiene” do canil de Vale Cavala. “Os animais estão encarcerados em espaços exíguos e imundos, com a água e a comida em recipientes nojentos. Há animais recém-nascidos que são comidos pelas ratazanas e o proprietário não alimenta os cães. Há uma vala onde enterra os cães”, afirma Helena.

“Contactamos a câmara, que nos informou não ser responsável pela fiscalização do canil. Denunciada a situação à Autoridade de Segurança Alimentar e Econômica, até hoje nada foi feito.” Também Isabel Cerdeira, que conhece o interior do canil, diz que “os animais vivem em espaços escuros”.

Proprietário do canil nega as acusações de que é alvo (Foto: CM)

Essas condições são desmentidas pelo veterinário Carlos Antunes, que diz que “todos os cães são vacinados e bem tratados”. Acrescenta que não entra no canil há “alguns anos”.

José Costa, proprietário do espaço, não quis prestar declarações presencialmente, mas pelo telefone assegurou que vai receber os manifestantes com os seus vinte cães, “para que todas as pessoas vejam que estão bem tratados, gordos e bonitos”. “É indecente acusarem-me de criminoso.”

Durante o protesto os ânimos exaltaram-se e o proprietário, José Costa, fez ameaças a alguns dos manifestantes.

Com informações do Correio da Manhã
 

​Read More