Notícias

Homem é flagrado transportando 511 aves mortas em Lajes (RN)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um homem foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) transportando 511 rolinhas depenadas e congeladas, em seis caixas de isopor, BR-304, na altura da cidade de Lajes, no Rio Grande do Norte, na última sexta-feira.

As aves, conhecidas na região como arribaçã, são peparadas como petiscos. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a aquisição desses animais abatidos é ilegal e sujeita os infratores a multas e penas de detenção de até um ano

Segundo a PRF, o motorista não quis informar a origem e o destino das aves. Depois de apreender as aves, a polícia fez o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelo qual o homem responderá em liberdade.

Fonte: Surgiu

​Read More
Notícias

Dupla é detida por caçar e congelar aves silvestres para se alimentar

Guardas encontraram as aves congeladas em uma geladeira (Foto: Guarda Municipal/ Divulgação)
Guardas encontraram as aves congeladas em uma
geladeira (Foto: Guarda Municipal/ Divulgação)

 

Dois pedreiros foram detidos nesta quinta-feira (13) por suspeita de crime ambiental, no Jardim Boer, em Americana (SP). Segundo a Guarda Municipal, 21 rolinhas congeladas foram encontradas dentro da geladeira do local onde eles trabalham. Denúncias anônimas alertavam que os homens caçavam aves na região.

De acordo com a Guarda, os homens faziam armadilhas com um arame e caçavam as aves para o consumo próprio. Os dois foram levados para o 3º Distrito Policial (DP) e após o registro do Boletim de ocorrência, foram liberados.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Polícia investiga causa da morte de 98 rolinhas em Belo Horizonte(MG)

Rolinhas morreram na tarde deste sábado no bairro Luxemburgo, Região Centro-Sul de BH. Foto: Reprodução TV Globo

A Polícia Civil vai investigar por que 98 rolinhas foram encontradas mortas, na tarde deste sábado, na Rua Sette Câmara, altura do número 225, no bairro Luxemburgo, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente, que atendeu a ocorrência depois de uma denúncia, as aves silvestres estavam mortas sobre a calçada onde elas tinham o hábito de se alimentar.

Ainda segundo a corporação, as testemunhas disseram à polícia o nome de uma pessoa suspeita que poderia ter envenenado os animais.

O médico veterinário Fernando Pinheiro falou que 62 aves mortas foram encaminhadas à clínica dele para passar por autópsia. Conforme Pinheiro, “o exame indicou a presença de veneno líquido de rato no papo dos pássaros, o que causou hemorragia generalizada”.

Ainda de acordo com Pinheiro, a autópsia, feita por amostragem, foi realizada em dez rolinhas, o que indica que todas as aves foram envenenadas.

Fonte: Extra

​Read More
Notícias

Rolinhas aparecem mortas em Piracicaba (SP)

Moradores da rua Paulo Elias Pecorari, no Jardim Petrópolis, em Piracicaba (SP), ficaram horrorizados ontem com a morte de 12 rolinhas. Segundo Paulo Rodrigues, elas viviam no local há muito tempo e todos os vizinhos estavam acostumados com elas.

Ele acredita que as aves podem ter sido mortas com milho envenenado. Algumas delas tinham grãos de milho presos ao bico. Elas morreram em diversas partes da rua.

“O cheiro do milho que foi jogado na rua para elas comerem é ruim, estranho. Uma atitude como essa não pode se repetir. Não temos ideia de quem possa ter feito isso. Todos aqui se conhecem e conviviam com as rolinhas”, comentou.

Além da morte das aves, os moradores temem o risco que o milho envenenado representa para todos. “Se uma criança comer o milho e ele estiver mesmo envenenado é um perigo. Aqui na rua tem uma escola e passa bastante criança. Temos também criação em casa, cachorro, gato. Um vizinho tem galinha. Quem matou as rolinhas pode matar também nossos animais”, comentou.

Crime

A Polícia Ambiental orientou a população a registrar um boletim de ocorrência no distrito policial mais próximo do bairro, para apuração do caso. Se houver uma segunda ocorrência, é importante que alguém faça a denúncia na delegacia, principalmente se tiver conhecimento da autoria ou dos meios utilizados para matar as aves, conforme o Sargento Bertollo.

“Se for comprovada a autoria da morte das aves, a pessoa pode ser indiciada por crime ambiental, por matar animais silvestres de acordo com a Lei 9605 de 1998”.

Fonte: Gazeta de Piracicaba


​Read More
Notícias

Polícia Ambiental recupera 102 pássaros silvestres que estavam sendo comercializados

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) apreendeu, durante uma operação realizada na tarde deste sábado (29), na cidade de Viçosa, distante 76 quilômetros de Maceió (AL), 69 espécies diferentes de pássaros silvestres. Os animais estavam sendo comercializados na feira livre do município, o que é proibido pelo Código Ambiental Brasileiro.

Segundo o tenente Souza, responsável pela operação, no total foram recolhidos 102 pássaros. Ninguém foi detido porque, na hora em que a Polícia Militar chegou, os vendedores fugiram. “O mais importante é que recuperamos todas os pássaros que foram tirados do seu habitat natural. Os criminosos invadem áreas de preservação ambiental e reservas para capturá-los e vendê-los de forma ilegal. Não podemos permitir essa agressão e por isso, nossas blitz são constantes”, explicou o oficial.

Espécies variadas

Durante a operação foram recuperados Galos de Campina, Periquitos, Canários da Terra, Azulões, Rolinhas, Sabiá etc e a depender da espécie, o valor cobrado por ave varia entre R$ 20,00 e R$ 3 mil.

Todas as aves recolhidas foram encaminhadas para a sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Lá os pássaros serão tratados por veterinários e biólogos, colocados em viveiros e permanecerão no local até conseguirem voltar a voar.

A pena pela comercialização de animais pode chegar até dois anos de prisão.

Fonte:  Gazeta Web 

​Read More