Notícias

Raia manta pede ajuda a mergulhadores para remover gancho de sua pele

Por Rafaela Damasceno

Uma manta na Austrália surpreendeu mergulhadores ao pedir ajuda para retirar um objeto perfurante de sua pele, logo abaixo dos olhos. O animal, conhecido por aqueles que mergulham na região como Freckles, parece ter reconhecido um dos fotógrafos que costuma nadar por ali.

“Ela chegou perto, e mais perto, e então começou a se desdobrar para me mostrar o olho ferido”, contou o fotógrafo subaquático Jake Wilton, em entrevista ao Daily Mail. Ele guia turistas em torno da baía de Ningaloo e reconheceu a manta como Freckles assim que a viu.

Freckles e Jake no mar
Foto: Supplied

Jake não demorou para perceber que ela queria ajuda. Um gancho se projetava na pele do animal, que permaneceu completamente parado enquanto ele tentava retirá-lo. Algumas tentativas foram necessárias antes que Jake conseguisse finalmente salvar a manta de uma cegueira ou infecções que poderiam causar sua morte.

Freckles continuou no mesmo lugar, flutuando, todas as vezes em que Jake precisava voltar à superfície para pegar um pouco de ar. Só nadou para longe quando ele se afastou pela última vez, com o gancho já em mãos.

Um dos homens a bordo do barco que foi utilizado para chegar até ali disse que a manta parecia saber que Jake tentaria ajudá-la, por isso foi diretamente até ele.

A raia no centro, em baixo d'água, e alguns mergulhadores em volta, na superfície
Foto: Supplied

As mantas costumam viver cerca de 50 anos e podem crescer até sete metros de largura. Ao contrário das outras espécies de raia, elas não possuem ferrões e são praticamente inofensivas. Objetos estranhos que chegam ao mar podem facilmente machucá-las, assim como a outros animais marinhos, que não conseguem se livrar deles por conta própria.

Se o gancho não fosse retirado, Freckles possuía uma chance enorme de contrair uma infecção ou ficar cega.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More