Notícias

ONG cria “Dia de Fazer Barulho” em defesa dos rinocerontes na África

Na África, todos os dias morre um rinoceronte vítima de caça, uma atividade que cresceu exponencialmente no último ano e meio, devido ao aumento da procura dos chifres por parte dos mercados asiáticos. Só nós últimos cinco anos, mais de 600 destes animais foram capturados clandestinamente no continente africano, sendo que 212 foram caçados na África do Sul no último ano. Existiam centenas de milhares de rinocerontes no continente, sendo que só a África do Sul concentrava cerca de 80% da população desta espécie. Atualmente, restam apenas 4 mil rinocerontes-negros e 17.500 rinocerontes-brancos.

A caça está cada vez mais sofisticada e nas mãos de organizações criminosas, que recorrem a armas silenciosas, arpões, óculos de visão noturna de longo alcance e helicópteros. Numa tentativa de alertar o mundo para esta realidade e de combater, a WWF está apelando aos sul-africanos que iluminem as áreas onde habitualmente ocorre a caça clandestina. Uma iniciativa que tem o seu auge no dia 22, quarta-feira, com o “Dia de Fazer Barulho pelos Rinocerontes”. Às 13 horas locais, em Joanesburgo, estão todos convidados a tocar as suas vuvuzelas, para lançar um grito de alerta.

Com informações de Os Bichos

​Read More