Notícias

Projeto propõe identidade para animais domésticos em Goiás

Deputado estadual Francisco Jr (PSD) autor do projeto de lei nº 3714/2016 que regulamenta a identificação e posse de animais domésticos de Goiás / FOTO: Divulgação

O deputado estadual Francisco Jr (PSD) apresentou na Assembleia Legislativa um projeto que propõe que animais domésticos tenham uma especie de identidade, que sera chamada de Registro Geral do Animal (RGA).

O documento deve conter dados do cão ou gato como nome, cor, raça, data de nascimento real ou presumida, além de dados do tutor como nome, RG, CPF, endereço completo e telefone e data da expedição e uma pessoa como referência com endereço. A plaqueta com o número do RGA deverá ser fixada, obrigatoriamente, junto à coleira do animal ou poderá ser implantada por meio de um chip.

Obrigações do tutor 

O projeto, segundo o parlamentar, garantirá que as responsabilidades básicas dos tutores com os animais sejam cumpridas. A lei, caso seja aprovada obrigará também que o tutor vacine seu animal conforme legislação vigente, além de levá-lo ao médico veterinário regularmente, para observância da vacinação e vermifugação.

Órgãos envolvidos

A propositura prevê que todos esses animais residentes no Estado de Goiás devem, obrigatoriamente, serem registrados no órgão municipal responsável pelo controle de zoonoses ou em estabelecimentos veterinários devidamente credenciados junto ao Poder Público.

Outra previsão do projeto é que os estabelecimentos conveniados deverão enviar ao órgão municipal responsável pelo controle de zoonoses, mensalmente, as vias do formulário de registro do animal. Em caso de óbito do cão ou gato, caberá ao tutor ou ao veterinário responsável a devida comunicação ao órgão de controle de zoonoses.

Fonte: Folha Z

​Read More
Você é o Repórter

Cão filhote aguarda por uma família em lar temporário, em SP

Nereyda Christina Gomes
nereidagomes@hotmail.com

Foto: Divulgação

Me abandonaram e fiquei sozinho nas ruas com muita fome, sede, frio, debilitado e doentinho. Apesar de tudo eu era muito valente, alegre e dócil. Fui resgatado e tratado como um rei!

Hoje o meu nome é Zehn. Sou um lindo filhote com 7 meses. Muito meigo,carinhoso, educado, alegre e brincalhão. Como deve ser todo filhotinho saudável!

Tenho 7 kgs , porte pequeno à médio. Sou bastante companheiro , gosto de crianças e interajo bem com outros animais.

Adoro passear de carro e fazer caminhadas, tambem,  correr e brincar de bolinha. Ainda  faço xixi com as perninhas abertas!

Já estou castrado, vacinado, vermifugado, microchipado e possuo o RGA ( registro ).

Estou em um lar temporário onde sou muito amado. Adote-me !

Quero compartilhar alegria e fazer parte da sua família e da sua vida prá sempre , tá legal ?

Contato: (11) 8916-0257 / 3997-1664 – nereidagomes@hotmail.com

​Read More
Notícias

Projeto propõe obrigatoriedade do cadastro de animais domésticos

Programa quer evitar o abandono de animais

Foto: Reprodução/Jornale

Projeto em apreciação na Câmara de Curitiba (PR) prevê a obrigatoriedade do cadastramento de animais domésticos através do Registro Geral de Animais. A proposta, da vereadora Julieta Reis (DEM), é que o cadastro possa ser feito também em estabelecimentos veterinários, lojas que comercializam produtos para animais ou entidades protetoras credenciadas e supervisionadas por órgão competente da prefeitura.

Ao defender sua iniciativa, a vereadora argumenta que “o abandono de animais domésticos tem proporções incontroláveis, renovando as populações de animais soltos nas ruas da cidade. E com esse programa será possível eliminar o problema”.

Julieta explica que a identificação eletrônica é um dos meios usados há 15 anos no continente europeu para diminuir a perda ou sequestro de cães e gatos. “Na Europa, o animal recebe um microchip sob a pele com número de identificação único no mundo registrado numa base de dados com o seu contato”, explica a parlamentar, lembrando que a entidade responsável em Portugal é o Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários.

Ao apontar as vantagens do programa, Julieta Reis cita a facilidade de identificação do tutor caso o animal se perca; identificação inequívoca do animal em caso de roubo; permite a contagem do número de cães no país (quando for obrigatório) e o tutor será responsabilizado se abandonar o animal.

“Por todos esses motivos, entendemos que o cadastro geral de animais beneficiará toda a população e trará ao município o melhor controle da situação. Será possível também ter maior controle dos animais domésticos e evitar o grande número de abandono e punir aquele que abandonar o animal”, conclui.

Fonte: Jornale

​Read More
Notícias

Audiência Pública vai discutir controle de pequenos animais em Uberaba (MG)

Acontece hoje, no Anfiteatro do Centro Administrativo, às 18h, Audiência Pública sobre a apresentação das Estratégias do Controle Populacional dos animais de pequeno porte (cães e gatos) do município, organizada pela Prefeitura Municipal de Uberaba, por meio da Secretaria de Saúde.

De acordo com o diretor do Departamento de Controle de Zoonoses, André Luís Ribeiro, a ação busca discutir com os médicos veterinários, profissionais que trabalham no ramo de pet shop, organizações não governamentais que tratam de animais e universidades, políticas e diretrizes para a viabilização do projeto para o controle desses animais.

Na estruturação do projeto será abordado o Registro Geral de Animal (RGA) para cães e gatos, a fim de identificar e catalogar cada animal da cidade, por meio da introdução de chips; a castração cirúrgica de animais para controlar a reprodução desordenada; a tutela responsável; ampliação das dependências físicas do Departamento de Controle de Zoonoses e suporte jurídico, para atender a população e o poder público.

Fonte: Jornal da Manhã

​Read More
Notícias

Santo André (SP) realiza Adotanimal no domingo

O Parque Central de Santo André, em SP, vai sediar, no domingo (29), mais uma edição da Adotanimal, feira de adoção gratuita de animais. Estarão à disposição dez cães adultos castrados, vacinados e vermifugados e 15 cães filhotes, além de oito gatos.

Os futuros tutores devem ter mais de 18 anos, apresentar RG, CPF e comprovante de endereço, além de passar por entrevista com uma das veterinárias do CCZ (Gerência de Controle de Zoonoses) para receber informações sobre cuidados a partir da adoção, como alimentação, vacinas e dicas de educação e guarda responsável.

Será feito RGA (Registro Geral de Animal) em cada um dos adotados, cadastrado em nome do adotante. Caso haja a comprovação de algum tipo de maus-tratos ou abandono, o tutor será responsabilizado, respondendo legalmente pelo ato.

Fonte: Diário do Grande ABC

​Read More
Notícias

São Paulo tem feira de adoção de animais neste sábado (17)

Foto: Divulgação

Cães e gatos esperam ansiosos por um tutor na feira de adoção do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo neste sábado (17).

São 260 cachorros e 90 gatos vacinados, esterilizados e tratados contra vermes, pulgas e carrapatos, prontos para levar para casa. Os bichos têm ainda um microchip, que permite a localização dos animais em caso de perda.

Quem quiser adotar um companheiro de quatro patas deve levar guia para os cães e caixa de transporte para os gatos, além de documentos de CPF, RG e comprovante de residência. A taxa para adoção é de R$ 15,25 e o Registro Geral do Animal (RGA) é emitido na hora.

Para atrair o público para a feira, o CCZ organizou uma festa, a Sercãoneja, com direito a desfile de animais em estilo sertanejo, recreação para crianças e show com as duplas sertanejas David e Maciel e Di Biase e Gabriel. A entrada é gratuita.

A Sercãoneja acontece amanhã, das 10h às 16h, no CCZ, na Rua Santa Eulália, 86, em Santana, zona norte da capital, próximo ao Metrô Carandiru.

Mais informações sobre adoção na cidade de São Paulo estão no site do Programa de Proteção e Bem Estar de Cães e Gatos da Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa). Nessa página é possível ainda conferir fotos dos peludos disponíveis para adoção.

O telefone do CCZ é (11) 3397-8920.

Fonte: Estadão

​Read More
Notícias

São Paulo ganha a primeira sala cirúrgica para castração gratuita de cães e gatos

Da esquerda para a direita, Inês Romano, diretora de Covisa; Luisa Mell; Dra. Ana Claudia Mori, gerente do CCZ; Dra. Déborah Ferreira da Silva, médica veterinária da Suvis de São Mateus; e o vereador Roberto Tripoli Foto: Regina Macedo

São Paulo terá sua primeira sala cirúrgica para a castração de cães e gatos em uma Subprefeitura da cidade. A sala de cirurgias foi inaugurada na Subprefeitura de São Mateus, após cinco anos de luta do movimento de proteção animal com ajuda do vereador Roberto Tripoli (PV). Agora São Mateus tem um centro de cirurgia para castração de cães e gatos, com equipamentos básicos e salas de apoio.

Em 2006 o Poder Público divulgou que instalaria salas em pelo menos 20 Subprefeituras nos próximos anos. A primeira delas foi construída na Cidade Ademar, em 2006, mas nunca foi inaugurada. Conforme a diretora do CCZ, Dra. Ana Claudia Mori, o equipamento atenderá somente casos de denúncias que envolvam animais não castrados que serão encaminhados para cirurgia.

Esses casos, em geral, envolvem excesso de animais em uma única residência, a maioria sem castrar e sem os devidos cuidados. Os que tiverem condições de passarem pela cirurgia serão retirados, esterilizados e devolvidos para a pessoa responsável, que deverá ficar responsável pelo pós-operatório. Isso acontecerá em dois dias da semana.

Segundo Claudia Mori, deverão ser atendidos também cães e gatos comunitários, que vivem em praças, ruas e tem pessoas que podem se responsabilizar pelos cuidados no período pós-cirúrgico. Quanto à demanda de animais com tutores residentes na região, serão atendidos nas clínicas e ONGs conveniadas com a Prefeitura.

A novidade é que os tutores de cães e gatos poderão cadastrar seus animais nas Subprefeituras. Esse atendimento começará a ser feito como projeto piloto, somente na Subprefeitura de São Mateus, onde o RGA já pode ser feito.

Atualmente, os tutores de animais de todos as regiões da cidade que queiram castrá-los gratuitamente devem dirigir-se somente ao CCZ, em Santana (Zona Norte), para cadastramento e encaminhamento à clínicas veterinárias conveniadas. A promessa é a descentralização total do cadastramento para castração e emissão do RGA.

​Read More
Notícias

CCZ implanta programa de registro de cães e gatos, no PA

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vinculado à Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma), implanta o Programa de Registro Geral Animal (RGA), nesta quarta-feira (07), em Belém (PA). A meta é registrar cerca de 240 mil cães e gatos na capital paraense. O objetivo é registrar de forma gradativa e permanente todos os animais existentes na capital paraense, a partir dos seis meses de idade.

Os tutores maiores de 18 anos de cães e gatos de Belém podem procurar um dos postos de registro munidos da carteira de vacinação de seu animal, com vacina anti-rábica atualizada, documento de identidade, CPF e comprovante de residência (todos originais). Caso o animal não esteja com a vacinação atualizada, o tutor deverá vaciná-lo antes de realizar o registro. A vacinação é feita gratuitamente em qualquer um dos postos do CCZ (prédio do CCZ, UFRA ou Ministério da Agricultura).

No momento do registro o tutor do animal receberá uma plaqueta enumerada, uma coleira e uma carteira de registro (RGA) para cada animal registrado.

Segundo a gerente do CCZ, Regina Perezino, o objetivo é realizar um senso dos animais existentes na capital paraense. “Não sabemos quantos animais existem em Belém e esse registro vai nos ajudar a computar esses números para termos um melhor controle nas campanhas de vacinação anti-rábica, por exemplo”, explica Regina.

O RGA também ajudará a encontrar animais perdidos. “Se alguém encontrar um animal perdido poderá levá-lo direto ao CCZ e lá poderemos identificar, através do RGA, os dados do seu tutor para devolver o animal”, informa Regina.

Serviço:

O registro será realizado gratuitamente nos seguintes locais:

1. Prédio central do CCZ, localizado na Rodovia Augusto Montenegro, KM 11, Icoaraci, de segunda à sexta-feira, de 9h às 16h;
2. UFRA – Avenida Perimetral, s/n, de segunda à sexta-feira, de 8h30 às 14h;
3. Ministério da Agricultura – Avenida Almirante Barroso, entroncamento, de segunda à sexta-feira, de 9h às 16h.

​Read More
Você é o Repórter

Cachorrinho aguarda por um novo lar em Guarulhos, SP

Patrícia Galvão
galvao_patricia@hotmail.com

Um cachorrinho macho aguarda por um novo lar em SP. Ele tem castração garantida se for adotado. Está em Guarulhos.

O candidato à adoção passa por entrevista e assina um termo de responsabilidade pois o animal vai com RGA cadastrado na zoonose da cidade de Guarulhos.

Contato: Kelly: (011) 9621-6958

​Read More
Notícias

Santo André terá feira de adoção neste domingo

O CCZ (Centro de Zoonoses) de Santo André vai realizar neste domingo (28), no Parque Central, a primeira edição do ano da Feira de Adoção Gratuita de Animais, a Adotanimal. No total, 20 animais entre cães e gatos estarão à procura de um novo lar.

Os futuros responsáveis devem ter mais de 18 anos, apresentar RG, CPF e um comprovante de endereço, além de passar por uma entrevista com uma das veterinárias do CCZ para receber orientações gerais sobre cuidados como alimentação, vacinas e dicas de educação.

Os animais terão um RGA (Registro Geral de Animal), cadastrado em nome do adotante, e, caso sofram maus tratos ou abandono, o tutor será responsabiliado, respondendo legalmente pelo ato. Os cães e gatos adultos já estão castrados, vacinados, vermifugados, de banho tomado e com adereços.

Já os filhotes são vermifugados e ganham descontos em consultas ao veterinário, assim como a primeira dose da vacina V10, além do banho. Quando atingirem idade acima de cinco meses, são vacinados gratuitamente com a anti-rábica, custeada pela Prefeitura de Santo André. No ano passado, o CCZ doou 135 gatos e 361 cães, um número expressivo e que só tende a crescer neste ano.

Serviço: Adotanimal, neste domingo (28), das 10h às 16h, no Parque Central, que fica na Avenida José Bonifácio, s/n, bairro Val Paraíso, Santo André.

​Read More
Notícias

Saiba onde adotar um animal de estimação

Para fazer denúncias sobre maus-tratos a animais ou adotar um mascote, você pode entrar em contato com alguma ONG ou órgão do governo. Essas organizações oferecem abrigo, tratamento veterinário, apuram denúncias e ajudam os bichos abandonados a encontrar um lar.

Em São Paulo:

Associação para o Bem-estar Animal (ABEAC – abeac.org.br)
E-mail: abeac@abeac.org.br

Cobasi Radial Leste (cobasi.com.br)
Avenida Alcântara Machado, 4.360
Tel:(11) 3831-8999
Feiras aos sábados e domingos, das 11h às 18h

Pet Center Marginal (petcentermarginal.com.br)
Avenida Presidente Castelo Branco, 1795, Pari
Tel:(11)2797-7400
Email: info@petcentermarginal.com.br
Feiras aos sábados e domingos, das 14h às 21h

Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo (prefeitura.sp.gov.br)
Rua Santa Eulália, 86, Santana, São Paulo, SP
Tel: (11) 3397-8900 e (11) 3397-8901
Plantão 24 horas, todos os dias da semana: (11) 3397-8955 e (11) 3397-8956

União Internacional Protetora dos Animais (Uipa – uipa.org.br)
Av. Presidente Castelo Branco, nº 3200 – Canindé – São Paulo, SP
Tel: (11) 3313-1475 e (11) 3228-1462

No Paraná:

Sociedade Protetora dos Animais de Maringá (Socpam – socpam.org.br)
Tel: (44) 32272881/(44) 99534822/(44) 99441431
E-mail: socpam@socpam.org.br

Em Minas Gerais:

Animal & Natureza Juiz de Fora (animalenatureza.org.br)
Tel: (36) 30610818
E-mail: animalenatureza@gmail.com

Em Santa Catarina:

Instituto É o Bicho (eobicho.org)
Tel: (48) 32699271
E-mail: eobicho@eobicho.org

Na Bahia:

Abrigo São Francisco de Assis (ABPA – abpabahia.org.br)
Tel: (71) 34083181
E-mail: contato@abpabahia.org.br

No Espírito Santo:

Sociedade Protetora dos Animais Espírito Santo (Sopaes- sopaes.org.br)
Tel: (27) 33254395/ (27) 99459812
E-mail: adocoes@sopaes.org.br

No Distrito Federal:

Associação Protetora dos Animais (proanima.org.br)
Tel: (61) 3032-3583
E-mail: proanima@proanima.org.br

No Rio de Janeiro:

Sociedade União internacional Protetora dos Animais (Suipa- suipa.org.br)
Av. Dom Hélder Câmara, 1801 Benfica, Rio de Janeiro, RJ
Tel: (21) 3297-8777

Para saber mais:

Adoção
É preciso apresentar cópias do CPF, RG e comprovante de residência a qualquer organização que tenha animais a serem adotados.

RGA
É o registro animal. O bicho deve usar uma plaqueta pendurada na coleira com o número do RGA, que vale como uma identidade. O registro pode ser obtido no Centro de Controle de Zoonoses (em São Paulo) e é obrigatório por lei em São Paulo.

Vacinação
O animal deve receber três doses da vacina V8 ou V10 quando ainda é filhote. A primeira é dada aos 45 dias de vida, a segunda, 20 dias depois da primeira e a terceira, 20 dias depois da segunda. Aos 120 dias, o animal deve receber a vacina antirrábica (que protege contra a raiva), e depois, uma vez por ano.

Vermifugação
A primeira dose de vermífugo deve ser dada aos 15 dias de vida e novamente aos 30 dias. Tanto filhotes como a mãe devem ser vermifugados. Quando adulto, é necessário dar vermífugo para o seu mascote pelo menos duas vezes ao ano, ou conforme indicado pelo veterinário.

Maus-tratos
O artigo 32 da lei de crimes ambientais (lei federal 9.605/98) diz “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”, com três meses a um ano de detenção e multa. A mesma lei diz ainda que “incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos” e que “a pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal”.

Animais em apartamento
A lei (4591/64) e um artigo do Código Civil (artigo 544) amparam qualquer animal que viva em um condomínio de apartamentos, mesmo que a convenção condominial o proíba, desde que o animal não perturbe o sossego, a salubridade e a segurança de quem mora ali.

Fonte: R7

​Read More