Notícias

Cadela fica traumatizada após ver seus filhotes serem mortos no Maranhão

A cadela, que foi resgatada e levada para uma clínica veterinária, apresentava sinais de maus-tratos, estresse e medo


Uma cadela ficou traumatizada após ver seus filhotes serem mortos com requintes de crueldade em Sambaíba, a 746 km de distância de São Luís, no Maranhão.

Foto: Reprodução/TV Mirante

Isaías Feitosa Pereira, de 46 anos, foi flagrado matando os filhotes. Um vídeo registrou o momento em que os animais, recém-nascidos, eram maltratados na frente da cadela. O caso é investigado pela Delegacia Regional de Balsas.

“O procedimento adotado foi elaborar o procedimento correto, que vai ser encaminhado provavelmente até amanhã [terça-feira, 10] ao Poder Judiciário. Com a oitiva de testemunhas foi feito um auto de verificação no local do crime, juntado com as imagens que circularam pela internet de modo a demonstrar a materialidade do crime, pelo qual seu autor responderá segundo as penas culminadas na lei”, explicou ao G1 o delegado Fagno Vieira.

Judite, como é chamada a cadela de cerca de dois anos de idade, foi resgatada pela polícia e levada para uma clínica veterinária. O veterinário Adriano Cardoso contou que o animal chegou ao local com sinais de maus-tratos, estresse e medo. Ela foi medicada e está recebendo os cuidados necessários.

“Ela [a cadela] tem sinais antigos, de agressões antigas, ferimentos no pescoço, nas patas, então provavelmente, ela já vem sofrendo agressões há algum tempo. Muito medrosa, acho que sofreu esse trauma grande e ela está com medo dos humanos. Para eu pegar ela no primeiro dia ela ficou nervosa, aparentava trauma. Hoje ela está melhor, comeu bem, já que no primeiro dia não comeu nada, mas ela começou a ganhar confiança nos seres humanos”, disse o veterinário.

O caso repercutiu nacionalmente e chegou ao conhecimento do Instituto Luísa Mell, que ficou responsável pela cadela e pelos custos de seu tratamento.

Judite deve ser levada para São Paulo, onde já tem um adotante a sua espera. “Já tem uma família que quer adotar ela lá, então assim, como foi um caso que repercutiu no Brasil inteiro, então as pessoas se solidarizaram e ela vai ser enviada para São Paulo e vai ter um novo lar, uma nova realidade lá e com certeza, vai receber bastante amor dessa família”, concluiu o veterinário.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More