Notícias

Sobrevivente de câncer reencontra cão que foi roubado dela há três anos

Foto: Ana Campos
Foto: Ana Campos

Um cão leal finalmente encontra sua tutora amada que nunca parou de procurar por ele, embora Semper tenha desaparecido há três anos.

E a história de como eles conseguiram se encontrar novamente além de real, é épica.

O cão da raça husky siberiano entrou pela primeira vez na vida de Kameroun Mares no momento em que ela mais precisava de amor e companheirismo.

Mares estava fazendo tratamento para leucemia linfoblástica aguda. Foi logo após a quimioterapia no verão de 2013 que ela conheceu o jovem cão e decidiu torná-lo parte de sua família.

Foto: Ana Campos
Foto: Ana Campos

Ela o batizou de Semper Fidelis – “Sempre fiel” em latim – e o chamava de Semper.
“Ele sempre foi fiel a mim”, disse Mares ao The Dodo. Mas, por mais fiel que Semper fosse, algo ainda conseguiu separar Mares de seu amado cão.

Em 2016, Mares teve que ir para a Califórnia (ela morava na Flórida) para tratamentos médicos adicionais e sua colega de quarto na época concordou em cuidar de Semper. Mas Mares recebeu um telefonema da amiga que ela nunca esperava. “Ela me disse que ele havia desaparecido”, conta Mares.

Quando ela voltou, procurou por toda parte por Semper. Mesmo quando ela teve que se mudar para a Califórnia no final daquele ano, ela continuou contatando abrigos na Flórida procurando incansavelmente por ele.

Foto: Ana Campos
Foto: Ana Campos

“Durante um ano, continuei procurando mesmo morando na Califórnia, postando em sites de animais perdidos, ligando para as 15 clínicas veterinárias onde eu costumava levá-lo quando morava lá, ligando para ONGs, abrigos”, disse Mares. “[Eu] postei informações sobre ele no Facebook, fóruns de cães perdidos, páginas e grupos. Todos os dias eu esperava por um telefonema de alguém falando que o encontrou. Seu microchip estava registrado em meu nome desde que ele tinha 3 meses, eu ainda não tinha notícia alguma. Eu estava preocupada com ele, e sentia muito sua falta”.

Foi quando Mares decidiu pedir ajuda. Ela contratou uma investigadora particular, Ana Campos, para ajudar a rastrear seu amado cão.

“Ela comprou uma inscrição vitalícia no AKC Reunite (registro de microship)”, disse Campos ao The Dodo.

Foto: Ana Campos
Foto: Ana Campos

“Um ano depois, alguém sugeriu que ela checasse seu chip AKC Reunite novamente.

Então ela foi para a Humane Society em maio de 2017 e eles verificaram on-line. Foi quando ela descobriu que um ano antes, em 11 de abril de 2016, uma mulher adicionou seu nome ao chip de Semper”.

Aparentemente, a outra empresa de chips não verificou se um proprietário já estava registrado no chip de Semper. Campos descobriu que alguém havia colocado Semper na Craigslist à venda por 200 dólares e é por isso que ele nunca apareceu, apesar de toda a busca de Mares.

Finalmente, no outro dia, Semper se reuniu com Mares – e tanto o cachorro quanto Mares ficaram emocionados. Mares começou a chorar de alegria e Semper ficou tão excitado que não conseguia parar de pular.

“Ser capaz de desempenhar um papel nesta reunião tão bonita e estar presente nesse momento foi um dos melhores dias da minha vida”, disse Campos.

Semper está se acomodando muito bem em sua família, fazendo longas caminhadas em torno de seu novo bairro na Califórnia e se divertindo com Mares (cujo câncer está felizmente em remissão).

“Ele ainda se lembra de seus comandos e truques que eu ensinei a ele”, disse Mares.

“Meu favorito especial é o comando ‘vá para casa’ … digo-lhe: ‘Semper, vá para casa. Onde está a casa? Vá para casa'”. E Semper encontra a porta exata.

“Eu o vejo como uma extensão de mim e do meu coração”, disse Mares. “Estou feliz por tê-lo de volta em meus braços”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Gerente de construções reverte um quadro de diabetes tipo 2 graças à alimentação a base de vegetais

Um gerente de construção da Eslováquia reverteu seu diabetes tipo 2 depois de mudar sua alimentação passado a comer apenas refeições baseada em vegetais – e agora está abrindo um restaurante vegano.

Vlasto Balaz, dono de vários empreendimentos de construção, conseguiu a remissão da doença – da qual sofria a oito anos – depois de seguir a dieta Natural Food Interaction (NFI), um protocolo que foi recentemente testado em um Instituto Nacional na Eslováquia.

De acordo com Balaz, além de reverter seu diabetes, depois de mudar sua alimentação por 13 semanas, ele perdeu 24 kg – aliviando sua dor nas pernas e nos pés. Sua pressão arterial caiu e sua frequência cardíaca diminuiu para 62 batimentos por minuto.

Dieta natural com interação de alimentos

A mudança na alimentação adotada por Balaz tem como base a dieta NFI, que foi criada por David Hickman e Zuzana Plevova. Trata-se de uma abordagem inteiramente baseada em alimentos vegetais, que vai um passo além, misturando e combinando diferentes alimentos em combinações que são feitas sob medida para um indivíduo.

Hickman e Plevova tiveram resultados impressionantes com a dieta na Europa, com 97,2% de taxa de remissão do diabetes tipo 2 em pacientes que completaram o protocolo.

Os cientistas se aproximaram do Dr. Emil Martinka MD, Ph.D. – um aclamado pesquisador europeu de diabetes na Eslováquia – que aproveitou a oportunidade para realizar um ensaio clínico.

“Estou muito empolgado com a introdução da dieta NFI”, disse o Dr. Martinka ao Plant Based News após o início do estudo. “Estou convencido de que trará muitos benefícios para nossos pacientes”.

Remissão da diabetes

Estes resultados foram experimentados por Vlasto Balaz – com conseqüências de uma mudança de vida real.

“Tendo agora atingido a remissão do diabetes tipo 2 mudando minha alimentação e tendo resultados em apenas 13 semanas, decidi tentar ajudar os outros”, disse Balaz à PBN.

“Isso me levou a abrir meu primeiro restaurante, que foi inclusive, aprovado pela NFI na Eslováquia! Eu me sinto genuinamente feliz por poder contar hoje a mudança que isso causou na minha vida!”

O fundador da NFI, Hickman, contou ao Plant Based News sobre o momento em que Balaz foi clinicamente confirmado em remissão: “Ele recebeu quatro pedaços de pão branco, tofu e tomate totalizando 75g de açúcar e ele conseguiu se sair muito bem no teste de refeição que durou de duas horas. Honestamente, nós não estávamos surpresos ao ver sua glicose em repouso antes das refeições e como ele reagiu positivamente a mudança da alimentação. Ele conseguiu perder mais de 50% de sua gordura visceral e hoje ele tem uma HbA1c de 4,9% quando em janeiro ele tinha pouco menos de 10%!”.

Os resultados do estudo eslovaco serão publicados na Conferência Nacional de Diabetes e Endocrinologia da Eslováquia no final de maio, de acordo com os fundadores.

Para descobrir mais sobre a dieta NFI clique aqui, o site inclui depoimentos de pessoas que passaram a se alimentar de forma vegana.

​Read More