Notícias

Polícia resgata cães abandonados em casa de homem reincidente no crime de maus-tratos

Dezenas de cachorros mantidos em uma casa abandonada em Campo Grande (MS) foram resgatados na manhã de quinta-feira (25). Com a ajuda de um chaveiro, agentes da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista (Decat) abriram a casa, localizada no bairro Carandá Bosque.

Foto: Pixabay/Ilustrativa

Os cães não recebiam comida e água de maneira adequada e havia muitas fezes e carrapatos no imóvel. As informações são do G1.

“Meu pai de 90 anos, minha mãe de 82 com problema neurológico, o barulho dos cachorros incomodam muito, não dá para aguentar, o mau cheiro vem dentro de casa, mosquito, mosca, incomoda muito, e o maus-tratos dos cachorros que incomoda e a gente não pode fazer nada”, disse uma vizinha da casa, Maria Aparecida Leite.

Foto: TV Morena/Reprodução

Os cães foram levados para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). “Os cães irão passar por uma avaliação porque serão feitos autos para encaminhar para a delegacia. A gente realiza alguns exames neles para verificar a saúde e estando ok com a saúde deles, eles serão disponibilizados para adoção”, afirmou a agente do CCZ, Heloísa Gonçalves Oliveira.

O tutor dos cachorros já foi condenado pelo crime de maus-tratos a animais em 2016 e está cumprindo pena que o obriga a prestar serviços comunitários por 3 anos. A polícia tenta localizá-lo agora para que responda pelo caso atual.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

PL para punir com mais rigor atos de maus-tratos cometidos contra animais é protocolado

(da Redação, com assessoria do dep. Feliciano Filho)


Penalizar quem comete abusos e maus-tratos contra animais, de forma exemplar, é um desejo antigo dos defensores dos animais. A legislação federal, embora considere tais atos como crime, estes  estão enquadrados na Lei Federal 9099/95 e considerados “crime de baixo potencial ofensivo”, não prevendo a reclusão como forma de punição.

Segundo o deputado Feliciano Filho (PV),  “a punição para as pessoas que cometem crimes contra animais é muito branda, por isso há um projeto de lei federal, de minha autoria, tramitando no congresso. Este projeto de lei foi protocolado pela bancada do PV Federal, e se aprovado,  haverá punição rigorosa para estes criminosos. Sabemos das dificuldades de se aprovar um projeto de lei em Brasília, mas não podemos ficar inertes, por isso elaboramos este projeto de lei estadual com o propósito de diminuir o sofrimento dos animais”.

Foto: reprodução site deputado Feliciano Filho

Apesar dos atos de maus-tratos cometidos contra animais serem reconhecidos em normas federais como crime, é preciso formar uma sociedade consciente de seus deveres a fim de mudar esta realidade.

Independente das sanções de outras normas Municipais, Estaduais e Federais, a finalidade do projeto de lei é aplicar multas pecuniárias que variam de R$ 262,50 a R$ 3.500,00, por animal, dobrando a cada reincidência, aos atos cometidos que proporcionem sofrimento aos animais.

“A problemática dos animais não é apenas uma questão humanitária, mas de Saúde Pública,  Meio Ambiente e de Respeito ao Dinheiro Público.”

​Read More