Notícias

Cheias na Austrália ameaçam Biodiversidade da Grande Barreira de Coral

As cheias, no Nordeste da Austrália, é responsável pelo elevado número de vítimas e aos prejuízos econômicos devido à destruição dos campos de cultivos da região.

Segundo a WWF há uma outra grave consequência das inundações: os químicos agrícolas foram canalizados para a Grande Barreira de Coral, o maior sistema coralino do mundo, colocando em risco a vida marinha e à biodiversidade.

Com a probabilidade dos ciclos de secas e cheias se tornarem mais frequentes devido às Alterações Climáticas, a WWF alerta para a necessidade de se reflorestar os bosques para reverter o processo de destruição. Ou seja, deve-se recriar a paisagem com áreas florestadas que era característica da região.

Segundo explica Nick Heath, da WWF, “na atualidade as cheias são maiores, mais poluídas e mais perigosas devido à desflorestação, ao sobre-pastoreio e à compactação do solo. Consequentemente, menos água infiltra-se no solo em profundidade, aumentando o tamanho e a intensidade erosiva das cheias”.

O porta-voz da organização explica que numa paisagem com áreas de bosque não evita as cheias, “mas as árvores e zonas húmidas podem absorve-la, diminuindo o seu impacto.” Desta forma, “podemos nos preparar melhor para o futuro ao trazer de volta as árvores às zonas de captação que foram desflorestadas.”

Fonte: Naturlink

​Read More