Notícias

Vila na Suíça propõe matar cães dos contribuintes que não pagam imposto

Foto: sem crédito

(da Redação)

Na maioria das cidades, as autoridades podem ameaçar os contribuintes com multas altas e processos se não pagarem os impostos. Na pequena vila de Reconvilier, na Suíça, as autoridades encontraram uma maneira criminosa para obrigar tutores de cães a pagar o imposto anual de seus animais: se não pagarem, o cão é morto.

Reconvilier tem pouco mais de dois mil habitantes e 280 cães. Segundo as leis locais, os tutores são obrigados a pagar anualmente uma taxa de US$ 50.

Pierre-Alain Nemitz, uma autoridade local, diz que a medida é uma forma de pressionar os contribuintes e recuperar milhares de dólares em impostos não pagos.

A imposição pegou tão mal na cidade que as autoridades alegam já ter recebido ameaças de morte depois do anúncio. Némitz, porém, defende a medida. “O objetivo não é uma execução em massa de cães, mas sim pressionar quem não colabora”.

Mas ele já declarou em uma entrevista que “Há cerca de 30 anos, quando tivemos de resolver um problema sanitário de pessoas que viviam em condições deploráveis com cachorros, optamos por dar um tiro na cabeça dos animais. Eles não sofreram. Injeções letais são um sentimentalismo”.

Némitz prometeu, no entanto, que as autoridades veterinárias serão consultadas antes do ato final.

Segundo esse tirano, uma lei de 1904  permite que a vila mate os cães se os tutores não pagarem o imposto sobre a guarda deles.

Nota da Redação: A atitude desse déspota deve ser repudiada em todo o mundo. É uma das medidas mais crueis, inconscientes e absurdas tomadas por uma autoridade que, infelizmente, está no poder. Ele está tentando exterminar os animais usando uma lei ultrapassada e despropositada.

​Read More