Notícias

Jacaré abocanha celular de homem que tentava filmá-lo em SC

O animal não engoliu o celular, que foi recuperado pelo homem em seguida, porém sem funcionar


Um jacaré-de-papo-amarelo que vive nos córregos e mangues do bairro Santa Mônica, em Florianópolis (SC), abocanhou o celular de um homem que tentou filmá-lo.

Reprodução/Roberta Bridi/G1/NSC TV

“Conheço os bichinhos há bastante tempo. Sempre que vou ao shopping passo ali na ponte para vê-los e tirar fotos. Quis ser um pouco mais ousado e gravá-los de perto, dando a impressão de estar no meio deles. Acabou que um dos maiores não gostou muito da ideia e mordeu meu aparelho, puxando o celular. Nesse dia não fui ao shopping, fui só gravar o jacaré”, conta o eletricista industrial Marcelo da Silva, em entrevista ao G1.

A moradora Roberta Bridi passava pelo local e ficou surpresa com o que aconteceu. “Comecei a filmar quando vi que eles começaram a descer o celular na água. Achamos inacreditável a cena, achamos um absurdo. Quando o celular caiu, a moça colocou as mãos na cabeça, como se não estivesse acreditando que tinha perdido o celular”, relembra a social media.

“Estávamos olhando a quantidade de jacarés que tinha ali e nos deparamos com um casal com uma vara de pescar. Achei que não era verdade que iam filmar, pensei que iriam fazer alguma outra coisa, tentariam pescar um jacaré, machucar algum animal, mas de fato colocaram o celular e tentaram fazer um vídeo. A gente não ficou tempo suficiente pra ver o que aconteceu. Depois de gravar, continuamos a pedalada”, conta Roberta.

A vara de pescar, segundo Marcelo, não foi usada. “Usei apenas uma linha multifilamento para 50 quilos amarrada ao suporte do celular. Acabei perdendo o aparelho. Depois de minutos consegui resgatar meu telefone, mas o jacaré havia furado a proteção e entrou água. Não fiquei triste ou bravo com o jacaré, pois sabia dos riscos de perder o aparelho por se tratar de um animal selvagem”, relata.

Marcelo usou um anzol com uma cordinha para fisgar o aparelho. Ele levará o celular para o conserto para tentar recuperar as imagens.

“Para aqueles que se preocuparam com o animal, ele não havia engolido o aparelho e também não ficou no fundo do rio causando algum tipo de poluição”, diz.

“O vídeo deu o que falar. Esperamos que o vídeo chame atenção não só para a cena gravada, mas para o que tange aos cuidados com a natureza, para o estado deprimente das águas daquele córrego e no que diz respeito aos cuidados com os animais”, disse Roberta.

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram) e a Polícia Militar Ambiental (PMA) orientaram a população a não ser aproximar dos jacarés. De acordo com a PMA, as pessoas devem evitar entrar nos locais que são habitat desses animais (mangues, lagos, lagoas ou rios), não deixar crianças sozinhas perto dessas áreas, evitar passear com animais domésticos à beira dos mangues, que podem ser vistos como atrativos para os jacarés, evitar proximidade com a água no amanhecer e entardecer, que são horários nos quais esses animais se alimentam, jamais alimentar esses répteis;
não atacar os jacarés como forma de espantá-los e acionar a Polícia Militar Ambiental ao encontrá-los em local fora do seu habitat natural.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorros abandonados conseguem compreender os humanos

Os pesquisadores testaram a reação de 120 cães a comandos de humanos desconhecidos


Um estudo liderado pela bióloga Anindita Bhadra, do Instituto de Educação e Pesquisa Científica de Calcutá, na Índia, revelou que os cachorros abandonados conseguem compreender os seres humanos.

Pixabay

Para chegar a esta conclusão, Bhadra testou a reação dos cães a comandos de humanos desconhecidos. O estudo foi publicado no periódico Frontiers in Psychology.

Ao se depararem com dois recipientes de comida, os cachorros escolheram, na maior parte das vezes, a vasilha para a qual o humano apontava. A pesquisa avaliou 120 cães. As informações são da BBC Brasil.

Cinquenta e nove cães se aproximaram de algum dos potes, outros ficaram parados ou caminharam em outra direção, o que indica ansiedade causada por traumas, segundo os pesquisadores.

Dos cães que se aproximaram de uma das vasilhas, 47 procuraram o recipiente indicado por um humano.

Um grupo controle, composto por 40 animais, também foi testado, para avaliar a influência de variáveis na escolha dos potes – o que não foi confirmado.

“Achamos bastante animador que os cães conseguissem seguir um gesto tão abstrato como apontar com a mão”, disse Bhadra. “Isso significa que eles observam os humanos com atenção, inclusive aqueles que veem pela primeira vez, e usam esta compreensão sobre os humanos para tomar uma decisão. Isto mostra a inteligência e a adaptabilidade destes animais”, completou.

“Cães em situação de rua são encontrados na maior parte dos países em desenvolvimento e vivem sem supervisão humana direta. Eles interagem com humanos regularmente e recebem estímulos positivos, como comida e carinho; e negativos, como agressões (…)”, diz o artigo sobre o estudo no Frontiers in Psychology.

Os resultados do estudo podem melhorar a relação com os animais por ampliar nossa compreensão sobre ela, segundo Bhadra.

“Precisamos entender que cachorros são animais inteligentes que podem coexistir conosco. Eles são muito capazes de entender nossa linguagem corporal, e precisamos lhes dar espaço. Um pouco de empatia e respeito por outras espécies pode reduzir muito do conflito”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Histórias Felizes, Notícias

Cão que era “filho único” ganha irmão filhote e não gosta muito da ideia

Kevin parece dizer aos pais com sua expressão: O que vocês fizeram? | Foto : Carleigh Johnson Stroup
Kevin parece dizer aos pais com sua expressão: O que vocês fizeram? | Foto : Carleigh Johnson Stroup

Por quatro anos Kevin, foi o único membro canino de sua família. Isso significava que ele era alvo de todos os carinhos, atenções, cuidados e mimos dos demais moradores de seu lar.

O cãozinho nunca teve que dividir a atenção de sua família com ninguém. Então, de repente, tudo mudou. E ele não gostou muito disso.

O cão ciumento e adorável é o querido animal doméstico de Carleigh Johnson Stroup e seu marido. Eles se apaixonaram por ele desde o começo. “Kevin é tão doce e amoroso”, disse a mamãe coruja Stroup ao The Dodo.

Kevin enquanto era "filho único" | Foto : Carleigh Johnson Stroup
Kevin enquanto era “filho único” | Foto : Carleigh Johnson Stroup

“Nós nunca podemos nos deitar sem que ele imediatamente se deite junto com um de nós, ele está sempre conosco”. Pode-se dizer que Kevin era realmente o rei da casa. Mas as coisas mudaram e isso não é assim mais agora.

Algumas semanas atrás, Stroup e seu marido decidiram aumentar sua família adotando um novo cãozinho filhote – esse novo membro escolhido foi um cachorrinho agitado e ansioso por atenção, chamado Lyle.

Lylo | Foto : Carleigh Johnson Stroup
Lylo | Foto : Carleigh Johnson Stroup

Acontece, no entanto, que eles se esqueceram de consultar Kevin antes sobre a questão.

E com isso, o estilo de vida tranquilo e relaxado que Kevin desfrutava na casa – livre de aborrecimentos ou competição por afeição – acabou.

Lyle trouxe com ele toda uma nova energia e dinâmica para a casa. Uma vibração de cachorro filhote e brincalhão ao extremo.

Kevin, inicialmente, não foi tímido em demonstrar seus sentimentos sobre o assunto. Aqui está o vídeo da reação de Kevin:

“A cara que ele fez, sua expressão é absolutamente sua assinatura registrada. É como se ele tivesse dito: ‘O que foi que vocês fizeram’?”, disse a tutora e mãe de Kevin.

“Desculpe Kevin. Esta é sua vida agora”, responderam os pais de Kevin à sua expressão de descontentamento explícita.

Apesar de ser, como diz Stroup, “o oposto absoluto de Kevin”, o pequeno Lyle simplesmente adorou seu novo irmão mais velho. O pequenino, encantando com o outro, seguia-o por toda parte, copiando o irmão nas mínimas coisas.

Foto: Carleigh Johnson Stroup
Foto: Carleigh Johnson Stroup

“Ele só quer ir para onde Kevin vai, se Kevin come, ele come, se Kevin deita, ele deita”, disse Stroup. “Lylo é absolutamente obcecado por ele”.

Todo o tempo sem descanso de Kevin agora é coisa do passado.

Lyle é como um gêmeo conjugado, não larga o irmão por nada. “Até as necessidades eles fazem juntos”, conta a tutora bem-humorada.

Foto: Carleigh Johnson Stroup
Foto: Carleigh Johnson Stroup

Stroup disse que, embora tenha levado algum tempo para Kevin a se acostumar, ele também passou a gostar dos encantos juvenis do recém-chegado.

“Mesmo depois de todas as tentativas de Lyle de arruinar a paz e tranquilidade de Kevin, eles se tornaram inseparáveis, os melhores amigos”, disse Stroup. “Kevin gosta de ter um irmão para ficar com ele quando estamos fora”.

“Um não vive sem o outro”.

Foto: Carleigh Johnson Stroup
Foto: Carleigh Johnson Stroup

Com o tempo, Lyle sem dúvida amadurecerá para um nível de energia mais adequado ao que Kevin está acostumado. Até então, pelo menos, ele parece estar aproveitando a diversão.

E quanto ao amor e carinho de seus pais?

Felizmente, ainda há muito para amor transbordando por todos os lados para todos os membros da família.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

​Read More
Notícias

Caçador mata búfalo e é morto por outro animal da manada

Claude Kleynhans, um caçador de 54 anos, foi morto por um búfalo selvagem após atirar em outro animal da manada. O caso aconteceu na província de Limpopo, na África do Sul.

(Foto: Reprodução/The Sun)

O caçador era um policial aposentado e proprietário de um safári de caça nas proximidades do município de Tzaneen. Ele caminhava pelo local com clientes quando decidiu caçar um dos búfalos.

No momento em que ele carregava o corpo do animal morto para um veículo, outro búfalo se aproximou e o matou ao atingir a artéria femoral dele. As informações, do jornal britânico The Sun, foram divulgadas pelo portal IG.

Comentários nas redes sociais criticavam o homem pela prática da caça. “Você matou diversos animais e agora é a sua vez”, disse um internauta, que ainda chamou o caçador de covarde. “Claude merece tudo o que ele teve”, escreveu outro.

Ao contrários dos caçadores, que agem de forma consciente e escolhem matar animais de forma cruel, o búfalo agiu apenas para garantir a segurança dele e do restante da manada. E foi por isso que, ao perceber que estava em perigo, ele reagiu e matou o caçador, como forma de defesa.

​Read More
Notícias

Elefanta tem reação adorável ao ouvir música cantada por cuidadora

Porém, no Parque Natural de Elefantes em Chiang Mai, na Tailândia, estes seres majestosos podem buscar consolo e conforto entre os voluntários. Sangduen “Lek” Chailert, fundadora da Fundação Save the Elephant, na Tailândia, tem um relacionamento especial com uma elefanta chamada Faamai.

Foto: Elephantnews

Eles têm uma relação surpreendente para um humano e um elefante. Lek tira as moscas de Faamai, e começa a cantar para ela. Mas não é qualquer música. É uma canção de ninar. Faamai ama a atenção que Lek está dando a ela e começa a ficar sonolenta. Segundos depois, Faamai começa a cair suavemente no chão. Ela começou a adormecer com a voz amorosa de Lek.

Aparentemente, os elefantes adoram canções de ninar. De acordo com um estudo realizado pela Associação de Psicologia Americana, a música clássica é reconfortante para os elefantes asiáticos. Quando a orquestra da violonista Eleanor Bartsch tocou um concerto para dois elefantes que vivem no Museu do Circus World, ela ficou atônita ao vê-los balançando ao som da música.

Foto: Elephantnews

Faamai não apenas se sente confortável, mas ela faz algo surpreendente quando está no chão. Assista ao vídeo abaixo e veja o que acontece enquanto Lek continua cantando para Faamai depois que ela se aninha perto do seu colo.

Fonte: Histórias com valor

​Read More
Notícias

Vídeo: gato tem reação comovente ao ver imagens de tutora que morreu

Um gato teve uma reação comovente ao ver imagens de sua tutora que morreu.

Familiares da mulher mostraram ao gato um vídeo, pelo celular, em que a tutora aparece. Ao ver as imagens, o gato tentou se aproximar do aparelho telefônico, numa tentativa de chegar mais perto da tutora com quem ele conviveu por dez anos.

A reação do gato expôs o amor e a saudade que ele sente por quem esteve sempre ao seu lado.

O vídeo já possui mais de 1,2 milhão de visualizações em rede social.

Confira o vídeo abaixo:

​Read More
Notícias

Vídeo mostra reação fofa de cadela ao conhecer bebê da família

Nada como um vídeo de um cachorro nas redes sociais para melhorar o seu dia (ou noite). É o caso desse em que um casal de pais de primeira viagem de Manchester, na Inglaterra, e tutores de dois huskys siberianos, mostra o primeiro encontro entre o bebê com um dos animais.

Carinhosa, a cadela apoia a cabeça em cima do bebê (Foto: Reprodução/Instagram)

Millie e Rupert já são celebridades na web e vivem ganhando curtidas nas redes sociais. Mas o vídeo de Millie conhecendo o novo membro da família é de uma fofura só. A cadela não tira os olhos nem sai de perto do bebê, rendendo mais de 58 mil curtidas e vários comentários sobre a beleza das imagens.

“Os olhos da cadela dizem tudo! Ela está tão feliz em ver o bebê e já quer brincar com ele”, comentou uma internauta. “Esse vídeo é encantador e lindo!”, elogiou outra.

Confira o vídeo que vai derreter o seu coração:

Fonte: Catraca Livre

​Read More
Notícias

Cão reage de maneira inesperada ao se reconhecer na TV

Pete, um golden retriever de apenas um ano de idade, teve uma reação surpreendente ao perceber que sua imagem estava sendo transmitida pela televisão.

(Foto: Reprodução / Twitter)

A tutora do cachorro, Jade Westhoff, registrou a empolgação do cão em fotos publicadas nas redes sociais.

A alegria de Pete ao se reconhecer na televisão foi registrada enquanto imagens dele passavam num jornal de Oklahoma, nos Estados Unidos, dentro de um quadro chamado  “As Fotos de Pets da Stacia”, apresentado pela jornalista Stacia Knight, segundo informações da Veja.

“Meu cachorro apareceu no jornal local ontem e ficou muito empolgado“, escreveu Jade ao publicar as fotos de Pete, que observa a TV e, em seguida, olha orgulhoso e feliz para sua tutora, que aproveitou para registrar o momento fotografando-o.

Jade conta que o cachorro adora ver outros cães na televisão, mas que ver a si mesmo foi algo diferente para ele. Pete ficou surpreso ao se reconhecer.

As imagens publicadas pela tutora do golden retriver já somam mais de 410 mil curtidas e 120 mil retuítes no Twitter. O sucesso foi tanto que Jade brincou dizendo que o que Pete mais gosta de fazer é “abençoar a vida das pessoas com sua existência”.

​Read More
Ursa foi explorada em zoo
Home [Destaque N2], Notícias

Ursa tem reação emocionante ao ser liberta após 30 anos de cativeiro

A ursa Fifi foi mantida em cativeiro e explorada como entretenimento durante 30 anos em um zoológico de beira de estrada na Pensilvânia, Estados Unidos. Ela foi obrigada a realizar truques contra a sua vontade para gerar lucro aos seus exploradores. A ursa não recebeu cuidados médicos, tampouco foi alimentada adequadamente no cativeiro.

Depois de 20 anos, o zoológico fechou. Ao invés de libertarem a ursa, trancaram-na dentro de uma jaula, local no qual ela permaneceu durante os 10 anos seguintes, segundo o We Love Animals.

Veja o vídeo do resgate de Fifi:

Ativistas souberam da situação de maus-tratos em que a ursa vivia e organizaram seu resgate. Quando a PETA encontrou Fifi, ela estava desnutrida e com a saúde debilitada. A ursa estava severamente abaixo do peso e quase não se parecia com um ser vivo. Além disso, Fifi tinha artrite e nunca recebeu tratamento para a doença.

A ursa ficou emocionada e agitada ao ser liberta da jaula onde vivia, e foi levada imediatamente, pela PETA, ao The Wild Animal Sanctuary no Colorado (EUA), onde recebeu todo o tratamento necessário. Atualmente, Fifi recuperou sua saúde e vive em liberdade.

​Read More
Notícias

Imagem mostra reação tocante de cão resgatado de fábrica de filhotes

Redação ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais

Foto: National Mill Dog Rescue/Facebook
Foto: National Mill Dog Rescue/Facebook

Se você já foi fazer compras em um shopping e passou por uma loja de animais provavelmente foi difícil não se encantar com os filhotes expostos ali principalmente quando os cães observam as pessoas com seus olhos comoventes. Mas, infelizmente, estes animais são explorados por uma indústria que é tudo menos adorável.

As fábricas de filhotes são grandes instalações comerciais de reprodução de cães, normalmente gerenciadas como uma “fazenda”. Nestes lugares, o bem-estar e a felicidade dos cães não são uma prioridade para os proprietários que visam acima de tudo ao lucro.

Os cães são geralmente mantidos em pequenas gaiolas de arame lotadas e sem o mínimo de cuidados necessários para sobreviverem. A falta de espaço, a nutrição inadequada, a má higiene e o excesso de nascimentos desenfreados são comuns nessa indústria cujas vítimas possuem uma série de problemas de saúde que incluem problemas dentários,  de pele, infecções nos olhos, orelhas e garganta e severas deformidades genéticas.

Mas graças ao pessoal amável do National Mill Dog Rescue (NMDR), cuja missão é “resgatar, reabilitar e realocar cães descartados”, estes animais estão recebendo a chance de ter uma vida feliz.

A NMDR publicou recentemente uma adorável foto de um dos cães sob seu cuidado, Connor. Ele é um chihuahua de dois anos que foi resgatado de uma fábrica de filhotes e agora está procurando um lar definitivo. Foi somente agora que este doce filhote aprendeu que os seres humanos podem fazer mais do que apenas machucá-lo.

Connor é compreensivelmente tímido com novas pessoas e precisa de uma família calma e paciente, onde ele pode continuar a descobrir os prazeres de ser um cão. No entanto, a NMDR explica que uma vez que ele se acostuma com uma pessoa especial, o cão adora trocar carinhos e brincar.

Os cães resgatados dos horrores das fábricas de filhotes têm uma socialização mínima e, por isso, o amor e a paciência das pessoas é fundamental. É preciso conscientizar o público a nunca apoiar esta indústria cruel e sempre adotar ao invés de comprar um cão, reportou o One Green Planet.

​Read More
Notícias

Filhote de pit bull tem reação comovente ao ver que homem que o salvou voltou para adotá-lo

19
Divulgação

Este pequeno filhote de pit bull, aos três meses de vida, sofreu intensamente por conta de uma sarna, mas teve sua vida salva por um coração bondoso.

Joey Wagner levou o animalzinho para um hospital onde teria todo o tratamento adequado. Dias após, o cãozinho foi melhorando e a busca por adoção se tornou constante. No entanto, sua condição dificultava o processo, visto que ainda não tinha se recuperado completamente.

Joey, a par de tudo o que acontecia, decidiu ir até o hospital e adotar o pit bull. Quando o cãozinho reachou o homem que havia lhe salvado a vida, sua reação foi inteiramente de agradecimento, pulando no colo do rapaz.

A emoção tomou conta de todos, comovendo até mesmo os corações mais amargos. Abaixo, você pode conferir algumas ilustrações do momento.

Fonte: Boa Informação

​Read More
Notícias

Após perceberem a morte de amigo, burrinhos têm reação comovente

Por Bruna Nogueira – REDAÇÃO ANDA

16
Divulgação

A “Fundação Donkey Farm(Fazenda de Burros, em tradução livre) é um abrigo para burrinhos, jumentos e outros equinos que foram vítimas de maus-tratos. O abrigo recebe animais que foram negligenciados, abusados e também doentes e idosos, de toda Holanda e Bélgica. A fundação trabalha com a ajuda de doações e voluntários, oferecendo um lar seguro, distante do passado sombrio em que a maioria dos animais viviam. E procuram lares responsáveis e amorosos para os burros e asnos que moram na fazenda.

Porém, no dia 27 de fevereiro a Donkey Farm publicou um vídeo que gerou grande mobilização nas redes sociais. Após uma difícil decisão, um burrinho chamado Bram teve de ser induzido à morte devido sérios problemas de saúde. Bram estava com complicações pulmonares graves e também sofria de atrofiações em seus cascos.

A cena dramática mostra que ao perceberem a morte de Bram, todo o rebanho se aproxima, e começam a chorar e investir tentativas de “acordar” o amigo, mas sem sucesso. No Facebook, a fundação lamentou a morte de Bram e escreveu: “Esta manhã, às 11:15 nos despedimos Bram, que sofria de problemas nos pulmões e cascos. Uma decisão incrivelmente difícil, mas Bram não terá mais sofrimento. Nós vamos sentir sua falta terrivelmente.”

A cena comovente viralizou na internet e já teve mais de 20 mil compartilhamentos. Confira:

​Read More