Você é o Repórter

Mais de cinquenta animais silvestres são encaminhados ao projeto Cereias

Assessoria de Comunicação da PMES
comunicapmes@gmail.com

Assessoria de Comunicação da PMES
Foto: PMES

A Polícia Militar Ambiental encaminhou na manhã desta sexta-feira para o Projeto Cereias (Centro de Reintrodução de Animais Silvestres), localizado em Barra do Riacho, município de Aracruz, mais cinquenta animais silvestres resultado de apreensões dos últimos dias.

Garantir a continuidade da vida para a presente e futuras gerações, é o desafio que exige a união de forças de todos. É nesse contexto que o Batalhão da Polícia Militar Ambiental, Unidade especializada da PMES está inserido e tem como principal objetivo a preservação da ordem pública em seu aspecto ambiental.

Interação com a comunidade

Boa parte da eficácia de suas ações está na interação com a comunidade por meio de denúncias de crimes praticados contra a natureza. No âmbito da fiscalização, muitas são as ações da Unidade como proteção de manguezais, rios, lagos, lagoas e mar territorial. Policiamento em remanescente de Mata Atlântica e Unidades de Conservação, Parques Nacionais, Estaduais e Municipais, Reservas Biológicas, Estações Ecológicas, Áreas de Preservação Ambiental dentre outras. Fiscalização de desmatamentos, aberturas de estradas em matas, corte seletivo e anelamento de árvores, fiscalização do transporte, armazenamento e industrialização de produtos e subprodutos provenientes da flora nativa como madeira, palmito, plantas nativas. Fiscalização em serrarias, fábricas de carvão e similares. Fiscalização a queimadas irregulares, da caça ilegal e da manutenção em cativeiro de animais silvestres. Desmonte de armadilhas para apanha de animais silvestres, combate a biopirataria e ao tráfico de animais silvestres, vistoria em obras e atividades poluidoras como atividades de mineração além de barragens, desvios de curso d’água, aterros em áreas de preservação, combate à pesca predatória, verificação de irregularidades em peixarias, empresas de pesca e similares, recolhimento de animais silvestres oriundos de entregas voluntárias, além de um intenso trabalho de educação ambiental em plena atividade.

Foto: PMES
Foto: PMES

Os animais silvestres apreendidos ou recolhidos nas Regiões Metropolitana e Serrana do Estado são encaminhados para o viveiro da 1ª Companhia com Sede em Cariacica, seguindo uma vez por semana para o Projeto Cereias em Aracruz. Os animais apreendidos e encaminhados ao Cereias recebem atendimento veterinário, alimentação apropriada em espaço físico adequado até que possam voltar à natureza. Desde sua fundação o Cereias já recebeu mais de 70 mil animais, 77% já retornaram à natureza, 2% foram transferidos para outros estados, 19% não resistem aos maus-tratos sofridos e chegam a óbito e 2% estão em recuperação atualmente no Centro.

Segundo o comandante da 1ª Companhia Ambiental, capitão Eliezer Pontes, na manhã desta sexta-feira (14), cinquenta animais silvestres foram encaminhados para o Centro, dentre eles vários papagaios, sabiás, canários, jabutis e até um japu que chamou muito a atenção dos policiais pela sua beleza, sendo recolhido no município de Viana após se chocar em uma vidraça de uma residência.

Para o comandante da Companhia, “o trabalho de recolhimento ou apreensão destes animais, resulta em uma grande satisfação ao vê-los durante a soltura, ganharem novamente a liberdade”. É a satisfação do ciclo completo de uma de nossas missões – finalizou.

Foto: PMES
Foto: PMES

 Região Sul do Espírito Santo

Já nesta quinta-feira (13), no município de Muniz Freire, os policiais ambientais também realizaram o recolhimento de uma maritaca encontrada por um produtor rural e batizada por ele com o nome de “Vitória”, informando que a ave estava com dificuldades de voar, sendo entregue em uma casa de ração e produtos veterinários no centro da cidade, de onde a Polícia Ambiental foi acionada.

Após o recolhimento, o animal foi encaminhado para o Hospital Veterinário da Ufes em Alegre, sendo atendido pela veterinária especialista em animais silvestres Roberta Jorio, que em uma rápida avaliação constatou que externamente não apresentava ferimentos, mas devido a sua debilidade e apatia, poderia ter sofrido algum impacto interno, deixando-a em observação e cuidados até que ele esteja pronto para voltar a seu habitat natural.

Importante

Polícia Militar Ambiental orienta e incentiva as pessoas para que não mantenham animal silvestre em cativeiro e, caso queiram fazer a entrega espontânea, que procurem uma sede mais próxima para entrega ou agendamento do recolhimento, não imputando ao cidadão nenhum tipo de responsabilidade penal.

Região Centro/Serrana: (27) 3336-4515,

Região Norte/Noroeste: (27) 3711-8151,

Região Norte/Nordeste: (27) 3763-3663,

Região Sul: (28) 3521-3358, 3553-2042.

E-mail: p3bpma.pm@gmail.com

​Read More
Notícias

Ibama aplicou mais de R$ 10 milhões em multas no ES

As ações de fiscalização do Ibama no Estado, por meio das Operações Impacto Profundo e Bicho Solto, resultaram em mais de R$ 10 milhões em multas por crime ambiental. O número faz parte do balanço provisório de 2009 divulgado pelo Ibama.

Foram resgatados de cativeiros, pela operação Operação Bicho Solto, quase dois mil animais silvestres. Eles foram encaminhados para o Projeto Cereias, em Aracruz, onde são preparados para serem reintroduzidos à natureza.

Entre as aves apreendidas, a espécie coleiro foi a mais encontrada nos cativeiros de fauna. Dentre os quase dois mil animais resgatados, cerca de 400 estavam ameaçados de extinção, sendo o bicudo a espécie ameaçada mais encontrada pelos fiscais do Ibama.

Já as ações da Operação Impacto Profundo II, no litoral capixaba, contra a pesca predatória, resultaram em quase 600 estabelecimentos vistoriados. Mais de duas toneladas de lagostas foram apreendidas.

Entre os materiais apreendidos pelo Ibama em 2009, estão 63 mil metros de rede caçoeira. Segundo o agente do Ibama Olavo Galvão, a quantidade de rede apreendida poderia retirar do oceano mais de uma tonelada de corais e algas calcárias por dia. Além das redes, também foram apreendidos quatro compressores para captura de lagostas.

Fonte: Gazeta Online

​Read More
Notícias, ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em um ano, criador de pássaros é multado duas vezes pelo Ibama

Um criador de pássaros silvestres foi multado pela segunda vez este ano, durante uma ação de fiscais do Escritório Regional do Ibama em Cachoeiro de Itapemirim, Sul do Espírito Santo. No cativeiro, localizado na cidade de Alegre, os fiscais encontraram um animal ameaçado de extinção. No total, 17 pássaros em situação irregular foram apreendidos.

Entre as espécies encontradas no cativeiro ilegal estão canários-da-terra, coleiros, trinca-ferros e um curió. Os pássaros serão encaminhados para o Projeto Cereias, Norte do estado.

Como esta já é a segunda vez que o criador foi multado em 2009, o valor da multa deve ser triplicado quando o auto de infração for julgado, segundo o chefe do Escritório Regional do Ibama, Guanadir Gonçalves. A primeira multa foi no mês de julho deste ano. Na ocasião, foram apreendidos dez pássaros e a multa foi no valor de R$ 5 mil. Desta vez, a multa foi de R$ 13 mil e as atividades da criação foram embargadas.

O Ibama alerta que manter espécies da fauna silvestre em cativeiro sem a devida autorização do órgão é configurado como crime ambiental grave e o responsável pela criação responde a processo criminal junto ao Ministério Público.

Fonte: Gazeta On Line

​Read More