Notícias

Bicho-preguiça é salvo ao atravessar rodovia mais movimentada da Paraíba

Foto: PRF-PB/Divulgação

Um bicho-preguiça foi resgatado enquanto tentava atravessar a BR-230, rodovia mais movimentada da Paraíba. O animal foi salvo pela Polícia Rodoviária Federal na segunda-feira (04).

Correndo o risco de ser atropelada, a preguiça passava pela rodovia no trecho pertencente à região metropolitana de João Pessoa.

A Polícia Rodoviária Federal informou ao G1 que os agentes atendiam uma ocorrência no quilômetro 21 da BR-230, nas proximidades da Mata do Buraquinho, quando viram o animal silvestre na rodovia.

Foto: PRF-PB/Divulgação

Após o resgate, o bicho-preguiça foi encaminhado ao Batalhão de Policiamento Ambiental para que, depois, pudesse ser devolvido à natureza em segurança.

Além do risco de atropelamento e morte de animais, a presença deles em rodovias também pode ferir motoristas nos acidentes. Há ainda, o risco de atropelamento dos motoristas que decidem parar no acostamento para resgatar o animal por conta própria.

Para evitar essas situações, a polícia orienta a população a acionar a PRF, pelo telefone de emergência 191, ao avistar animais em rodovias federais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

De helicóptero, agentes matam a tiros animais presos à lama em MG

Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez voos rasantes ontem, segunda-feira (28), em uma região atingida pela lama, após rompimento de barragem da Vale, no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), para que um agente armado com um fuzil pudesse atirar em animais e matá-los. Os policiais buscavam animais ilhados, presos na lama ou feridos.

Foto: Telmo Ferreira/Framephoto/Estadão Conteúdo

Foram mais de 20 disparos. Os animais mortos estavam em uma área próxima ao local em que mais de 20 brigadistas tentavam abrir um ônibus, com vítimas dentro, que estava coberto pela lama.

Muitos animais foram afetados pelo crime ambiental. Ao longo de todo trecho da cidade de Brumadinho, é possível encontrar bois ilhados ou com os corpos atolados à lama.

A decisão de matar os animais foi confirmada pelo chefe da Defesa Civil de Minas Gerais, o coronel Evandro Geraldo Borges. “O que vamos fazer? Deixar o animal sofrendo? Estamos sim, com equipe em campo executando esse trabalho, mas essa decisão só é tomada nos casos em que não há outra opção”, disse. “Não tem jeito. Tem animal preso, outro com perna quebrada. Temos de fazer escolhas, de retirar as pessoas, ir atrás de sobreviventes. Tudo que está sendo feito foi pensado. É isso”, completou.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que os tiros foram dados seguindo protocolos de segurança, “a pedido e sob a coordenação de uma veterinária, integrante do Conselho de Veterinária de Minas Gerais e supervisionado pelo comando das operações de resgate”.

O coronel lembrou que há outra parte da equipe empenhada em socorrer animais “em condições de serem retirados” da lama. Um deles é o boi Resistente. O animal recebeu esse nome, dado pelos agentes, por lutar pela vida apesar das circunstâncias. O boi recebeu feno e água. Nesta terça-feira (29), ele deve ser sedado para que seja retirado, com vida, do local.

Para a Dra. Vânia Fátima de Plaza Nunes, médica veterinária do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, a opção de atirar nos animais se deve à impossibilidade de sacrificá-los de outra forma. “Pra você fazer uma injeção letal, você tem que ter acesso a um vaso. Em geral, a gente faz a administração da medicação na carótida e aí tem diferentes protocolos para fazer o sacrifício. Numa situação de risco, com o animal sofrendo, o tiro feito no local certo e da forma correta vai fazer com que o animal morra imediatamente. É por isso que existem estudos, em diferentes locais, para trabalhar esse tipo de questão. Os protocolos internacionais para sacrifício de animais em situações emergenciais e de risco oferecem essa possibilidade sim. Isso não é uma prática que começou agora e nem é uma irresponsabilidade”, afirmou.

 

Nota da Redação: a decisão da Vale e das autoridades públicas de sacrificar animais atirando contra eles, de dentro de um helicóptero, ao alegar não haver condições de salvá-los, evidencia a forma como a vida animal está sendo desvalorizada em Brumadinho. A atitude da empresa descumpre decisões do Ministério Público e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais que, em atendimento a um pedido do deputado Noraldino Júniro (PSC), determinaram que os animais fossem resgatados e não mortos. A explicação, dada por médicos veterinários, de que sacrificar animais através de tiros de armas de fogo faz parte de um protocolo para situações emergenciais não minimiza a crueldade desse ato. Diante disso, a ANDA registra um posicionamento abolicionista favorável à vida e, portanto, espera que a Vale aja de forma ética, resgatando os demais animais. 

 

​Read More
Notícias

Oitenta animais silvestres mantidos em cativeiro são salvos em Sergipe

Oitenta animais silvestres que estavam vivendo aprisionados em cativeiro foram resgatados no município de Carira, em Sergipe, na última sexta-feira (14). O resgate foi realizado a partir de uma ação conjunta entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Jabuti-piranga (Foto: Divulgação / Imagem Ilustrativa)

O caso foi descoberto a partir de uma denúncia feita aos agentes federais que gerou uma ação de identificação e fiscalização dos locais nos quais os animais eram mantidos. As informações são do portal Itnet.

Após terem a confirmação de que havia, de fato, animais silvestres em cativeiro na cidade, o Ibama e a PRF iniciaram o trabalho de resgate e autuação dos responsáveis pelo crime ambiental.

Ao todo, foram resgatados 77 pássaros de espécies silvestres e cinco jabutis-piranga. Os animais foram encaminhados para as dependências do Ibama, assim como as onze pessoas que foram detidas.

​Read More
Notícias

OAB investiga caso de agentes da PRF que mataram cavalos

A Comissão de de Direito Ambiental da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Goiás anunciou que está acompanhando “com preocupação e perplexidade” o inquérito sobre os agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que mataram dois cavalos em Rio Verde, nesta quarta-feira (24).

Uma testemunha gravou um vídeo mostrando os policiais disparando contra um dos animais, enquanto o outro equino já está morto. As imagens foram feitas próximo à rodovia BR-060.

Cavalo tenta fugir desesperadamente enquanto agente dispara
Policial atira diversas vezes contra cavalo em Goiás (Foto: Reprodução / EXTRA)

As imagens de denúncia foram divulgadas nas redes sociais, o que motivou o início de um processo administrativo disciplinar “para definir responsabilidades”. A entidade comunicou que a equipe havia decidido matar os animais porque os cavalos estavam no canteiro central da rodovia e os agentes não conseguiam afastá-los. De acordo com a PRF, os agentes queriam evitar que os animais causassem um acidente.

Contudo, não foi informado se houve a tentativa de transportar os animais para uma localidade em que não houvesse risco.

A comissão que está investigando o caso tem o prazo de 2 meses, podendo ser prorrogado por mais 2 meses, para finalizar o processo. A PRF disse que, a principio, os agentes que assassinaram os animais não serão afastados de suas atividades.

“Em primeiro lugar, recebi a notícia com bastante preocupação. Eu diria perplexidade, porque é atípico. Não vou tecer um juízo de valor, porque desconheço a dinâmica do processo. Não vou condenar nem absolver os policiais. Mas eu entendo que poderiam ter atirado para cima, afugentar os cavalos, ou pedir ajuda a peões das fazendas, que têm manejo de laçar e levar os animais para um local seguro”, afirma Clarismino Luiz Pereira Júnior, presidente Comissão de Direito Ambiental da OAB de Goiás.

O presidente afirma que, no primeiro momento, a atitude é “condenável”. Ele fala ainda sobre o problema da ausência de serviços de apreensão, transporte e cuidado de animais em rodovias que não possuem concessionária administrando.

O flagrante

Nas imagens, feitas na BR-060, próximo ao município de Rio Verde, em Goiás, mostram um animal já morto enquanto um agente policial dispara vários tiros contra o outro cavalo que tenta fugir desesperado. Enquanto isso, é possível ouvir as críticas indignadas do homem que flagra o crime.

“Isso aí é o que a PRF está sabendo fazer. Policial está entrando aqui para matar cavalos. E ainda tem coragem de virar e falar que ama os animais”, condena o autor do vídeo. “Que covardia!”, grita outra pessoa ao fundo das imagens.

 

 

​Read More
Notícias

Jaguatirica atropelada em rodovia do MS não resiste a ferimento e morre

A jaguatirica que foi salva por policiais rodoviários federais após ser atropelada na BR-262 em Corumbá, Mato Grosso do Sul, faleceu nesta segunda-feira (15), em Campo Grande.

A jaguatirica foi atropelada em um trecho da BR-262 em Corumbá
A jaguatirica não resistiu aos ferimentos e faleceu devido a uma hemorragia interna (Foto: JNE Diário)

Segundo informações do site JNE, após o resgate, a jaguatirica foi levada até a capital para receber atendimento do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS). Contudo, apesar dos esforços dos veterinários, o animal não resistiu aos ferimentos causados pelo atropelamento e morreu por conta de uma hemorragia interna.

Agora, o corpo do animal será levado para a Polícia Militar Ambiental (PMA), onde será realizada o processo de taxidermia, quando enchem o corpo de animal de palha para conservar suas características. Após isso, o animal será usado em trabalhos de educação ambiental em comunidades do entorno.

Acidente

O animal foi resgatou na última sexta-feira (12) por uma equipe da PRF na BR-262, apresentando diversos ferimentos. Os policiais levaram o animal para receber atendimento dos integrantes do CRAS em Campo Grande, Rio Grande do Sul.

O resgate foi uma tarefa difícil, uma vez que, mesmo ferida, a jaguatirica estava muito estressada. Contudo, com muita cautela e paciência, os policiais conseguiram capturar o animal para levá-lo para o centro de tratamento.

​Read More
Notícias

Operação realizada por PRF, Ibama e ONGs resgata mais de mil animais em uma semana

Divulgação
Divulgação

A FPI (Fiscalização Preventiva Integrada) é composta por 12 frentes de trabalho divididas em temas específicos, sendo a Equipe Fauna uma delas. Esse grupo é composto pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e por uma equipe de 11 biólogos e veterinários das ONGs Animallia e ECO, do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (CEMAFAUNA) e do Conselho Estadual do Meio Ambiente (CEMA).

Nesta primeira semana de FPI, já foram resgatados um total de 1014 animais, na maioria aves da fauna nativa brasileira. Os pássaros retirados dos cativeiros são levados para o Fórum antigo da cidade de Paulo Afonso, onde são triados e tratados por biólogos e veterinários. Aqueles que têm condições de serem reinseridos na natureza são imediatamente soltos em seus habitats. Os demais recebem alimentação adequada e medicamentos para que, assim que reúnam as condições necessárias, voltem à natureza.

Divulgação
Divulgação

A PRF participa, desde o último dia 18, da FPI, ação que chega à sua 39ª edição realizando trabalhos em diversas frentes que visam à preservação do Rio São Francisco e o desenvolvimento das comunidades que dependem direta ou indiretamente do Velho Chico.

A FPI é um projeto de iniciativa e coordenação do Ministério Público Estadual e Federal e do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Criada em 2002, a FPI acontece pela primeira vez em três estados simultaneamente. A megaoperação conta com 400 profissionais de 56 instituições, entre órgãos públicos e membros da sociedade civil.

A abertura oficial desta edição aconteceu no dia 20, em Belém do São Francisco/SE, mas a Polícia Rodoviária Federal iniciou os trabalhos já no dia 18, em Paulo Afonso.

Fonte: Folha Geral

 

 

​Read More
Notícias

PRF realiza mais uma operação de recolhimento de animais nas ruas de Alegrete (RS)

Divulgação
Divulgação

Em mais uma operação de recolhimento de animais em Alegrete (RS), a PRF em conjunto com a Secretaria de Segurança e Trânsito, retirou apenas dois animais nos bairros da cidade.

A operação mobilizou nove servidores e quatro viaturas, e foram percorrido mais de 40 quilômetros durante 3 horas de fiscalização. A cada operação realizada, é constatada uma significativa diminuição na quantidade de animais recolhidos. Ultimamente não são mais flagrados animais amarrados na BR 290.

Além das ações cotidianas de recolhimento de animais, a PRF manterá operações extraordinárias de recolhimento, visando inibir a presença de animais soltos e presos em vias públicas, conforme atribuições institucionais e recomendação do MPF.

Fonte: Alegrete Tudo

​Read More
Notícias

PRF apreende armas e resgata cães em situação de maus-tratos, em Coronel Bicaco (RS)

Divulgação
Divulgação

A PRF aprendeu, durante fiscalização de rotina na BR 468 em Coronel Bicaco (RS), duas espingardas e munições. Além disso, 2 cães eram transportados amarrados dentro de bolsas no porta-malas do veículo, em clara situação de maus-tratos.

Os PRFs abordaram o veículo Fiat/Siena, com dois ocupantes, que tentou desviar da fiscalização quando avistou os policiais e ao verificar o porta-malas foram encontrados dois cães amarrados em bolsa de ráfia, imobilizados, sem ventilação e sem luz. Os animais foram libertados e os dois homens, responsáveis pelos cachorros, responderão por maus-tratos aos animais.

Ainda, no veículo havia duas espingardas, uma calibre 12, outra calibre 32, 12 munições intactas e várias deflagradas. Os responsáveis não tinham autorização para o porte das armas e foram conduzidos à delegacia para procedimentos cabíveis.
Informações PRF Sarandi

Fonte: Palmeira News

​Read More
Notícias

Por ano, PRF resgata cerca de mil animais soltos nas estradas do Piauí

03
Divulgação

Para evitar que acidentes, a Polícia Rodoviária Federal fiscaliza, com frequência, as rodovias federais e estaduais. Resultado desta ação preventiva é que cerca de mil animais são resgatados, por ano, no Estado. As estatísticas elevadas demonstram que algumas pessoas, que moram à beira das estradas, mantêm o hábito de criarem os animais soltos e esta prática acaba provocando acidentes.

Segundo o inspetor da PRF-PI, Fabrício Loyola, há um convênio do órgão com a Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans) e diversas prefeituras do Piauí para que seja possível a realização do trabalho de resgate dos animais. “A PRF realiza a fiscalização de rodovias estaduais e federais, e arca com os ‘carros boiadeiros’, que são os veículos que levam os animais até os currais. Já a Setrans disponibiliza as pessoas para a captura”, explica.

Fabrício Loyola esclarece que, quando o animal é resgatado, ele é encaminhado para um curral de responsabilidade de uma das prefeituras municipais e lá ele é mantido até que o seu tutor venha busca-lo. “Para o animal ser retirado do curral, o tutor precisa comprovar que é responsável pelo animal e pagar uma multa pela estadia do animal no curral. No caso de alguma doença ser detectada no animal ou condição que coloque em risco a saúde coletiva, o órgão de proteção da saúde local pode realizar a indução à morte do animal”, completa.

Multa
Para retirar um animal recolhido pelo Zoonoses, o tutor precisa pagar uma multa no valor de R$ 49,50, caso tenha sido a primeira ocorrência sofrida. Em caso de reincidência, o valor da multa sobe para R$ 123,67. Além da multa, o tutor precisa pagar uma diária pela guarda do animal no valor de R$ 9,62.

Estatísticas
Dados da Polícia Rodoviária Federal informam que, de janeiro a junho de 2016, foram resgatados em rodovias federais, no Piauí, 696 animais. Em 2015, na mesma época do ano, foram resgatados 531 animais, constatando um aumento de 30% no número de resgates dos animais nas rodovias estaduais e BRs.

Fonte: Grande Picos

​Read More
Notícias

Polícia Rodoviária Federal resgata animais silvestres em situações de risco na Bahia

Divulgação
Divulgação

Policiais Rodoviários Federais (PRFs) resgataram, na última sexta-feira (7), cinco pássaros silvestres que eram mantidos em gaiolas no município de Palmeiras/BA, na Chapada Diamantina. A ocorrência foi registrada nas proximidades do KM 386 da BR 242.

Após avistarem as gaiolas, os policiais foram averiguar o local e encontraram outros animais mantidos em cativeiro, totalizando 5 aves silvestres. Questionado pelos policiais, o morador da residência se apresentou como tutor dos animais, entregando um certificado de criador, mas não possuía nenhum documento comprobatório da regularidade dos animais. Foi lavrado Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para o proprietário e os animais encaminhados para o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) local.

No mesmo dia, em Itabuna, região sul da Bahia, os policiais federais entregaram no Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA) um filhote de caititu, animal silvestre da Mata Atlântica que estava caminhando na BR 101, à beira da pista.

Fonte: Aratu Online

​Read More
Notícias

PRF resgata 135 animais silvestres em Tubarão (SC)

Divulgação
Divulgação

Policiais rodoviários federais resgataram 135 animais silvestres, entre pássaros, saguis e jabutis, na BR-101 em Tubarão, na tarde desta segunda-feira (6). Eles eram levados no porta-malas e banco traseiro de um GM/Classic, placas do Rio Grande do Sul.

Ainda conforme a PRF, entre as espécies de aves resgatadas estavam corrupião, bico de pimenta, galo da campina, cardeal, coleiro, azulão, curió, bico de veludo, tico-tico e papa-banana. Havia ainda nove saguis e seis jabutis.

A Polícia Ambiental foi chamada e levou os animais para a sede em Laguna. Os dois ocupantes do Corsa vão responder por caça/transporte de animal silvestre.

Fonte: Criciúma News

​Read More
Notícias

Polícia Rodoviária Federal detém passageiro de ônibus com cem aves silvestres

02
Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante um homem que transportava cem pássaros silvestres no sábado (4) em Guaíra, região oeste do Paraná. O homem, de 65 anos de idade, era passageiro de um ônibus que fazia a linha entre Guaíra e Londrina (PR). O veículo foi abordado na BR 272, em frente a uma unidade operacional da PRF.

Da espécie cardeal, as aves vindas do Paraguai estavam em duas gaiolas, dentro de uma bolsa, sem ventilação, água ou alimento. Aos policiais rodoviários federais, o homem preso disse que pretendia levar os pássaros até o estado do Ceará, onde seriam revendidos. Ele é morador de Pacajus (CE).

Conforme a Lei de Crimes Ambientais, a pena para quem transporta animais silvestres sem autorização é de seis meses a um ano de detenção. A prática de maus tratos prevê detenção de três meses a um ano. A PRF encaminhou a ocorrência à Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Fonte: Bem Paraná

​Read More