Notícias

Cadela jogada de prédio é adotada na Bahia: ‘ela faz parte de nossa família’

Foto: ONG Bicharada / Divulgação

Uma cadela que foi arremessada na terça-feira (22) de um prédio em Itabuna, na Bahia, encontrou uma família disposta a oferecer a ela o amor que antes lhe foi negado. Agredida pelo antigo tutor, que a jogou pela janela do apartamento, Vitória ficou desacordada e ferida, mas se recuperou após ser resgatada e levada a uma clínica veterinária.

Com apenas dois meses de idade, Vitória já conheceu o sofrimento de perto, mas agora já sabe também o que é amor. Na casa de seu novo tutor, o percussionista Marcelo Nascif, de 44 anos, carinho não falta.

Marcelo decidiu adotar a cadela após encontrá-la ferida. Comovido com a situação, ele resgatou o animal e acionou uma ONG. “Eu estava na porta de casa e vi o pessoal na rua gritando, e fui ver o que era. Eu não vi o homem jogando ela. Quando cheguei lá, ela já estava na mão de um vizinho. Ele estava chorando. A minha reação na hora foi resgatá-la. Ela estava muito ferida. Peguei ela, levei no lava jato e lavei a boca dela. Dei um banho, pois ela estava desacordada. Eu abri a boca dela, ela estava sem respirar direito. Comecei a fazer massagem. E ela começou a reagir”, contou ao G1.

“Assim que eu dei o banho nela, que fiz a retirada do sangue, eu levei ela para minha casa. A gente chamou o pessoal da ONG. Quando eles chegaram, ela já estava acordada, já estava reanimada. E eles levaram ela para adotar”, completou.

Uma equipe da ONG Bicharada esteve no local e encaminhou a cadela ao veterinário. Apesar de não ter sofrido ferimentos graves, Vitória apresentava sinais de que sentia dor e, por isso, ficou internada. Na tarde de quarta-feira (23), ela recebeu alta e foi para a casa do percussionista.

“Quando chamei eles, eu já estava com desejo de adotar. Eu disse que ela ia ficar comigo, que eu iria criar ela. Eu também tenho um filho de cinco anos que pediu para ficar com ela. Ele começou a chorar, quando levaram para o veterinário. Quando ela voltou, foi a alegria para ele”, disse Marcelo.

“É uma vitória. Muito emocionante. Nos apegamos muito a ela. Foi uma benção de Deus não ter deixado ela morrer, devido à queda. Estamos super felizes, ela faz parte de nossa família agora. Ela se chama Vitória. A gente deu esse nome pelo fato dela ter sobrevivido. Ela é uma sobrevivente. Meu filho que pôs o nome”, acrescentou.

Arquivo Pessoal

Marcelo contou que o último cachorro adotado pela família morreu há cerca de 10 anos, o que gerou muito sofrimento aos tutores. Por isso, o percussionista não quis outro animal. Mas isso mudou quando ele viu a cadela Vitória, que, segundo ele, foi enviada por Deus.

“Já tivemos um outro cachorro, mas ele morreu. Tem mais de 10 anos. Eu fiquei muito chocado. Não queria mais criar. Mas Deus mandou essa vitória para gente. Desde quando chegou, ela estava dormindo muito por causa do medicamento. Mas hoje já acordou brincando comigo. Está super bem”, disse.

Investigação

A delegada Katiana Amorim instaurou um procedimento para investigar o crime. Segundo ela, serão colhidos depoimentos dos envolvidos com o caso em até 30 dias.

“O procedimento já foi iniciado para apurar o fato e será registrado ainda nesta semana. A lei dá o prazo de 30 dias para conclusão. Todos os envolvidos vão ser intimados e ouvidos na delegacia. Isso durante os próximos 30 dias, dentro do prazo que a lei estabelece. O crime que vai ser investigado é o de maus-tratos a animais”, afirmou.

“Eu estou na 2ª DT há muitos anos. Casos de maus-tratos a gente sempre apura, sempre que necessário. Mas não é comum maus-tratos a animais chegarem na delegacia. Alguém denunciar e a gente investigar não é comum”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro fica preso fora de janela de apartamento e é resgatado no RJ

Apesar do risco de queda, o animal foi retirado do local em segurança graças à ação rápida da Guarda Municipal


Um cachorro foi resgatado na terça-feira (25) por guardas municipais de um prédio em Copacabana, no Rio de Janeiro, após ficar preso para fora da janela de um apartamento no sétimo andar. O animal estava em cima do ar-condicionado externo do imóvel.

A Guarda Municipal informou ao G1 que realizava um patrulhamento na região quando foi acionada por moradores, que pediram ajuda para salvar o cão.

Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Os guardas chegaram a acionar o Corpo de Bombeiros, mas decidiram agir por conta própria por conta do risco de queda ao qual o animal estava exposto. Os agentes, então, entraram em contato com o síndico do prédio e pediram para ter acesso ao apartamento. O tutor do animal não estava em casa no momento.

“O síndico do prédio providenciou um chaveiro e os guardas foram até o sétimo andar. Os agentes tentaram chamar a atenção do cachorro para que ele voltasse para dentro do apartamento, o que aconteceu antes que o chaveiro conseguisse abrir a porta”, diz nota  da Guarda Municipal.

Depois que o chaveiro abriu a porta do apartamento, o cachorro foi entregue ao porteiro do prédio. O tutor do animal não apareceu no local até o término da ocorrência.

Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Macaco é resgatado após escalar prédio de 16 andares em Araçatuba (SP)

O porteiro do prédio percebeu que o macaco estava escalando o edifício e acionou o Corpo de Bombeiros


Um macaco foi resgatado em Araçatuba, no interior de São Paulo, após escalar um prédio de 16 andares. Após receber atendimento veterinário, ele foi solto na natureza.

Foto: Arquivo Pessoal

O resgate foi realizado pela Polícia Ambiental na tarde da quinta-feira (2) da última semana. As informações são do portal G1.

A ação do macaco chamou a atenção de pessoas que passavam pela rua Major Mendonça, na região onde está localizado o prédio escalado por ele.

Um porteiro que trabalha no local acionou o Corpo de Bombeiros após notar a presença do animal.

Os militares disseram que foi preciso entrar em um dos apartamentos do prédio para resgatar o macaco, que foi retirado do local em segurança e levado para a Polícia Ambiental.

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cão é resgatado após ficar preso fora da janela em quinto andar de prédio

O Corpo de Bombeiros levou cerca de uma hora para resgatar o animal, que não se feriu


Um cachorro foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros nesta quarta-feira (1º) após ficar preso do lado de fora de uma janela do quinto andar de um prédio residencial em Juiz de Fora (MG).

Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Por volta das 16h55, o porteiro do prédio percebeu que o animal estava em apuros e tentou entrar em contato com a tutora dele. Sem sucesso, ele decidiu chamar os bombeiros para preservar a vida do animal, que poderia cair da janela.

Os militares chegaram ao local e usaram técnicas de salvamento em altura. Eles escalaram o prédio e conseguiram colocar o cachorro dentro do apartamento. As informações são do portal G1.

De acordo com os bombeiros, a janela estava com uma abertura de aproximadamente 15 centímetros, por meio da qual eles colocaram o cão para dentro. Acredita-se que o animal tenha subido na janela para ver o movimento e ficado preso.

Os militares levaram cerca de uma hora para resgatar o cachorro. Em seguida, eles entraram em contato com a tutora do animal e o devolveram para ela em segurança e sem ferimentos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Médico salva cachorro que ficou com a coleira presa em porta de elevador

Foto: Faris Awad/Facebook
Foto: Faris Awad/Facebook

Imagens fortes mostram o momento em que um médico salvou a vida de um cachorro depois que a coleira do animal ficou presa em uma porta do elevador quase matando o cão sufocado.

O incidente aconteceu no domingo (29), quando as portas do elevador de um prédio de apartamentos da Flórida (Estados Unidos) se fecharam na coleira de um cachorro e arrastaram o animal em direção ao teto.

Mohammed Awad, um médico que vive na região, é visto nas filmagens no saguão do Olympus Harbour Island Apartments, na cidade de Tampa.

O cachorro, de cor marrom, caminha em direção à porta do elevador e seu tutor parece não perceber sua falta, pois o animal fica preso entre as portas do elevador.

Momentos depois, o elevador se move e o cachorro é arrastado para cima e sufocado pela coleira.

“O cachorro estava basicamente engasgado, sufocando e sendo estrangulado”, Awad disse ao jornal KHOU.

Foto: Faris Awad/Facebook
Foto: Faris Awad/Facebook

Awad e os aparentes tutores são vistos nas filmagens tentando freneticamente tirar a coleira do cachorro antes que ambos caiam no chão.

“Eu estava basicamente tentando quebrar a coleira do pescoço do cachorro”, disse Awad.

“Você pode ver no vídeo, minha primeira tentativa, eu não consegui, e olhei para cima e pensei por um segundo, eu não posso fazer isso, é muito difícil, mas vou tentar mais uma vez e dar tudo o que tenho”.

“Eu pulei de novo e basicamente consegui no último minuto. O cachorro tinha basicamente um ou dois segundos restantes de vida”.

O irmão de Mohammed, Faris, postou o vídeo junto com a legenda: “Meu irmão salvou a vida de um cachorro”.

Foto: Faris Awad/Facebook
Foto: Faris Awad/Facebook

As imagens geraram uma enorme reação nas mídias sociais, com os usuários elogiando o pensamento rápido e a atitude de Awad.

Não está claro se a mulher era a tutora do cachorro ou estava apenas cuidando dele.

Nem o cão nem o médico foram feridos durante o incidente. As informações são do Daily Mail.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Morre cachorro resgatado de escombros de prédio que desabou em Fortaleza (CE)

O cachorro que foi resgatado dos escombros do Edifício Andréa, que desabou em Fortaleza (CE), morreu na madrugada de sexta-feira (18).

(Foto: Neto Ribeiro/O POVO )

Lucky tinha 10 anos e era tutelado por Kátia Ramos Nogueira, de 40 anos. Apenas ele estava na residência no momento do desabamento. De acordo com a nutricionista Cibele Nogueira, irmã de Kátia, o cão aparentava estar bem quando foi resgatado. Após ser retirado do prédio, ele foi levado ao veterinário e foi feito um curativo em sua cabeça por conta de um ferimento que sofreu. Horas depois, ele passou mal e morreu.

“Um dia de cada vez. Agora, cada um vai ter que tocar a vida, juntando os pedacinhos”, disse Cibele. As informações são do jornal O Povo.

Comovida com a situação, a empresária Raissa Vasconcelos, diretora do crematório de animais Anjo Eterno Pet, entrou em contato com a família e doou um funeral para Lucky, com direito à cremação do corpo.

“A gente imagina o quanto eles devem estar sofrendo e esse seria mais um motivo para eles ficarem mais abalados. Pensamos em fazer essa doação para que o Lucky tenha um destino digno”, disse.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cão é resgatado de escombros de prédio após desabamento em Fortaleza (CE)

Não se sabe ainda qual é o número de animais que vivia no prédio


Um cachorro que ficou preso nos escombros de um prédio que desabou em Fortaleza (CE) foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na segunda-feira (14). As buscas por sobreviventes continuam a ser feitas nesta quarta-feira (16).

Foto: Reprodução / TV Globo

Com sete andares, o prédio estava localizado na esquina da Rua Tomás Acioli com a Rua Tibúrcio Cavalcante, no bairro Dionísio Torres. As informações são do O Globo.

Foi confirmada a morte de duas pessoas e o desaparecimento de nove. Outras nove foram retiradas do local com vida.

Pelas redes sociais, Jamylle Duarte relatou que a cadela da namorada de seu primo estava presa nos escombros. “Meu Deus do céu, a namorada do meu primo mora no prédio que desabou, nem ela nem ninguém da família dela estava em casa, só a cachorrinha. To sem chão”, escreveu.

Não se sabe quantos animais viviam no prédio. Devido ao risco de explosões graças a um possível vazamento de gás, os bombeiros pediram que os moradores da região deixem suas casas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cachorro é encontrado vivo em escombros um mês após passagem de furacão

Um cachorro foi encontrado com vida nos escombros de um prédio destruído pelo furacão Dorian um mês depois do fenômeno natural atingir as Bahamas.

Foto: Divulgação/Big Dog Ranch Rescue

“Miracle” (Milagre, em tradução livre) foi o nome escolhido para o cão, que foi localizado no sábado (5) com a ajuda de um drone usado por voluntários da organização “Big Dog Ranch Rescue”.

O cachorro sobreviveu tomando água da chuva. Debilitado e bastante magro, ele não conseguia se manter em pé quando foi resgatado. De acordo com informações do jornal Extra, Miracle será tratado para anemia e submetido a sessões de fisioterapia para voltar a andar.

Dorian foi classificado como um furacão de categoria 5, com ventos de até 320 km/h. Durante a passagem do furacão, uma mulher abrigou 97 cachorros em sua casa para protegê-los. 

Foto: Reprodução/Facebook

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Pantera encontrada em telhado na França desaparece e tutor se entrega à polícia

Uma pantera negra que foi vista caminhando pelo telhado de um prédio em Armentières, na França, está desaparecida. Seu tutor, que cometeu crimes ao manter o animal em cativeiro e cortar suas unhas, entregou-se à polícia na terça-feira (1º).

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Acusado de maus-tratos a animais pelo corte às garras da onça, o homem também é responsável pelo crime de cativeiro de animal silvestre e por ter colocado seus vizinhos em risco, já que, após escapar, a pantera chegou a entrar rapidamente pela janela em um apartamento do prédio onde vivia presa.

O homem pode ser condenado a um ano de prisão e a 15 mil euros de multa. As informações são da agência de notícias RFI.

Sequestro

Após ser resgatada, a pantera de aproximadamente dez meses de idade foi levada para um zoológico em Maubeuge, cidade vizinha, para depois ser encaminhada para um local especializado no cuidado a animais selvagens que foram domesticados. No entanto, na noite de 24 de setembro, a pantera foi sequestrada.

Um inquérito foi aberto pela prefeitura de Maubeuge, que investiga o desaparecimento. Funcionários do zoológico se mostraram preocupados com o estado de saúde da pantera, que, segundo eles, está fragilizada e sem forças.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Pantera negra mantida em cativeiro é resgatada após fugir na França

Uma pantera negra foi resgatada na quarta-feira (18) após ser vista andando no telhado de um prédio residencial em Armentières, na França. Após descobrir que o animal silvestre era mantido em cativeiro e teria escapado de um apartamento, as autoridades passaram a procurar o responsável por aprisionar a pantera.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Enquanto andava pelo telhado do prédio, que tem três andares, a pantera chegou a entrar rapidamente pela janela aberta de um dos apartamentos.

Acionados por moradores, os bombeiros implementaram um perímetro de segurança para evitar a fuga do animal e, com a ajuda de um veterinário, resgataram a pantera. Foi usado um dardo de tranquilizantes na operação. O animal foi resgatado de dentro de uma casa que estava vazia. As informações são da agência RFI.

Entregue para a Liga de Proteção dos Animais (LPA), a pantera aparenta ter entre cinco e seis meses de idade. Segundo veterinários, o animal pesa aproximadamente 20 quilos e teve as unhas cortadas.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Caso seja identificado, o responsável por aprisionar a pantera em cativeiro pode ser condenado a um ano de prisão e ao pagamento de multa no valor de € 15 mil (cerca de R$ 69 mil) por colocar pessoas em risco. Além disso, manter animais selvagens em cativeiro pode levar a uma condenação de de três anos de prisão e € 150 mil de multa.

O caso é investigado pelo departamento do Ministério da Ecologia (ONCFS, na sigla em francês).

“Se a pantera conseguiu escapar por uma janela, isso quer dizer que as condições de segurança não eram garantidas no local”, declarou o chefe do escritório regional da ONCFS.

Foto: Sapeurs-Pompiers Du Nord/AFP

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cadela dá exemplo de superação após cair de prédio e quebrar as quatro patas

Uma cadela deu um exemplo de superação após quebrar as quatro patas. Bebê, como passou a ser chamada, caiu do terceiro andar de um prédio em Santos (SP). O que parecia ser uma história com fim trágico, no entanto, transformou-se em um final feliz. Isso porque cadela está se recuperando e encontrou um novo lar.

Foto: Reprodução/Facebook

A presidente da ONG Defesa da Vida Animal, Marília Asevedo Moreira, de 59 anos, contou que seu marido recebeu, no final de junho, um pedido de ajuda para um animal que havia caído da janela de um prédio e que era tutelado por uma família que não tinha condições de arcar com o tratamento veterinário.

Bebê foi levada até eles no dia seguinte. “Vimos ela ali chorando de dor e com as quatro patas quebradas. Não tínhamos como não ajudar. Abraçamos a causa e, desde então, começamos a cuidar dela”, conta Marília ao G1.

A cadela colocou pino, talas e placas, passou por dois procedimentos cirúrgicos e, então, começou a se recuperar. Atualmente, ela já movimenta as patas dianteiras e a traseira esquerda. A direita ainda está em recuperação. Para que os músculos não atrofiem, Bebê faz fisioterapia.

“Ainda terá um bom período de trabalho. Já gastamos mais de R$ 2.500 com os procedimentos, mas o mais importante é o carinho. É um animal muito pequeno e frágil, por isso sei que ela está sendo muito forte para superar tudo isso”, diz.

Foto: Reprodução/Facebook

A presidente da ONG conta que a intenção era ajudar a cadela e, depois, colocá-la para adoção. Ela e seu marido, no entanto, não conseguiram doar o animal e decidiram adotá-la.

“Eu e minha família nos apegamos a cachorra. Ela já tem histórico de abandono antes da última tutora e não queríamos que ela passasse por isso de novo. Criamos tanto carinho e apego que nem pensamos mais na possibilidade de doá-la. Foi uma recuperação muito delicada e ela demonstra ser muito agradecida por tudo que fazemos”, explica.

“É muito importante que vejam que, independente de ter raça ou não, os animais ainda não tem o respeito e a dignidade que merecem. Todos os seres merecem viver bem. A Bebê foi uma guerreira e agora já faz parte da família”, finaliza.

Foto: Raquel Oliveira

CGratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

‘Um milagre’, diz tutora após cão cair do telhado de um prédio e sobreviver

Um cachorro da raça buldogue francês caiu do telhado de um prédio de seis andares em Nova York, nos Estados Unidos. Winston, como é chamado, sobreviveu graças ao que sua tutora considera um milagre.

© REDDIT/U/HEINYANDWINST

Winston havia passeado com a tutora, Emma Heinrich, e subiu para o telhado após voltar para casa. Assim que eles chegaram ao andar em que moram, Emma retirou a coleira do cachorro, que saiu correndo, subindo a escada até o telhado, para onde ele foi após encontrar uma porta aberta. No local, ele se desequilibrou e caiu.

Já esperando encontrar seu cão morto, Emma desceu as escadas em desespero. Ela se surpreendeu, porém, ao perceber que Winston estava vivo. As informações são do portal Sputnik News.

Após se desequilibrar, o animal caiu no teto de um carro que estava parado no local. Foi o automóvel que amorteceu o impacto da queda, salvando sua vida.

Winston sofreu apenas pequenos cortes e contusões. “É um milagre absoluto que ele esteja vivo agora”, escreveu Emma Heinrich em um post no Reddit.

© REDDIT/U/MUST_BE_THE_MANGOES

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More