Notícias

Ordem dos médicos veterinários promove campanha de esterilização de animais abandonados

O aumento de animais abandonados e a consciência de que esta questão é cada vez mais um problema social levou a que a Ordem dos Médicos Veterinários de Portugal lançasse uma campanha de esterilização de cães e gatos abandonados a começar em Dezembro.

O apelo aos veterinários do país, para que se voluntariem e se juntem a municípios, canis e gatis e faculdades de medicina veterinária para as cirurgias, foi lançado no site da Ordem. A campanha terá início a 18 de Dezembro em Lisboa e as cirurgias vão decorrer em vários locais na área da grande Lisboa em formato de projeto-piloto. Depois a intenção é estender a iniciativa a outras cidades do país como Coimbra, Porto, Vila Real de Trás-os-Montes, Évora e Faro.

Ao mesmo tempo uma petição assinada por cerca de duas centenas de pessoas da sociedade civil foi hoje entregue no Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, para pedir também que cães e gatos abandonados sejam esterilizados para controlar o problema crescente de animais abandonados, situação que, segundo a coordenadora do projeto Margarida Garrido se tem agravado com a crise financeira e com as dificuldades financeiras das famílias.

Garrido lembrou também a questão humanitária por trás desta iniciativa, que pretende evitar o sacrifício de animais por parte de serviços municipais.

“O material de esterilização é relativamente barato, ao contrário do sacrifício que, entre a captura, alimentação durante o tempo em que está no centro, a eutanásia e a cremação sai mais caro às autarquias”, explicou.

Margarida Garrido avançava à Lusa que, anualmente, estima-se que sejam abatidos em Portugal cerca de 100 mil cães e gatos.

Fonte: Publico

​Read More