Notícias

Pomerode (SC) discute a proibição da competição conhecida como puxada de cavalos

A discussão sobre a possível proibição da puxada de cavalos — competição em que os animais são submetidos ao arrasto de cargas de até duas toneladas — em Pomerode, no Vale do Itajaí, está longe do fim.

A reportagem do Jornal de Santa Catarina entrevistou os nove vereadores do município. Do grupo, quatro disseram ser contra a prática, quatro preferiram não se posicionar e um assumiu ser favorável.

A Associação dos Melhores Amigos dos Bichos (AMA) espera a sensibilização do Legislativo para proibir a atividade no município. O único vereador que se disse favorável à puxada, Arno Müller (PP), vê na prática uma manifestação cultural.

Se a competição for proibida, ele defende a extensão da medida, para acabar com os rodeios.

“A puxada faz parte da tradição da nossa região”, resume.

Outro parlamentar, Hamilton Petito (DEM) contesta o colega:

“A tradição visa a preservar a memória, mas quando inclui crueldade empobrece a história.”

Até o ano passado, a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte fazia a divulgação desse tipo de competição no calendário de eventos do município, mas a ação foi banida depois que o assunto passou a ser questionado.

Para o secretário da pasta, Cláudio Krueger, a puxada não é uma tradição trazida pelos imigrantes. Segundo ele, a competição foi criada para usar os animais como “lazer”.

Fonte: Diário Catarinense

​Read More