Notícias

Caçador é preso acusado de matar ursos e comer os pênis dos animais

Um caçador foi preso na Índia após ser acusado de matar ursos-preguiça e comer os pênis dos animais. Após 12 tentativas frustradas de prisão, Yarlen foi preso no último dia 19. Ele era procurado pelas autoridades há anos.

Foto: AFP

De acordo com Ritesh Sirothia, do departamento de florestas do Estado indiano de Madhya Pradesh, o indiano integra a tribo nômade Pardhi-Behelia, que acredita que o pênis do urso-preguiça é afrodisíaco. Graças a essa crença, vários ursos perderam a vida.

A caça de animais silvestres é proibida na Índia, inclusive para tribos. Parte delas, no entanto, continua caçando. Enquanto isso, o governo indiano afirma que oferece alternativas econômicas para essas comunidades. As informações são da BBC.

De acordo com as autoridades, Yarlen caça animais desde os 15 anos. Ele também é suspeito de participar de uma rede de caça e tráfico de animais silvestres ameaçados de extinção, inclusive tigres.

Foto: Divulgação/MP Wildlife STF/BBC

Para fugir da polícia, o caçador usava identidades falsas. “Montamos um grupo especial para rastreá-lo e prendê-lo. Foi nossa busca mais longa, durou seis anos”, afirmou Sirothia, líder da equipe que prendeu Yarlen.

Essa, no entanto, não é a primeira vez que ele é preso. A primeira prisão ocorreu em 2013, quando a polícia encontrou dois corpos de ursos-preguiça sem pênis e vesícula biliar no Parque Nacional de Kanha, reserva de tigres no Estado de Madhya Pradesh.

Após ficar um ano preso, o caçador foi colocado em liberdade condicional e fugiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Destaques

Ursos andinos estão ameaçados de extinção pela demanda por seus órgãos genitais

Foto: Reddit
Foto: Reddit

A caça ao pênis do urso-da-montanha (Tremarctos ornatus), também conhecido como urso dos Andes ou, urso-andino-da-cara-pequena, pode resultar na extinção da espécie se a demanda pela “poção sexual” que é feita com seus genitais continuar a crescer no atual ritmo.

O amado urso personagem de desenho animado na Grã-Bretanha, chamado de “Paddington Bear”, é inspirado nos ursos-da-montanha, mas a população não sabe que a espécie responsável por seu querido personagem, pode estar sob ameaça devido ao comércio de partes do corpo desses animais.

De acordo com a National Geographic, alguns povos na América do Sul afirmam que a “bebida sexual” pode curar problemas de desempenho sexual se contiver apenas uma raspagem do osso do pênis de um urso-da-montanha.

Foto: Newsroom
Foto: Newsroom

Algumas pessoas também acreditam que a bebida pode lhes dar a “força de um urso” se o osso inteiro do pênis for colocado na mistura.

A “bebida sexual” chamada de Seven Roots (Sete Raízes), segundo a crença popular é feita de rum branco, sete tipos de casca de árvore, mel, pólen, cabeça de cobra, planta macho huanarpo e osso do pênis de urso-da-montanha.

Os curandeiros tradicionais vendem essa bebida para os clientes no Peru.

O fotojornalista investigativo Eduardo Franco Berton viajou pelo Peru para investigar o comércio de partes de corpos desses ursos.

Foto: Maymie Higgins
Foto: Maymie Higgins

Também chamado em muitos locais de urso andino, a espécie é morta na América do Sul muitas vezes apenas por seus órgãos genitais, porque muitas pessoas pagam fortunas por poções “medicinais” feitas com esses órgãos.

A gordura, os dentes e os ossos dos ursos estão em alta demanda entre curandeiros tradicionais e Berton encontrou parte de um osso do pênis a ser vendido por pouco mais de 750 dólares.

Uma mulher que dirige uma loja de remédios tradicionais no Peru teria dito a Berton que não se sentia mal com a possibilidade de os ursos se extinguirem porque estavam ganhando muito dinheiro com eles.

Atualmente existem apenas cerca de 5 mil ursos-da-montanha no Peru e esta é a única espécie nativa de urso ainda viva na América do Sul.

Foto: ISTOCKPHOTO/THINKSTOCK
Foto: ISTOCKPHOTO/THINKSTOCK

Embora o comércio de partes de ursos em toda a América do Sul, o problema é considerado mais grave no Peru.

Multas de valor elevado foram postas em prática no país para tentar impedir o comércio e os caçadores de ursos andinos, com penas que envolvem, inclusive, prisão.

Há também várias ONGs de proteção aos animais que foram criadas especialmente para proteger e salvar os ursos-da-montanha.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA


 

​Read More
Notícias

Exploração animal: Brasil exporta até pênis de boi

Os animais são explorados de forma intensa em todo o mundo. No Brasil, até mesmo o pênis dos bois é visto como um produto.

Foto: Theo Marques/Folhapress

Hong Kong recebe 95% da exportação de “despojos não comestíveis de bovinos” do Brasil – como pênis, tendões e artérias -, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). O país exporta também farinha de penas, ossos e sangue, para fabricação de ração de animais.

“Os chineses colocaram tudo dentro da panela junto com os temperos e caldos, e aquilo vira uma espécie de sopão”, disse Péricles Salazar, presidente da Abrafrigo. As informações são do portal UOL.

Foto: Anja Barte Telin/Divulgação

Em 2018, 150 mil toneladas de despojos foram exportadas. Só em farinhas de origem animal foram exportadas 180,7 mil toneladas no ano passado. Há previsão de crescimento para 2019 de 25%. As farinhas são exportadas principalmente para o Chile e para o Vietnã, segundo a Associação Brasileira de Reciclagem Animal (Abra).

Até o final da década de 1990, os despojos eram descartados ou transformados em farinha para alimentação de animais. “Algumas empresas surgiram e começaram a aproveitar esses despojos”, afirmou Salazar. Esse comércio começou a ser regulamentado pelo Ministério da Agricultura em 2004.

Nota da Redação: o uso de todas as partes dos corpos de animais pela indústria expõe a imensa exploração a qual os animais são submetidos. Tratados como objetos, eles são vistos como coisas que devem ser aproveitadas ao máximo para aumentar os lucros de quem os explora. Criados apenas para que sejam mortos, os animais são condenados a vidas miseráveis, nas quais experimentam todo tipo de sofrimento.

​Read More
Porcos musculosos
Notícias

Homem vende esperma de porcos em kit que simula pênis artificial

Porcos musculosos
Foto: Mirror

Uma reportagem do Daily Mail mostrou o caso envolvendo os animais que impressionam pelos vários músculos. Acredita-se que os funcionários da Duroc Cambodia tenham, por meio de vários procedimentos, modificado o DNA dos porcos que possuem tamanho maior e por conta disso desenvolveram problemas no momento da locomoção.

Em um anúncio na página da empresa no Facebook, é possível ver os porcos musculosos e o kit que incluí esperma dos animais e até o pênis artificial. A PETA repudiou a venda:”Estes animais mutantes são um pesadelo, não são alimento e aqueles que foram geneticamente modificados normalmente nascem com problemas de saúde dolorosos”, disse um dos representantes.

Fonte: MeioNorte

​Read More
Notícias

Filhote de cachorro com pênis mutilado para ser vendido como fêmea gera revolta

01
Divulgação

Uma denúncia feita por uma clínica veterinária de São Paulo, por meio do Facebook, deixou internautas de diferentes partes do país revoltados. Na última quarta-feira (14), a página Vet em Domicílio publicou fotos nas quais filhotes de cachorros aparecem mutilados.

De acordo com a postagem, os cães tiveram o prepúcio do pênis cortado para que fossem vendidos como fêmeas em sites de leilões. Um dos animais cortados passou por cirurgia na clínica em questão, mas devido à gravidade do ferimento não se recuperou totalmente.

Segundo reportagem da Veja São Paulo, uma mulher disse ter comprado o cachorro mutilado por meio do OLX. O vendedor responsável cobrou R$ 350 pelo animal e o entregou em um estacionamento de um shopping da cidade.

A publicação da clínica veterinária alcançou mais de 233 mil compartilhamentos e, ao todo, já possui 84 mil comentários, a maioria deles de indignação e revolta. “Que crueldade, as pessoas estão perdendo a humanidade”, escreveu uma internauta. “Por isso digo que animais não devem ser comprados, se quiser um amiguinho adote”, sugere outra.

Nessa quinta-feira (15), os responsáveis por atender e operar um dos cachorros mutilados para ser vendido como fêmea informou, nas redes sociais, que o cão ainda se recupera na UTI do centro de saúde animal. A direção da clínica afirma ainda que a Polícia Civil já foi procurada e que tentam juntos identificar os vendedores suspeitos de maltratar os filhotes.

É importante ressaltar que, em Minas Gerais, o indivíduo que maltratar animais será multado em R$ 1,5 mil além de ser obrigado a custear despesas com assistência veterinária e demais gastos decorrentes dos maus-tratos. Já no Brasil, de acordo com Lei 9.605/98, dos Crimes Ambientais, maus-tratos contra animais domésticos, nativos ou exóticos caracterizam crime e podem render pena de detenção de três meses a um ano e multa.

Fonte: BH de A à Z

​Read More
Home [Destaque N2], Notícias

Apresentador prova órgão genital de vários animais durante programa de TV

Por Lobo Pasolini  (da Redação)

Álvaro Garnero provou pênis de diferentes animais para seu programa (Foto: Divulgação)

Um tal de Álvaro Garnero, de quem eu nunca havia ouvido falar, foi para a China comer pênis de cavalo, jumento, touro, veado etc, em nome do entretenimento, conforme publicou recentemente o site do Terra.

Garnero apresenta um programa chamado 50 por 1, que pelo que deu para perceber pelos vídeos do YouTube, se trata de um programa de variedades rodado em várias localidades e apresentado em tom populista.

Ele provou as ‘iguarias’ durante um festival gastronômico na China, segundo uma matéria publicada no portal Terra. Bom, o objetivo aqui não é começar com uma enxurrada de críticas a China e sua gastronomia, porque no ocidente se comem até mais animais do que lá. A questão é o uso de animais como um chamariz para um programa de televisão.

A maneira como é contextualizado o assunto é que é o problema. Os animais são apresentados na matéria como criaturas exóticas, seus órgãos genitais como algo estranho e suas vidas sacrificadas como mero material para humor de quinta categoria. A falta de reverência com a vida, a ausência de qualquer empatia ou traço de inteligência é o que revolta o estômago, e não uma genitália assada.

Mais uma vez a televisão perde a oportunidade de ser um instrumento de entretenimento inteligente e apela para o mais básico, banal e cruel como uma fonte de lucro. Uma lástima.

​Read More
Notícias

Homem tenta violar guaxinim e acaba gravemente ferido

Por Danielle Bohnen (da Redação)

Alexandre Kirilov, um russo de 44 anos, estava bêbado e tentou abusar sexualmente de um guaxinim, em Moscou, na Rússia. A tentativa além de frustrada, terminou no hospital.

Depois de beber em um bar com amigos, Kirilov foi caminhar e encontrou o animal no caminho. O pegou e tentou estuprà-lo, mas, no momento da penetração o animal se defendeu cravando-lhe os dentes no órgão genital e fugiu.

Kirilov foi levado ao hospital mais próximo para passar por cirurgia reconstrutiva de emergência, pois o órgão ficou totalmente destruído, conforme informou o jornal The Sun.

“Quando vi o guaxinim, pensei e ficar um bom tempo com ele”, declarou o criminoso aos médicos, que se surpreenderam com o estrago feito no homem. Ainda não se sabe se o órgão sexual poderá ser totalmente reconstruído.

​Read More
Notícias

Cavalo com pênis dilacerado sofre sozinho num terreno em Itapecerica da Serra (SP)

Juana Braga
juanabraga@yahoo.com.br

Não estou em São Paulo, mas fiquei chocada e penalizada com a situação desse pobre animal.

Acabo de falar com o sr.Jorge ao telefone. Esse cavalo está muito fragilizado, com um enorme ferimento no pênis, sofrendo e agonizando sozinho e sem tratamento algum.

O sr. Jorge telefonou para o CCZ de Itapecerica da Serra que ficou de ir em dois dias e hoje passados cinco dias, nada do CCZ aparecer.

Perguntei se não haveria um veterinário que pudesse ver o cavalo e a resposta que há 2 Pets e ele acredita que ninguém irá se interessar em vê-lo.

Esse cavalo fica perambulando pela Estrada de Itapecerica da Serra, perto da Estrada das Palmeiras,num terreno do lado esquerdo  logo após passar um lago.

Infelizmente a dor e situação depauperada que se encontra esse pobre e nobre animal, não comoveu nenhum morador, que o olham com desprezo e indiferença.

Quem mora por esses lados e pode ajudar esse cavalo que um dia teve um tutoro, o serviu, e hoje sofre o abandono?

Que dó! O cavalo está sofrendo muito, ajudem.

Contato com sr. Jorge,vizinho do terreno onde fica perambulando o cavalo:
11   4667 9651 e cel. 9354 7466

​Read More
Notícias

Acordo tenta fechar mercado de tigres caçados na Ásia

Autoridades do combate ao tráfico de vida silvestre dizem ter chegado a um acordo com uma minoria étnica de Mianmar para fechar mercados onde centenas de tigres caçados na Ásia são vendidos para uso em poções medicinais e afrodisíacos na China.

Os mercados, numa área no noroeste de Mianmar controlada pela minoria Wa, são considerados um dos principais pontos do mundo para o tráfico de vida selvagem e um dos poucos lugares onde pedaços do corpo de tigres são vendidos abertamente.

“Basicamente, o fechamento desses mercados aliviará a pressão sobre todas as populações de tigre da Ásia, porque as caçadas acontecem em áreas tão distantes quanto a Índia ou Sumatra”, disse William Schaedla, do grupo Traffic, que monitora o comércio de espécies silvestres. “Se fecharmos esses mercados, isso deteria o ataque a essas populações de tigres”.

Schaedla, diretor da Traffic para o Sudeste Asiático, falou às vésperas da “cúpula do tigre” marcada para São Petersburgo, na Rússia, e que tem o objetivo de salvar a espécie da extinção. Acredita-se que só existam 3.200 tigres vivos na natureza atualmente.

A conferência de 21 a 24 de novembro terá como anfitrião o primeiro-ministro Vladimir Putin. O objetivo é fechar um plano para dobrar a população de tigres até 2022.

Um relatório da Traffic informa que uma investigação de dez anos encontrou centenas de pedaços de mais de 4004 grandes felinos na cidade de Mong La, na fronteira entre China e Mianmar, controlada pelos Wa, e em Tachilek, na fronteira de Mianmar com a Tailândia.

Alguns comerciantes operam pequenos armazéns com estantes de peles de tigre e leopardo enroladas. Ossos, patas, pênis e dentes também foram vistos, usados para decoração, amuletos mágicos e produtos anunciados como tônicos e afrodisíacos.

Os Wa, que mantém uma região semiautônoma, são acusados há tempos de narcotráfico. “Eles estão interessados em entrar em contato com o resto do mundo, e esta é uma questão bem menos polêmica que outras coisas de que vêm sendo acusados, como tráfico humano ou de drogas. E talvez seja uma questão mais fácil para eles lidarem”, disse Schaedla.

Fonte: Estadão

​Read More
Você é o Repórter

Cão teve o pênis mutilado e aguarda resgate no bairro de Aricanduva, em SP

Regina Pereira

regina.jpereira@terra.com.br

Foto: s/c

Por favor alguém pode resgatar este cachorro? Ele está com o saquinho todo cortado, sangrando, no meio da rua.

Foto: s/c

Os vizinhos disseram que foi maldade da molecada que cortou o cachorro e deixou ele sangrando. Esta na Rua Maria Palma, em frente ao número 48, Aricanduva. Próximo à escolinha do Corinthians. 


Foto: s/c

Para mais detalhes, entrar em contato com Cleide, pelo telefone: (38) 2653-5812

Obrigada,

Regina

​Read More