Notícias

Vereadores aprovam PL que proíbe fogos barulhentos em Paulínia (SP)

O projeto de lei estabelece multa de R$ 1 mil para quem soltar fogos de estampido na cidade


Os vereadores de Paulínia, no interior de São Paulo, aprovaram na noite da última terça-feira (11) um projeto de lei que proíbe a soltura de fogos de artifício que façam barulho. A proibição se estende a ambientes fechados e abertos, públicos e privados.

Com a aprovação pela Câmara Municipal, a proposta segue agora para análise do prefeito, que decidirá pela sanção ou pelo veto.

Foto: DeltaWorks/Pixabay

O projeto, de autoria do vereador Antônio Miguel Ferrari (DC), é defendido por parlamentares da Câmara como uma forma de proteger animais e humanos, como autistas, idosos e bebês.

Caso se torne lei, a medida irá punir com multa de R$ 1 mil quem manusear, usar, queimar e soltar artefatos pirotécnicos de efeito sonoro.

Em caso de reincidência em um período inferior a um mês, o valor da multa aplicada ao infrator será dobrado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cães de raça sequestrados em Paulínia (SP) são encontrados

Foto: Divulgação/ Paulínia News
Foto: Divulgação/ Paulínia News

Os dois cães, um shih tzu e um spitz alemão, que foram sequestrados no bairro João Aranha, em Paulínia, no último dia 12 de agosto, foram recuperados na última quarta-feira (28). Segundo a tutora dos cães, Jennifer Chinke, 25 anos, a proprietária de um pet shop foi quem achou os animais. Ela foi chamada pra cuidar dos cães, na casa de uma cliente, e os reconheceu. “Falou que aqueles cães foram sequestrados e a mulher devolveu na hora”, diz.

A pessoa que estava com os animais contou que o marido comprou os animais há uma semana. Os cães estão bem. A Polícia vai atrás de dona do pet shop pra chegar até os criminosos.

Segundo o Setor de Investigações Gerais da Delegacia de Paulínia, até o final da semana, a dona do pet shop será chamada para depor e deverá indicar onde e com quem encontrou os cães sequestrados. A polícia quer esclarecer porque os dois cães ainda continuavam juntos e há quanto tempo eles estavam com essas pessoas, para somente então tentar chegar ao responsável pelo sequestro. Os investigadores já têm um suspeito que também deve ser ouvido durante esta semana.

Fonte: Paulínia News

Nota da Redação: Quem compra animais está patrocinando não só sequestros e crimes contra animais, mas também a tortura a que fêmeas e filhotes são submetidos em criadouros, vivendo miseravelmente, vítimas da ganancia de donos de fábricas de filhotes. Não compre animais, adote. Um amigo não se compra. 

​Read More
Você é o Repórter

Filhotes abandonados na rua precisam ser resgatados, em Paulínia (SP)

Paola
paola.ferraz@gmail.com

Foto: Divulgação

Esses 5 (cinco) cachorrinhos lindos foram abandonados na rua da minha casa. Uns vizinhos e eu estamos tentando arrumar pessoas para os adotarem.

Eles precisam urgente de ajuda.

São 2 machos e 3 fêmeas, sem raça,  muito carinhosos e brincalhões. Gostam muito de pessoas.

Estão bem alimentados, porém, eles moram na rua nesse momento. Eles foram vermifugados e estão sendo cuidados pelos vizinhos daqui, porém nenhum podem adotá-los permanentemente ou tirá-los da rua.

Os cachorrinhos estão em Paulínia – SP.

Contato: Paola – (19) 9169-3424 ou (19) 3874-2129 ou pelo e-mail: paola.ferraz@gmail.com

​Read More
Notícias

Centro de Zoonose de Paulínia (SP) oferece novo tratamento aos animais

Cachorra amamentando seus filhotes (Foto: Divulgação)

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Paulínia adotou novos procedimentos para que os animais abandonados sejam cuidados e tratados de forma respeitosa e sensata.

A determinação da mudança de procedimentos das CCZs da região é de uma lei Estadual (número 12.916/2008). Hoje, os cães e gatos não são recolhidos para matança indiscriminada. A captura é feita apenas em espaços públicos, ou quando o animal é bravo, oferecendo risco à população. “As higienizações dos canis acontecem duas vezes por dia, e os cães são banhados e recebem medicação e vermífugos de acordo com a necessidade”, exemplifica o coordenador do CCZ Paulínia, Vanderlei Guidotti.

Outra mudança é o não recolhimento de animais comunitários, aqueles adotados por um grupo de pessoas, já que eles recebem alimentação e cuidados por parte delas. Já sobre a eutanásia, ela é feita apenas com a autorização do proprietário e sob o laudo técnico e avaliação de um veterinário. “Muitos animais são atropelados e ficam totalmente mutilados, não tendo como tratá-los. Também os casos de cinomose, restando apenas a eutanásia”, explica o coordenador.

Já para quem tem um animal que faleceu, a orientação é ligar para o CCZ para que o centro faça o recolhimento. “É muito perigoso enterrar em qualquer lugar, pois o local poderá ser contaminado dependendo da doença que ele morreu. É só ligar que buscamos o animal em sua casa”, diz Luis Henrique Guimenez Correa, outro coordenador. Assim que recolhidos, os corpos são incinerados.

Cão deitado na grama no sol (Foto: Divulgação)

Em 2010 foram realizadas 900 castrações de cães e gatos, atendendo principalmente famílias de baixa renda e animais que ficam em ONGs. Para 2011, outros 900 animais poderão ser castrados.

O CCZ também trabalha a posse responsável, informando que animal não é brinquedo de criança, é uma vida, que precisa de cuidados, alimentação, vacinas e medicação se for preciso. Abrigo do frio, da chuva, banhos e escovação, passeios para se exercitar e principalmente a castração para evitar a super população de cães e gatos evitando vários problemas como: atropelamentos, transmissão de doenças, abandono e atos de crueldade.

Quem quiser adotar ou apenas visitar o Centro de Controle de Zoonoses poderá fazê-lo todos os dias, inclusive aos finais de semana, a partir das 10h00 até as 16h00. O CCZ fica na Rua dos Estados, 1000, na Vila Bressani, atrás do Poliesportivo. Para outras informações, os telefones são 3833 2299 e 3874 9266

Fonte: Portal de Paulínia

​Read More
Notícias

Coruja faz ninho em frente à Câmara Municipal de Paulínia (SP)

Corujas em ninho em frente à Câmara Municipal (Foto: Acontece Paulínia/Edgar Castellón)

Apesar de as corujas serem conhecidas por seus hábitos crepusculares e noturnos, em Paulínia, avistar uma ave como esta não é muito difícil. Uma coruja formou seu ninho em frente a Câmara Municipal da cidade e, após chocar seus ovos, há alguns dias é possível ver vários filhotes no grande descampado localizado no bairro Vista Alegre.

Entramos em contato com alguns órgãos responsáveis pela retirada do animal do meio do centro urbano e recebemos as seguintes respostas:

Defesa Civil – O órgão que indico para retirar a ave do local será o Centro de Zoonose, pois eles possuem materiais de segurança adequados para tal ação.

Centro de Zoonose de Paulínia – Por ser um animal silvestre apenas a Polícia Ambiental pode autorizar a retirada da ave do local.

Polícia Ambiental de Campinas – Sem uma autorização do IBAMA não podemos fazer nada.

IBAMA – O responsável não estava no local para responder a solicitação até o fechamento desta matéria.

(Foto: Acontece Paulínia/Edgar Castellón)

Após várias tentativas, conversamos com o veterinário Alex Sandro Paes Júnior, que passou algumas recomendações de segurança:

‘As corujas que estão expostas possivelmente são filhotes. Esse tipo de ave faz seu ninho no chão e, nesse caso, o perigo para o homem é quando ela tenta proteger seus filhotes. É pouco normal a coruja escolher um local no meio de um centro urbano para procriar. A visão dessa ave é extremamente prejudicada (ou seja, de pouca capacidade). Quando algo se aproxima, ela não consegue identificar através da visão e voa, podendo atacar ou não. A única maneira de ela saber o que está próximo é através da audição e do olfato, e é nessa hora que as pessoas que tentarem se aproximar dela pode acabar se machucando. O bico da coruja é violento, por isso mantenha distância’.

As corujas

A coruja possui hábitos crepusculares e noturnos, seu voo é silencioso devido à estrutura das penas. É uma ave carnívora e se alimenta de pequenos mamíferos (principalmente de roedores), insetos e aranhas. Engole suas refeições por inteiro, para depois vomitar pelotas com pelos e fragmentos de ossos.

Os ninhos geralmente são formados em cima de árvores. Os filhotes de corujas podem ser vítimas de outros predadores como o gavião. As corujas conseguem girar o pescoço 180 graus.

Reprodução

O período da reprodução depende da espécie. A prole é entre cinco ovos por gestação. Depois da eclosão o macho cuida dos filhotes por dois meses até que estes aprendam a se defender.

Uma das características marcantes da coruja é o fato de fazer o seu ninho no solo, no local de muitas relvas baixas, ou próximo a árvores. Cavam no chão verticalmente até certo ponto, e depois prosseguem horizontalmente até o ponto definido para colocar o ninho livre de predadores. O macho fica de sentinela na árvore, cuidando do ninho, principalmente durante o dia. Na presença de um possível invasor os filhotes podem imitar sons de serpentes (sibilar) fazendo o agressor desistir do ataque.

Fonte: Portal de Paulínia

​Read More
Você é o Repórter

Cão cocker encontrado em avenida de Paulínia (SP) procura um lar para morar

Rita de Cássia
rita@paulistarevestimentos.com.br

Foto: arquivo pessoal

Este cachorrinho é um cocker spaniel mestiço, deve ser novo, pois tem os dentes em excelentes condições, seu pelo é bonito, tem duas coleiras (uma antipulgas e outra de couro, mas infelizmente sem identificação), é dócil demais, mas está muito carente!

Apareceu numa obra de um barracão industrial, na avenida que liga o bairro de Betel à Estrada da Rhodia (Paulínia, SP), atrás de meu condomínio. Os pedreiros cuidam dele durante a semana e nós temos  deixado ração e um comedouro-bebedouro, mas, aos finais de semana, ele fica para fora,  na calçada, esperando a segunda- feira, quando os pedreiros retornam.

Eles  o chamam de Totó. O cãozinho é muito fofo!

Contato:
Rê (19) 8196-7371

​Read More
Notícias

Mortandade de peixes no rio Atibaia pode ter sido causada por chuva

Os peixes que apareceram mortos na manhã da última quarta-feira no Rio Atibaia, em Paulínia, já estão chegando à Americana através da correnteza. Na orla da Praia Azul, alguns moradores já reclamaram do odor. Ontem pela manhã, a reportagem esteve no local e observou a presença de espécies como mandi e piava.

“Quanto mais calor, mais forte fica o cheiro”, disse uma dona de casa. “Cerca de 80% da água estava limpa até ontem (quinta-feira)”, acrescentou o presidente da Associação de Moradores Luz Azul, João Airton Ferreira.

A Secretaria do Meio Ambiente de Americana informou, via assessoria, que técnicos da pasta realizaram ontem pela manhã uma vistoria na Praia Azul e constataram uma pequena quantidade de peixes mortos já em estado avançado de decomposição. “Aguarda-se teste da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), encaminhado pela Prefeitura de Paulínia, para análise da água, traz nota da assessoria.

Chuvas

Segundo o gerente da agência ambiental de Paulínia, Lúcio Flávio Furtado Lima, inicialmente os peixes morreram em consequência das fortes chuvas registradas em Campinas, na madrugada do último dia 22, que pode ter provocado um revolvimento do lodo depositado no fundo do leito do rio, causando uma queda brusca de oxigênio dissolvida na água. Se confirmada esta tese, os peixes morreram por asfixia.

Amostras

Lima afirmou que na manhã de quarta-feira, após terem sido acionados por moradores, técnicos colheram amostra da água, percorreram o rio e também algumas indústrias da redondeza, porém, não foi notada nenhuma anormalidade que pudesse indicar outras possíveis causas para a ocorrência.

De acordo com o gerente, a chuva da madrugada de quarta-feira fez com que a vazão do Rio Atibaia saltasse de 10 metros cúbicos por segundo, para 77 metros cúbicos por segundo. “Foi uma chuva muito forte depois de um longo período de estiagem, o que, consequentemente, elevou de forma rápida a carga de resíduos e uma possível baixa da quantidade de oxigênio”, afirmou. Lima disse que apesar da desconfiança inicial, somente os laudos podem apontar as causas da mortandade. Os resultados devem sair até o final da semana que vem.

Investigação

A morte de peixes no Rio Atibaia também será investigada pela Polícia Civil de Paulínia, que instaurou inquérito para melhor apuração dos fatos. A decisão foi motivada por um boletim de ocorrência registrado na quarta-feira por ambientalistas, pedindo providências. Técnicos da Polícia Científica estiveram no local e colheram amostra da água. O laudo deve ficar pronto em 30 dias.

Fonte:  O Liberal

​Read More
Notícias

Polícia Civil instaura inquérito para apurar morte de peixes no rio Atibaia

A Polícia Civil de Paulínia instaurou, nesta quinta-feira (23), um inquérito para apurar a mortandade de peixes verificada ontem no rio Atibaia, em Paulínia (SP). De acordo com o delegado Sandro Montanari Ramos de Vasconcelos, o Instituto de Criminalística foi até o local e realizou a perícia. O laudo deve sair em 30 dias. A Secretaria de Meio Ambiente informou que foi feito contato com a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e deve esperar a análise da água do rio pela companhia, que sai em dez dias.

Fonte: EPTV

​Read More
Notícias

Estiagem provoca morte de milhares de peixes no rio Atibaia, em SP

Milhares de peixes mortos foram encontrados às margens do Rio Atibaia nesta quarta-feira em Paulínia, interior de São Paulo. Depois de uma denúncia de moradores que moram perto do rio, a Companhia Ambiental de Paulinia foi até o local e constatou a situação.

O gerente da Cetesb, Lúcio Flávio Furtado de Lima, informou que, após um longo período de estiagem, a chuva da última terça-feira pode ter feito com que o lodo e outros resíduos orgânicos se desprendessem do fundo do rio intoxicando os peixes.

A Cetesb de Paulínia encaminhou análise da água para o laboratório de Campinas, que tem dez dias para verificar o que provocou a morte dos peixes.

Fonte: O Globo

​Read More
Notícias

Prefeitura de Paulínia (SP) suspende vacinação antirrábica

Foto: Portal de Paulínia/ Reprodução

Em virtude das reações adversas ocorridas em animais vacinados contra a raiva em alguns municípios, a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo decidiu suspender a campanha de vacinação antirrábica que seria iniciada no sábado, dia 21, em 16 postos de Paulínia.

A suspensão é uma medida preventiva, tendo em vista os casos de choque anafilático em animais vacinados em algumas cidades, onde foram registradas mortes de quatro gatos e dois cães.  A vacina, distribuída pelo Ministério de Saúde e repassada aos Estados e Municípios para vacinação, será avaliada pelas autoridades competentes para confirmar se ela foi a responsável pelos óbitos.

A Prefeitura de Paulínia por meio do Centro de Controle de Zoonoses se coloca a disposição para esclarecer eventuais dúvidas à população no Centro de Controle de Zoonoses pelos fones (19) 3833-2299 / 38334844, das 8 às 17 horas.

Fonte: Portal de Paulínia

​Read More
Notícias

CCZ de Paulínia (SP) promove doações de animais neste sábado, 24

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Paulínia (SP) irá promover uma feira de doação de animais no dia 24 de abril. O evento tem sido um sucesso em todas as suas edições e promete movimentar a população local mais uma vez.

foto dos animas do ccz que aguardam por adoção
Animais aguardam adoção (Foto: Reprodução/Portal de Paulínia)

A primeira feira realizada na cidade ocorreu durante o evento “Sabadomania”, no aniversário municipal. Em outra oportunidade, montou-se uma feira em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) São José, para aproveitar o movimento das pessoas na Campanha de Vacinação da Gripe H1N1.

Desde a adoção da lei estadual n°. 12.916 de 16 de abril de 2.008, o município passou a adotar estratégias para cuidar dos animais abandonados ou animais de rua, promovendo as doações e executando a castração cirúrgica destes animais. Já foram castrados mais de 200 animais comunitários desde o final de fevereiro deste ano.

O CCZ está agora contatando as famílias beneficiadas de programa sociais que tenham cães ou gatos para oferecer o serviço. Posteriormente será aberto a outros grupos de maior vulnerabilidade ou riscos.

Os animais doados pelo Centro de Controle de Zoonoses de Paulínia são animais sadios, castrados, vermifugados, vacinados contra a raiva e com microchip para identificação.

No CCZ a feira de doação é permanente e quem tiver interesse de adotar um animal pode ir até lá ou visitar o site oficial da Prefeitura de Paulínia (www.paulinia.sp.gov.br). O Centro de Zoonoses fica na Rua Dos Estados, nº. 1.000, Vila Bressani. Telefone para maiores informações: 3833-2299.

Serviço: Feira de Doação em Paulínia
Dia: 24 de abril
Horário: das 9h às 15h30
Local: Rua nº 11, Bairro Bom Retiro, Paulínia (SP)

Com informações do Portal de Paulínia

​Read More