Notícias

Polícia apreende drogas e animais silvestres em Bauru (SP)

Dois homens foram presos, na tarde desta segunda-feira (19), por tráfico e porte de entorpecentes. Valdir Aparecido Esteves, 33 anos, e Wellington Bracaglion Dias, 23 anos, foram flagrados com cocaína e maconha. Na casa de Valdir, localizada no bairro Ferradura Mirim, a polícia apreendeu, ainda, três pássaros silvestres.

De acordo com boletim de ocorrência (BO), policiais militares faziam patrulhamento de rotina, quando avistaram um Fiat/Uno parado em frente a uma residência com dois ocupantes. Wellington, que estava no banco do passageiro, desceu do veículo, se dirigiu até o portão e entregou dinheiro a uma mulher e recebeu algo em troca.

Toda a ação foi flagrada pela polícia e o suspeito foi revistado. Uma porção de cocaína foi localizada e, questionado, ele alegou ser usuário de drogas. Wellington ainda disse que estava no local para receber dinheiro de Valdir, que seria casado com a mulher flagrada em frente ao imóvel.

Em seguida, o casal autorizou a entrada da equipe na casa. No local, foram apreendidos R$ 59,00, três pinos de plásticos vazios, uma porção de cocaína e 22 porções de maconha, além de uma pedra, também de cocaína, e um aparelho celular.

Para a surpresa dos policiais, no quintal da residência havia um pássaro preto, um picharro e uma coleirinha. A dupla foi encaminhada à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde o delegado ratificou a prisão. Wellington responderá por porte de entorpecente e Valdir por tráfico.

A ocorrência foi registrada, também, pelo crime de praticar ato de abuso a animais.

Fonte: Jornal da Cidade

​Read More
Notícias

Mulher de 71 anos é presa em Araxá (MG) por manter pássaros em cativeiro

A proprietária do imóvel, uma senhora de 71 anos foi encaminhada para a 43ª Delegacia Regional de Segurança Pública

Por volta das 08h55, da manhã de terça-feira (15), uma equipe do 5º Pelotão do Corpo de Bombeiros, do Setor de Zoonoses da Prefeitura Municipal e a Polícia Militar, esteve na rua Maria Cândida Nogueira, para cumprimento de um mandado de busca e apreensão de vários cães que, segundo denúncias, estavam sendo criados dentro de um imóvel.

De acordo com a denúncia anônima, a residência representava um perigo à saúde pública, pois o quintal não era limpo de forma regular, apresentava vários caramujos e poderia ser um possível foco para a proliferação da dengue.

No imóvel os policiais flagraram vários pássaros da fauna silvestre sendo confinados. Segundo o Boletim de Ocorrências foram encontradas várias gaiolas com papagaios e um pássaro preto.

A proprietária do imóvel, uma senhora de 71 anos foi encaminhada para a 43ª Delegacia Regional de Segurança Pública.

Fonte: Jornal Araxá

​Read More
Notícias

Animais silvestres são apreendidos em casa de veterinário, em Minas

Dezessete animas da fauna silvestre foram apreendidos neste sábado na casa de um médico veterinário no bairro Candelária, na região de Venda Nova, em Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, foram resgatados oito jabutis, três papagaios, um gavião carijó, um tigre d´água, uma jiboia, uma aranha caranguejeira e um pássaro-preto.

O homem, que não possuía autorização do Ibama para manter os animais em casa, será multado no valor de R$ 500 por animal, totalizando R$ 8.500. Os animais foram encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama.

Fonte: e-Band

​Read More
Notícias

Polícia apreende 44 aves que eram mantidas em cativeiro

A Polícia Ambiental – Força Verde, apreendeu, nesta segunda-feira (14), 44 aves silvestres mantidas em cativeiro sem autorização do Ibama. A situação foi flagrada após uma denúncia anônima e duas pessoas foram multadas em um valor total de R$ 22 mil.

Em Maringá (PR), em uma residência no Jardim Nei Braga, foram encontrados 35 pássaros, e no Conjunto Bom Pastor, em Sarandi, outros nove.

Segundo o soldado Robson Pereira de Moraes, da Polícia Ambiental, as aves pertencem a espécies capturadas nas matas da região, como o pássaro preto, trinca-ferro, sanhaço, canário-da-terra, papa-capim, entre outros.

“Os dois acusados nos disseram que não revendiam os animais, apenas os mantinham em cativeiro como hobby. Eles as capturavam utilizando gaiolas e alçapões”, conta.

As aves foram analisadas por um biólogo. As que estavam em boas condições de saúde foram soltas na mata novamente, enquanto as que estavam machucadas foram encaminhadas para centros de recuperação autorizados pelo Ibama.

Os dois homens foram multados em R$ 500 por ave – totalizando R$ 22 mil. Eles também responderão inquérito por manter animal silvestre em cativeiro.

Fonte: O Diário

​Read More
Notícias

Polícia apreende 40 pássaros silvestres em cativeiro no interior do PR

(Foto: Reprodução/Bonde)

Policiais da 2ª Companhia Ambiental de Londrina apreenderam 40 pássaros silvestres em cativeiro em uma residência em Rolândia (a 30 quilômetros de Londrina), cujo endereço não foi divulgado.

Segundo a companhia, os policiais chegaram até o local após denúncia anônima. Entre os pássaros apreendidos, havia sete trinca-ferros, quatro sabiás, um pássaro-preto, um cardeal, dez canários-terra, três tico-ticos, um sangrinho, nove colerinhas e um bigodinho.

Os policiais constataram que alguns pássaros possuíam anilhas, porém 19 espécies não tinham nenhum tipo de registro.

O responsável foi autuado por infração ambiental e a multa prevista para este tipo de infração é de R$ 500 por espécie apreendida.

O telefone para denúncias da Polícia Ambiental é o 0800 643 0304.

Fonte: Bonde

​Read More
Notícias

Agricultor ambientalista cuida de animais silvestres em seus habitats

O agricultor Celestino Alves de Almeida cuidados animais na natureza. Foto:Michel Franck

Respeitando a liberdade de cada um deles, o agricultor Celestino Alves de Almeida, 60 anos,  cuida de muitos animais silvestres em seu sítio no Projeto de Assentamento Jaraguá a 50 km de Água Boa em Mato Grosso.

Antas pastam as mandiocas do quintal, macacos, quatis e preás vêm em busca de alimentos colocados ao lado da casa. Os pássaros vivem na natureza e se alimentam de frutas e alpistes que o agricultor compra especialmente para a finalidade de alimentá-los  melhor.

Um caixote serve de ninho seguro para os pássaros. Foto: Michel Franck

Para livrar dos predadores os ninhos são feitos cuidadosamente em caixotes de madeira e colocados dentro da casa. “Tudo começou há alguns anos quando um João de Barro – ave rara na região – usou um velho penico que estava pendurado em uma mangueira para fazer a casa e dali saiu muitos filhotes, os que nascem aqui já  ficam  mansos pela convivência,” disse o agricultor ambientalista.

Passarinhos recém nascidos. Foto: Michel Franck

Os pássaros que cuida são de espécies variadas: João de Barro, Rolinha, Sabiá-laranjeira, sanhaços, Bem-te-vi, Canários, Saracuras, Pássaro-preto, etc. “Tem um pássaro rabudo dos olhos vermelhos que não sei o nome entra em casa eu pego ele e faço carinho”. A cisterna se transformou em aquário. Há muitos anos, é criado um peixe (Iuiú) que na hora da alimentação é só chamar que ele aparece.

Pássaros livres que são cuidados por seu Celestino. Foto: Michel Franck

Celestino é natural de Xique-Xique (BA) mudou ainda criança para Buriti (MG), depois para Campinápolis (MT) e em Água Boa no ano de 1998 foi assentado pelo INCRA onde vive da criação de gado. Sua propriedade de 48 hectares é composta por pastagens, mata ciliar com árvores centenárias às margens do Córrego das Antas e extensa área de varjão. Ele ficou viúvo a mais de 10 anos e vivem sozinho. Seus filhos já casados moram na região. Nas horas de folga se distrai entoando com um violão músicas caipiras e cuidando dos animais que aparecem da mata para receber carinho, alimentos e fazer companhia.

Fonte:  Água Boa News

​Read More
Notícias

Aves que estavam em cativeiro são apreendidas por PM de Brasília

O Batalhão Ambiental da PM apreendeu mais de cem gaiolas e 64 pássaros (Foto: Brito)

Às 9h30 de ontem, policiais do Batalhão Ambiental da PM estavam fazendo patrulhamento em Taguatinga quando avistaram gaiolas dentro de uma residência na QSD6 em Taguatinga Sul. Ao verem o portão aberto, os policiais foram até o interior da residência e lá encontraram mais de cem gaiolas vazias e 64 ocupadas por aves.

Os policiais recolheram 54 canários-da-terra, dois curiós, um pássaro-preto, um sabiá e cinco coleirinhos. Segundo o sargento da PM, M. Alves, que estava na operação, as aves apresentavam maus-tratos, pois as gaiolas estavam sujas e sem água para as aves. A Polícia Civil foi chamada para avaliar, por meio de perícia, se as aves eram maltratatadas.

O proprietário da residência, José Leveirino da Cruz, 70 anos, foi encaminhado à 21ª DP para prestar depoimento. O homem poderá ser autuado de acordo com a lei 9.605/98, em seu artigo 29, que proíbe manter animais silvestres em cativeiro sem permissão do Ibama. A pena prevista para esse crime é de detenção de seis meses a um ano de reclusão ou multa. O homem pode ser detido ou pagar somente uma multa que varia entre R$ 500 a R$ 50 mil.

Fonte: Mais Comunidade

​Read More
Notícias

Polícia ambiental apreende 24 pássaros silvestres em Bauru (SP)

A Polícia Militar Ambiental apreendeu, ontem, 24 pássaros da fauna silvestre brasileira, típicos do cerrado, que eram mantidos em cativeiro em uma residência localizada no bairro Ferradura Mirim, em Bauru (SP). Os animais estavam aprisionados em gaiolas em péssimas condições de higiene e alimentação. Um deles não tinha uma das patas e outro pertence à lista de espécies ameaçadas de extinção.

A apreensão das aves só foi possível graças a uma denúncia anônima, mas o responsável por elas, um jovem de 24 anos, não foi encontrado na casa. Ele não possuía autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para manter a criação. Sua tia, que estava no imóvel e permitiu a entrada da polícia, prestou depoimento do Plantão Policial e foi liberada.

Em fiscalização no quintal da residência, na quadra 6 da rua Jorge Schneyder Filho, foram apreendidos sete coleirinhas, quatro trinca-ferros, quatro sabiás, quatro sangrinhos, um pássaro-preto, um tiziu, um bigodinho, um canário-da-terra e uma patativa, esta última ameaçada de extinção. Um dos sabiás não tinha uma das patas e a suspeita é de que ela tenha sido amputada numa tentativa frustrada de inserir uma anilha (anel de identificação, feito em alumínio) quando ele já era adulto. Todas as aves eram mantidas em gaiolas mal conservadas e com grande quantidade de fezes, encontradas inclusive dentro dos recipientes onde havia água e ração.

De acordo com informações da Polícia Ambiental, um termo circunstanciado será elaborado e o responsável pelos animais terá de pagar multa no valor de R$ 25,5 mil. Ele responderá por crime ambiental de maus-tratos e manutenção de espécimes da fauna em cativeiro.

Por se tratar de “delito de menor potencial ofensivo”, se condenado, o responsável deverá cumprir penas alternativas como prestação de serviços à comunidade ou doação de cestas básicas. Os pássaros serão submetidos a exame veterinário e os que não forem considerados domesticados poderão ser reinseridos na natureza. 

Fonte: JCNET

​Read More
Notícias

Polícia apreende 65 pássaros silvestres em Campinas

A Polícia Militar Ambiental apreendeu 63 aves silvestres de várias espécies em um cativeiro na cidade de Campinas (99 km de São Paulo). A ação foi feita pela 4ª Companhia do 1º Batalhão Ambiental por volta de 9h30 desta sexta-feira (29). Uma denúncia anônima levou os policiais até o local do cativeiro, onde eles constataram que havia oito viveiros de grande porte na área externa da casa e na área interna, de cinco cômodos, havia diversas gaiolas e viveiros pendurados.


Os animais, de acordo com a polícia, estavam quase abandonados, com alimentação inadequada e muitos deles sequer tinham algo para se alimentar.
Foto: Divulgação/ PMSP


A ocorrência foi apresentada no 3º Distrito Policial de Campinas e os animais apreendidos serão encaminhados a um criadouro.
 
Ao total foram apreendidos três sabiás-coleira, uma cravinha, dois galos-da-campina, um pixarro, 20 pixoxós, dois pássaros-pretos, dois azulões, dois bicos-de-pimenta, três batuqueiros, um tié-preto, quatro corrupiões, um xexéu, um nhambuguaçu, seis urus, um araçari, quatro araçaris-bananas, quatro araçaris-de-bico-verde e três ararajubas.
 
Fonte: R7





​Read More
Notícias

Policiais ambientais autuam homem por criar pássaros silvestres em cativeiro

Foto: Correio do estado
Foto: Correio do Estado

Policiais ambientais autuaram, nesta segunda-feira (25), em Campo Grande, um homem que mantinha aves silvestres em cativeiro. Na resiência de Edgard José de Souza, no Jardim Itatiaia, os policiais encontraram dois pássaros-pretos e dois canários-da-terra, além de três aves com anilhas, mas sem a documentação legal. Ele foi multado em R$ 2 mil e vai responder por crime ambiental.

Fonte: Correio do Estado

​Read More
Notícias

Balanço registra 1335 aves apreendidas no Oeste Paulista em 5 anos

O papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva) é campeão nessa triste lista de apreensões realizadas pelo Ibama de Presidente Epitácio (SP), localizado no Pontal do Paranapanema, na divisa entre os Estados do Mato Grosso do Sul e Paraná. Entre 2005 e 2009, período de balanço do órgão federal, 395 aves desta espécie foram capturadas e saíram de cena.

Na sequência ao papagaio-verdadeiro vieram o canário-da-terra (Sicalis flaveola), com 329 indivíduos; o curió (Sporophila angolensis), com 127; pássaro-preto (Gnorimopsar chopi) – 108; coleiro-papa-capim (Sporophila cearulescens) – 106; trinca-ferro (Saltator similis) – 103; sabiá-parda (Turdus leucomelas) – 46; sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris) – 42; coleiro-do-brejo (Sporophila collaris) – 40; e sangrin (Coryphospingus cucullatus) – 39, perfazendo um total de 1335 exemplares apreendidos.

Segundo o Ibama, essas aves são oriundas do tráfico de animais silvestres da própria região e também trazidas ilegalmente do Estado de Mato Grosso do Sul. Geralmente são comercializadas no Sudeste e Sul do país. Os traficantes entram pelo interior do Estado de São Paulo, que normalmente é a rota de acesso para as capitais.

Fonte: EPTV

​Read More
Notícias

Pássaros mantidos em cativeiro são apreendidos em Três Lagoas (MS)

Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas, no Mato Grosso, apreenderam ontem (17), 14 pássaros silvestres que eram criados em cativeiro.

Foram apreendidos cinco curiós, dois canários-da-terra, um coleirinha, um pintassilgo, um sabiá, um pássaro-preto, um azulão e um bigodinho, além de 13 gaiolas.

Os animais eram mantidos em cativeiro por Mário Catania, residente no bairro Vila Maria II, em Três Lagoas, o qual foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.500,00.

O autuado disse aos policiais ter adquirido os animais de terceiros desconhecidos. Ele ainda responderá por crime ambiental, podendo pegar pena de 6 meses a 1 ano de detenção.

A punição para que tem animais silvestres em cativeiro sem autorização é a mesma do tráfico.

Fonte: Jornal do Povo de Três Lagoas

​Read More