Notícias

Mais de cem pássaros morrem envenenados no interior do RS

Dezenas de pássaros morreram em lavoura de arroz (Foto: Reprodução/Fato Novo)

O 3º Pelotão Ambiental (antiga Patram), com sede na Brigada Militar de Montenegro, recebeu denúncia anônima de que dezenas de pássaros estariam morrendo numa lavoura de arroz. A propriedade fica próximo da antiga barragem do Rio Branco, na localidade de Pareci Velho, em Capela de Santana, próximo da divisa com Montenegro.

Os policiais militares estiveram no local na última segunda-feira, dia 25, onde constataram um grande número de pássaros mortos.  “São algumas dezenas, mais de cem”, afirma o comandante do Pelotão Ambiental, o tenente Reinaldo Ferreira de Araújo, temendo que a mortandade aumente. Ele cita que havia não só pássaros mortos no chão, mas até dependurados em árvores. Numa investigação inicial, cita que foi constatada a presença de um fungicida, o Furadan, misturado ao arroz plantado, o que provavelmente teria causado o envenenamento.

Mortandade em lavoura de arroz de Pareci Velho está sendo investigada pelo Pelotão Ambiental da Brigada (Foto: Reprodução/Fato Novo)

Os policiais voltaram ao local ontem, terça-feira, quando foi realizado novo levantamento e coleta de material para análise do Instituto Geral de Perícias (IGP), de Porto Alegre. Conforme o tenente Araújo, a maioria dos pássaros são da espécie chupim, mas ele teme que outras aves e animais, além do próprio lençol freático e do rio Caí, que fica próximo, possam ser afetados. Pela grande quantidade e pelo material estar submerso, não foi possível removê-lo.

As terras teriam sido arrendadas para a plantação de arroz. Os policiais ainda constataram que a licença de operação, concedida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) estaria vencida. Caso seja comprovado o crime ambiental e o autor do dano, estará sujeito a pena entre 6 meses e um ano de reclusão.

Fonte: Fato Novo

​Read More