Você é o Repórter

Cadelas paraplégicas precisam de ajuda com tratamento médico em SP

Luzia
luzia.carreiro@uol.com.br

As cadelas das fotos abaixo são a Pretinha e a Branquinha. As duas são paraplégicas e vivem em um lar temporário em São Paulo.

Atualmente, a pessoa que as levava para fazer fisioterapia passou a ter sérios problemas nos joelhos e na coluna e, por isso, Pretinha e Branquinha terão que começar a fazer a fisioterapia em casa. O custo é de R$ 120 por animal, mas por se tratar de duas cadelas num mesmo local, houve um desconto e o valor caiu para R$ 100 cada, totalizando R$ 200 a sessão das duas.

Entretanto, apenas três pessoas tem ajudado as cadelas, contribuindo cada uma com R$ 20 mensais. Por isso, para que o tratamento de Pretinha e Branquinha não seja interrompido, é necessário que outras pessoas colaborem doando R$ 20 ou mais.

Interessados em ajudar as cadelas devem entrar em contato com Luzia pelo e-mail luzia.carreiro@uol.com.br.

​Read More
Você é o Repórter

Cadelas paraplégicas buscam tutores sem preconceito em São Paulo

As cadelas das fotos são a Branquinha e a Pretinha. Elas foram resgatadas de situações de extremo maus-tratos e agora procuram um novo lar em São Paulo. Estão para adoção responsável e especial. São duas cadelas paraplégicas.

A Branquinha tem por volta de quatro anos e é de porte médio (pesa 9 kg). A pretinha, que é temperamental, tem cerca de cinco anos e também é de porte médio (pesa 18 kg). As duas estão castradas e vacinadas.

As duas buscam adotantes que não tenham preconceito com a deficiência que elas possuem para que elas possam amá-los e serem amadas incondicionalmente. Elas já sofreram muito e merecem ser tratadas como membros da família.

Interessados em adotá-las devem entrar em contato com Luiza através do e-mail luzia.carreiro@uol.com.br ou com Alessandra pelo Facebook.

​Read More
Você é o Repórter

Uma dupla canina muito especial espera por uma chance em Gravataí (RS)

Deise Casartelli da Luz
deise_luz@sicredi.com.br

A dupla Ramona e Francisca é formada por duas cadelas muito especiais. Ela são paraplégicas e vivem em canil público em Gravataí, RS, um local que não é o mais indicado para elas receberem a atenção e o carinho que precisam. São amorosas, carinhosas e queridas. Ela não caminham, mas vivem normalmente. São saudáveis e merecem vencer o preconceito e encontrarem uma família muito legal e carinhosa. Interessados em dar uma chance entrem em contato com a Deise através do telefone abaixo.

Divulgação
Divulgação

Contato: Deise, tel: 51 – 85391073

​Read More
Notícias

Casal produz cadeiras de rodas para cachorras paraplégicas no RS

Reprodução
Reprodução

Um casal mudou o destino de duas cachorrinhas que, depois de anos, voltaram a caminhar, correr e se divertir. Moradores de Pelotas, na Região Sul do Rio Grande do Sul, Jaime Andrade e Silvana Toneta adotaram Fifi e Shakira, que haviam sido abandonadas pelos antigos donos após serem atropeladas e perderem o movimento das patas traseiras.

Para que a dupla pudesse voltar a ter uma vida normal, Jaime produziu com as próprias mãos uma cadeira de rodas para Fifi. “Eu comprei o material usado e fui fabricar a cadeirinha para ela. A gente acabou se apaixonando mesmo e acabamos adotando ela, que veio morar com a gente”, explica o técnico mecânico.

Além de Fifi e Shakira, Jaime e Silvana cuidam de outros seis cachorros e garantem que todo o amor que dedicam aos cãezinhos é recebido de volta.

“A gente recebe tanto amor deles que vale muito a pena tudo isso. Então a gente sacrifica um pouco da nossa vida para ajudar eles, que precisam tanto. Não podemos negar isso, né? Eles precisam da gente e, com certeza, vamos ajudar sempre que pudermos”, afirma Silvana.

A história das cachorrinhas ganhou até página nas redes sociais. Quem faz as publicações é Adriana Menezes, outra apaixonada por cães. Nas fotos e vídeos compartilhados nas redes, dá para ver que, mesmo com dificuldades, os animais conseguem superar a deficiência e ter uma rotina normal.

“A gratidão que eles têm por esse carinho e atenção que damos para eles é muito importante. A página mostra também vídeos emocionantes de outros cachorrinhos para os quais Jaime faz a cadeirinha. Buscamos passar bastante informação sobre os cuidados com esses cachorros especiais, a página está aí para isso, para mostrar como vale a pena ter um cachorrinho especial”, afirma a curadora da página.

O resultado de toda essa dedicação pode ser visto na alegria de Fifi e Shakira, que parecem nem lembrar mais das dificuldades pelas quais passaram. “A gente se sente muito bem, é um sentimento de dever cumprido, vamos dizer assim. É muito bom mesmo”, afirma Silvana.

Fonte: G1

​Read More