Notícias

Pet shop alerta para o câncer de mama em animais em Florianópolis (SC)

(da Redação)

pet

O pet shop Olhos Felinos Caninos em Florianópolis, SC, está realizando esse mês a campanha “Outubro Patinhas Rosas” para conscientizar e alertar sobre o câncer de mama em cadelas e gatas.

A ideia da iniciativa surgiu após a morte de uma cadela diagnosticada com tumores de mamas avançados que estava em tratamento no local. O sofrimento do animal e dos tutores mobilizou a realização da campanha que hoje apresenta sua primeira edição e nos três primeiros dias já conseguiu diagnosticar precocemente três fêmeas com tumores mamários.

O câncer de mama em cadelas ainda é um dos principais tipos de tumor a atingir o mundo canino. “Qualquer neoplasia (câncer) é bastante invasiva no corpo do animal, pois possui metástase (atinge a corrente sanguínea, afetando diferentes órgãos do animal), assim comprometendo toda a saúde, levando-o a óbito. Os órgãos mais acometidos, são: pulmão, fígado e rins”, afirma a sócia-proprietária do pet shop, Rozane Fernandes.

Embora muitos possam acreditar que o câncer de mama é uma exclusividade do mundo canino, Rozane alerta para os perigos envolvendo tumores em felinos. “O câncer de mama ocorre com muito menos frequência em gatos do que cães, mas quando isso ocorre, geralmente é maligno e difícil de tratar. Câncer de mama é o terceiro câncer mais comum em gatos com idades entre 10-14 anos”, diz.

A neoplasia, diferente do que muitos acham, não causa dor e nem desconforto no animal em seu estágio inicial. Quando o tumor começa a aumentar de forma significante, começa a pressionar terminações nervosas, assim causando dor e dor incômodo. Um diagnóstico precoce é imprescindível para a sobrevivência do animais.

Para saber mais sobre a campanha “Outubro Patinhas Rosas” e sobre os tratamento alternativos disponibilizados pelos profissionais visite a página no Facebook e o site do pet shop Olhos Felinos Caninos.

​Read More
Notícias

Hospital Veterinário da Ufba realiza atendimento gratuito em cadelas e gatas com tumores na mama

Divulgação
Divulgação

O Hospital Veterinário da Universidade Federal da Bahia, localizado na Avenida Adhemar de Barros, em Ondina, promove no mês de outubro a “Campanha Outubro Rosa Pet Bahia”. Dentro da programação, cadelas e gatas com tumores de mama irão receber atendimento clínico gratuito a partir do dia 17 de outubro, das 8h às 12h.

Além da avaliação médica do animal, a Campanha Outubro Rosa Pet Bahia possibilitará o exercício de conscientização dos tutores quanto aos fatores de risco, a necessidade do toque amigo e alertar sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama em cadelas e gatas.

A Campanha Nacional de Prevenção contra o Câncer de Mama em Animais de Companhia, que está em sua segunda edição, conta com a participação de instituições públicas e privadas relacionadas à medicina veterinária e ao bem estar animal.

Diversas cidades do país promovem atividades relacionadas à prevenção e tratamento do câncer de mama no mês de outubro. Em Salvador, o projeto é coordenado pela Prof. Dra. Alessandra Estrela Lima, médica veterinária, coordenadora da Pós-Graduação em Ciência Animal nos Trópicos e professora do Departamento de Anatomia, Patologia e Clínica da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFBA. Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: alestrela@gmail.com.

Fonte: Correio 24 Horas

​Read More
Notícias

Campanha alerta sobre câncer de mama em animais

Outubro rosinha alerta sobre câncer de mama em cães (Foto: Reprodução Internet)
Outubro rosinha alerta sobre câncer de mama em cães (Foto: Reprodução Internet)

O Outubro Rosa, campanha do grupo Amigas do Peito para conscientizar sobre o câncer de mama, ganha em Bauru uma versão animal, com a idealização do Outubro Rosinha.

O envelhecimento dos cães e gatos exige mais cuidados com a saúde do animal doméstico. Abrindo mais uma frente, além do combate aos maus-tratos, profissionais e pessoas envolvidas com a causa animal se mobilizam para a prevenção do câncer de mama principalmente em cachorras e gatas.

A protetora de animais, a comerciante Mariana Fraga Zwicker, 33 anos, idealizadora do Outubro Rosinha, vende artigos – semijoias, bolsas, chinelos e outros – com motivos animais para o público que gosta de bichos.

Ela percebeu que sua clientela constantemente comenta da saúde de seus animais domésticos. Mariana percebeu a urgência de uma mobilização com o apelo Outubro Rosinha ao integrar uma força-tarefa para encontrar os tutores da cadelinha basset Gauchinha (leia mais abaixo).

Aos 13 anos e com nódulos mamários, Gauchinha apareceu na praça Nove de Julho (praça da ITE), na Vila Pacífico. A simpática basset estava desorientada após ter fugido de casa.

Mariana avalia que o câncer de mama em animais ainda é pouco conhecido por grande parte das pessoas. Com idade avançada, Gauchinha não é castrada e chamou sua atenção porque representa uma geração de animais idosos que receberam em sua trajetória de vida alimentação balanceada – ração –, atendimento veterinário e outros cuidados e vivem mais e melhor.

Depois de uma certa idade, cadelas devem ser examinadas constantemente (Foto: Reprodução Internet)
Depois de uma certa idade, cadelas devem ser examinadas constantemente (Foto: Reprodução Internet)

Mariana comenta que, devido à idade da Gauchinha, os veterinários têm restrições em submetê-la a uma cirurgia para retirada dos tumores (miomas) aparentes nas mamas da basset.

“Às vezes, o animal pode não aguentar a anestesia porque um animal idoso fica mais sensível”, pontua. Neste caso, a protetora de animais avalia que o bicho receberia um tratamento menos convencional, com adoção de anestésico mais apropriado.

Pontapé inicial

O Outubro Rosinha começa com a comercialização de camisetas confeccionadas para conscientização. Mariana articula a confecção das peças para venda a preço de custo.

“O objetivo é realmente o trabalho de conscientização das pessoas”, pontua. Na próxima semana, deve sair a primeira leva de camisetas. A comercialização será feita na loja de Mariana.

Serviço

As camisetas do Outubro Rosinha serão vendidas na loja Animal Lover, instalada na Galeria Victoria, na avenida Getúlio Vargas, 6-15, loja 12.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3243-4312.

Castração

A campanha também foca os benefícios da castração dos animais domésticos. A protetora de animais Mariana Fraga Zwicker cita que as pessoas temem a castração por imaginar que seu bicho doméstico será mutilado.

A veterinária Fabiana Sargasso explica que, quando a fêmea não é castrada, poderá desenvolver gravidez psicológica – pseudociese ou falsa prenhez.

Conforme Sargasso, as mamas podem ficar repletas de leite e desenvolver quadro inflamatório, com possibilidade de evolução para o câncer mamário. A veterinária não nega que determinadas fêmeas castradas possam desenvolver câncer mamário, exigindo acompanhamento constante, com exames de ultrassom e raio-X.

A veterinária esclarece que estudos nos Estados Unidos demonstraram que cadelas castradas antes do primeiro cio – cerca de seis meses de vida – no futuro terão somente 0,5% de chance de desenvolverem câncer de mama. As mesmas condições de castração em gatas podem reduzir em até 80% a probabilidade de desenvolvimento do câncer mamário.

Sargasso orienta os tutores que conheçam o histórico familiar dos seus animais, devido à propensão genética relacionada com algumas doenças. Conforme a veterinária, a possibilidade de uma fêmea desenvolver câncer mamário aumenta caso sua mãe tenha desenvolvido a enfermidade.

Em seu consultório, a veterinária deixa à vista dos clientes material de orientação pontuando os benefícios da castração.

A castração evita crias indesejadas, doenças sexualmente transmissíveis, cruzamento indesejável, previne doenças (neoplasias em órgãos reprodutivos), evita a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis, previne outros tipos de doenças graves, como a piometra, causada por uma infecção bacteriana dentro do útero de cadelas e gatas.

A bióloga Fátima Schroeder, da ONG Naturae Vitae, reforça que ainda há muita desinformação com relação ao benefício da castração. “Há também falta de um hospital público”, finaliza.

Fonte: Jc Net

​Read More