De olho na saúde

Outubro Rosa Animal: câncer de mama não é exclusividade dos humanos

As fêmeas com idade entre 10 e 11 anos correm maior risco de desenvolver o câncer

Em plena campanha do Outubro Rosa, um alerta lembra que a prevenção contra o câncer de mama não deve ser exclusividade dos humanos. A doença também atinge animais, como cadelas e gatas.

De acordo com a rede de hospitais veterinários Pet Care, 17% dos casos de câncer em gatas, atendidos pela instituição, correspondem a tumores na mama. Já em cadelas, esse número chega a 53%.

O índice reforça a necessidade de conscientizar os tutores de animais sobre a importância de exames periódicos. O diagnóstico precoce em animais tem tanta relevância quanto em humanos, aumentando em 90% as chances de cura, segundo o hospital.

Fatores como genética, natureza hormonal e até o ambiente podem influenciar no aparecimento da doença. As fêmeas com idade entre 10 e 11 anos correm maior risco de desenvolver o câncer, que é menos frequente em raças de cadelas como Beagle e Boxer.

Para diagnosticar o câncer em animais, os tutores podem observar o aparecimento de nódulos, pólipos ou aumento de volume no tecido mamário; um exame feito pela palpação das mamas, mesmo no ambiente doméstico, também pode ser eficaz.

Especialistas reforçam que a castração precoce, antes do primeiro cio, é o procedimento mais indicado na prevenção do tumor. A chance de animais castrados somente depois do segundo cio desenvolverem a doença sobe de 0,5% para 26%.

Fonte: O Povo 

​Read More
Notícias

Outubro Rosa também faz alerta a câncer de mama em cães e gatos

Carolina Laus Mariot descobriu um nódulo na yorkshire Mel, de 11 anos - Daniel Queiroz/ND
Carolina Laus Mariot descobriu um nódulo na yorkshire Mel, de 11 anos – Daniel Queiroz/ND

Voltado principalmente à prevenção do câncer de mama nas mulheres, o Outubro Rosa é um alerta também a cães e gatos. Muitos tutores não sabem, mas o câncer de mama é um dos mais comuns em cadelas e gatos e de fácil identificação. A principal forma de prevenção, de acordo com o veterinário Luciano Silva, é a castração. Animais que são castrados antes do primeiro cio reduzem significativamente as chances de desenvolver um câncer de mama.

A advogada Carolina Laus Mariot, 41 anos, descobriu um nódulo na yorkshire Mel, de 11 anos, ao apalpar o animal doméstico. “Vi que tinha uma bolinha na mama e levei ela ao veterinário. Surgiu de repente e, assim que ela foi diagnosticada com câncer de mama, já passou pela cirurgia”, explica. De acordo com o veterinário Luciano, assim como nos humanos, a melhor forma de descobrir algo de errado nos animais, é pelo toque. “A primeira etapa é a apalpação. O toque pode ser feito pelo tutor em casa na região das mamas e, qualquer aumento de volume que cause dúvidas, deve-se buscar auxílio de um profissional”, diz ele.

Quando constatado o câncer, o animal passa por uma série de exames, como ultrassom, raio-x e, em caso de cirurgia, biópsia. No caso de Mel, o câncer foi detectado no fim de agosto e, em 14 de setembro, ela passou por uma hora de cirurgia para a retirada de dois nódulos malignos. Para Carolina, Mel é como se fosse da família. “Fiquei sem dormir quando ela foi diagnosticada, mas foi tudo muito tranquilo. Fla ficou uma semana tomando remédios e agora já está boa”, diz. Após a cirurgia, um acompanhamento deve ser feito pelos próximos cinco anos para tentar evitar a reincidência do câncer.

Após a cirurgia, um acompanhamento deve ser feito pelos próximos cinco anos para tentar evitar a reincidência do câncer - Daniel Queiroz/ND
Após a cirurgia, um acompanhamento deve ser feito pelos próximos cinco anos para tentar evitar a reincidência do câncer – Daniel Queiroz/ND

Segundo Luciano, a castração reduz significativamente a propensão ao câncer, mas a idade, como no caso de Mel que tem 11 anos, também é um fator de risco. “Este é o método preventivo mais importante, mas não dá garantia de 100%. Outro fator é o uso de anticoncepcionais, que é um dos principais causadores de câncer de mama”, explica.

Cirurgia tem sucesso de 90%

Nem toda bolinha nas mamas dos animais é um nódulo. Há casos em que são apenas bolas de gordura ou mesmo hérnias. Mas é importante ficar atento e procurar um profissional para avaliar o que foi encontrado. De acordo com o veterinário Luciano, nos gatos, 90% dos nódulos são malignos. Enquanto que nos cachorros, esse índice fica entre 60 e 70%. “Normalmente é feita uma coleta desse material, que pode ser mais simples ou complexa, para fazer a retirada de uma área maior do tecido em volta das mamas”, comenta ele. Na clínica em que Luciano é proprietário, o câncer de mama é a quarta causa mais comum de cirurgias na clínica.

Nos casos de adenocarcinoma, que são os mais comuns, a quimioterapia geralmente não é indicada, pois tem baixa efetividade. Por isso, recomenda-se a cirurgia, que sai, em média, por R$ 1,5 mil, incluindo os exames. “É importante dizer que esse diagnóstico inicial não dói, é rápidos e tem um custo baixo. Além disso, a taxa de resolução é muito boa. Identificado o nódulo em fase onde pode ser operado, o índice de sucesso é acima de 90%”, explica Luciano.

Fonte: ND Online

​Read More
Notícias

Feira de adoção integra campanha Outubro Rosa Animal em Petrópolis (RJ)

A filhote Kia e os adultos Susy e Vicente precisam de um lar (Foto: Divulgação)
A filhote Kia e os adultos Susy e Vicente precisam
de um lar (Foto: Divulgação)

Acontece no sábado (24) em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, a feira de adoção de cães e gatos, adultos e filhotes, dentro do Outubro Rosa Animal, que será realizado na Clínica Veterinária Amigo Bicho, na Rua Montecaseros, nº 414, no Centro. A feira, que será das 10h às 17h, é promovida pelo projeto Pró-Patinhas, que resgata animais abandonados e encontra um lar para os animais.

Todos os animais a procura de um novo lar estarão vacinados, vermifugados e castrados ou com castração garantida. Para adotar é necessário ser maior de 18 anos, estar com identidade e comprovante de residência e é obrigatório firmar compromisso de guarda responsável.

O Pró-Patinhas surgiu em 2013, derivado de outros grupos na cidade, e realiza trabalhos de resgate, reabilitação de animais doentes, campanhas de adoção e ações educacionais como forma de inibir maus-tratos e diminuir o número de animais abandonados nas ruas de Petrópolis.

O evento Outubro Rosa Animal, realizado pela clínica veterinária, também vai promover ações que visam alertar sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama também nos animais domésticos.

Além da feira de adoção, o evento oferecerá avaliação preventiva gratuita em fêmeas contra tumores mamários e, às 15h, haverá palestra da veterinária e mestre em oncologia Mariana Cazaux, sobre castração (para prevenir o problema), mastectomia (quando os tumores estiverem desenvolvidos) e como fazer o exame das mamas no pet (para o diagnóstico precoce). Haverá vermifugação gratuita.

A ação chama a atenção também para os benefícios da castração que, segundo especialistas, diminui a influência hormonal e também previne piometra, tumores ovarianos, infecção uterina, crias indesejadas e o consequente aumento do número de animais abandonados.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Veterinários promovem Outubro Rosa animal no Parque da Cidade

Castração pode diminuir em 95% a chance do desenvolvimento do câncer de mama entre os cachorros Reprodução/TV Record Brasília
Castração pode diminuir em 95% a chance do desenvolvimento do câncer de mama entre os cachorros (Reprodução/TV Record Brasília)

Veterinários do DF promovem, neste sábado (25), a Primeira campanha de prevenção ao câncer de mama em animais. A iniciativa, realizada no Parque da Cidade, região central de Brasília, foi motivada pelo outubro rosa.

Nos animais, o câncer de mama surge, na maioria das vezes, quando eles ficam mais velhos. Como a causa é hormonal, o ideal é fazer a castração da fêmea ainda filhote; o que diminui em 95% as chances de um animal desenvolver a doença.

Caso não tenha passado pelo procedimento, os tutores devem ficar atentos ao surgimento de possíveis nódulos.

A campanha acontecerá no Parcão – espaço exclusivo para cães – do Parque da Cidade Sarah Kubitscheck.

Fonte: R7

​Read More