Notícias

Mãe orangotango e seu bebê são resgatados após incêndio em floresta na Ilha de Bornéu

Os orangotangos foram levados por moradores locais para Ketapang, na Indonésia


Créditos: International Animal Rescue

Recentemente, uma equipe da Unidade de Resgate de Animais Selvagens (WRU) do Centro de Conservação de Recursos Naturais (BKSDA Kalbar) e do Resgate Internacional Animal (IAR) da Indonésia  resgatou uma mãe e um bebê orangotango depois que um incêndio destruiu o habitat dos animais, na floresta em Bornéu Ocidental.

De acordo com o site World Animals News desta terça-feira (28), o animal, de cerca de 10 anos, e seu bebê de dois meses, foram os primeiros orangotangos a serem resgatados no distrito de Ketapang, na Indonésia, depois que foram levados por moradores locais e mantidos numa jaula.

Infelizmente, os dados coletados pela Unidade de Proteção ao Orangotango (OPU) do  Resgate Internacional Animal (IAR), indicaram que o número de conflitos entre humanos e orangotangos na área tem aumentado desde o último verão devido à ocorrência de constantes incêndios florestais.

Sadtata Noor Adirahmanta, chefe da BKSDA West Kalimantan, relatou em um comunicado:  “Muitos trabalhos de conservação foram realizados nos últimos anos, tanto pelo governo quanto por seus parceiros. No entanto, os desafios e os problemas estão aumentando e, em resposta, outras ações precisam ser tomadas”.

Ela continuou: “As raízes do problema decorrem de conflitos decorrentes do fato de não ter sido dada atenção suficiente à conservação de plantas e animais selvagens”.

O orangotando mãe e filho, foram nomeados Qia e Mama Qia, enviados à Unidade de Proteção ao Orangotango (OPU) do IAR em 4 de janeiro e estavam em condições normais de saúde.

Créditos: International Animal Rescue

Dias depois, a  OPU liberou os orangotangos para que eles pudessem voltar à floresta, no entanto, os orangotangos não foram muito longe, muito menos migraram para a floresta.

Logo após o incidente, a OPU revolveu fazer uma pesquisa no local e constatou que as florestas na área haviam sido fragmentadas pelos incêndios, que já não estavam mais conectadas a uma grande floresta. Com isso, a a equipe de resgate do IAR e os membros da BKSDA, decidiram levar os orangotangos para um local mais seguro.

A floresta escolhida foi a Sentap Kancang, há 5 km de distância de onde os orangotangos se encontravam, uma área com mais de 40 mil hectares, e foi escolhida não só pelo tamanho, mas porque a quantidade de orangotangos na região, é baixa.

A translocação dos animais foi feita com êxito, no entanto, os ativistas estão cientes que não estão lidando com a raiz do problema, que é combater os incêndios e ameaça à sobrevivência das populações de orangotangos


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More