Notícias

Congresso aborda justiça ecológica e solidariedade interespécies no contexto da Covid-19

Congresso aborda justiça ecológica e solidariedade interespécies no contexto da Covid-19
Foto: Reprodução/ Facebook/ ONG AFANA

Entre os dias 6 e 9 de outubro de 2020, sob o formato de webinar em razão da pandemia da Covid-19, será realizado o “VII Congresso Mundial de Bioética e Direito Animal” com uma carga horário de 40 horas registradas em certificado conferido a todos os participantes do evento.

O congresso é uma iniciativa acadêmica do Instituto Abolicionista Animal (IAA), desta vez em formato virtual pela plataforma Sympla, em parceria com a Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), a Universidade Católica do Salvador (UCSAL) e a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Com o tema “Justiça ecológica e solidariedade interespécies”, o evento irá reunir profissionais de diversas áreas do conhecimento, abordando os temas mais inovadores e relevantes da Bioética e do Direito Animal, além de oferecer minicursos, mostras de comunicações e pesquisas, inclusive lançamento de livros específicos.

Para o professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) Tagore Trajano de Almeida Silva, 36 anos, um dos organizadores do congresso, esse evento é importante para discutir as temáticas da Justiça ecológica e da solidariedade interespécies no mundo.

“Pensar no planeta terra é pensar na casa de todos nós, casa de todas as espécies, casa para todos aqueles humanos e não humanos, para todos os seres que fazem parte desse planeta. Então o objetivo do congresso é juntar os maiores ícones do Brasil e do mundo para discutir a temática da bioética e dos direitos animais”, disse Trajano em entrevista à Anda.

Congresso aborda justiça ecológica e solidariedade interespécies no contexto da Covid-19
Foto: Reprodução/ Pixabay

O congresso terá participantes internacionais; como professores, convidados e palestrantes de países como Estados Unidos, Espanha e China. O Congresso Mundial de Bioética e Direitos animais é realizado a cada dois anos. Esse ano em razão da pandemia do Covid-19 será realizada de forma virtual na plataforma Sympla. O último congresso foi realizado na cidade de João Pessoa (PB) de forma presencial em 2018.

Segundo o professor Tagore, um dos primeiros pontos a ser abordado no congresso é o aprendizado que a população teve com a pandemia do Covid-19. “ O grande objetivo hoje da palestra de abertura do congresso é falar sobre os efeitos da pandemia no nosso planeta; como é que essa pandemia interagiu e quais são os efeitos ao planeta, seja ele negativo ou positivo, se é que podemos falar em ponto positivo dessa pandemia, queremos discutir a relação com a natureza e qual é a lógica pedagógica desse vírus, e principalmente o que ele nos veio a ensinar; exemplos; trouxe mais empatia, mais compaixão, piedade e compreensão do outro”, destacou um dos organizadores do evento realizado via online.

Para Tagore, o que fez o projeto do Congresso dá certo foi a união e o trabalho de equipe de várias instituições que visam o mesmo objetivo que é: bioética e os direitos animais, ressaltando que o maior ensinamento da pandemia foi a solidariedade e o apoio entre grupos, em torno de um proposito só, que é a solidariedade interespécies.

O idealizador do projeto ainda destaca que o congresso vai discutir temas que antes da pandemia eram pouco falados. “O culturalismo, o uso de animais de alimentação, discutir o desgaste do capitalismo, e o que o isso está provocando no mundo, porque se gerou uma pandemia zoonótica vinda dos animais, todos esses temas eram pouco abordados na mídia antes da pandemia, o Congresso vai abordar esses temas relevantes”, esclareceu um dos organizadores em entrevista à ANDA.

Já para o advogado e doutorando em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) Thiago Pires Oliveira,36 anos, idealizador e presente desde 2008 em todos os Congressos mundiais de bioética e direito animal. O evento mudou a sua vida completamente e a sua maneira de pensar o mundo.

“ Hoje eu sou vegano, hoje eu tenho uma visão muito mais amadurecida e mais crítica do direito animal, um pensamento que as pessoas levem mais a sério os seres mais vulneráveis e que os direitos animais sejam respeitados”, disse.

“Desde 2008, a minha vida pessoal deu um salto, e como se tivesse passando um filme da minha história, e ver o quanto meu pensamento mudou. Hoje sou muito mais consciente dos direitos animal”, declarou Oliveira em entrevista à ANDA.

Papel do Setor Público

Para o promotor de Justiça do Meio Ambiente e Urbanismo da Comarca de Salvador Luciano Rocha Santana, 55 anos, fundador e atual presidente do Instituto Abolicionista Animal (IAA), e um dos organizadores do “XII Congresso Mundial de Bioética e dos Direito Animal”, o evento que é bianual busca discutir as questões éticas e jurídicas emergentes do mundo.

“O Ministério Público vem desenvolvendo um papel de protagonista na defesa dos direitos animais e da natureza, a partir da utilização dos instrumentos jurídicos diversos, tanto jurisdicionais quanto extra jurisdicionais. Como instrumentos jurisdicionais temos a ação civil pública, a ação penal pública e a ação improbidade administrativa”, declarou o promotor de Justiça em entrevista à ANDA.

Congresso aborda justiça ecológica e solidariedade interespécies no contexto da Covid-19
Foto: Reprodução/ Facebook/ IAA

Para o fundador do Instituto Abolicionista Animal, é muito importante a utilização da recomendação do compromisso de ajustamento de conduta. “O Ministério Público Brasileiro, tanto o Ministério Público Federal, quanto o Ministério Público dos Estados, do Distrito Federal e territórios, dispõe de um arsenal de instrumentos jurídicos que podem ser usados em defesa do meio ambiente e dos animais”, enfatizou.

Luciano Rocha ainda destaca o trabalho realizado pelo Instituto Abolicionista Animal (IAA) no qual é um dos fundadores. “O Instituto como associação civil de caráter cientifico- educacional vêm desenvolvendo um trabalho pioneiro na defesa dos direitos animais”, ressaltou Santana.

O Instituto Abolicionista Animal (IAA) é uma associação civil de direitos privado criada em 08 de agosto de 2006 com intuito de promover o desenvolvimento dos estudos acadêmicos e a difusão cientifico – educacional do direito animal, na condição de ramo autônomo do direito. Esta associação é sediada na Cidade de Salvador (BA).

O IAA contribuiu para a criação do periódico acadêmico Revista Brasileira de Direito Animal, primeiro periódico da América latina especializado no Direito Animal.

Foto: Reprodução/Facebook/IAAE

Inscrição

Para o professor associado da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) Patryck de Araújo Ayala, o Congresso Mundial de Bioética e Direito Animal é o maior evento dedicado ao tema no Brasil e possivelmente na América Latina.

Segundo Patryck, que também é um dos organizadores do congresso, o evento já conta com mais de 500 inscritos até o momento.

Para o professor de Direito na Faculdade Federal do Mato Grosso, atualmente o mundo precisa de uma aproximação do Direito com a ciência.

“Os sistemas naturais e todas as formas de vida são importantes e merecem o respeito da comunidade humana”, pontuou Ayala em entrevista à ANDA.

O professor ainda cita a importância do congresso para as pessoas se conscientizarem dos direitos animais. “Talvez a nossa maior contribuição seja estimular essa reflexão: para o direito, todas as formas de vida importam e devem importar”, ressaltou Patrick Araújo.

Quem quiser participar do XII Congresso Mundial de Bioética e Direito Animal, que será entre o dia 6 ao dia 9 de outubro, pode se inscrever no link: Sympla.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

​Read More
Notícias

Feira vegana online garante sobrevivência do pequeno produtor durante pandemia

Pequenos e médios produtores veganos e artesanais de Belo Horizonte (MG) encontraram na internet a saída perfeita para manter seus negócios funcionando em meio à pandemia.

A Feira Vegana Virtual está situada em uma plataforma intitulada Paraíso Veg e substitui as feiras feitas na rua. O objetivo é respeitar a quarentena e evitar aglomerações.

Reprodução/Pixabay/Congerdesign

No site, são encontrados desde ovos de páscoa, a molhos, carnes veganas, kombuchas, marmitas e biscoitos. As informações são do portal Hypeness.

Através da plataforma online, o cliente seleciona os pedidos, que devem ter valor total de no mínimo R$ 49 – com taxa de R$ 15 -, e os recebe através de um sistema de delivery. Os produtos são deixados pelos produtores em um centro de distribuição, onde cuidados de higiene e segurança são tomados, por conta da Covid-19.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Cartão virtual vegano é lançado em Londres

O primeiro cartão pré-pago vegano do mundo já está disponível – Vegannection é um cartão virtual que você usa através do seu smartphone.

Foto: Reprodução| Divulgação

O cartão Vegannection, que só pode ser usado em estabelecimentos 100% veganos, dá aos usuários dois por cento de volta cada vez que fazem um pagamento usando o cartão.

De acordo com a Plant Based News, o cartão só pode ser usado em Londres, mas um porta-voz da Vegannection disse que futuramente atenderão 13 países diferentes, incluindo Bélgica, Peru, Portugal, Reino Unido, México, França, Hong Kong, Áustria, EUA, Brasil, Canadá, e a Alemanha.

“Em alguns meses, anunciaremos nossos parceiros de outras partes do Reino Unido e da Europa”, disse Vegannection à PBN . “Depois disso, vamos começar em outros continentes.”

Eles acrescentaram: “Estamos muito orgulhosos de todo o feedback que recebemos até agora.

“A maioria das pessoas acha que este cartão é uma ferramenta perfeita para apoiar a economia vegana, os varejistas , os consumidores e o estilo de vida vegano.

“Temos uma grande visão deste projeto e um mundo melhor no futuro próximo. Estamos realmente animados para ver isso ganhar vida em breve”.

 

​Read More
Notícias

Varejista global abandona mohair após exposição de crueldade animal

O mercado global e on-line Notonthehighstreet anunciou que está abandonando mohair por “motivos de crueldade contra animais”.

A marca, que abriga mais de 5 mil pequenas empresas criativas no Reino Unido, informou a esses parceiros que estará “implementando uma proibição da venda de produtos que contenham mohair entrando em vigor a partir do final de 2019”.

A decisão foi feita após um recente vídeo exposto pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) da indústria de mohair na África do Sul. O país é a fonte de mais de 50% de mohair do mundo.

Fazendeiros são vistos puxando animais pelos pés (Foto: Plant Based News)

Segundo a PETA, sua exposição é a primeira do gênero e abrange 12 fazendas visitadas por uma testemunha da PETA Ásia em janeiro e fevereiro deste ano.

“Trabalhadores foram vistos arrastando cabras pelos chifres e pernas, e levantando-as do chão pela cauda, ​​o que poderia quebrar suas espinhas. Filhos de cabra que estavam sendo tosquiados pela primeira vez gritaram de medo”, disse PETA.

“Depois, os trabalhadores atiram os animais no chão. Em agosto, o Conselho Nacional de SPCAs impetrou acusações de crueldade contra animais contra quatro fazendeiros de cabras em angorá, com base em evidências da investigação da PETA Ásia”.

“A força policial nacional da África do Sul está investigando os agricultores, tosquiadores e outros trabalhadores rurais”.

O Notonthehighstreet juntou-se a outros varejistas que também aderiram à decisão, como o ASOS, o Marks & Spencer e o H & M.

“A Notonthehighstreet reconhece que nenhum lance ou par de luvas vale o sangue, o medo e os chiliques de cabras delicadas – e todos os outros varejistas também deveriam”, disse Yvonne Taylor, diretora de projetos corporativos da PETA, em comunicado.

“A PETA lembra aos consumidores que, ao fazer compras on-line, eles devem sempre verificar a composição do material dos produtos com cuidado para evitar adicionar qualquer item contendo mohair em suas cestas de compras”.

​Read More
Notícias

Programa de treinamento online incentiva veganismo para reverter e combater diabetes

O Colégio Americano de Medicina do Estilo de Vida (ACLM, da sigla em inglês) lançou um novo programa de treinamento online que incentiva uma dieta baseada em vegetais para reverter e combater a diabetes. Chamado de “Mastering Diabetes to its Lifestyle Medicine Corporate Roundtable” (Controlando a diabetes em uma Mesa Redonda Corporativa de Medicina do Estilo de Vida), o projeto tem como objetivo fazer com que a alimentação se torne o principal remédio para controlar a doença.

Reprodução | LiveKindly

A iniciativa teve início no ano passado, quando Cyrus Khambatta, Ph.D., e Robby Barbaro, ambos com diabetes tipo 1, resolveram começar uma comunidade online para apoiar diabéticos. O intuito era oferecer aconselhamento personalizado e orientação para pacientes diagnosticados com diabetes tipo 1, diabetes tipo 1.5, pré-diabetes e diabetes tipo 2. A princípio, o grupo era chamado de “Mastering Diabetes”.

Ambos os criadores afirmam que, ao adotarem uma dieta vegana, à base de vegetais, com alimentos integrais e de baixo teor de gordura, milhares de pacientes reverteram a resistência à insulina, perderam peso, experimentaram aumento dos níveis de energia e reduziram as complicações da doença. Foi então que eles resolveram se unir ao ACLM para criar um programa oficial, que as pessoas possam seguir e obter os resultados desejados.

“O Mastering Diabetes fornece treinamento para aqueles com diabetes e pré-diabetes, usando uma abordagem eficaz de que alimentos são medicamentos”, acrescentou o presidente do ACLM, George Guthrie, MD, MPH, FACLM. “O programa pode ser de grande benefício para pacientes que desejam apoio personalizado para controlar ou reverter a diabetes. Temos o prazer de recebê-los em nossa mesa redonda”.

Reprodução | LiveKindly

A diabetes não é a única doença crônica que uma dieta vegana pode ajudar a controlar, ou até mesmo reverter. Uma pesquisa recente conduzida na China ligou uma dieta à base de fibra e rica em vegetais à redução dos sintomas de depressão.

Além disso, o programa NEWSTART Lifestyle trabalha para eliminar a hipertensão arterial prescrevendo aos pacientes uma dieta baseada em vegetais conjuntamente com exercícios moderados. O programa foi desenvolvido por uma equipe de pesquisadores, mas principalmente por M. Alfredo Mejia, professor associado do Departamento de Saúde Pública, Nutrição e Bem-Estar da Universidade Andrews, em Michigan.

​Read More
Notícias

Programa online e gratuito será lançado para orientar famílias que pretendem iniciar dietas à base de plantas

Um programa online direcionado para famílias que desejam introduzir uma dieta baseada em vegetais em seus lares será lançado no dia 10 de julho. Com a duração de uma semana, o curso gratuito contará com vídeos explicativos e com dicas sobre os benefícios de dietas veganas.

Um programa online direcionado para famílias que desejam introduzir uma dieta baseada em vegetais em seus lares será lançado no dia 10 de julho.
Foto: Divulgação

A webcelebridade, Cory “Lean Green Dad” Warren, conhecido por compartilhar receitas veganas em seu perfil no Instagram , será o anfitrião do encontro.  “Quer saber como introduzir uma dieta à base de plantas em sua casa? Temos tudo o que você precisa saber e todas as respostas para suas perguntas ”, escreveu Warren em um vídeo promovendo a conferência.

 

O programa contará com palestras de 30 especialistas em alimentos à base de plantas para auxiliar e guiar as famílias que ainda estão em dúvida ou não sabem como introduzir uma nova dieta em suas casas. Entre os profissionais estão médicos, pesquisadores, autores e influenciadores, e a maioria deles também são pais que passaram pela mesma trajetória com seus filhos.

O curso é destinado a famílias que já são adeptas à dieta, famílias que querem fazer a transição e também para aquelas que desejam melhorar a saúde, diz Warren.

Os vídeos abordarão questões relacionadas à nutrição das crianças; situações sociais, como festas infantis de aniversário; dicas para as grávidas ou mulheres que estão amamentando; esclarecimentos se veganos precisam tomar suplementos e como tornar a transição o mais simples e acessível.

Dr. John McDougall da McDougall Foundation está na lista de palestrantes. Além dele, Jordan Woods Robinson, ator de The Walking Dead, Kevin Cosmo da High Energy Parenting e o cardiologista holístico Dr. Joel Kahn, entre outros, também estarão compartilhando dicas sobre como criar crianças veganas de forma saudável ​​e tranquila.

A iniciativa é parte do crescente mercado global de bens e serviços voltados para famílias veganas.

Em maio, a Raise Vegan lançou um periódico que se tornou a primeira revista digital e impressa do mundo voltada para pais veganos. A publicação pretende ser um recurso positivo, inspirador e útil para pessoas que já têm ou pretendem criar crianças veganas.

A conferência de pais veganos será realizada entre os dias 10 e 16 de julho. Os interessados ​​poderão assistir e ouvir as entrevistas online aqui.

​Read More
Você é o Repórter

Curso de confeitaria vegana online tem matrículas e promoção prorrogadas

As fundadoras do Cake Vegan Cake – a primeira confeitaria vegana do RJ, Juliana Gondo e Dona Regina Gondo, compartilharão seus conhecimentos em um curso inédito de confeitaria vegana 100% online e com acesso irrestrito durante um ano. Com o investimento de apenas R$ 197,00 você aprenderá:

• Como fazer creme de leite de castanha de caju
• Como fazer leites vegetais
• Como trabalhar com agar agar.
• Como trabalhar com oleaginosas.
• Como fazer massas de torta viva e sem açúcar.
• Truques e segredos da Dona Regina.

Além de reverter 3% do valor da inscrição para a castração de animais vítimas de abandono no Rio de Janeiro. Interessados em participar podem realizar a inscrição clicando aqui.

​Read More
Você é o Repórter

Curso de ‘Aromaterapia para Animais’ é oferecido online

02
Divulgação

Aromaterapia (em humanos, animais e vegetais) é o tratamento complementar (complementar a outras terapias convencionais ou não-convencionais) com a utilização dos óleos essenciais (substâncias aromáticas vegetais e naturais) para reequilíbrio das energias do corpo, mente e emoções sendo, portanto, um tratamento holístico.

O termo Aromaterapia foi criado pelo químico francês René Maurice Gattefossé, em 1928. Os animais, por terem o olfato muito mais desenvolvido que os humanos, respondem muito bem à aromaterapia. Os métodos de aplicação: massagens, inalação, compressas, e mais raramente ingestão.

O curso de Aromaterapia para Animais é reconhecido e apoiado pela ABRATH (Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos) e apoiado pela Phytoterápica. E agora está disponível à distância e online.

O custo de investimento são duas parcelas de R$190,00 ou R$350,00 à vista com desconto. No caso do pagamento parcelado você recebe metade do curso e com a quitação. E após um mês, recebe a segunda metade. São 150 horas aulas de curso, com acompanhamento até 2 meses após a finalização. O certificado é apoiado pela ABRATH.

Para realizar a inscrição, os interessados devem enviar um e-mail para o endereço mfollain@terra.com.br, com os seguintes dados:
– Nome completo;
– Telefone para Contato (com DDD) ;
– Profissão;
– Cidade/Estado onde reside;
– Endereço completo para correspondência;
– CEP;
– E-mail, para onde quer que os módulos e questionários sejam enviados;

Programa do curso:
– O que são saúde e “doença”?;
– Saúde e Doença nos Animais;
– Terapias Não Convencionais;
– Holismo;
– Doenças Psicossomáticas e Estresse nos Animais;
– Terapias Fitoterápicas e Osmologia;
– O que é Aromaterapia?;
– História da Aromaterapia;
– Inteligência e Emoções nos animais;
– O olfato e o tato na Aromaterapia;
– Os animais domésticos;
– O cão;
– O gato;
– Formas de Utilização dos Óleos Essenciais;

Ação e Propriedades dos principais óleos essenciais nos animais:
– Alecrim – Rosmarinus officinalis
– Bergamota – Citrus bergamia
– Camomila – Matricaria recutita
– Eucalipto – Eucalyptus globulus
– Lavanda – Lavandula officinalis
– Limão – Citrus limonum
– Rosa – Rosa damascena
– Sândalo – Santalum album
– Manjerona, Tea Tree, etc.
– O Terapeuta Holístico
– Legislação

Ministrante: Martha Follain.
Carga horária: 150 horas/aula
Curso apoiado pela ABRATH, válido em todo o território nacional

Sobre o curso:
1- O aluno deverá acertar 70% das questões de cada questionário para ser aprovado. Caso assim não aconteça, receberá um questionário adicional e/ou a devolução das questões respondidas erradamente, para refazê-las;
2- O pagamento parcelado deve ser feito da seguinte forma: ato da matrícula, 30 dias. Exemplo: se o aluno depositou a 1ª parcela no dia 15, deverá saldar as outras parcelas nos subsequentes dias 15 – não importando em que altura esteja do curso (1º, 3º, ou qualqiuer outro módulo);
3- O certificado será enviado depois da quitação final e entrega/correção de todos os questionários respondidos;
4- Depois da quitação final e entrega/correção de todos os questionários, o certificado será enviado pelo correio dentro de 20 dias;
5- O aluno que pagar o curso à vista, receberá o curso completo, logo após a quitação – mas só receberá o certificado após a entrega de todos os questionários respondidos;
6- O aluno terá o tempo máximo de 6 meses, a partir da data da matrícula, para finalizar seu curso. Depois desse tempo, caso não o faça, o aluno perderá a quantia paga. Desejando retornar, terá que pagar e começar novo curso. Isto porque os cursos são sempre atualizados;
7- Os cursos são apoiados pela ABRATH (Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos – SP), e válidos em todo território nacional;

​Read More
Notícias

Agudos (SP) lança ferramenta online para encontrar animais perdidos

Divulgação
Divulgação

A Prefeitura de Agudos lançará oficialmente o portal “Cãomigo”, no domingo, 15, durante a inauguração do AMA (Ambulatório Municipal de Animais). O site é uma nova forma de cadastrar informações sobre animais perdidos, abandonados ou para adoção.

No site é possível cadastrar um animal perdido, por exemplo, com fotos, raça, cor, tamanho e idade, além dos dados do tutor do animal. Quem quiser doar um animalzinho também pode cadastrar as informações e as fotos, que ficam sempre disponíveis para os outros internautas.

Além deste banco de dados, o usuário também terá informações sobre castração, microchipagem e outras campanhas oferecidas pela prefeitura. O programa também visa sensibilizar a posse responsável e a importância da adoção de animais, contribuindo para a diminuição da quantidade de animais nas ruas. Os dados são divulgados pelo site gratuitamente.

O prefeito Everton Octaviani disse que esta é mais uma ferramenta para evitar o abandono de animais nas ruas da cidade. “Nós lançamos esta página na internet com muita alegria, será uma forma de reunir dados e fotos dos animais desaparecidos, encontrados ou para adoção. Este site irá nos auxiliar e funcionará como uma central animal”, explicou.

Serviço
O endereço do site é o www.caomigoagudos.com. A plataforma será lançada oficialmente no próximo domingo, 15, às 11h, durante a inauguração do AMA (Ambulatório Municipal de Animais).

Divulgação
Divulgação

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Leitores da ANDA ganharão Curso Vegano Detox online

dieta-vegana
Divulgação

Essa semana o site Detox e Saúde lançou o curso online 100% gratuito “Detox Passo a Passo” destinado a todos aqueles que prezam pela saúde, bem estar e uma alimentação balanceada totalmente livre de crueldade animal.

O curso é inédito no Brasil e possui inúmeras informações atualizadas e relevantes sobre como eliminar toxinas acumuladas desde a infância e que podem estar impedindo as pessoas de atingirem todo o seu potencial físico, mental e intelectual.

Idealizado por Patricia Barreto, que viveu durante três anos na Nova Zelândia e passou por um programa intenso de desintoxicação que hoje é popularmente conhecido como “detox”, o curso visa não apenas o bem estar físico, mas o respeito a todas as formas de vida e o resgate do equilíbrio com a natureza como uma forma de alcançar maior plenitude. “Sim, todos nós podemos atingir um nível elevado de saúde, bem estar e vitalidade, respeitando as leis da natureza e as demais espécies animais. Acredito que no nosso distanciamento da natureza se encontra a raiz de nossas mazelas”, afirma.

detox

O curso é dividido em apenas quatro vídeo-aulas:

1ª : Conceitos básicos da desintoxicação e por que ela é tão fundamental nos dia atuais;
2ª: Detox passo a passo: os 12 super-alimentos detox e os maiores alimentos antioxidantes.
3ª: Detox passo a passo – as técnicas mais eficientes de eliminação de toxinas no organismo. Também será possível conhecer os incríveis benefícios do “Jejum de 21 dias”.
4ª: Surpresas..

O curso ficará no ar apenas até o dia 31 de março e pode ser acessado aqui.

​Read More
Notícias

Crescimento de tráfico de marfim online preocupa autoridades e ativistas

Por Danny Lee/South China Morning Post (Tradução: Bruna Oliveira/ Agência de Notícias de Direitos Animais)

Marfim03
Funcionário da alfândega exibe peças de marfim apreendidas no aeroporto internacional de Hong Kong. Foto: EPA

Leis mais rígidas sobre o comércio de vida selvagem não impedindo traficantes de agirem na China – pelo contrário, eles estão cada vez mais criativos. Ativistas do país agora temem que o comércio ilegal se intensifique na Internet, e esse é um dos temas que serão abordados durante encontro em Hong Kong para tratar de assuntos referentes à proteção de animais em extinção.

A ONG WildAid de Hong Kong forneceu dois exemplos do que tem ocorrido no mundo online – um usuário do Facebook que tentava vender presas de elefante em Hong Kong, e outro indivíduo oferecendo troca de peças de marfim na plataforma de mensagens chinesa WeChat.

“Comprar marfim online ou em uma loja física tem o mesmo efeito devastador: as taxas de caça furtiva altíssimas e o colapso catastrófico das populações de elefantes africanos”, disse Alex Hoffoer, gerente de campanha da WildAid.

Um relatório divulgado na última quinta-feira pela WWF mostrou um rápido aumento na compra e venda de marfim em plataformas online na Ásia.

Marfim01
Uma presa de elefante e bijuterias feitas de marfim são vistas à venda em uma loja em Hollywood Road, no centro de Hong Kong. Foto: EPA

O relatório apontou que a atividade reforçou uma tendência para a negociação em redes sociais como o Facebook, WeChat e QQ, um outro serviço de mensagens do continente.

Cheryl Lo, diretora sênior de crime ambiental da WWF Hong Kong, disse que o comércio online se tornou um “problema sistêmico” no continente.

“Uma vez que as leis são restritas, então o comércio ilegal foi para plataformas como o WeChat, onde as comunicações são mais difíceis de serem rastreadas”, disse ela. “É algo que temos que ficar de olho em Hong Kong.”

O relatório apresentou ainda que em apenas um mês durante no último ano, milhares de produtos de marfim, 77 chifres de rinocerontes inteiros e um grande número de aves ameaçadas de extinção foram anunciados para venda via QQ e WeChat.

Em resposta ao relatório de tráfego, o Facebook disse que está empenhado em colaborar com organizações de conservação da vida animal para acabar com o comércio ilegal.

Enquanto isso, o Departamento de Conservação da Pesca e Agricultura disse que a atividade online caiu nas graças dos traficantes por conta da importação, exportação e venda interna de marfim de elefantes.

“O mecanismo de regulação também é aplicável ao comércio de espécies ameaçadas de extinção na internet e mídias sociais”, informou.

Marfim02
Ativista pede pelo fim da venda de marfim em Hong Kong. Foto: Alex Hofford

Hong Kong será sede de uma reunião de cúpula de especialistas em conservação, diplomatas e representantes do governo local e estrangeiro para discutir como resolver o problema da mudança de demanda e comércio de espécies selvagens ameaçadas de extinção.

Representantes locais incluem o governo, as organizações Ocean Park e Kadoorie Farm, além de diplomatas dos consulados alemão e sul-africano.

Representantes do Banco Mundial e dos governo americano e britânic, o US Aid, a Tencent, e especialistas de Singapura, Tailândia e Vietnã também estarão presentes.

​Read More
Destaques, Notícias

Veganpalooza: evento online gratuito e ímpar sobre veganismo

Por Patricia Tai (da Redação)

“Tudo começa com o que você põe no seu prato”. Essa frase introduz e define a proposta do Veganpalooza 2013, ou Cúpula Mundial Vegan. Primeiro evento online do gênero, esta segunda edição ocorrerá de 15 a 18 de agosto, e para participar basta se cadastrar no site gratuitamente.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Vinte e oito veganos renomados das mais diversas áreas – artistas, ativistas, atletas, escritores, educadores e até cientistas, estarão fazendo apresentações e palestras online nos quatro dias do evento, abordando o veganismo em toda a amplitude que ele possa abranger, desde os benefícios que ele pode trazer à saúde física de quem adota essa dieta, assim como as consequências positivas enquanto meio de vida sustentável fundamental para o meio-ambiente e, é claro, como principal forma de se respeitar e promover os direitos animais. Alguns especialistas falarão do veganismo até sob o ponto de vista da espiritualidade e como caminho para uma maior harmonia social.

De acordo com a descrição do evento no próprio site, o Veganpalooza tem um approach holístico: ele pretende, com seu conteúdo, fornecer ferramentas para “curar e despertar mente, corpo e espírito”.

Segundo a apresentação do evento em seu site:

“Felizmente, há um entendimento acessível a todos nós e que revela formas de vida mais libertadoras e poderosas. E conforme esse entendimento cresce e se difunde, ele traz mais bem-estar, paz, harmonia social e sustentabilidade ao nosso mundo. Ele é baseado nos mais antigos ensinamentos espirituais, e é respaldado por pesquisas científicas. Com o Veganpalooza, nós estaremos trazendo a você essas verdades curadoras que transformarão positivamente a sua vida e o nosso planeta”.

Mas o evento parece que irá tocar em questões sérias. Ao reunir especialistas em Veganismo, os organizadores pretendem desvelar verdades que teriam permanecido ocultas e reprimidas até a sociedade industrializada contemporânea, por força da ação de uma complexa teia formada pelas indústrias “alimentícia, farmacêutica, médica, militar e da mídia”. Ou seja, toda uma engrenagem que fez com que a Humanidade acreditasse até hoje que comer carne e explorar animais é o único caminho possível, ou mesmo “necessário”.

Necessário, pode-se dizer, é que haja eventos como este. Gratuitos, abertos, altamente corajosos em seu âmago, e por isso muito importantes. A máquina assassina que mata zilhões de animais no mundo por ano para servir ao consumo humano em suas mais diversas e caprichosas formas precisa de iniciativas como esta para que se faça quebrar as suas engrenagens. Falar com coragem, falar sem medo, falar para todos. Falar pelos animais.

O foco do Veganpalooza é o bem-estar agora, o bem-estar real dos animais, o direito à vida de todos os seres e a sobrevivência das gerações futuras. A descrição do evento fala o tempo todo na busca por “uma vida muito melhor, uma vida diferente”. Afinal, não poderia ser de outra forma: o veganismo fala mesmo de saúde.

Diz, ainda, que “crescemos em uma cultura que injetou em nós um programa alimentar que não nos beneficia”. É hora de se ejetar esse programa.  Em um tempo no qual o movimento vegan está crescendo por todo o mundo – embora em um ritmo muito, leia-se “muito mais” lento do que deveria estar – o fato de se reunir tantas pessoas com algo fundamentado a dizer online e ao mundo sobre isso talvez permita a sondagem desse tema em sua profundidade.

Os organizadores procuram frisar que o evento é para todos: aos que já são veganos, pois poderão aprimorar seus conhecimentos e aprender a levar a mensagem adiante de maneira  mais efetiva; aos que ainda não são vegetarianos ou veganos mas estão abertos a saber mais sobre o assunto; e aos onívoros “que gostariam de aprender a encontrar mais paz interior, reduzir riscos de contrair doenças como câncer e infarto, e aumentar a alegria e a compaixão em nosso mundo”. Aparentemente, não ficará nada sem ser dito.

Quem tiver interesse pode fazer seu registro gratuito e compartilhar com seus amigos, família e pessoas queridas. O movimento pede que se divulgue ao máximo. Os animais sempre agradecem. Para se inscrever, visualizar os participantes e saber mais sobre o evento, clique em:

http://www.veganpalooza.com/

O evento tem uma página no Facebook:

https://www.facebook.com/veganpalooza

Organizadores

O evento é organizado pelos amigos Will Tuttle e Steven Prussack.

WillTuttle
Will Tuttle

Dr. Will Tuttle: É escritor, educador, compositor e pianista, e realiza palestras e apresentações por toda a América do Norte e Europa. Autor do best-seller “The World Peace Diet” (não foi traduzido para o Português, mas o título quer dizer “A Dieta da Paz Mundial”), ele ganhou o prêmio Peace Abbey’s Courage of Conscience Award, e é criador de diversos programas de treinamento em bem-estar. Com o título de Pós Doutorado pela Universidade da Califórnia, seus estudos são focados em educação intuitiva e altruísmo, tendo lecionado em faculdades nos assuntos de Criatividade, Humanidades, Mitologia, Religião e Filosofia.

Ex-monge budista e vegano há 33 anos, ele se diz “devotado ao despertar e à cura através da Cultura”, e compôs oito álbuns de músicas em piano. Ele participa de cerca de 150 eventos por ano, entre palestras, conferências, workshops e concertos.

Steven Prussack
Steven Prussack

Steven Prussack: É escritor, radialista e fundador da revista VegWorld ( www.vegworldmag.com ). Vegano há 20 anos, Steve é autor de um livro chamado “The Complete Idiot’s Guide to Juice Fasting”, e criador do site Juice Guru ( www.juiceguru.com ). Steve fundou e co-produziu esses que aparentemente foram até então os maiores eventos mundiais online sobre veganismo e crudivorismo vegan: o Veganpalooza – Vegan World Summit ou Cúpula Mundial Vegetariana 2012 ( www.veganpalooza.com ) e o Rawpalooza – 2012 Raw Food World Summit ou Cúpula Mundial de Alimentação Crudívora 2012 ( www.rawpalooza.com ). Ele também estará lançando o Passionpalooza: 2013 Heart-Centered Entrepreneur’s Summit, em Outubro deste ano.

​Read More