Home [Destaque N2], Notícias

Crise financeira restringe atendimento em ONG de proteção animal em SP

Foto: Reprodução/Projeto Murilo Pretinho

Uma crise financeira está restringindo o atendimento a animais da ONG Projeto Murilo Pretinho, que trabalha na proteção animal desde 2008.

Segundo a presidente da entidade, Flávia Frederico, ao todo, a dívida chega a R$ 2 mil em uma clínica conveniada, mesmo tendo direito a 50% de desconto. O valor está restringindo o atendimento a outros animais.

“Estou medicando uma cadela que está com a pata quebrada, dou medicamentos e administro a dor todos os dias, mas é difícil levar mais um animal diante da dívida que está feita”, diz.

Outro problema que surgiu com a dívida foi a manutenção de um canil que abriga seis animais da entidade, que será fechado por falta de verba.

De acordo com Flávia, todos os animais que estão no local serão transferidos para hospedagens, mantidas por doações e voluntários.

O começo

O Projeto Murilo Pretinho começou após a atual presidente descobrir que 50 cães viviam em situação de abandono em uma obra da construção civil, próxima ao Jardim Paiva, em 2008.

Após perceber a necessidade de cuidados com esses animais, Flávia procurou a Associação Vida Animal (AVA), quando começou uma parceria para tratar da causa.

Desde então, os voluntários começaram a ir até o local diariamente e passaram a ajudar com doações de ração, medicamentos, vacinas e oferecendo castração. Após os serviços prestados, uma feira de adoção foi organizada, onde 39 daqueles animais ganharam um novo lar.

Atendimento

Contrária ao regime de abrigo, Flávia gosta de salientar que o trabalho da instituição é com animais de comunidade, com a ajuda de moradores de cada bairro.

“Os voluntários vão até bairros com muito abandono ou com pessoas carentes e começam um acompanhamento que oferece tudo que é necessário ao animal naquele momento”, afirma.

Como ajudar

Atualmente, a maior necessidade do Projeto Murilo Pretinho é na área financeira, mas também são aceitas doações de rações, medicamentos, cobertores, casinhas e outros materiais utilizados no trato animal.

A presidente da instituição também diz que a doação de materiais que possam ser comercializados durante as feiras de adoção também são importantes.

“Se alguma empresa puder colaborar doando brindes como camisetas, canecas, canetas já seria de grande ajuda”, diz.

Interessados em colaborar podem enviar e-mail para flaviaffrederico@gmail.com .

Assista ao vídeo da entidade:

Fonte: EP Ribeirão

​Read More