Notícias

Prestes a se afogar, capivara é resgatada do mar em Olinda (PE)

Fotos: Divulgação CIPOMA

Uma capivara foi resgatada na quinta-feira (16) após quase se afogar no mar em Olinda, no estado de Pernambuco.

Moradores da região de Casa Caiada viram o animal no mar e acionaram a Companhia Independente de Policiamento de Meio Ambiente (Cipoma), que realizou o resgate com a ajuda do Corpo de Bombeiros.

Após ser retirada da água, a capivara foi encaminhada à sede do Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

O Major Coelho, da Cipoma, explicou que o resgate levou cerca de duas horas e que o animal estava bastante assustado. Diante da agitação da capivara, a equipe foi bastante cautelosa para não feri-la.

“Recebemos ligação de várias pessoas, informando sobre o animal no mar e nos pedindo para fazer o socorro”, comentou o Major, em entrevista do Diário de Pernambuco.

Bastante assustada, a capivara chegou ao Cetas Tangara com ferimentos leves, segundo o coordenador do órgão, Yuri Valença, a capivara chegou ao Cetas com ferimentos leves e muito assustada.

“Recebeu os primeiros socorros e está sob observação. Logo que estiver bem, nós a devolveremos para a natureza. Um local próximo a um rio, que é onde as capivaras gostam de habitar”, explicou Valença.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Primeiro parque para animais de Olinda (PE) é inaugurado

O espaço tem o objetivo de oferecer lazer aos animais e seus tutores


O ParCão, primeiro parque para animais de Olinda (PE), foi inaugurado no sábado (21) na Praça Vitoriano Regueira, no bairro Novo.

Foto: Pedro Paulo Catonho

O local conta com área de descanso, playground e ambiente para eventos e atividades educativas. As informações são do Diário de Pernambuco.

Os 1.158,85 m² do parque são divididos em 386,14 m² de espaço para os animais ficarem com os tutores, 313,63 m² de área para cachorros de grande porte e 459,08 m² de área para os cães de pequeno porte.

Para a inauguração do parque, a praça que o abriga também recebeu nova iluminação, reforma das calçadas, da pista de cooper e das galerias. O local também receberá, em breve, câmeras de monitoramento.

Um desfile de cães foi feito na inauguração do ParCão, com distribuição de brindes.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Inauguração de parque para animais está prevista para setembro em Olinda (PE)

A Prefeitura de Olinda (PE) realizou uma reunião de estudo para debater a implantação do primeiro parque de bem-estar animal da cidade, chamado popularmente de “Parcão”. O projeto deve ser implementado em agosto em uma área de 405m² na Praça Vitoriano Regueira. A inauguração deve ser feita em setembro.

Foto: Pixabay

Uma parceria da prefeitura com a iniciativa privada permitirá a construção do Parcão. De acordo com informações da assessoria de comunicação da prefeitura, o local deve contar com circuito de agility para que os animais façam atividade física, setor para adestramento e ambiente para convivência entre animal e tutor.

No encontro, realizado na Prefeitura de Olinda, estiveram presentes o prefeito, Professor Lupércio, o vice-prefeito, Márcio Botelho, o arquiteto André Luiz Corrêa Santos, a idealizadora do projeto Kamila Rangel, que também executa ações educativas com animais, e representantes de empresas do segmento, como Patrícia Alves, do Hospital Veterinário 4 Patas.

“Essa iniciativa vai beneficiar a população olindense que ainda não conta com um local apropriado para lazer dos animais. A previsão é que possamos inaugurar ainda no mês de setembro deste ano, com a realização de um grande evento no segmento animal na cidade”, revelou Rinaldo Silva (Guiguinho), que coordenou o encontro.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More
Notícias

Bodes são resgatados de matadouro clandestino e homens são presos

Dois bodes vivos foram resgatados de um matadouro clandestino em Olinda (PE), nesta quinta-feira (9). Dois homens, que não tiveram os nomes divulgados, foram presos. Eles confessaram o crime.

Foto: Polícia Militar/Divulgação

De acordo com a Polícia Militar, os homens foram presos no bairro Jardim Brasil após denúncias anônimas terem sido feitas. As informações são do portal G1.

No local, além dos dois bodes vivos, havia quatro corpos de animais mortos, já cortados, uma balança digital e utensílios cortantes usados para cortar os animais.

Os dois homens foram encaminhados para a Central de Plantões da Capital (Ceplanc), no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife. Eles pagaram, cada um, uma fiança no valor de um salário mínimo e foram liberados.

“O dono do matadouro nos atendeu e confirmou a denúncia. Ele nos levou até o quintal, onde funcionava o estabelecimento clandestino. Ele estava, inclusive, fazendo o corte de um dos animais. No local, eles foram autuados e assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência”, diz a militar Pâmela Gomes.

A Vigilância Sanitária foi acionada e adotou as medidas cabíveis.

​Read More
Notícias

Gavião leva choque elétrico e é resgatado em Olinda (PE)

Um gavião foi encontrado por funcionários de um motel após levar um choque elétrico nos fios de um poste no bairro de Salgadinho, em Olinda (PE). O animal silvestre foi entregue a policiais da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma).

Foto: Polícia Militar/Divulgação

O resgate ocorreu na quarta-feira (31) e foi divulgado pela Polícia Militar nesta quinta-feira (1º). De acordo com o subcomandante da Cipoma, major Sérgio Souza, o animal caiu em uma rodovia da região e foi acolhido por funcionários de um motel localizado na área.

“O gavião se chocou com a rede elétrica e levou uma descarga. Os funcionários do motel fizeram o resgate, retiraram o animal da via e acionaram a Cipoma”, afirmou.

Após o resgate, o gavião foi encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), no bairro da Guabiraba, na Zona Norte do Recife, onde passa por exames médicos e tratamento para se recuperar do acidente.

Preguiça em trabalho de parto

Duas preguiças foram resgatadas no dia 25 de outubro, em uma residência em Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife, e em Barra de Jangada, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana. Nesta última cidade, o animal resgatado pela Cipoma estava em trabalho de parto quando foi encontrado, mas o filhote nasceu morto.

Fonte: G1

​Read More
Notícias

Serviço de resgate de animais de grande porte é retomado em Olinda (PE)

Após dois meses sem funcionar, o programa de Recolhimento de Animais realizado pela Prefeitura de Olinda, em Pernambuco, foi retomado. A interrupção, segundo a administração municipal, se deve ao fato do contrato inicial ter sido feito em caráter emergencial, com duração de apenas seis meses. O trabalho da empresa que realiza os resgates agora está sendo feito por meio de licitação.

No primeiro semestre do ano, o serviço resgatou cerca de 240 animais de médio e grande porte encontrados nas ruas do município. O número representa uma média de 40 animais resgatados por mês, entre cavalos, jumentos, mulas, carneiros, bois e porcos grandes. As informações são do portal G1.

(Foto: Prefeitura de Olinda/Divulgação)

Os animais são resgatados após denúncia e também por meio de rondas feitas entre segunda e sábado, em horário comercial, por uma equipe com um caminhão boiadeiro. Depois do resgate, eles são encaminhados para um alojamento localizado na Avenida Lígia Gomes, na zona rural do bairro de Ouro Preto.

Para que os animais voltem para a guarda dos tutores, é necessário que os responsáveis se dirijam à sede da Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Olinda, na Rua do Bonsucesso, nº 306, no bairro Ouro Preto. Os tutores tem cinco dias úteis para buscar os animais. Após o prazo, eles são doados para instituições filantrópicas ou públicas ou colocados para leilão, mesmo destino daqueles que não têm tutor. Os que apresentam algum tipo de zoonose são levados para a Secretaria de Saúde de Pernambuco.

Decreto

Um decreto em processo final de análise legal, que tramita na Procuradoria Geral do Município, pode passar a estabelecer, se aprovado, o pagamento de uma multa – que varia de R$ 200 a R$ 1.500 – para casos de animais resgatados de forma reincidente. Com a regra, os tutores só poderiam retirar o animal do abrigo sob pagamento. Até o momento, nenhum valor é cobrado.

O objetivo da taxa, segundo o secretário de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Olinda, André Botelho, é diminuir o número de animais recolhidos mais de uma vez em um curto período de tempo, como ocorreu nos primeiro seis meses do ano.

“Grande parte dos animais recolhidos foram reincidentes. Acreditamos que se o tutor pagar a primeira vez, a partir da segunda, quando o valor for aumentando, ele vai sentir isso e não repetir o erro. Queremos criar a consciência de que eles não podem deixar seus animais soltos em via pública ou passeando pela praia”, diz o secretário.

Denúncias

Ao encontrar animais de médio e grande porte soltos ou abandonados, a população pode fazer uma denúncia à empresa responsável pelo programa através do telefone (81) 97104.7051. O atendimento é realizado 24 horas por dia.

A denúncia pode ser feita ainda na Secretaria de Meio Ambiente e Planejamento Urbano de Olinda no telefone (81) 3439-5535, das 7h30 às 13h30.

Nota da Redação: a ANDA é veementemente contra a prática de leiloar animais, conforme realizado pela Prefeitura de Olinda. Seres vivos não podem, em hipótese alguma, ser reduzidos à condição de objetos passíveis de precificação e venda. É inaceitável, portanto, que animais tenham a condição de sujeito de direito desrespeitada para que sejam leiloados como se fossem bens de consumo. Vidas devem ser respeitadas pelo que são e tratadas de forma digna, o que inclui não envolvê-las em qualquer tipo de comércio.

​Read More
Notícias

Serviço de resgate de animais de grande porte será intensificado em Olinda (PE)

O trabalho de recolhimento de animais de grande porte que vivem soltos nas ruas e avenidas de Olinda, no Grande Recife, em Pernambuco, será intensificado.

(Foto: Reprodução / TV Jornal)

A ação, que começa na próxima segunda-feira (3), pretende, principalmente, prevenir acidentes nas vias de maior circulação de veículos, dar mais fluidez ao trânsito, além de evitar a dispersão do lixo causada pelos animais. O trabalho será realizado pela Secretaria de Meio Ambiente Urbano e Natural de Olinda.

Uma equipe com um caminhão boiadeiro fará o transporte de cavalos e jumentos, durante rondas, de segunda a sábado, sempre no horário comercial, ou por meio de denúncia nos telefones que estão à disposição da população: 3439.5535 ou 9 7104.7051.

Multa

Os animais resgatados são levados para um alojamento localizado na zona rural do bairro de Ouro Preto e os tutores só podem fazer o resgate após o pagamento de multas que variam de R$ 200 a R$ 1500.

Fonte: TV Jornal

​Read More
Notícias

Serviço de resgate retira 43 animais das ruas em um mês em Olinda (PE)

Desde que foi implantado, há um mês, o Serviço de Recolhimento de Animais, que resgata animais abandonados de grande porte, retirou 43 animais das ruas de Olinda, em Pernambuco, entre cavalos e jumentos.

Cavalo é retiro das ruas por serviço de resgate (Foto: Divulgação)

De todos os animais resgatados, 35 foram devolvidos aos tutores após pagamento de multa – que varia de R$ 200 a R$ 1.500.

Os animais são levados para um espaço no bairro de Cidade Tabajara. O local, sede da empresa GCinco, conta com conforto, segurança, limpeza e alimentação adequada. Após o resgate ser realizado, o tutor do animal é notificado e tem até cinco dias para buscar o animal. Caso o tutor não apareça, o animal é colocado para adoção ou é leiloado, prática inaceitável por meio da qual o animal é reduzido a um mero objeto passível de leilão.

Para informar a Prefeitura sobre animais de grande porte abandonado é preciso especificar qual é o animal e em que lugar ele está. Dessa forma, um caminhão será deslocado para que o resgate seja feito. Os telefones para contato são: 81 3439.5535 e 81 9.7104-7051.

Nota da Redação: a ANDA repudia o ato de leiloar animais. Leilões devem ser realizados com bens, não com vidas. Animais não são mercadorias e não devem ser reduzidos a meros objetos passíveis de leilão. É urgente que a sociedade se conscientize e entenda que não deve se apropriar dos animais para usá-los para benefício próprio. Leiloá-los é um desrespeito à condição de seres vivos desses animais e, portanto, é uma prática inaceitável.

​Read More
Notícias

Olinda (PE) começa a resgatar animais de grande porte abandonados

A medida que determina o resgate de animais de grande porte abandonados em Olinda, em Pernambuco, entrou em vigor. Os tutores de animais como cavalos, bois, burros e mulas que forem encontrados nas ruas do município serão punidos com multas que variam de R$ 200 a R$ 1,5 mil, a depender da reincidência.

(Foto: Juliano Barbosa / Imagem ilustrativa)

Os animais serão levados para um abrigo pertencente a empresa terceirizada que realizará também o serviço de resgate. A ação é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente Urbano e Natural.

Os tutores dos animais serão notificados e terão até cinco dias para buscá-los. Caso eles não sejam encontrados, a notificação será feita pelo Diário Oficial. Quando não forem retirados do abrigo pelos tutores, haverá duas opções para os animais: a doação e, lamentavelmente, a ida a leilão, determinação da administração municipal que trata os animais como objetos passíveis de venda e não como vidas.

Um cadastro será feito para cada animal resgatado. Nele irá conter foto, local do resgate e possível tutor. As informações serão utilizadas para o registro da ocorrência e para facilitar as punições aos responsáveis pelos animais. As informações são do portal G1.

“É um serviço importante, necessário e que chegou na hora certa. Além de trazer tranquilidade para a população vai trazer segurança para os animais”, afirma o secretário de Meio Ambiente Urbano e Natual de Olinda, André Botelho.

As denúncias da população sobre animais de grande porte abandonados devem ser feitas, de segunda a sábado no horário comercial, pelos telefones: (81) 3439.5535 e (81) 9.7104-7051.

​Read More
Notícias

Olinda (PE) inicia serviço de resgate de animais de grande porte abandonados

Animais de grande porte, como cavalos, bois, vacas, burros e mulas, poderão contar, a partir da próxima terça-feira (2), com um serviço exclusivo de resgate no município de Olinda, em Pernambuco.

(Foto: Divulgação)

Trata-se de uma iniciativa da Prefeitura da cidade, que contratou a empresa Grupo GCinco Comércio e Serviços para realizar o trabalho que será coordenado pela Secretaria de Meio Ambiente Urbano e Natural. O contrato formal de parceria foi assinado na última quarta-feira (27).

 

Os animais de porte grande em situação de abandono que forem resgatados serão levados para um abrigo de propriedade da empresa, localizado no bairro Cidade Tabajara. No local, receberão alimentação e cuidados. No caso do animal possuir tutor, a pessoa será notificada e terá até cinco dias para buscá-lo.

Além dos resgates, a Prefeitura promete fazer também campanhas de conscientização e fiscalização. “Junto com a população, vamos acompanhar e fazer um trabalho educativo, com carro de som, faixas, panfletos, para orientar os cidadãos”, afirma o prefeito da cidade, Professor Lupércio.

Ao efetivar a denúncia de abandono, é preciso que o denunciante informe à empresa qual a espécie do animal e em que local ele se encontra. Após o contato ser realizado, um caminhão com dois funcionários será deslocado para efetuar o resgate. As informações são do Diário de Pernambuco.

O serviço pode ser acionado de segunda-feira à sábado, em horário comercial, por meio dos telefones: 81 3439-5535 e 81 97104-7051.

​Read More
Notícias

Tartaruga é encontrada morta na orla de Olinda (PE)

Foto: Adriano Artoni/Cortesia
Foto: Adriano Artoni/Cortesia

Uma tartaruga da espécie verde foi encontrada morta na orla do bairro de Casa Caiada, em Olinda, na altura do Banco do Brasil.

De acordo com peritos, a tartaruga apresentava sinais de afogamento, possivelmente por rede de pesca, e já estava morta há 48h. O animal foi levado até a areia pela correnteza.

A tartaruga macho pesava mais de 100 kg e tinha cerca de 1 metro de casco. Sua nadadeira já estava em fase de decomposição e o animal foi removido do local pela equipe de limpeza urbana.

Fonte: Folha PE

​Read More
Notícias

Atropelado, cavalo agoniza por três horas sob sol escaldante em Olinda (PE)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um cavalo foi atropelado na manhã desta quarta-feira, 30, na saída do município de Olinda, Região Metropolitana do Recife (PE). O acidente aconteceu por volta das 6h30 e às 8h o animal, com a pata quebrada, ainda agonizava deitado na pista da Avenida Olinda, em frente ao Complexo Salgadinho. A companhia de trânsito está no local desviando o tráfego.

Mirela Rocha parou seu carro para ajudar o cavalo, que já encontrou imóvel na pista. Segundo ela, o animal estava sendo levado pelo tutor quando foi atropelado. Tanto o tutor quanto o motorista não o socorreram depois do acidente. Segundo Mirela, uma pessoa se identificando como filho do motorista apareceu depois oferecendo alguma ajuda, mas também foi embora.

O motorista Leonardo da Silva também parou e já estava há mais de uma hora no local à espera de uma solução para a situação. Ele conta que o tutor do animal também voltou algum tempo depois para ver o estado em que se encontrava. “Ele apareceu, viu que o cavalo está com a pata quebrada, disse que ele não servia mais e foi embora”, relata Mirela. Segundo ela, o nome do cavalo é ‘Chocolate’.

A Vigilância Sanitária foi contactada e declarou estará se dirigindo ao local para resgatar o animal, que deve ser morto. Visivelmente emocionada, Mirela desabafa: “Ele viveu sendo explorado e vai morrer deste jeito. Às vezes a gente tenta ter fé nas pessoas, mas é difícil”.

A reportagem não conseguiu a identificação nem do motorista que atropelou o cavalo, nem do tutor do animal. Ainda não há informações sobre o resgate do animal.

Fonte: Leia Já

Nota da Redação: A chamada “eutanásia” é um crime tão brutal quanto o praticado pelos exploradores que obrigavam esses animais a servi-los. Como podemos resgatar animais vítimas dos maus-tratos para em seguida matá-los, alegando que uma pata quebrada é motivo? Essa matança precisa parar imediatamente, a solução não é matar, e sim tratar! Esse comportamento covarde e cruel deve ser combatido e impedido. A solução para esses animais é ajuda, tratamento, espaços de reabilitação. É momento de buscar ajuda, jamais tirar a vida de forma tão arbitrária e cruel!

​Read More