Notícias

OAB realiza campanha de conscientização de tutores de animais em Bagé (RS)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na manhã de ontem, órgãos públicos participaram de uma reunião na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) subsecção Bagé, com o objetivo de buscar formas de conscientizar, efetivamente, tutores de animais. O encontro aconteceu depois de mais um acidente com vítima fatal, ocorrido na última semana, envolvendo um automóvel e um cavalo, na avenida Leonel Brizola.

Segundo o presidente da OAB, Roberto Hecht, a iniciativa foi retomada pelo órgão. “Já havíamos realizado duas reuniões, em 2013, e agora estamos tentando organizar blitz, conscientização efetiva e mais cobrança de cuidados pelos órgãos públicos”, destaca.

Hecht conta que a ideia central é trabalhar a união de forças para que não ocorram mais acidentes como o da última semana. “Sabemos que estamos em uma região onde há tutores de animais de grande porte e temos que conscientizá-los para que não os deixem em locais como vias públicas, ruas e rodovias. O primeiro passo é buscar a mídia e salientar essa nova lei”, ressalta.

A cobrança de mais fiscalização também foi o enfoque da reunião. Hecht salientou a importância de haver um plantão diário. “Acreditamos que é necessário o estudo dos órgãos para realizar esse trabalho, pois para quem vão ligar ou pedir o recolhimento se não houver um plantão?” questiona.

Conforme o secretário municipal de Transporte e Circulação, Antônio Arla da Silva, 90% dos animais soltos não são de carroceiros. “As pessoas acreditam que os que são apreendidos pertencem a trabalhadores, mas a maioria é de criadores que exploram os cavalos em eventos”, conta.

Os animais recolhidos são levados para o campus rural da Urcamp. Hoje, a SMTC conta com um novo caminhão para o trabalho, salienta o secretário. “Desde janeiro já efetuamos 146 apreensões. Neste último final de semana contamos com uma parceria com a Brigada Militar e tiramos, das vias, 27 cavalos. O novo caminhão tem capacidade para nove cavalos, quase o dobro do antigo veículo, que carregava até cinco”, informa.

A procuradora jurídica da Prefeitura de Bagé, Liliana Pereira Moreira Ferreira dos Santos, acrescentou que o projeto que visa ao aumento da multa para o dobro do valor de hoje, de R$ 61,30 para R$ 122, 60, e à colocação de microchips em todos os animais apreendidos assim como no caso de reincidência, por apreensão, a perda de direito do tutor será enviado esta semana para a Câmara de Vereadores. “Acredito que o primeiro passo é a conversa com a SMTC sobre organização de efetivo para plantão, depois, o trabalho de conscientização encampado pela OAB e demais entidades. Junto a isso, a lei que visa a um maior controle”, ressalta.

Participaram da reunião o coordenador municipal da Balada Segura, Leonardo Marinho, o coordenador do posto de Bagé da Polícia Rodoviária Federal, Ibsen Pons, o comandante do 2º Pelotão Rodoviário Estadual da Brigada Militar, tenente José Eduardo Dornelles e advogados.

Fonte: Jornal Folha do Sul

​Read More