Notícias

Polícia Federal aponta navio grego como suspeito de derramar óleo no Nordeste

O navio Bouboulina tem 276 metros de comprimento e pode transportar até 164 mil toneladas


Uma investigação da Polícia Federal concluiu que o navio mercante Bouboulina é o principal suspeito de derramar óleo no Nordeste. A embarcação, de bandeira grega, pertence à empresa Delta Tankers LTD.

Reprodução

A suspeita acerca do navio consta em uma decisão do juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal em Natal.

O magistrado determinou que seja executada uma ação de busca e apreensão na empresa Witt O Brien’s e na Lachmann Agência Marítima, que atuou como agente marítimo da Delta Tankers no Brasil. As duas têm sede na região central da cidade do Rio de Janeiro. As informações são do jornal O Globo.

De acordo com documento da Marinha enviado à Polícia Federal, o navio grego ficou quatro dias detido nos Estados Unidos por “incorreções de procedimentos operacionais no sistema de separação de água e óleo descarga no mar”.

A PF informou que dois mandados de busca estão sendo cumpridos em sedes de representantes e contatos da empresa grega responsável pela embarcação. As ações estão sendo executadas nesta sexta-feira (1) no Rio de Janeiro.

Investigações concluíram que o navio atracou na Venezuela em 15 de julho e que o óleo teria sido derramado pela embarcação a 700 quilômetros da costa brasileira entre os dias 28 e 29 de julho.

Participaram das investigações uma empresa privada do ramo de geointeligência, a Marinha, o Ministério Público Federal, o Ibama, a Universidade Federal da Bahia (UFBA), a Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Estadual do Ceará (UEC).

A embarcação foi construída em 2006 e o nome dado a ela é uma homenagem a Laskarina Bouboulina, uma heroína da Guerra da Independência Grega. Com 276 metros de comprimento, o navio pode transportar até 164 mil toneladas e seu porto fica na cidade de Pireu, ao lado de Atenas.

De acordo com sites especializados em rotas navais, a embarcação atracou na Cidade do Cabo, na África do Sul, vindo do Norte, e agora segue rumo ao Sul, em direção ao Cabo da Boa Esperança.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


​Read More